quinta-feira, 13 de maio de 2010

Les Paul Standard 1981 - parte 2

Quando postei a guitarra, ainda não tinha visto os captadores, mas disse: "o da ponte é muito bom, quem sabe é um Tim Shaw?".
Pois, prá minha grata surpresa, o captador da ponte é um Tim Shaw autêntico! Maravilha! Mesmo antes de aprender um pouco sobre guitarra, sempre confiei nos meus ouvidos. Tava bom demais prá ser um T-Top!
O do braço, que é até legal, mas sem muita dinâmica e meio abafado, é um T-Top. Esse vai ser trocado com certeza.
Também fiz duas alterações que melhoraram a sonoridade em uns 30% no mínimo (mais brilho e ressonância): stoptail (cordal) Gotoh de alumínio e inversão da passagem das cordas (agora por cima do stoptail, prá evitar o damping provocado pela angulação ponte/stoptail - as cordas encostavam no corpo da ponte antes de chegarem nos saddles)
Essa guitarra deve ter uma angulação de braço de 5 (comum na época) e não 4 graus, o que me obriga a levantar a ponte pelo menos até a metade do curso. Se alguém souber como medir de forma simples essa angulação, me avise, please.

Captador da ponte: Tim Shaw


Captador do braço: T-Top

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Como Modificar Um Captador Single Coil Cerâmico Para Alnico

Devido a minha G.A.S. ( :-) ), tinha aqui em casa uns 12 captadores singles cerâmicos retirados de guitarras baratas que eu customizei com captadores melhores. Pois bem, para não jogá-los fora, resolvi dar um upgrade neles prá alnico e deixá-los pelo menos com uma certa dignidade (usáveis, portanto...).
Por questão de economia, os single cerâmicos, em vez de pinos individuais de imã alnico (liga magnetizada de alumíno/níquel/cobalto + ferro), apresentam pinos metálicos que conduzem o magnetismo de um grande imã retangular do tipo cerâmico/ferrite colocado na base do captador:



Essa configuração gera um campo magnético totalmente diferente do gerado pelos pinos de alnico, por isso a diferença (para pior) de sonoridade dos captadores cerâmicos. O resto da estrutura é basicamente a mesma de um single alnico genérico: fios/enrolamento, carretel da bobina, ligações, etc. Então, a ideia aí e tirar o imã cerâmico e os pinos metálicos e colocar pinos de alnico.

Pessoalmente, não gosto da sonoridade dos imãs cerâmicos, com pouca dinâmica e agressiva. Ficam legais em captadores humbuckers de alto ganho, com mais de 12-14k, mas num single clássico de strato eles não fazem nenhum sentido.

Antes de começar, um aviso:
"Trocar os pinos de captadores de qualidade geralmente provoca rompimento do fio e perda do captador, pois os mesmos costumam ser enrolados com o fio praticamente em contato com os pinos.
Essa manobra é indicada apenas para captadores chineses, onde a estrutura de plástico da bobina tem tubos que isolam os pinos dos fios."

1) - Primeiro, retire o imã cerâmico: via de regra ele é colado à base. Eu uso um formão e martelo de borracha, mas uma boa faca e martelo de carne já servem. Coloque o formão/faca entre a junção imã/captador e dê umas marteladas para forçar o descolamento. Geralmente ele "pula" fora, mas eventualmente pode quebrar e tem que continuar martelando. Sempre com cuidado para não atingir a área de onde saem os fios de cobre da bobina:



2) – Retire os pinos metálicos. Eles estão presos por pressão ou com uma leve colagem. Martele para cima e para baixo para soltar um pouco e puxe-os (sempre girando, é mais fácil) com um alicate. O captador deve ficar assim:



3) – Coloque os pinos de Alnico. Podem ser adquiridos em lojas especializadas no exterior ou na Malagoli: (clique aqui) Custam R$ 3,50 cada e disponíveis na altura de 14 ou 18 milímetros (use os de 18mm se quiser “estagiar” – deixar diferentes alturas para cada corda respectiva). Os de 14 milímetros são ideais para ficarem “flat” na superfície. Deixam o captador com visual mais “equilibrado” mas têm menor massa, portanto, menor magnetismo.
Dependendo do diâmetro dos furos dos carretéis de bobina plástica, se os pinos ficarem um pouco frouxos, passe um cotonete molhado com um pouquinho (mesmo) de cola tipo Super Bonder nos furos antes de colocar o pino de alnico. Se necessário (e não estiver fazendo estagiamento/escalonamento), coloque também uma fita adesiva na base.
Obs: pinos de alnico devem ter suas polaridades checadas no topo e na base (positivo/negativo ou sul/norte). Com uma simples bússola escolar pode-se checar as polaridades. Todos os pinos devem ser colocados com a mesma polaridade num mesmo sentido. O captador do meio entretanto, pode ter os pinos de alnico colocados de forma invertida (se o polo “sul” dos outros está prá baixo, o do meio terá os polos “sul” para cima ou vice-e-versa). Esse procedimento foi iniciado na Fender somente em 1977. Nessa situação, ocorre cancelamento de fase nas posições “3” e “4”, diminuindo muito o ruído natural dos single coils (obs: para cancelamento eficiente do ruído, o captador do meio deve ter as polaridades magnética/imãs e elétrica/fios invertidos em relação aos outros dois).
Ele chegam da malagoli em blocos enrolados com uma fita adesiva com os mesmos pólos no mesmo sentido (mas sempre é bom checar... ) Os pinos que serão usados no captador do meio devem ser virados de “cabeça para baixo” e instalados nesse sentido... (obrigado pelo lembrete Jaques...)

Captador (re)montado com alnico e colocado na guitarra (o do braço com pinos de 18mm e o do meio com pinos de 14mm) :





PS1: Em 90% ou mais desses single cerâmicos, existe uma camada de plástico que fica entre o imã e o fio (originalmente o fio é enrolado em contato direto com os pinos), diminuindo um pouco a potência real do imã (mas não acredito que caia a ponto de virar um "alnico IV"). Algumas vezes o efeito é até benéfico, deixando o single mais "macio" - principalmente aqueles entre 6 e 7K.

PS2: Dependendo do processo de fabricação, alguns cerâmicos (ex: guitarras SX vintage - eles passam cola por tudo, até na capa) não permitem esse "truque".
Além disso, não é incomum rompermos o fio de cobre durante o processo (todo cuidado é pouco - caso a secção do fio ocorra nos terminais, dá para arrumar, mas daí já é assunto para outro post). Aproveite as dicas do multímetro aí de baixo prá checar se o cap continua vivo até o final... :)

Com humbuckers é mais fácil ainda. SIGA O LINK (Clique aqui)