sábado, 20 de fevereiro de 2016

Captador Malagoli Custom LPG


Oscar Eigio Isaka Jr


(obs: antes de fazer perguntas e ou postar comentários, leia aqui: CLIQUE)


          Ao longo desses últimos anos algumas coisas ficaram bem claras e uma delas é a nossa paixão pelos captadores do tipo P.A.F. e sua sonoridade. Tanto eu como o Paulo somos adoradores declarados dessa sonoridade, haja vista o número de posts sobre o assunto nos últimos tempos.


          Pois bem, há alguns meses atrás, como vocês sabem, o Érico Malagoli me contactou apresentando o "Custom 55" e perguntando se eu não gostaria de experimentar e o resultado já foi postado aqui (clique para ler).

Nos dias que se seguiram, conversei com o Érico sobre as impressões que comentamos e ele perguntou se existia algo que eu achava que poderia ser mudado. Comentei sobre a minha percepção do leve excesso de agudos no ataque e do foco nos médios/graves que eu havia percebido entre algumas outras coisinhas que surgiram na discussão e o resultado é o Custom 55 LPG.

Acordamos que o cap do braço se manteria na linha mais clássica, com as bobinas assimétricas, fio Plain Enamel 42 e alnico 2 "rough cast", enquanto o captador da ponte, embora levasse o mesmo DNA do de braço, ganhou um pouco mais de força pra empurrar mais o drive e expandir a versatilidade. Outro ponto que mantivemos foi o espaçamento igual no graço e na ponte, pois assim o Érico conseguiria fazer a bobinagem como queríamos. Os caps de ponte vem com o Bridge escrito a caneta, já que utilizam o mesmo base plate dos de braço! Um detalhe importante para alcançarmos o resultado  pretendido. Gravei uma pequena e rápida demo deles na minha Gibson Les Paul R9 com um leve crunch. O riff e os primeiros licks estão com o captador da ponte enquanto o ultimo solo é o captador do braço.




Ok, mas qual a diferença para o Custom 55 normal? Na prática, o leve excesso de agudos que eu percebi no Custom 55 pode ser benéfico, por exemplo, numa guitarra de corpo oco/semi-oco que tem um som mais encorpado por natureza, mas pode aparecer um pouco demais se o instrumento/amp já tiver uma tendência aos agudos.

Na minha Les Paul em questão ele não chegou a ser excessivo, mas apareceu um pouco mais do que eu gostaria e por isso comentei sobre a possibilidade de baixar um pouco o pico de ressonância, trazendo todo o espectro de médios e agudos um pouco mais para a região média.
Concordamos que isso por si só já faria com que o foco nos médios aumentasse um pouco, e ajudaria a arredondar os agudos.



         Conclusão, temos mais uma excelente opção de captador com DNA de sonoridade clássica, feito no Brasil com um custo x benefício espetacular. Com a recente alta da moeda americana, ficou quase inviável para muitos importar Seymour Duncan, DiMarzio ou qualquer outro captador importado. Temos que dar parabéns e agradecer ao Érico e a todos os nossos fabricantes nacionais que mesmo durante toda esse período desfavorável, ainda perseveram e se esforçam para nos entregar um produto cada vez melhor. Ponto pra nós! :-)

Você pode encontrar o Custom 55 LPG direto no site da Malagoli:



Obs: É sempre importante ressaltar que não temos nenhum tipo de participação nos lucros ou vendas com os produtos que divulgamos aqui no Blog. Nosso compromisso é de sempre tentar ao máximo passar informação e ajudar a comunidade guitarrística da melhor forma possível. 

33 comentários:

  1. Eu instalei um custom 55 em uma das minhas guitarras e fiquei muito satisfeito.
    Antes eu já tinha uma com mojo13 Sergio Rozar, ótimo por sinal, mas resolvi conhecer outra marca nacional para aumentar minhas opções, hoje uso e recomendo tambem a malagoli, e em breve uma estrato minha recebera um trio de Leny tone...
    Parabens Paulo e Jr pelos post sempre muito sinceros e objetivos....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luíz, um bom dia, boa tarde, boa noite, seja no futuro que aí estiver :D
      Eu estava pensando em botar exatamente esse captador do Sergio Rosar em minha primeira guitarra (em cedro), que almejo montar com meu luthier, tanto no braço como na ponte, pois achei o timbre, ao menos pelo que ouvi no youtube, extremamente versátil e lindo (lindo!) de morrer!!!
      Entretanto eu também apreciei esses modelos PAFs da malagoli, principalmente essa família -custom 55, 57, 59...- e agora com esse novo modelo custom 55 lpg eu fiquei bem interessado, apesar de ter me apaixonado com o timbre do mojo13, eu gostaria, se puder, que fizesse um compativo com o timbre dos dois:
      "Custom 55 lpg" vs "Mojo13"
      Frisando também, Oscar e Paulo, somos todos muito agradecidos por esse maravilhoso trabalho, nos trazendo tantas informações maravilhosas e nos fazendo ficar cada vez mais apaixonados por esse maravilhoso mundo da guitarra :D

      Excluir
    2. O LPG tem um som um pouco mais macio que o Mojo que soa um pouco mais conciso e preciso no ataque. Ambos são legais em seu próprio mérito ! :-)

      Excluir
  2. Oscar , primeiramente obrigado pelas dicas sobre as les paul std , fechei negocio!obrigado.
    Esse captador parece bem interessante , gostei do som , tenho um par de custom 55(sem parafina) aqui ,testei na les paul mas acabaram ficando na minha Sx sg , ficou muito bom o da ponte realmente é lindo! o do braço é fantastico!Minha Sg ficou otima!Consigo timbres desde o famoso woman tone até algumas coisas do Gary Moore,fiz a ligação com chave para serie/paralelo nos tones e coloquei uma chave para inverter a fase do braço,ficou muito bom!
    Estou louco para testar esse LPG , gostaria de ver mais demos deles(especialmente o do braço) e se possivel sem backing tracks ,suas gravações estão otimas, parabens!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Adauto.
      A demo aqui não tem backing tracks, são todos timbres dos proprios LPG. A base e o primiero solinho (riff) é o captador da ponte e posteriormente o do braço. A intenção era dar uma idéia geral do som num leve crunch. :-)

      Excluir
  3. Esse blog é sem dúvida um dos mais interessantes que eu já vi. É muito objetivo e claro. Já li alguns posts e aprendi muito com vcs.
    Queria que falasse (se é que ainda não falaram) sobre a LTD EC 256.Se seria uma boa aquisição.Espero que já tenham testado!
    Abrc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Oleandro. As LTD são excelentes guitarras. Custo benefício excelente!

      Excluir
  4. Doutor Oscar, tudo bem?

    Para essa demo tu usou amplificador ou gravaste usando algum simulador? Digo isso porque, como fã de amplificadores tipo Fender, aquela pontinha de agudo do amp faz toda a diferença. E não é toda guitarra que "casa" com esse tipo de amplificador.

    Estava sentindo falta de um post novo.
    Mas agora passou!



    abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Arthur, gravei usando o novo Amplitube 4 (que esta ainda melhor que o 3) com um modelo Marshall Plexy antigo. vc esta certo, e foi por isso que propus fazermos o modelo LPG. Algumas guitarras/amps deixam essa ponta muito aparente, ja em outras ela é benéfica! :)

      Excluir
    2. Oscar, baixei uma versão free do Amplitube 4. Caramba, essa versão é sensacional. Pluguei minha SG e consegui facilmente uns timbres excelentes.

      Valeu pela dica.
      Abraço!

      Excluir
  5. Eu tive a mesma impressão sobre a "sobra de agudos", essa nova versão do Custom 55 ficou muito, mas muito melhor e mais agradável aos ouvidos... parabéns!

    ResponderExcluir
  6. É uma grande satisfação ver que você e o Érico se meteram nessa empreitada de "ajuste fino" de um produto que já tinha boa qualidade e chegava perto do resultado tão sonhado. Eu sou um dos maiores fãs de nossos fabricantes de captadores, até porque uso esses danados todos e sem frescuras ao lados de vários outros gringos consagrados. É fantástico hoje em dia no Brasil ter tantas boas opções! Parabéns, muitas e muitas palmas para vocês! Aquele abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado mestre Alex! Sempre bom ve-lo por essas bandas

      Excluir
  7. Estava ansioso pelo post deste ano, parabéns a vocês por doar seu tempo e conhecimento aos outros, isso dever dar muito trabalho!esse empenho de vocês é louvável! Parabéns mais uma vez e um grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Fernando. Da um certo trabalho, mas é bastante gratificante e prazeroso! Quem nÃo gosta de falar de guitarra? :-)

      Excluir
  8. Muito bacana a iniciativa. O Érico é um cara sempre solicito, já fiz algumas maluquices com ele. Sou fã do clasic 57 da gibson no braço, e na ponte de strato gosto do pearly gates plus da seymour duncan. Na minha gibson studio terminei colocando o burstbucker na ponte (alnico 5). Mas ainda não estou seguro se ficarei com ele. Ótimo saber que temos mais esta opção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala, Laerte! eu já estou pensando nesse novo PAF da Malagoli/LPG para um novo projeto! Quem sabe você também dá uma chance a eles! Grande abraço!

      Excluir
  9. Será que combina com o desig explorer e mogno apenas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As Explorer originais tinham captadores nesse padrão, Leandro. Para o som vintage, são ideais.

      Excluir
  10. Olá Oscar Jr.! Parabéns à vocês pelo blog e tópico!

    Recentemente adquiri uma guitarra Les Paul Vintage AFD Paradise. Quero fazer um upgrade nela. Assim, recomenda esses captadores para ela? Seria uma boa e perceptível mudança? Agradeço a atenção desde já! Atenciosamente, Eduardo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! :) Olha os LPG ( assim como os outros humbuckers que nos recomendamos awui no Blog) sao uma otima opção sem duvida se vc busca a sonoridade mais antiga.

      Excluir
    2. Obrigado Oscar pelo Feedback! :) Sim... Curto sonoridades antigas... É a minha praia! Abraços!

      Excluir
  11. Oscar,o malagoli está em pé de igualdade dos Rolph?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sidney, ele não foi nem baseado no Rolph. É uma formula do Erico e recebeu um leve ajuste pelos comentários que eu fiz. :)

      Excluir
  12. Oscar ,
    Não sei se você chegou a testar algum modelo Malagoli com nickel cover ou teve algum em mãos para poder me dizer...mas eu encomendei um set com o 55 na ponte e um LPG braço com cover , recebi hoje porem achei as capas meio "esquisitas" ,com jeito de cromadas e não niqueladas.Entrei em contato com o Erico pra verificar se é assim mesmo, mas achei que os buracos dos parafusos estão muito largos...Nem instalei , confesso que fiquei decepcionado...segue a imagem http://s32.postimg.org/szni7pf45/malagoli1.jpg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só pra complementar , espero que seja apenas um erro de fabricação , ainda aguardo uma resposta do Erico . Tenho 8 captadores Malagoli , porém todos sem capas,mas todas as outra capas de Nickel que tive eram diferentes,mais justas e eram mais foscas...

      Excluir
    2. Essa capinha não é niquelada e sim cromada. Deve ter havido algum erro no processamento do pedido. Pela foto, os buracos dos parafusos me pareceram ok.

      Excluir
  13. Paulo ,primeiramente obrigado pelo retorno.

    Fui até conferir a Nota fiscal novamente, lá está nickel cover mesmo , deve ter havido um engano mesmo.

    Quanto aos buracos , não sei mas achei meio largos mesmo comparados a outras marcas , parece até que foram alargados após a cromagem ,pois em alguns pontos dá para ver um metal de cor amarelada embaixo do cromo ,e a superfície do buraco ficou ligeiramente grosseira em alguns pontos , acho que não dá pra ver muito bem na foto , a impressão que tive é que a furação não batia e foram alargados para caber , repare como os polos não estão muito alinhados no centro dos furos...

    Em um dos Pickups o furo não está perfeitamente redondo ,talvez fossem para outro modelo ou algo assim...
    Não instalei ainda, mas tenho confiança que o som será bom , mas esses detalhes "estéticos" me incomodam bastante...
    Fiquei decepcionado com o COVER pois me parece cromado mesmo , em minha opinião os furos estão largos e os polos mal alinhados e acabados ,como são os primeiros Malagolis com cover que compro não sei se houve um engano ou são assim mesmo , se for prefiro sem cover rsrsrsrs
    Enfim vamos ver o que o Erico diz.
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  14. Olá , hoje o Erico me respondeu , "Esses covers são em alpaca, e recebem um banho de níquel (não cromo) são os melhores covers que vc encontra no mercado. Importamos dos EUA
    Porem como o espaçamento de nossos caps é um pouco diferente, fazemos os furos aqui. Creio que o fato de os parafusos não estarem exatamente na mesma altura possa dar a impressão que os furos são mais largos do que realmente são, além do fato de ter bastante parafina ao redor dos parafusos
    Por favor, tente levantar um pouco os parafusos"
    Bom , esclareceu minhas duvidas , realmente levantei os polos e eles ficaram centralizados , porem realmente os furos não são perfeitamente redondos , alguns estão irregulares , coisa minima...
    Bom é isso , valeu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então é isso... Mas naquela foto eu juraria que a capinha é cromada. A niquelada não reflete assim. :)

      Excluir
  15. Pois é :) Achei estranho rsrs
    Instalei os captadores numa Sx SG e o som ficou muito bom , no fim é isso que importa...

    ResponderExcluir

Antes de perguntar, faça uma pesquisa no campo "Pesquisar nesse blog".