quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Guitarras Mágicas

       Ganhei de presente há pouco tempo do Oscar Isaka Jr., amigo meu (e outro louco por guitarras :) ) um poster muito legal com várias guitarras importantes (Guitar Heaven). Agora está pendurado na entrada do meu home studio.
Pois bem, eu tinha várias fotografias muito legais e de boa resolução e já que domino um pouco o Photoshop, resolvi fazer eu mesmo um outro poster e colocar aqui no blog. Afinal, todo "louco por guitarra" adora essas "centerfolds", hehehe :)
Como não envolve nada comercial, o poster pode mostrar as guitarras e os nomes originais.

       Primeiro o poster em miniatura com todas, depois individualmente. No final, lá embaixo, o poster em tamanho real, com 1,5 metros de altura. :)


A primeira: LP Standard "Pearly Gates". Mais informações no site da Gibson: Clique


Uma Les Paul 59 é fantástica, mas a Telecaster 52 não deixa por menos:


25/01/11: Já que o Maurício mencionou, abro uma exceção para a JEM, pela relevância do Vai. Particularmente, é linda, mas não gosto dela. Bem, vamos colocar assim e eu me pouparei das críticas: "Eu não tenho habilidade suficiente para tocar essa guitarra..."


... Mas volto rapidamente para as clássicas: Fender Custom Shop Stratocaster Rory Gallagher Tribute:


Uma Zemaitis estonteante (Zemaitis S24-FR):


A Les Paul do Jeff Beck, antes de ele se decidir definitivamente pela strato:


Prefiro uma Les Paul, mas é impossível ignorar a PRS McCarty:


Uma verdadeira jóia: Gretsch White Falcon:


Uma guitarra que mudou todas as regras: EVH Frankenstrat:


Mais 3 Gibsons - e olha que eu ainda prefiro as Fender! :)
Explorer
 

SG Standard


Les Paul Júnior


Volto para uma das minhas preferidas (tenho uma 74) - Telecaster 72 Custom:


Não poderia faltar a ES-335, mas sou mais a do Alvin Lee:


E finalizo com a Strato doEric Johnson:


E finalmente, o poster em alta resolução. A qualidade da imagem jpeg é de "9" (3,8MB) e tem 1,5 metros de altura (quando impressa). Dá pra fazer um poster bacana... (É só clicar na imagem e após ela carregar, clique com o botão direito e escolha "salvar como"):

POSTER:



Abraço!
PS: A escolha das guitarras e dos guitarristas foi pessoal e também dependeu da disponibilidade e qualidade das imagens. Eu gostaria de colocar mais umas vinte guitarras e outros tantos guitarristas, mas...


quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

"Alívio de Peso" - até onde podemos ir ?

          Vou aproveitar o antigo post sobre o sistema de alívio de peso (weight relief) da Gibson e acrescentar as imagens das radiografias de duas das minhas guitarras, feitas hoje.
A primeira, da Cort KX Custom: aparentemente, mogno sólido. As linhas horizontais acima da sexta e abaixo da primeira corda são das emendas do top de maple. A linha mais superior é provavelmente de outra emenda, mas do mogno.Veja:


Apenas a 1ª e 6ª cordas estão posicionadas. As outras foram puxadas para trás.
A guitarra é leve (3,6kg) para uma guitarra de mogno - por isso eu suspeitava que ela tinha furos, já que a percussão não revelava muita coisa. Dá pra observar também o braço de maple de 3 partes. Ambas estão sem alguns componentes, como os captadores da ponte.

Mas boquiaberto fiquei mesmo quando vi isso na Les Paul chinesa (também postada aqui):


144 furos !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Que é isso, gente! Socorro! :) Essa sim é um verdadeiro "queijo suiço". E olha que ela pesa 4,4kg! Esse mogno deve ter mais mineral que uma pedra! :)
Além disso, existem cinco câmaras adicionais - ou coisa parecida - na parte posterior.

Conclusão: guitarra chinesa? Investigue, investigue, investigue. Quase sempre tem uma mutreta...

Segue a cópia do post original:

O mogno excepcional usado nas décadas de 50 e 60 começou a ficar escasso e durante a década de 70 as peças disponíveis tornaram-se cada vez mais pesadas (ppte em função da absorção de silica do solo - o melhor mogno é o antigo e de solo bem drenado). A solução encontrada pela Norlin/Gibson foi criar furos ou câmaras no mogno. Isso aliviaria o peso (weight relief) e seria imperceptível porque o mogno é coberto pelo top de maple. Toda e qualquer Les Paul Gibson USA produzida entre 1982 - 2007 é "weight-relieved". As únicas Les Paul atualmente com corpo sólido de mogno são as "Custom Shop Historic" e as réplicas de guitarras famosas (Jimmy Page, Billy Gibbons, etc.)
As duas técnicas usadas atualmente são:
Câmaras (chambered body):



ou buracos (9 holes - também conhecidos como "swiss chesse/queijo suiço"), uma série de nove buracos:


A regra é essa. Se tu tens uma Les Paul e queres realmente checar se ela é "weight relieved", podes fazer duas coisas: radiografá-la ou cortá-la ao meio... :)

                                                _______ R7 com mogno sólido__________

ADENDO:
Como o pessoal tem perguntado muito, algumas dias para conseguir a radiografia:
Ligue para qualquer clínica radiológica, peça para chamar o técnico (não o médico) em radiologia e explique que desejas radiografar uma guitarra para investigar a parte interna. Se o cara não for um tapado, vai dizer que é possível (e é, plenamente).
A maioria das clínicas hoje em dia usa um sistema digital, onde a imagem primeiro é gerada digitalmente (pergunte sobre isso) e depois eles a passam para o filme. Se o cara perguntar o tamanho, diga que é o corpo de uma guitarra e do tamanho exato de uma radiografia de tórax.
Uma radiografia de tórax com apenas 1 pose deve custar por volta de 30-50 reais. Quando fores discutir o preço, explique que não queres o filme e, obviamente, o laudo médico (hahahá - Doutor... minha guitarra vai sobreviver?) :), apenas fotografar a imagem na tela (use uma câmera digital comum no automático, sem flash). O custo de uma radiografia é quase todo do filme e laudo médico, justamente o que não queremos. Algumas atendentes podem não entender, mas o técnico sim. Claro que podes também pagar pelo filme e pendurar na parede do teu quarto... :)
Se o pessoal da clínica tiver sensibilidade, acredito que isso custará menos de 25 reais. O processo todo não demora mais do que 5 minutos.