terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Ponte MANARA para Stratocaster



Oscar Isaka Jr

         Eu tinha certeza que depois do bloco, já famoso, e da alavanca "Pop-in", não demoraria muito para que o mestre Carlos Manara nos brindasse com uma ponte completa para Strato. Acho que de tanto a gente insistir ele atendeu! :-D



Assim que ele me avisou que tinha uma pronta nas especificações e espaçamento Vintage, ele me contactou e eu já pedi uma para teste. Em todas as minhas guitarras eu uso a ponte da linha Fender American Vintage, que equipa toda a linha Fender USA e Custom shop que tem a ponte de 6 parafusos. Na minha "Blue", usei ainda saddles da Raw Vintage, que diz que analisou e reproduziu o aço usado nos saddles originais dos anos dourados da Fender pré-CBS. Nada melhor do que trocar a ponte toda dessa guitarra pelo novo tremolo Manara para um teste comparativo. :-)

Pois bem, recebi a ponte toda desmontada em saquinhos. Fui montando e já pude constatar a qualidade e capricho que já conhecemos do Carlos. Sempre procuro por imperfeições na cromagem, niquelagem ou acabamentos no processo de usinagem e não achei nenhum detalhe negativo na ponte toda. Acabamento excelente!


A ponte vem completa com tudo o que vc precisa para a instalação. É só ir montando e pronto, não tem muito segredo. No entanto, dessa vez fiz algo que até então não tinha conseguido me acertar direito, que é a regulagem da ponte flutuante, como o Carl Verheyen faz no vídeo abaixo.

 


O Carlos me enviou umas instruções para tal por e-mail quando estávamos trocando uma ideia sobre o assunto e resolvi testar. Não é que funciona e funciona muito bem? Tentando, descobri que o segredo está na qualidade das molas usadas no tremolo e um pouco de insistência na coisa toda. O Carlos está fabricando um conjunto de molas que afirmo sem nenhuma dúvida serem as melhores que já usei para esse tipo de regulagem. Melhores que as da Fender? Olha, vou dizer que com as Fender que vinham nas minhas pontes nunca obtive uma regulagem satisfatória com a ponte Flutuante.

Vou transcrever as instruções diretamente do Carlos, feitas na sua SX com tarraxas originais e o tremolo Manara. 

Oscar, vou tentar passar pra vc a afinação Flutuante:

Eu uso tarraxas simples mesmo chinesas, quando coloco as cordas dou no máximo duas voltas na haste da tarraxa. seguro a corda com a mão direita puxando a corda pra cima e o dedo indicador mantendo a corda no canal do nut e com a esquerda vou girando para esticar a corda. 

1- Afrouxe as cordas, mas não tudo, somente para tirar quase toda tensão.

2- Coloque as três molas,  estique as molas em ângulo de forma que a mola mais curta fique apenas um pouco esticada mas não estique muito porque a alavanca fica dura e não dá regulagem. A alavanca tem que ficar bem levinha. Esse ângulo serve para compensar as cordas mais grossas e isso significa que todas as cordas vão exercer a mesma tensão ou seja, essa tensão fica bem distribuída igualmente nas seis cordas.

3- Solte um pouco os seis parafuso que prendem a placa ao corpo umas 5 voltas. Depois da ponte estabilizada aperte os parafuso mas sem tocar na placa.

3- Afine todas as cordas com o afinador, e vá reparando que a ponte vai descolando do corpo. Ela tem que ficar bem descolada do corpo, uns 6mm mais ou menos. 

4- Dê umas alavancadas de leve, pra baixo e pra cima. Ela vai desafinar, mas vá afinando e alavancando até a afinação estabilizar. Tem que ter paciência e insistir.

5- Depois de afinada verifique a altura da ponte descolada do corpo - se for o caso, solte um pouco as três molas (ou aperte) - mantenha descolada em torno de 6mm. com a guitarra afinada.

6- Cuidado com cordas novas. Elas demoram muito para estabilizar.

Tem que insistir, depois que vc conseguir é só correr pro abraço.


Instalei a ponte na minha Strato Blue e de cara já notei o timbre. Não deu nem vontade de voltar pra Fender, pois estava tudo lá intacto. O DNA da guitarra estava inalterado e arrisco dizer que o grave estava um pouco mais profundo talvez. Fiz a regulagem da ponte flutuante e voilà, funcionou como uma luva! 
Eu que sempre defendi a Strato com tremolo colado no corpo, passei a deixar a ponte da minha Strato No 1 flutuando e feliz da vida :-).


 

         A ponte do Carlos vem com molas normais para o setup de alta tensão com a ponte colada no corpo. Para adquirir as molas especiais para o setup de ponte flutuante, você precisa encomendar as molas separadamente na hora de comprar sua ponte. 

         Vou dizer sem medo que a ponte que o Carlos Manara está oferecendo aqui mesmo no Brasil tem o mesmo nível de capricho e qualidade que a Callaham, tão famosa lá fora. Certamente no comparativo com a ponte Fender com saddles Raw Vintage ela não perdeu em nada, pelo contrário, ganhou a posição de titular! 

Vida longa ao Carlos e que ele continue a nos brindar com ótimos produtos como essa ponte! 

 Contatos:
Telefone: 0xx-11-4607-0236

61 comentários:

  1. FENOMENAL NAO TENHO PALAVRAS PRA COMO ESTOU ANIMADO!!! Acho que vou me dar meu presente de natal mais cedo esse ano. Parabéns ao Carlos. Produto nacional com qualidade superior a todo resto!! Parabéns.
    P.s.: só falta estampar MANARA nas saddles, vou usar com gosto HAHAHA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem fale Gustavo. Só reiterando, que o Carlos não "Fabrica" todas as peças. O plate e os Saddles ele compra de terceiros (de acordo com as especs dele) , e fabrica o bloco, as molas e a alavanca montando o conjunto todo. Ter esse kit com essa qualidade toda aqui a pronta entrega é realmente incrível. Concordo que os Saddles deveriam ser estampados com o Manara! Ficaria show mesmo ! :-)

      Excluir
    2. Oscar, queremos um antes x depois dessa strato linda! E lógico ver essa ponte flutuante deixando Jimi Hendrix doidão (de feliz) na cova!
      Oscar, com toda a experiência que você têm: Minha grana está curta para boutique mas quero fazer um upgrade nos meus captadores (além de ponte e tarraxas que já estão decididos), vale a pena ir de GFS? Você ou o Paulo já usaram algum modelo que se destacou?
      Valeu e parabéns ao blog, mais uma vez!

      Excluir
    3. Gustavo eu nunca usei os singles da GFS. Acho que o Paulo já usou, e pelo que me lembro dele me falar são honestos sim. Se você quer uma opção mais em conta seria uma boa.

      Excluir
    4. São honestos e a linha "pro" é mais legal, já que os fios são os corretos. Nunca toquei com nenhum excepcional, mas também nenhum ruim :)

      Excluir
  2. Caro Oscar, primeiro, parabéns pela qualidade do material que é postado. Estou com uma dúvida: a ponte flutuante altera o timbre da strato? Se sim, em que sentido? Obrigado e mais uma vez, parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Schimel, obrigado ! :-) Altera um pouco sim. Com a ponte colada no corpo vc ganha um ataque mais firme e um pouco de graves. Tudo fica mais na cara. Com a ponte flutuando, o DNA do timbre permanece, mas enxuga um pouco os graves e o ataque fica mais leve um pouco. Nas posições intermediárias fica ótimo :-)

      Excluir
    2. Obrigado Oscar! Como sempre, uma aula. :)

      Excluir
    3. Ah, esqueci de dizer antes que o motivo da minha pergunta, é que antes mesmo de seu post aqui no blog eu já tinha comprado a nova ponte com o Carlos... chega amanhã!!! Estou super ansioso, mas, acho que vou deixar colado no corpo... eu gosto do som mais na cara como você falou! Mais uma vez obrigado, parabéns pelo ótimo conteúdo, e parabéns ao Carlos Manara pelo excelente trabalho. :)

      Excluir
    4. Obrigado você Schimel. Recomendo que teste ambos!! É legal ouvir por si as diferenças e poder escolher qual lhe agrada mais. Por anos usei a ponte colada por achar que não gostava da Flutuante, até testar esse método e deixar. :-D

      Excluir
    5. Obrigado pelo conselho e pela atenção Oscar. Vou fazer isso! :D

      Excluir
  3. Eu sou usuário contínuo dos produtos do Carlos Manara, que descobri através de vocês. Obrigado novamente por nos brindar com esse novo "test drive"! Ao Carlos só posso desejar mais sucesso, pois é merecido!

    Quanto à regulagem flutuante: é o que uso há muitos anos. Eu sempre adorei usar alavanca e quando não tinha descoberto esse setup flutuante na Strat, usava uma Kahler, mas já sem o horroroso locking nut. No lugar dele usava locking tuners, que depois passei a usar mais pela praticidade. As molas Manara são excelente, e olha que eu estou acostumado com as molas da Raw Vintage!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. Estava ansioso pelo novo post! Já tenho o kit Ponte Manara, hora de colocar em prática a dica, obrigado.

    ResponderExcluir
  5. Muito interessante essa "adaptação" do tremolo normal, nunca tinha visto. Oscar, se puder me tirar uma dúvida, esses blocos mais largos pra ponte de stratos afetam de alguma forma o uso da alavanca (talvez pelo espaço que ocupam no corpo), comparando a um tremolo mais simples? Obrigado, e parabéns pelo blog, curto muito os posts sobre as tunadas nas suas guitarras ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucas, vc tem um pouco menos de alcance na alavanca pra baixo. Mas fora isso não muito mais não.

      Excluir
  6. Parabéns ao Carlos e a equipe LPG, Paulo e Oscar. Isso é um grande salto para nós consumidores do mercado musical brasileiro, ter um produto de qualidade digna a um preço competitivo é o que precisamos, e quem sabe ainda mais!. Meu projeto de tunar uma SX american alder já encontrou a ponte certa! hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rsrs obrigado C.F. Apparício. Boa sorte! :-)

      Excluir
  7. Parabéns pela postagem, tenho usado o bloco e a alavanca Manara e só tenho elogios. Pretendo pegar uma SX ou esperar mais e pegar uma Fender e trocar a ponte por uma dele.

    ResponderExcluir
  8. Parabens a toda euipe LPG!!!! Conheci o Sr. Carlos aqui em Jundiaí, por intermédio aqui do blog, e até vi uma palhinha de seu talento, hehe... Estou reformando minha guitarra e em breve mandarei fotos, se possivel... Adquiri a ponte e as molas e estou ansioso para o teste! ...
    AHHH... Preciso de uma ponte nova para minha Les Paul... ajudem-me convencer o Sr. Carlos a fabricar pontes de Les Paul tambem, he he.... Abraços!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já tentei Robson, mas ele me disse que o maquinário dele ainda não permite. Mas parece que ano que vem quem sabe ele poderá fazer :-) Vamos torcer!

      Excluir
  9. Ah, uma dica é lubrificar os saddles e as entranhas do nut para melhor entonação e uso da alavanca. Pode usar pó de grafite ou oleo lubricante que nao seja preto, corrosivo ou muito pesado. Nao é necessário nada de especial, apenas um pouquinho mesmo de óleo nos contatos das cordas com o hardware.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa dica Gustavo. Lubrificar os pontos de contato sempre ajudar a manter tudo no lugar.

      Excluir
  10. Oscar, gostaria de tirar uma duvida, nao tem ligação com o post mas se puder me ajudar, ou o Paulo, agradeceria. Vamos lá, tenho um trio de singles fender samarium cobalt noiseless, lenho um potenciometro fender 500k, sei que o usado para esse set é o de 250k( volume que falo e nao tone) se eu usar o de 500 pra esse set qual você acha que será o resultado? Gostaria de usar ele pois está sem utilidade, a não ser que comprometa o som. Se voce puder me dar essa dica agradeceria. Desde já obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ricardo, não sei especificamente no SCN, mas normalmente se vc usa pots de maior Resistencia , o resultado sonoro sera mais agudo retidos no sinal. Singles normalmente ficam BEM brilhantes com pots de 500k ao passo que humbuckers tendem a soar abafados com 250k. Vai de vc experimentar, as vezes esse brilho a mais num capa pode ser o que procura.

      Excluir
    2. Obrigado Oscar, vou fazer um teste e te dou um feedback do resultado, vou gravar pra comparar. Abraço!

      Excluir
  11. Oscar.
    Posso dizer que foi graças ao seu blog que adquiri um bloco Manara, antes de comprar achava que a diferença não passava de uma lenda urbana. Depois que instalei na minha strato o som mudou radicalmente. Depois disso adquirí mais um bloco para uma Road Worn que comprei. Gostaria de parabenizar o Manara por fazer um trabalho tão bom. Infelizmente este post de vocês me levará a mais um prejuízo. ;-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Marcos!
      Rsrsrs eu tenho um amigo que sempre me diz que evita falar comigo pq ele sempre acaba comprando algo em consequência! rsrs! Em se tratando de guitarras e afins eu considero isso um elogio !:-)

      Excluir
    2. Realmente, o Oscar e o Paulo são caras perigosíssimos. Mas estou descobrindo que o Marcos Lázaro não é brinquedo também! Já plantou a semente do mal em mim: clones de Dumble e Two Rock...rs

      Excluir
    3. Boiei nessa, Alex. Onde, quando, como? :)

      Excluir
    4. Realmente este tipo de amizade só dá prejuízo (rsrsrsrs), esta novela de clone de Dumble vai longe...

      Excluir
    5. Eu e o Marcos Lázaro somos praticamente vizinhos e trocamos diversas figurinhas, apesar de nos encontrarmos pessoalmente apenas duas ou três vezes. E no caso dele, que está doido pelo Cálice |Sagrado dos Amps, acabou passando esse vírus pra mim depois de horas de conversa da melhor qualidade...rs.

      Excluir
    6. Senhores, só para constar, e já que tocaram no assunto Dumble, semana passada recebi meu ultimo brinquedo. Um Pedrone Overdone... :-) Esse bicho já me mordeu tem mais ou menos 1 ano. rsrsr Logo ele pinta por aqui!

      Excluir
    7. É, parece que o Pedrone acertou outro tiro na mosca :)

      Excluir
    8. Pois é Oscar, o Overdone é uma das possibilidades. Seria muito interessante um post com este seu novo brinquedo. Espero que este amp tenha o som do Two Rock Custom Signature V2, que tanto falam. Inclusive por acaso vi uma declaração do próprio Pedrone em um forum falando sobre isso.

      Excluir
  12. Eu que o diga, Oscar e Marcos...devido ao Paulo e Oscar, já comprei uma Vintage Paradise, uma Vintage v-52 (está por chegar) e uma Strato Fender USA Séries California. Além disso, captadores Sergio Rosar (um par de Mojo 13 e um vintage hot T) e um bloco Manara. Se esses caras falarem que Tonante é boa, eu compro.kkkkkkkkkk. Vida longa a esse excelente blog e, que eu passe em um outro concurso, com um melhor salário, kkkkkkkkkkkkkk. Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedro, elogios assim é que motivam a gente :)
      Podes ficar tranquilo quanto à Tonante e estamos torcendo pra que passes em outro concurso! :)
      Abraço!

      Excluir
    2. Valeu a confiança Pedro!! :-)

      Excluir
    3. Obrigado, Paulo! Vamos "tentiando" os concursos na área jurídica. E, por favor, Paulo e Oscar, não parem de nos brindar com as matérias desse excelente blog. Forte abraço aos dois!

      Excluir
  13. Isso lembra o video conhecido lá do italiano ensinando a manter a afinação e ao mesmo tempo abusar do tremolo. Ele faz a mesma coisa. Mas ponte flutuante em strato eu acho que só rola com micro tilt. Eu só imagino. Porque se sobe a ponte, aumenta o ângulo das cordas em relação à escala e a ação nas últimas casas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Do Frudua, Rodrigo? Muito legais os vídeos do cara.
      Concordo - a ação vai mudar e precisará de compensação nos saddles. E às vezes nem dá pra compensar sem mexer no braço... Por essas e outras é que eu não uso (nem sei usar) a alavanca e mantenho a ponte em contato com o corpo. :)

      Excluir
  14. kkkkkkkkkkk.... Pedro amaranto, tô lendo o que vc escreveu e vendo que não fui só eu quem sofreu influência do blog!!!!! kkkkkkkkk... Você só ganha de mim pela Strato Fender USA Séries California!!!!hahahahahahahaha.... Pô, mas o Paulo e o Oscar conhecem bastante e escrevem suas opiniões de forma sincera e honesta, não sendo nada tendenciosos, é fácil perceber isso.

    Eu já aprendi bastante com as informações daqui, tanto que já virei "conselheiro" quando algum amigo pergunta se tal guitarra vale a pena!!!! Claro que ainda dou uns tropeções, mas o aprendizado contínuo é a grande diversão disso tudo!!

    Parabéns ao blog... e o bloco Manara é muito bom, também tenho um!!!!! kkkkkkkkkkk.....

    ResponderExcluir
  15. Olá Paulo, me chamo Fábio e moro em Balneário Camboriú. Com imensa alegria em meio minha pesquisa pra relicar e tunar uma guitarra minha encontrei teu blog.Pelo o que observei dividimos o mesmo gosto pelo timbre de John Mayer assim já me ajudaste a definir 2 dos captadores (braço e meio CBS 64) para o meu projeto.Porém tanto conhecimento de compartilhas de maneira muito generosa acabou me gerando uma dúvida que gostaria de saber se podes me ajudar.A guitarra que escolhi para esse projeto é uma strato samick LS 31 S/ CAR que comprei há uns 20 anos atras mas não gosto da cor, mas não sei que madeira é feito o corpo dela, você sabe? Pois poderia assim estar desperdiçando bons captadores nela já que tenho uma sx custon hand made vintage com alder, maple e escala não me lembro mas é escura, talvez jacaranda que comprei ha uns dois anos. Será qe podes me ajudar com alguma opinião? Grato, ah boa dica da ponte Manara para flutuante entrarei em contato com o fabricante, oque muda nas molas?Mais uma vez muito obrigado!!
    Fim da conversa no bate-papo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Víctor.
      Quem é fã do timbre do Mayer é o Oscar, coautor do blog.
      Não dá pra saber a madeira de uma Samick de 20 anos, é óbvio. A não ser que tenhas uma referência precisa de fábrica - quase imposssível.
      Por favor, leia os posts sobre as SX e suas madeiras. A tua é de alder chinês. Coloque os melhores captadores na guitarra que te sentes mais confortável tocando.

      Excluir
  16. Olá Paulo, na verdade meu nome é Fábio é que usei a conta do meu filho.Cara, estive navegando no teu blog nos últimos 2 dias e aprendi muito, valeu pelo toque das SX. Achei que tinha comprado algo melhor, mas por R$ 500,00... Vou tirar a pintura da minha samick. Indicas algum decapante ou solvente? vi que usaste um mas não deu pra ver a marca. depois vou enviar-te a foto dela na madeira talvez possas me ajudar a identificar a madeira.Muito bom gosto e juízo nas relicaagens que fizeste, sutileza. vai servir de inspiração. Valeu!

    ResponderExcluir
  17. Boa dia Paulo! Eu ja mandei dois emails para o Carlos ja tem um bom tempo e ele nao respondeu.. Ele ainda esta comercializando o bloco e a ponte mesmo? Obrigado!

    ResponderExcluir
  18. Brodas,

    Acabei de montar uma partscaster com uma ponte do Carlos e.... PQP! Ficou sensacional! O timbre, sustain e o setup dubalacobaco! Recomendo a todos!
    http://i1118.photobucket.com/albums/k606/mogicaqui/Stragocaster/IMG_2593.jpg
    http://i1118.photobucket.com/albums/k606/mogicaqui/Stragocaster/IMG_2596.jpg

    ResponderExcluir
  19. Brodas,

    Acabei de montar uma partscaster com uma ponte do Carlos e.... PQP! Ficou sensacional! O timbre, sustain e o setup dubalacobaco! Recomendo a todos!
    http://i1118.photobucket.com/albums/k606/mogicaqui/Stragocaster/IMG_2593.jpg
    http://i1118.photobucket.com/albums/k606/mogicaqui/Stragocaster/IMG_2596.jpg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qualidade Manara é indiscutível, Maurício.. :)
      PS: na mesma série de fotos há algumas mostrando o corpo de ash empenado no centro - é da KNE?

      Excluir
  20. Olá amigos experts do LPG! Eu tenho aqui um tremolo com pivôs e tenho uma dúvida a respeito de regulagem:
    qual a melhor posição da placa da ponte quando se quer deixar flutuando? Paralela ao corpo ou inclinada? Obs.: eu uso alavanca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jr, questão de preferência, mas acho que no caso da Strato, a ponte Inclinada te da mais espaço pra ação da alavanca pra trás.

      Excluir
    2. Obrigado pela informação, Super Oscar Jr. Não sei se é achismo puro mas hoje testei as duas maneiras da placa. Paralela ao corpo me deu a impressão que proporciona muita mais sustain porém a alavanca fica mais resistente a ação. Placa inclinada em cerca de 6mm, menos sustain e a alavanca fica uma "manteiga". É impressão minha isso tudo ou tem fundamento?

      Excluir
    3. Legal perceber as diferenças e escolher o que vc gosta mais! :-)
      Sempre digo isso ao povo aqui do blog, "teste as opçòes e escolha a que vc curte mais"!

      Com certeza as diferenças devem ter a ver com a equaçào da tensão das cordas vs as das molas, mas não sei exatamente! Eu gosto da ponte colada no corpo e uso a alavanca só pra dar um "vibrato" leve ! :-)

      Excluir
  21. OI eu acompanho seu blog a um tempo e foi ai que descobri os produtos Manara e ja comprei um bloco pra minha strato, eu fiz esse mod pra deixar a ponte flutuando, mas estou com medo de zoar, de estragar o instrumento a longo prazo? Você que é mais experiente que eu me diga, deixar a ponte fluando não vai empenar o braço, zoar os parafusos ou a ponte, será que não vai trazer algum malefício ao instrumento

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada disso. A ponte de strato foi feita dessa maneira para flutuar. Não sepreocupe

      Excluir
    2. O cara valeu mesmo, kkkk eu gostei muito do jeito que ela ta, a ponte ta bem molinha, eu só tenho que me segurar pra não exagerar, pq bancar o steve vai não né? kkkk. Depois vo gravar um vídeo pro meu canal mostrando o resultado sonoro, valeu mesmo.

      Excluir

Antes de perguntar, faça uma pesquisa no campo "Pesquisar nesse blog".