sábado, 13 de novembro de 2010

Para os "Sem Luthier"...P1: Como alargar furos de tarraxas.

            Atualmente a luthieria é bem conhecida e já existem até cursos especializados (como a B&H em São Paulo), mas há 20, 30 anos, luthier era coisa rara. Somente nos grandes centros e olhe lá...
Porém, mesmo com a realidade atual, muitas cidades do Brasil ainda não têm luthier e os guitarristas têm que apelar para a internet e o sistema do "faça você mesmo", na marra.
Esse grande contingente de orfãos bem que poderia ser chamado de "MSL", ou "Movimento Dos Sem Luthier", parafraseando o MST (Movimento dos Sem Terra)... :)
Como tenho muitas guitarras, aprendi a fazer algumas coisas básicas de luthieria: troca de captadores e peças, regulagens e ajustes gerais. De vez em quando me deparo com alguma coisa mais complicada e ligo para o meu luthier (cuja oficina está a 30 km de distância) para saber se arrisco-me ao trabalho ou não. 
Vou destacar aqui um desses casos:


"Sem Luthier" Parte 1:  Como alargar furos de tarraxas.

      Durante a troca de tarraxas daquela Aria com P-90 postada anteriormente, percebi que a furação era do tipo "vintage/antiga" onde o diâmetro da parte posterior é menor do que o padrão usado atualmente. Tenho uma furadeira, mas fui informado a tempo pelo meu luthier que se tentasse simplesmente ampliar o furo com uma broca comum, iria "espanar" a madeira em volta podendo até arrancar lascas. Era tarde da noite e a minha ansiedade para resolver esse dilema levou-me a uma solução bem prática, usando - imagine - uma tesoura!!
(Antes de começar, quero lembrar que é um método rudimentar e não deve ser empregado em guitarras caras. O acabamento não é perfeito e mesmo com a tesoura e tomando cuidado, podemos arrancar lascas de madeira e/ou verniz, comprometendo completamente o visual da guitarra.)

Veja as medidas de uma tarraxa vintage/antiga (modelo Kluson) com uma moderna (Grover Mini Rotomatic):

A Kluson tem haste de 6.35mm e porca de fixação (bushing) de 8.79mm. Portanto a cavidade feita na madeira geralmente tem pouco mais 8.79mm na parte de cima/frente e pouco mais de 6.35mm na parte de baixo/trás (guitarras mais baratas têm toda a extensão da cavidade na medida da porca).
Já as modernas têm 11.2mm para a porca e 9.91mm para a base da haste.
A Aria tinha tarraxas antigas e era uma guitarra bastante judiada... Achei que ela não se importaria com o risco... :) Como já havia tentado o procedimento antes com sucesso numa SX, dessa vez fotografei:

Tente deixar a tesoura o mais reta possível (num ângulo de 90 graus em relação ao headstock) e faça movimentos de rotação bem lineares, com pressão para baixo. A questão aí é saber até que profundidade vamos, e isso dependerá da tarraxa e de suas respectivas larguras (porca e base da haste). Tenha sempre a tarraxa na mão e vá testando de vez em quando, principalmente no primeiro furo. Assim que a tarraxa encaixar perfeitamente, recoloque a tesoura e use uma caneta (de transparência) ou faça uma marca qualquer no nível:

Observe que os dois primeiros furos de cima e o primeiro de baixo já estão prontos (sim, iniciei pelo segundo de cima e fiz a marca logo que a tarraxa encaixou).
Com a marca, podemos trabalhar mais rápido nos outros furos, sem a preocupação de passar do ponto. Todo esse trabalho levou uns 45 minutos na SX e apenas 25 na Aria. As pequenas irregularidades nas bordas ficam escondidas pela nova tarraxa,  mas eu uso uma lima redonda para deixar a cavidade mais bonita e bem justa:


Claro que não é igual à da StewMac:
Mas dá para o gasto... :)

Aqui uma foto com mais zoom. Apenas os dois primeiros de baixo foram alargados. Comparando o acabamento, até que não fica ruim, não? :)


PS: Esse post foi inspirado pelo meu amigo Ruy, guitarrista que mora em Palmas, no estado do Tocantins. O luthier mais próximo está longe demais! :)

PS2: Outro grande amigo e guitarrista (e em breve, luthier... :) ) o  Tanaka, postou no seu blog o procedimento técnico correto, usando uma furadeira de bancada e a broca adequada (da StewMac, é claro), com limitador/guia para manter o escalonamento da cavidade. A rotação é baixa e a broca tem mais função de "lixa" do que propriamente furadora. Repito: não use uma furadeira de mão e broca comuns, por mais simples que possa parecer... Não é.
Clique na foto para seguir o link:

31 comentários:

  1. Olá, Jack, legal o blog! Desvirtuando o assunto do teu post... Li no fórum da GP que possuis uma Cort KX-Custom, correto? Pois bem... Poderias fazer um review dessa guitarra, de preferência um comparativo a instrumentos de faixa de preço mais ou menos equivalentes. Por exemplo, que explicitasse a superioridade das Cort modelo Custom sobre as PRS SE (Student Edition)-- caras demais pelo pouco que oferecem, maple-top pouco espesso, mogno que não é mogno e fracasso de vendas nos EUA. Um review comparativo entre as Cort's top de linha e outras guitarras de propostas semelhantes também viria a calhar. Obrigado e sucesso com o blog.
    Curly

    ResponderExcluir
  2. Bah, tesoura, não achei que tua criatividade fosse tão longe hehhee.

    ResponderExcluir
  3. Curly, acabei de fazer uma modificação grande (para ponte wraparound) na KX-Custom e estou ainda comparando os reultados. Assim que chegar a uma conclusão, posto aqui, inclusive com a comparação com a PRS SE.

    Maninho: não é criatividade não - eu diria que foi sorte - metade do que eu tento dá errado... :)

    ResponderExcluir
  4. Paulo, desculpe, mas não entendo qual a vantagem de se pôr uma wraparound na KX-Custom. Pra mim, o maior atrativo das Corts Custom é justamente o "Strings-to-body". Teoricamente esse artifício maximizaria o sustain e encorparia o timbre da guitarra. Então, não vejo essa mod de outra forma que não um downgrade. Seja como for, aguardo ansioso por mais um dos seus ótimos reviews. Abraço.
    Curly

    ResponderExcluir
  5. Mais um grande post Paulo!!! Parabéns

    Você bem que poderia nos ensinar tambem o esquema de ligação das suas Stratos!!!!

    ResponderExcluir
  6. Curly, eu comprei a KX justamente pelo "string thru body", mas na prática não constatei a teoria: ela é menos ressonante e tem menos sustain que as Les Paul, além de menos presença no timbre.
    Suspeitei do corpo/mogno com câmaras (não confirmei, mas é muito leve para ser mogno sólido) e finalmente, baseado no que li do pessoal da Tonequest, resolvi colocar uma wraparound e jogar mais responsabilidade de ressonância e sustain para o top de maple.
    Claro que o tiro pode sair pela culatra, mas eu tinha que tentar... :)
    Assim que chegar a uma conclusão, aviso.

    Sir.Paulo: boa idéia, já que faço isso em todas as minhas strato, seria legal postar. Mas é um esquema bem simples.

    ResponderExcluir
  7. Putz! Vi só agora a mancada: "strings-THRU[através de]-body, e não "to body", como escrevi no outro post. Té mais!

    ResponderExcluir
  8. KKKKK... Sempre há algo de bom, mesmo nas adversidades mais extremas. A minha carência de luthiers serviu pelo menos para você criar um bom tópico. O Luthier (aqui com maiúscula mesmo) mais próximo, que eu conheço de verdade (com quem tenho contato), fica em Goiânia, mais ou menos uns 900km daqui de Palmas, ou seja, apenas 870km a mais que os seus 30km. Se o meu luthier ficasse a 30km de minha casa eu iria lá todo dia, e andando! kkkk... Jaques/Paulo, como sempre, parabéns, e muito obrigado pela referência, fiquei bastante feliz. Espero que venham as partes 2, 3... do tópico, mostrando regulagem de corda, braço, ponte, esquema para troca de captadores, troca de trastes... tudo isso é muito útil para qualquer guitarrista do MSL. Parabéns. Abraços! Ruy.

    ResponderExcluir
  9. Ruy, eu sabia que era longe, mas não TÃO longe... KKK. Abraço!

    ResponderExcluir
  10. Jack, fiquei com esse problema também de intalar uma tarraxa mais moderna na (Urgh) Squier, só que eu apelei para a Stewmac e comprei uma fresa muuuito útil pois ela reabre o furo por trás, onde o diâmetro é maior e mantém o diâmetro da frente pois a bucha fica mais firme. Usei a furadeira da B&H e a Paula tirou umas fotos do trampo. Assim que ela me mandar, ponho no blog.
    Abraz!

    ResponderExcluir
  11. Legal, Tanaka!
    Seria muito interessante ter o procedimento "oficial" também. Fico aguardando. :)
    Abraço!

    ResponderExcluir
  12. Postei as fotos hoje no blog! Dê uma olhada!
    http://tanakaguitar.blogspot.com/2010/11/hot-rod-2.html
    Abraz!

    ResponderExcluir
  13. Valeu Tanaka! :)
    Já tá linkado no post!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  14. GEnte que legal! Adoro ler o blog do Paulo apesar de estar meio corrido esses ultimos tempos...Paulooo mas que coisa é essa da tesoura meniiino??? rsrsrs Adorei! =) Criatividade é um dos pré requisitos básicos quando o assunto é luthieria. Além de termos muito pouco acesso a ferramentas, informações técnicas também somos carentes de profissionais no setor! É isso aí: quem não tem dremel, furadeira, alargador manda ver com a tesoura.

    Um abração

    ResponderExcluir
  15. gostaria de saber como montar a parte eletrica de uma guitarra com um potenciometro push pull notom especificamente um washburn wg-530 com chave de 5 posiçoes . meu amail lailson-freitas@ig.com.br. obrigado

    ResponderExcluir
  16. meu problema e o contrario, procuro alguma bucha para usar as trraxas vintage de novo e os buracos são largos, alguma sugestão? obrigado

    ResponderExcluir
  17. Alefox, a saída aí é fechar os furos a fazer nova furação, mas recomendo um luthier para isso.
    Entretanto, na StewMac:
    http://www.stewmac.com/shop/Tuners/Tuner_parts/Tuner_Bushings/10_5mm_Round_Conversion_Bushings.html

    Tem uma bucha de adaptação que diminui o espaço para caber as tarraxas vintage. O jogo com 6 custa 11 reais (mais frete e impostos). Acho que é o caminho mais simples e limpo... :)
    Boa sorte!

    ResponderExcluir
  18. Tem como fazer o inverso? Colocar tarraxas mais finas num buraco mais largo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, com bushings adaptadores. Siga o link:
      http://www.stewmac.com/shop/Tuners/Tuner_parts/Tuner_Bushings.html

      Excluir
  19. boa tarde! cara, quero colocar as tarrachas fender kluson na minha strato squier so q ela tem furação de 10mm e as kluson sao com bucha e de 8mm..existe algo q eu possa fazer ou só enchertando os buracos e fazendo d novo...abraço!

    ResponderExcluir
  20. desculpa;..ja vi a resposta sobre a mesma pergunta q fiz port outra pessoa..!

    ResponderExcluir
  21. Acabei de fazer exatamente isso na minha,ficou perfeito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O buraco com tesoura ou a bucha de adaptação? :) :)

      Excluir
    2. O buraco com tesoura!!!
      Quando olhei o resultado final fiquei cheio de orgulho kkkkkk

      Excluir
  22. Amanhã vou fazer essa cirurgia na minha SX sst62. As tarraxas novas são aquelas com trava e staggered da GFS. Também vou ter que limar umas coisinhas que impedem o bloco import da GFS de se acomodar na cavidade.

    Uma dica que eu deixo são os kits de nivelamento e acabamento de trastes que podem ser adquiridos com facilidade no ebay. É só digitar "fret crowning" por exemplo.

    ResponderExcluir
  23. ontem tive a infelicidade da minha mulher deixar cair minha sx e quebrou uma tarraxas apenas uma e nem um risco nela nada ainda bem hahah... eu ja ia trocar as tarrachas gostaria de uma indicação de tarraxas com trava que nao prescise de adaptaçoes etc estava pensando e gotoh, fender, talves wilkson, oque me sugerem ???

    abraços

    ResponderExcluir
  24. Queria saber como recolocar o braço da minha guitarra, ele está desalinhado, preciso retira-lo e coloca-lo novamente. Tenho dúvidas porq provalmente terei de fazer uma nova perfuração e talvez precise preencher os vincos da furação atual. Se puderme ajudar agradeço desde já. Abrass

    ResponderExcluir
  25. Queria saber como recolocar o braço da minha guitarra, ele está desalinhado, preciso retira-lo e coloca-lo novamente. Tenho dúvidas porq provalmente terei de fazer uma nova perfuração e talvez precise preencher os vincos da furação atual. Se puderme ajudar agradeço desde já. Abrass

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem muito vídeo no youtube sobre isso. Basta saber pesquisar em inglês:
      https://www.youtube.com/watch?v=8yZIeDUPTf8
      O cara usou epóxi, mas até uma Tenaz serve.

      Aqui é com exagero de perfeição, mas dá pra ver bem como colocar os pinos nos buracos velhos e fazer os novos furos:
      https://www.youtube.com/watch?v=vgtgcIlFGrs
      Colocando o braço:
      https://www.youtube.com/watch?v=dyu0uylL9jc
      Alinhamento:
      http://guitarra99.blogspot.com.br/2014/05/dicas-do-inaldo-centralizando-o-braco.html
      Da próxima vez pesquise antes, ok?

      Excluir

Antes de perguntar, faça uma pesquisa no campo "Pesquisar nesse blog".