sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Montando uma Strato Fender...




       Já postei aqui várias "montagens" e "tunagens" de guitarras. A Telecaster "Black Jack" ficou linda e não deve nada para uma Fender autêntica.
Mas, e se eu montasse uma Stratocaster somente com componentes (diretos e indiretos) Fender? Seria uma Fender? E quanto custaria essa brincadeira?
Bem, já posso adiantar que custa bem menos do que comprar uma Fender americana aqui no Brasil...

       Nas minhas andanças pelo ebay, conheci uma empresa que faz corpos de guitarra mas também vende corpos Fender "ponta de estoque" (se não sabes o que isso significa, pergunte para tua namorada, mãe ou irmã). Lá eles chamam de "factory outlet" - são corpos que estavam na linha de produção e, por algum motivo estético (pequenas lascas, defeitos na madeira, etc.), foram reprovados na inspeção final.
Analisei e continuo analisando sempre esses outlets da Fender. A maioria já está na fase final apenas faltando a pintura e todos são plenamente funcionais. A Fender é honesta o bastante pra não preencher uma ranhura com cola ou filler de madeira e tocar tinta por cima, mas pra mim, um corpo Fender 95% finalizado na fábrica, com um pequeno detalhe estético, custando 80 a 100 dólares é um puta negócio... Putz!


(Obs: hoje, pela primeira vez, não há peças à venda no ebay da B.Hefner. Estranho...
Como opção na mesma faixa de preço, há os corpos da licenciada Fender Mighty Mite na Guitar Center. Clique aqui para o link.)

        Aproveitei a viagem de um parente para os EUA, comprei um corpo ultra leve de alder (o mais leve que vi nos últimos meses), já com a tinta condutiva aplicada e pronto para pintura e pedi para a B.Hefner entregar no hotel em Miami, junto com todo o hardware Fender comprado na Guitar Center (no esquema pick up at the store). Poderia tranquilamente colocar os excelentes captadores Rosar Fullerton que não devem nada para os Custom Shop Fender, mas fixei na idéia de montá-la com tudo "Fender". O braço, eu havia comprado aqui no Brasil, um Mighty Mite licenciado pela Fender (mais sobre isso depois)

Bem, eis aqui a guitarra, um quebra cabeças espalhado no sofá:



A única coisa "Fender" que me arrependo de ter colocado foi o pot de tonalidade "No Load" - uma bobagem inútil que havia comprado há uns 2 anos e coloquei só por causa da brincadeira.

No detalhe, o "defeito" (com a marcação em vermelho do inspetor da Fender) que retirou esse corpo da fábrica e me possibilitou comprá-lo por 97 dólares:


Uma pequena rachadura, extremamente fina e de pouca profundidade, na extremidade traseira. Essas pequenas rachaduras incomodam muito na pintura porque a tinta tende a penetrar ali e fica uma irregularidade na supefície. Pô, é só colocar um pouco de massa de madeira e lixar... Em casa, preenchi essa ranhura e uns 2 ou 3 pequenos amassados, tipicamente provocados pelo empilhamento e manuseio posterior dos corpos. Como nunca havia feito isso, não percebi que é um processo que deve ser feito, esperar secar (há uma retração na secagem) e refeito mais uma ou duas vezes. TODO luthier que pinta, assim como TODO pintor de carro sabe que a superfície tem que estar absolutamente plana para receber a pintura. Lixar, lixar e lixar...
Como sempre, eu não tenho muita paciência e levei o corpo para o pintor de carros já no segundo dia... E, como sempre, pedi o mínimo de camadas de verniz. O cara diz: "Olha, isso aqui e aquilo ali não estão bem planos... Se queres apenas poucas camadas... Na hora, resolvi deixar assim - até porque, já falei, não gosto de guitarra brilhando demais e minha intenção era fazer uma relicagem nela depois.



O resultado ficou muito melhor do que eu esperava, até "bonita demais"... duas pequenas depressões microscópicas e um belo corpo "all black" :)
Na foto acima, a guitarra montada. O mais legal de montar uma "Fender" dessas é que tudo encaixa perfeitamente. O corpo e o braço estão com a junção PERFEITA.
A sonoridade? Fender na veia!
Vocês queriam o que? O som de uma Tagima 735 Special? :)

O corpo (levíssimo) de alder comparado com o da minha 97 (bem mais pesado, duas peças) tem menos projeção e ataque, porém é um pouco mais estalado e agudo. Autêntica sonoridade strato, sem nenhuma dúvida.
Na última hora acabei usando as tarraxas Fender com lock na minha Fender 97. Ia colocar as tarraxas Fender antigas nessa, mas tinha um jogo de Planet Waves sobrando e, por mais que quisesse que ela fosse toda Fender, uma tarraxa Fender comum perde feio para a Planet Waves... :)

Esse corpo tem 3 peças de alder. A terceira só consegui ver depois de dois dias. Eu aposto que ele é da linha da American Special ou até da Standard, considerando o tipo de cavidade frontal.
No total, gastei menos de 1.500 reais, mas não paguei impostos do corpo e hardware. O mais caro foi o braço, 560 reais  - bem pagos, pois é um excelente braço e o acabamento do luthier do Ceará é fantástico. Por cima se tivesse que pagar os impostos e transporte, acho que teria que acrescentar uns 800 a 1.000reais. Humm... 2.500 reais por uma Fender, aqui no Brasil? Só mexicana com captadores cerâmicos e corpos com 6 peças...

O decalque Fender no braço (tinta metálica, padrão original) e o acabamento foram feitos pelo guitarrista/luthier Vitor Tavares, de Fortaleza/Ceará ( vitor_tavares_ce@hotmail.com ). O Vitor adquire os braços da Mighty Mite e faz um acabamento realmente profissional neles. Um braço desses custa por volta de 100 dólares lá nos EUA. Coloque transporte, impostos... A gente acaba pagando 400 ou mais reais. 560 reais pela finalização e sem o stress da compra e espera, acho um excelente negócio. Ele também monta guitarras inteiras com peças originais e/ou licenciadas da Fender, da mesma forma que eu fiz.
Me esqueci de perguntar para o Vitor se poderia colocar link, mas aqui vai:
http://lista.mercadolivre.com.br/_CustId_17984361

Observem o padrão de qualidade do logo:



Minha black strat...:) Acho que todo guitarrista, no fundo, gostaria de ter uma stratocaster preta, não? :)




****************************************
Me esqueci: a pintura custou a bagatela de 75 reais. Os captadores são os Fender Custom Shop 54,  meus preferidos, mas tem gente que não gosta dos médios deles. O Rosar Fullerton tem DNA desses 54 misturado com o DNA do 57/62 - estupidamente Fender mas um pouco mais macios que os 54


PS: Não faço propaganda paga, muito pelo contrário, os links que coloco aqui são para os guitarristas e só para eles. Se acho alguma coisa legal, justa, barata e principalmente honesta, passo a dica adiante.

Sei do sonho de muito guitarrista de ter uma Fender ou uma Gibson. E sei que para a imensa maioria, pagar os impostos brasileiros é inviável. Não acho que a culpa seja dos lojistas finais (pelo menos uma boa parte deles), pois eles também pagam impostos pra tudo, até para as vendas por cartão, mas diante do impasse, mesmo uma pequena luz no fim do túnel já ajuda. Quanto custa uma Fender "John Mayer" aqui no Brasil? Quanto custa essa John Mayer?
        A Fender americana mais barata do Brasil (com todos os impostos devidamente pagos) tu encontras provavelmente em Fortaleza, no Ceará... :). Não é uma Fender oficial, mas é uma Fender na soma das partes, com qualidade similar (senão maior, já que algumas variáveis nem a Custom Shop domina) às originais.
Não perguntei o preço final, mas pela lógica, aposto que...

177 comentários:

  1. Meu braço Mighty Mite também comprei do Vitor, e posso confirmar o que você disse, além de excelente o braço o acabamento que ele fez do logo ficou simplesmente AAA. Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Putz, não tinha lido esse tópico ainda... Acabei de montar uma strato mais ou menos dessa forma. Apenas o corpo é mexicano; o restante é made in USA. O braço custou uma nota, mas ainda assim, inclusive com captadores excepcionais, ficou mais em conta do que uma mexicana aqui no Brasil (haja impostos e atravessadores :)).
    Meu próximo projeto é uma tele e, certamente, vou tentar comprar um corpo desses, por volta de 100 dólares. Valeu por mais essas dicas de peso!

    ResponderExcluir
  3. Isso aí, Paulo! Rumo à centésima guitarra! Hehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É... 33 com essa agora.
      Eu tenho 6 ou 7 guitarras que nunca vou me desfazer, por motivos que vão de técnicos até afetivos, mas preciso vender umas 15 pelo menos...

      O foda é decidir quais :) Cada uma, mesmo as mais simples, foram tunadas cuidadosamente e a gente se apega. Desgraça! :)

      Excluir
    2. Faça leilões pra caridade! Pelo menos o desapego é por boa causa. rs

      Excluir
  4. Paulo vc poderia me passar o link destes corpos, pois estou afim de montar uma tele pra mim com um corpo deste tenho certeza q vai ficar muito boa!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O link da B.Hefner? É só clicar na imagem.

      Excluir
    2. Por incrível que pareça, HOJE não há peças para venda... É a primeira vez que isso acontece. Mas salve o link e visite periodicamente.

      Excluir
    3. vlw Paulo seu Blog é o meu Favorito!

      Excluir
  5. Aê May, vou te falar que um banho de tung oil já teria deixado essa guita sensacional hein?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria uma opção, já que as emendas são perfeitas e não interferem na figuração, Paulo. Se fosse Ash, ficaria ainda melhor.

      Mas eu tava querendo uma blackie, mesmo... :)

      Excluir
  6. Também tenho duas guitarras montadas pelo Vitor Tavares,e a propósito, esse logo fender é original mesmo, até hoje ele não me disse como consegue. Tenho a honra de conhece-lo pessoalmente e frenquentar sua casa já que moro em Fortaleza.

    ResponderExcluir
  7. cara, por acaso existe um outlet gibson?!?!?!?!?!?!?!?!?!

    ResponderExcluir
  8. Jack, sabe qual o motivo de que não tem mais corpos pra vender naquele link? O teu post aqui do louco por guitarra... a galera entrou na fissura q comprou na mesma hora... só pode ser isso! hahah... abraço! Parabéns pelo post e pela guitarra! Tu faz as pinturas em nitro ou PU? Vc acha que faz diferença? Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei que é brincadeira, Cícero, mas depois de postar, foi a primeira vez em dois anos que vi o e-shop da BHefner vazio... Estranho. :)

      Os caras que trabalham com nitro são os de oficina especializada em recuperação de carros antigos, de antes dos anos 60. Difícil de achar e devem cobrar bem mais. Fiz com PU automotivo, que é o mesmo usado em 99% das guitarras atualmente. Já é a terceira guitarra que pinto em oficina de carro e sempre peço pouquíssimas camadas de verniz - apenas o suficiente para para poder lixar e polir. O problema é que às vezes alguma irregularidade que havia no corpo fica aparente, mas em se tratando de PU, quanto menos, melhor. Se deixar a quantidade normal das fábricas de guitarra, fica tudo lindo e lisinho, mas a madeira sufoca e o timbre morre.

      Excluir
    2. Paulo não querendo ser metido, só para fins de compartilhar conhecimento, trabalho na área (tenho uma luthieria em Palhoça região metropolitana de Florianópolis-SC) os acabamentos em nitrocelulose realmente estão mais escassos por N motivos, resistência, durabilidade, rendimento... mas ainda é possível fazer esse tipo de acabamento em qualquer instrumento, a maioria dos luthiers trabalham com acabamento nitro (algums somente usam nitro), eu particularmente o ultilizo em 90% dos braços que fabrico, fica aquele aspecto Fender, coisa que o PU peca um pouco e depois de seco vitrifica ao passar do tempo, em alguns casos o propio acabamento trinca, racha... (quem tem uma gibson antiguinha sabe do que estou falando) O Poliuretano (PU) é um acabamento mais "moderno", resistente comparado a nitrocelulose e normalmente bi componente (a grosso modo, necessita de duas misturas para ser aplicado semelhante ao epóxi), O PU automotivo (Lazzudur, dupont...) tem a estrutura diferente,o PU automotivo é normalmente incolor e tem um número de sólidos diferente do PU ultilizado em instrumentos músicais, isso deixa o automotivo mais "emborrachado" mesmo em camadas finas, depois de seco ele se comporta como um adesivo caracteristica projetada para automóveis (martelinho de ouro que diga... rsrsr), Ja o PU ultilizado em instrumentos musicais na grande maioria são muito semelhantes aos da linha moveleira (sayerlack, farben, montana...) depois de seco tende a se comportar como uma casca (mais quebradiça) Eu (minha opinião) reprovo o uso de PU automotivo em instrumentos musicais (existem luthiers que ultilizam e até mesclam com outros polímeros)eu nao uso justamente pelo fato mecânico do verniz, existe um outro acabamento muito ultilizando na industria musical o insalubre "Polyester" que tem por caracteristica extrema resistencia, dureza e preenchimento de poros e uma vasta história que se estende... Paulo se achar inconveniente a ingerência do post aplique uma borracha no mesmo rsrsrrs Forte Abraço. Belo Trabalho!

      Excluir
    3. Jandir, pelo contrário, é uma honra poder contar com o teu conhecimento e experiência aqui. O blog é meio que direcionado pra guitarristas "orfãos" de luthier, por isso sempre tem algumas gambiarras amadoras.
      Se puderes me passar teu e-mail (aqui ou no fórum da GP, via MP), seria ótimo. E se permitires, gostaria muito de colocar o teu depoimento acima num post específico - podemos combinar por e-mail.
      Palhoça? Conheces o Inaldo?
      Abraço!

      Excluir
    4. Legal Paulo, estou a disposição em compartilhar o que tenho de informação e ajudar a "desmitificar" o mundo das cordas, nesse ramo existe muito "achismo" e pouco "método científico" e um blog ou fórum democrático como o seu ajuda e muito a debater idéias e opiniões. Podemos combinar sim em fazer um post direcionado a acabamentos ultilizados em instrumentos de cordas, mais elaborado e com uma "grafia" melhor, sim tenho uma oficina em Palhoça, uma cidade próxima a capital (Florianópolis), Conheço o trabalho do Inaldo, se não me engano ele mora em Santo Amaro da Imperatriz (outra cidade da região metropolitana), meu email: contato@magistguitars.com.br aguardo o contato amigo.
      Forte Abraço!

      Excluir
  9. Rodrigo Sacramento29 de outubro de 2012 14:26

    Legal, parabéns por sua guitarra e tal, mas tem aí várias coisas que eu pessoalmente julgaria mais como pontos negativos do que pontos favoráveis. Digamos daqui há 10 anos você pensa em vender esse instrumento, seja porque tem outro melhor em vista, seja simplesmente pra desocupar espaço em casa, qual seria o valor agregado ao longo desses anos? A depreciação seria imensa, o que faz mais sentido comprar uma Fender, que pode até ser equivalente em construção, mas NUNCA vai perder o seu valor. Sem falar que especificamente nessa strato que você montou tem vários detalhes que, se me permite dizer, me incomodam, como essas planet waves auto trim com pivô de plástico, que pra mim são descartáveis, DOIS string tree e ainda com rolamento (string tree é gambiarra, resultado de erro de projeto da Fender; um só ou nenhum seria o ideal, e o do tipo borboleta que tem visual mis vintage), rw fingerboard e corpo black (péssimo combo), materiais plásticos (knobs e escudo) não parchment ou mint, knob de vol. muito longe (não dá pra simular um violino), ponte pivotada e carrinhos modernos, e, o ponto mais crucial, partes da Mighty Mite, que é uma marca que a Cort comprou há algum tempo e que acredito que seja feita na sua planta da Indonesia ou em algum lugar da China pra cortar custos. Não duvido da qualidade, mas como mass prodution e ainda mais pelo preço não acredito que sejam seletivos quanto ao controle de qualidade, espécie, corte, armazenagem, secagem etc. Já os captadores eu curti. Tudo bem que são várias questões de gosto pessoal, mas eu vejo hj em dia a strato como algo imodernizável, o mais arcaico entre as guitarras elétricas, sem falar que pra timbres do clean ao médio ganho não há nada melhor, pois não tem o som de lata das teles nem são abafados e embolados como as les pauls mantendo o ataque em frases ultra rápidas (http://www.youtube.com/watch?v=xJ4NkMx1T7U). O caso é que tenho pensado muito em pegar uma strato, mas com aspecto totalmente 50's e relicado, nitro finish no corpo e no braço, SSS route, escala em maple, corpo em alguma cor 50's, fiesta red provavelmente (a cor mais bonita em stratos), ferragens vintage envelhecidas e etc etc etc... O problema é que a Fender só oferece as specs que eu quero nas heavy relic master build que custam quase 4k dólares. Não pago isso nem numa original de época. Pela metade se compra uma Suhr Classic duas vezes melhor (em timbre e construção), mas duas vezes horrorosa também. As Am Vintage da Fender seriam uma opção se não usassem sandwish de poly + nitro. Finlamente chequei nas Eric Jonhson que dizem ser de qualidade CS, sem string trees (ponto positivo), 12" de raio (ponto positivo), mas com uma única opção legal de cor (CAR) e braço inundado em verniz. Outra opção seria montar uma MJT do jeito que vc quer, de captadores a tarrachas, as peças são Wildwood e Allparts ou Musikraft e o relic é melhor que o da Fender e feito pelos próprios caras, pai e filho: http://stores.ebay.com/MJT-Aged-Guitar-Finishes Pareceu uma opção melhor do que aquelas superfaturadas Nash, e ainda tem uma ótima aceitação pelo que tenho pesquisado: http://www.thegearpage.net/board/showthread.php?t=1096534
    Mas aí vc entra de novo no dilema de marca X bom mas valor de revenda nulo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rodrigo Sacramento29 de outubro de 2012 14:27

      fiquei com preguiça de editar e corrigir os erros, mas com algum esforço dá pra ler

      Excluir
    2. Acredito que eventuais conjecturas sobre "valor de revenda" não integram o propósito do projeto acima. Um instrumento como esse, criado peça a peça, tem tamanho significado para seu idealizador, que ele não vai se importar com detalhes menores. Sem contar que, para muitos, pode significar a única forma de acesso a um instrumento de qualidade e, ao mesmo tempo, emblemático como o ora discutido.

      Excluir
    3. Rodrigo Sacramento29 de outubro de 2012 20:16

      É só um instrumento, uma ferramenta, não carrega valor sentimental, isso é besteira. Na primeira oportunidade que surgir algo melhor, você vai querer vendê-lo. Sem falar que o ser humano é volúvel, o que agrada hoje pode parecer ruim amanhã, e aí você mira naquilo que lhe interessa no momento e não vai ter cash, pois preferiu investir numa partscaster (ou em várias) em vez de economizar e comprar uma Fender, cujo valor de depreciação é quase nulo ao longo dos anos. Guitarra também é um investimento. Mas concordo com você quando fala sobre custo-benefício, prova disso é que citei o trabalho do pessoal da MJT. Pra quem não liga pra marca ou quem não compra guitarra só pra se autoafirmar pros amiguinhos, pode ter um instrumento aparentemente superior/igual a melhor Fender de série e pela metade do preço.

      Excluir
    4. Caro Rodrigo. Só em um ponto concordei contigo: o combo black body and fingerboard não é totalmente do meu agrado. Eu iria de escala de maple, mas o restante do seu comentário soou muito pessoal. Inclusive, parece que você criou um outro post no espaço de comentários do cara. No mais, ele customizou do jeito que ELE gosta da guitarra, e não do jeito que eu ou você sonhamos com uma guitar, o que seria impossível de conciliar meu caro. Só uma dica.

      Excluir
    5. Caro amigo rodrigo sacramento ,voce não se atentou ao fato do nosso amigo dr jack ser bilionario ahahaha ele pode comprar ou montar a guitarra que ele quiser quando quiser,nós pobres mortais é que devemos nos preocupar em vender equipos pra comprar coisas melhores,mas o jack não , ele é o tio patinhas rsrs
      Isso de guitarra é investimento é bobagem,desencana ...

      Brincadeiras a parte ,otimo trabalho Jack ficou show essa guitarra heim!
      Ps:quer me adotar ? huahahhaha

      Excluir
  10. Teu blog está cada vez melhor, véio! Parabéns! =D

    ResponderExcluir
  11. Cara, parabéns!
    Acompanho seu blog a algum tempo e estou me inspirando pra poder montar uma Custom pra mim. Assim que as peças chegarem, mando fotos do processo.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  12. Fala Paulo, fiquei conhecendo o seu Blog agora, "caí de paraquedas" pelo google aqui!. show! fico feliz e fascinado com a tecnologia e a informação ultilizada de modo correto para compartilhar material de qualidade,e o número de usúarios e posts, parabéns! Sou Luthier tenho uma empresa (Magist Guitars) em Palhoça (Grande Florianópolis - SC), com certeza estarei "antenado" no seu blog achei interessante as publicações históricas e curiosidades, cultura é isso! Humildemente o que precisar e for do meu conhecimento estou para ajudar! Forte Abraço continue com o trabalho. Jandir Jr.

    ResponderExcluir
  13. Olá Paulo. Primeiramente quero parabenizá-lo pelo blog. Graças a vc estou montando uma telecaster com as dicas que vc postou e iniciei também um curso de luthieria. Estou ficando tb "louco por guitarras". Vê se vc pode me tirar uma dúvida. Estou instalando um jogo de tarraxas com trava da Fender e não consegui achar a ordem das mesmas. Elas veem com uma numeração, mas não consegui decifrar a ordem. Vc saberia me informar? Outra coisa, comprei a Les Paul Vintage AFD 100, deve chegar na semana que vem. Longa vida a vc e a seu blog. Abraço. Alex

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, eu também me confundi um bocado com elas e até coloquei uma crítica à Fender nos depoimentos da Guitar Center por não fornecer instruções.
      Mas é o seguinte, esse é um jogo escalonado com dois padrões de altura de haste: as 3 tarraxas com haste mais curta são para as 3 cordas mais agudas e as 3 com haste longa para as graves.

      Excluir
  14. Que Strato linda! Vendo essa do John Mayer aí, deu uma vontade de montar uma parecida, só falta o dinheiro...rsrs.

    Parabéns pelo ótimo blog! Abs...

    ResponderExcluir
  15. Paulo, você não vende essa guitarra??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tenho a intenção de vendê-la, mas por curiosidade, quanto tu achas que ela vale?

      Excluir
    2. Não pagaria mais que 1000, 1500 talvez. Sério.

      Excluir
    3. Cara, tente montar uma igual, então. Compre as peças/partes em separado e se não tens nenhuma experiência, entregue para um luthier montar.

      A Fender mais barata no Brasil é a standard mexicana e acho que tá por volta de 1.800 ou 2.000 reais, mas eu realmente não recomendo essa.
      Boa sorte!

      Excluir
    4. Eu acredito que essa guitarra vale R$2.000,00... mas como eu tenho oportunidade de comprar uma direto nos EUA, não tenho interesse. Pelos componentes, ela vale mais de R$1.500,00, com certeza. Abração!

      Excluir
    5. Lembremos também que para muitos, principalmente os profissionais autônomos de qualquer categoria, tempo é dinheiro. Então acho que se o Paulo gastou uns 1.500,00 nela provavelmente não está incluindo o tempo que dedicou a isso. Mesmo que ele encare isso como hobby e faça isso nas horas vagas, consumiu um tempo considerável dele que, em minha concepção, deveria ser computado também, embora ele não seja luthier de profissão.

      Excluir
  16. Paulo, tudo bem?

    Tem uma pessoa que eu conheço que está vindo dos Estados Unidos, e com razoavelmente pouca bagagem. Dá certo a pessoa trazer uma Fender para mim? Qual você recomenda para ser a "primeira"?. Você sabe se tem algum imposto incluso nesta operação?

    Rapaz, seu blog é MUITO BOM. Parabéns mesmo!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado.
      A cota sem impostos é de 500 dólares. Tudo que passar disso é taxado em cerca de 60%. Entretanto, essa pessoa pode tentar passar sem declarar e arriscar ser pega na fiscalização... É meio complicado.
      A Fender com melhor relação preço/qualidade é a da linha "American Special".
      Por favor, leia esse post do fórum da Guitar Player:
      http://www.guitarplayer.com.br/forum/index.php?/topic/141-shopping-on-ebay/page__view__findpost__p__10259

      Excluir
  17. E se digamos a pessoa me enviasse a guitarra totalmente desmontada? como se já tivesse sido usada antes? (inclusive pretendo comprar até usada mesmo) você já teve alguma experiencia do tipo?? Valeu pela resposta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não arriscaria um opinião. Desmontada chama menos a atenção, mas se pega um fiscal de mau humor, o cara vai querer nota de tudo :)

      Excluir
  18. Mestre Paulo,

    Nem vi que aquele excelente braço do Vitor tinha resultado nesta pérola negra!

    Comprei um corpo lindíssimo de tele/alder (R$500) com o Vitor e os meus braços (o da tele e o da strato) vão ser finalizados por ele. Recomendo fortemente o trabalho do cara. O Vitor é um profissional sério, interessado e muito gente boa. O segredo dos logos ele não conta para ninguém (eu tb não contaria), mas são absolutamente originais e custam caro. :)

    Eu também comprei um corpo de Alder, leve, figuração lindíssima na B.Hefner. Paguei US$72. Eles estão em liquidação de 25% na online store. No eBay não tem nada, mas no site abaixo tem corpo top de linha saindo por US$104 com o desconto.

    http://bhefner.com/

    O braço MM maple bird's eye + rosewood comprei no eBay por US$75 e o resto das peças (ponte, tarrachas, escudo e elétrica) vieram por um portador. Ainda não fiz as contas, mas creio que a strato sairá por menos de R$1500 já com a pintura tobaco 2t sunburst que quero fazer.

    Em breve posto os detalhes lá no forum.

    -Yanko-

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mestre Yanko, sem as tuas dicas essa guitarra não existiria. Sempre descobres belas e interessantes pérolas pela internet.
      Vou redirecionar o link da BHefner.
      Abraço, velho amigo! :)

      Excluir
    2. Boa tarde Paulo, tudo bem? Encontrei esse corpo da B.Hefner na net (http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-456227954-corpo-stratocaster-em-alder-ultraleve-_JM), to pensando em comprá-lo, no entanto parece que ele apresenta um nó. Se puder, dê uma olhada. O anuncio diz que tem cerca de 2kg, minha dúvida é até que ponto o peso do corpo pode influenciar no timbre final? É possível que esse resulte em uma guitarra com som mais magro ou coisa assim? Agradeço a atenção, desde já, seu blog sempre nos ajuda com a busca pelo timbre perfeito... Boas festas cara!

      Excluir
    3. Júlio, aparentemente, é um corpo feito pela B. Hefner e não ponta de estoque da Fender. A B Hefner az corpos de alta qualidade.
      Quanto ao peso, em se tratando de alder, está excelente. Muito pesado ou muito leve não fica legal pra strato.
      Se podes pagar, mande bala e monte a tua strato à partir dele :)
      Não vi o nó...
      Obrigado e boas festas também!

      Excluir
    4. Boa noite Paulo! Depois de muita luta, economia e pesquisa, comprei o B.Hefner e um braço one piece maple (Aquele do Vitor/Fortaleza-CE)! Acho que agora vai! Gostaria de agradecer à atenção que dedica aos leitores do blog, saiba que seus comentários são sempre muito úteis para nós! Escrevo hoje para te perguntar se já testou o novo Captador Sergio Rosar CBS 64. Alguns meses atrás, trocando e-mails com o Jr da guitar parts (o qual havia me indicado), ele havia me contado desse captador que estaria saindo do forno... Talvez se puderes, óbvio depois de testar e tudo o mais, postar suas impressões dele, parece muito interessante! Abraço!

      Excluir
    5. Já o testei e achei excelente, Júlio! Te confesso que não gosto muito do som dos Fender 69, acho que falta ataque de médios, mas esse CBS 64 tem a transparência do 69 com o ataque dos clássicos dos anos 50.
      Ainda prefiro os Rosar Fullerton, mas por um pentelho de distância :)

      Excluir
    6. Pessoal!! Desculpem minha falta de conhecimento.
      Nunca fiz uma compra internacional, e me interessei em um corpo de alder do http://www.bhefner.com...
      Minhas dúvidas são:
      O frete sai muito caro pro Brasil? Como são as formas de pagamento, paga em real ou dólares? É seguro?

      Excluir
  19. Paulo, você disse que pintou o corpo da guitarra em um lugar onde se pinta carros... se eu quiser pintar um instrumento em lugares assim, quais as orientações que tem que passar para a pessoa que for fazer o serviço (além de usar menos camadas de verniz, como você explicou no texto)?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só isso... O resultado final vai depender do capricho do cara.

      Ele vai ter que pendurá-la - procure na internet fotos de pinturas de guitarra e veja como os caras fazem. Eu uso um pedaço (com um furo por onde passo um fio) de pau parafusado no tróculo.
      Podes cobrir a base do tróculo com fita crepe, para não alterar a relação de altura do braço (se ela já tem um braço ajustado).

      Excluir
  20. Olá Paulo, depois de dúzias de compras no E-bay, ocorreu o primeiro sinistro comigo. Comprei num leilão (foi bem caro) a parte elétrica completa de uma Highway (pots, chaves e jack). Deveria ter chegado o esquema standard, com pots 250k e chave de 5 posições. Entretanto, o que chegou foi um esquema com pots de 1 mega e chave de 3 posições (praticamente novo):
    http://img338.imageshack.us/img338/462/dsc07105o.jpg
    A questão a que não sei responder é a seguinte: Em que tipo de guitarra vou usar isso? Tá certo que conheço pouquíssimo, mas nunca vi um esquema de strato com pots de 1 mega. Você pode lançar alguma luz sobre isso?? :)

    P.S.: A devolução tb ficou inviável, pois estou saindo de viagem e não vou ter como cuidar disso; então, preciso dar um jeito de aproveitar o material.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pela foto parece ok, Pedro, mas pots de 1 mega pra strato? Só quando usamos humbuckers abafados e olhe lá...
      Se fosse "vintage", até faria sentido a chave de 3 posições, mas os pots teriam que ser de 250k e o capacitor deveria ser vintage também.
      É foda... Nada bate com nada aí.

      Excluir
    2. Pois é, vi somente esse esquema com pots de 1 mega: http://support.fender.com/service_diagrams/stratocaster/010-1000_02B_SISD.pdf
      Ele utiliza captadores noiseless (são, em tese, humbuckers, não?). Entretanto, no pot de volume aparecem mais um capacitor e um resistor; ainda, a chave é de 5 vias.
      Acho que dessa vez tomei prejuízo, rs! Pra mim, não há qualquer serventia nesse material. Talvez o capacitor, rs - mesmo porque não pretendo utilizar noiseless.
      Abraço!

      Excluir
    3. Putz, tá cada vez melhor: retirei a solda do pot de volume, e constatei que o mesmo é de 500k. Os de tone são 1 mega mesmo. Poderia ser algo relacionado a esse esquema: http://support.fender.com/service_diagrams/stratocaster/010-1100_02C_SISD.pdf
      Mas aí falta um monte de resistores, e tem ainda essa chave "vintage".

      Excluir
    4. Os pots são CTS? Se sim, as peças isoladas parecem ser todas boas, o problema é que juntas não fazem sentido :)

      Excluir
    5. As peças parecem ser ótimas. Os pots são CTS mesmo; até os knobs são perfeitos. Fiz contato com o vendedor; ele disse ter desmontado recentemente uma "Big Apple" e uma "Double Fat". Ele acha que, nesse monte de humbuckers aí, estava a encrenca que me mandou "por engano", :)

      Excluir
  21. Paulo, gostei muito da guitarra, ficou muito legal a pintura e os detalhes, contudo o que vale mais para min é realmente o som, pois quanto mais vintage e aquele aspecto envelhecido no instrumento eu dou mais valor. Contudo estou escrevendo para você me dar uma dica de pintura. Vou fazer uma pintura numa strato e gostaria que você me orientasse de como fazer a pintura. Tenho visto várias dicas na internet, póren ainda não estou convencido. Após a raspagem da tinta velha eu aplico direto a tinta ou tem todo aquele procedimento primeiro seladora, depois prime e por final a tinta. Por favor me ajude. Valeu!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse tipo de pintura/verniz eu prefiro não fazer pessoalmente, Wagner. Nunca fica legal com spray em lata - o ideal é aquela pistola com compressor.

      Se a guitarra já foi pintada, é só retirar o verniz e lixar um pouco - na maioria das vezes não precisa passar selador novamente, exceto quando a madeira é muito porosa (mogno, cedro).

      Excluir
  22. Oi Paulo,

    realmente o blog está muito legal e informativo. estou pensando seriamente em montar uma strato como essa pretinha que você fez, é claro posso ser duramente criticado por isso, já que comprar uma dos states pode ficar até mais barato, mas não é só o preço que conta, tem o prazer de fazer e ver o produto final pronto. isso posto gostaria de saber, se não for muita indelicadeza, se você poderia listar, tipo uma planilha mesmo, todo o material que você usou? algo que eu pudesse usar como um check-list pro meu projeto. Abraços e feliz 2013, Ramon Rocha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Ramon.
      O material é todo Fender e tá na foto (captadores Custom Shop 54, tarraxas Fender Schaller Locking, tremolo de dois pivôs, canoa, neck plate). Os pots são Fender CTS. Comprei tudo na Guitar Center de Miami e um parente trouxe para mim. Como estava dentro da cota, não paguei impostos. Se não tivesse essa oportunidade, compraria tudo aqui no Brasil mesmo, mas de outras marcas mais baratas e com praticamente a mesma qualidade - tem posts sobre essas peças aqui - procure por "selo de qualidade LPG"

      Excluir
  23. Boa noite Paulo, tudo bem? Estou no meio da odisseia de montar minha strato. Nao sei se vc se lembra, te perguntei sobre o corpo b.hefner a alguns dias. O fato é que quando encaixei o braço mighty mite, a escala ficou muito "alta", mesmo com os carrinhos no maximo, nao da rock, o que .eu faço agora? Sera que me "gambelaram" no corpo? Como faço com esse encaixe, conhece uma saida? Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Julio, acho estranho porque teoricamente o corpo/cavidade do braço (neck pocket) da B.Hefner deveria ter as dimensões Fender. Cheque:
      Profundidade: 16mm
      Largura: 56mm
      Comprimento: 76mm
      O braço Mighty Mite é autorizado Fender - quase impossível estar errado, mas deves checar também. Siga esse link:
      http://www.warmoth.com/Guitar/Necks/faq2Pop.aspx

      Independente de qual esteja errado, um luthier que trabalha com tupia faz essa correção em minutos.
      Outra possibilidade é de o braço ter levantado durante a fixação com os parafusos. Quando levanta apenas atrás, é difícil de perceber.
      Não sei o nível de habilidade "luthierística" que tens, mas antes de qualquer coisa, cheque essa possibilidade - retire o braço e coloque-o novamente. Qdo estiveres apertando os parafusos, tens que fazer uma forte pressão do braço em direção ao corpo.

      Me mantenha informado.

      Excluir
    2. Bom dia Paulo, primeiramente, obrigado pela "assessoria"! Chequei as hipóteses. A 1ª, de que ao parafusar teria levantado o fundo, não é verdadeira. Chequei ela por desencargo de consciencia, mas ja tinha parafusado certinho... Daí fui conferir as medidas. Para minha surpresa, o corpo está nos padrões (56x76x16). No braço, encontrei algumas discrepâncias em relação ao link da warmoth que você me passou, está 2mm mais alto! Tem os 16mm (que ficam no neck pocket) + 5mm até chegar na escala (naquela parte que sobressai o comprimento do braço, devido à 22ªcasa). No site, diz que essa parte deveria ter mais 3mm apenas. O que me sugere? Abração!

      Excluir
    3. Só consigo pensar em "gastar" esses 2mm com lixamento, acho que resolve né?

      Excluir
    4. Provavelmente sim e é o que eu faria - sempre medindo para não passar do ponto. O difícil é lixar mantendo a superfície totalmente plana, pra não prejudicar o contato com o tróculo (neck pocket).
      Vai fundo! :)

      Excluir
  24. Fala Paulo, então, mandei bala aqui e deu certo! Engraçado, não esperava pegar um MM fora do padrão. A única perda foi a logo marca do braço... Mas isso é detalhe... Abração aí!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beleza, Júlio.
      Vou prestar mais atenção nesses braços da MM :)

      Excluir
  25. Olá, belo projeto em! O que você usou para tampar o buraco do potenciometro de volume original no escudo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, a tua pergunta gerou o mais novo post desse blog. :)

      Excluir
  26. Fala ae Paulo Sou novo por aqui e gostei muiuto do seu blog estou a horas lendo e com certeza estarei com sono o dia todo amanhã por conta disso hahahaah Cara que gostei muito desse projeto da Strato, e estou pensando em "montar uma" pra mim, mas estou com três duvidas, será que você consegue me ajudar?

    1- Não conheço nada de monstagem e talz, voce acha que eu consigo montar sozinho ou é melhor dar na mão de alguem pra montar?
    2- Vale a pena se eu comprar tudo e mandar pra um luthier montar, digo, CustoXBeneficio final?
    3- Tenho um amigo vendendo uma Squier by Fender de 1999, acredito que o corpo seja em Alder tbm, ele trouxe dos EUA na época, mas não consegui ver onde foi fabricada, só amanha, voltando a pegunta, voce acha que eu consigo tunar ela e ter uma guitarra bem proxima de uma fender mesmo ou é melhor eu investir esse dinheiro em um corpo da bhefner? Desculpe por tantas perguntar mais uma vez parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo desconsidere, minha terceira pergunta, meu amigo foi pra NY em 1999 e trouxe uma guitarra da china rsrsr alguma chance dessa guitarra ter uma madeira boa? Abraço!

      Excluir
    2. 1/2 - Se é a primeira vez, recomendo levares num luthier e assiti-lo montar a guitarra. Existem algumas manhas para posicionar braço, ponte e regulagens que ele pode te passar e encurtarão muito o aprendizado.

      3 - Raríssimas Squiers eram de alder. A maioria de basswood, mandeira inferior para stratos.

      Excluir
  27. Opa Paulo, muito obrigado por responder, tenho um amigo luthier e vou ver se consigo observa-lo como recomendou, estou estudando pedir um corpo no http://bhefner.com/ uma vez que um amigo está por lá! só que olhando os corpos que tem por lá nenhum se parece com esse que voce mostra nas fotos, todos tem os espaços para o captador muito menores, é normal? posso comprar sem dor de cabeça ou tem alguma opção pra que seja diferente?

    Mais uma vez obrigado!

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Flávio, se pesquisares um pouco verás que as cavidades "pequenas" são as mais corretas/vintage/originais. Espaço de captador do tipo single.

      Percebo que teu conhecimento é ainda muito pequeno - eu só me aventurei a montar uma depois de ler e estudar um bocado. Aqui no blog tem vários artigos úteis - captadores, madeiras, etc.
      Clique no link do luthier Samuel na seção de links daqui - lá tem vários artigos básicos também.
      Boa sorte.

      Excluir
    2. Paulo, muito obrigado mais uma vez pela atenção, realmente meu conhecimento é pequeno ainda, e com certeza tenho muito a ler e aprender e realmente voce tem razão e com certeza vou ler e estudar muito antes de colocar a mão na massa, só estou comprando o corpo agora aproveitando a oportunidade de ter um amigo por lá, não é sempre que isso acontece então queria me antecipar, mas com certeza não vou me aventurar a fazer qualquer coisa antes de saber pelo menos minimamente, tudo o que estou fazendo, seu blog me inspirou muito em conhecer tudo isso e vou mais a fundo com certeza! mais uma vez agradeço! quando estiver "pronto" pra fazer isso venho aqui te pentelhar mais um pouco e também compartilhar minhas aventuras e claro o resultado final! e parabens pelo otimo trabalho! espero que continue! um grande abraço!

      Excluir
    3. Um corpo da B.Hefner original tem muita qualidade. Dá pra montar uma strato de primeira com ele, por isso, devido à tua pouca experiência, seria legal montar a guitarra com um luthier mesmo.
      Só não deixe o cara exagerar nos preços...

      Excluir
  28. Respostas
    1. Nada aqui é pra vender, VDJ.

      Estou com 38 guitarras e talvez até o final desse ano, quando espero diminuir bastante minhas experiências, terei que vender pelo menos a metade por causa do espaço aqui em casa.
      Mas te garanto que essa não estará à venda - gosto muito do som dela :)

      Excluir
  29. Paulo, se eu te enviasse minha guitarra desmontada via correios, vc mandaria para esse funileiro para ele pintar a guitarra pra mim? rs
    Eu mandaria o dinheiro tambem rsrs
    Ou se não desse.. como eu devo pedir? que tipo de tinta? não sei ao certo.
    O cara vai aplicar selador também?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obviamente não, João. O objetivo do blog não é esse e não teria tempo para isso. Além do mais, o funileiro era gaúcho e já voltou para sua cidade. Tive problemas recentes com outros dois... Parece que não é interessante pra eles fazer pinturas em guitarras.
      Sempre que passo por uma oficina de pintura, entro e converso com os caras. Qualquer dia encontro outro gente boa... :)

      Deves pedir o mesmo procedimento usado em carros, explicar que não tem selador (a própria tinta da base fará esse papel) e deixar claro que queres "poucas" camadas - apenas o suficiente para o efeito estético

      Excluir
  30. Paulo, tudo bem?

    To montando minha strato, já comprei o corpo da B.Hefner, que provavelmente chega no final do mês (meu amigo vai trazer). E o braço vou comprar do Vitor também, minha dúvida é sobre a parte elétrica, no mercado livre existem escudos com a eletrica já montada (sem os caps) que variam de 45 a 200 reais... apesar que imagino que as mais caras se devem ao fato de serem fenders. Queria saber se nesse a marca faz muita diferença, e se você sabe como consigo essa parte eletrica com um custo benefício melhor. Outra dúvida rápida é sobre a ponte, to entre uma fender e uma wilkison Wvc-cr, sendo a primeira 390 reais e a segunda 105... vc já testou essa? Sabe se vale a pena? Obrigado desde já!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Podes comprar os pots, capacitor e fios e montar uma boa fiação bem barato, Vítor. Os pots Alpha são bons e baratos. 250k. Tipo B/linear para volume e A/logarítmico para tonalidade.. Capacitor de .022, .033 ou o clássico .045, à óleo, cerâmico ou de polipropileno - quase todos ficam bem nas stratos.

      Qto à ponte:
      O pulo do gato seria comprares a ponte Wilkinson e trocares o bloco de zinco por um bloco de aço Manara, que tem a qualidade do Callaham. Ficarias com uma ponte melhor do que a Fender e pela metade do preço no total. O Carlos Manara ainda não começou a vender oficialmente, mas podes entrar em contato com ele aqui: manaracarlos@hotmail.com
      Especifique a ponte que tens para ele checar a compatibilidade do bloco.
      Boa diversão! :)

      Excluir
    2. Ah entendi, eu tava pensando em comprar um desse aqui
      http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-476253588-escudo-eletrica-solderless-fender-stratocaster-greasebucket-_JM

      ou essa

      http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-476253587-parte-eletrica-para-fender-stratocaster-greasebucket-_JM

      Que já vinha montado no escudo, mas não entendo nada da parte elétrica, até procurei sobre pra poder ter mais certeza, mas não achei muita coisa. Então o esquema é comprar tudo separado e montar depois, é isso?

      Valeu mesmo pelas dicas man! Seu blog que me inspirou a montar minha guitarra!

      Excluir
  31. Cara.. queria um conselho rápido seu. O braço lá com o Vitor está muito caro para o meu orçamento, você acha que vale a pena comprar esse braço de maple canadense aqui? (prometo que é minha última dúvida)
    http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-489535878-braco-stratocaster-modelo-fender-frete-gratis-_JM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esses braços do ML, mesmo considerando o do anúncio como de maple canadense, são na grande maioria chineses. E também a grande maioria tem raio de 14" ou mais. Pra completar, raramente os trastes estão 100% - sempre tem alguma coisa fora.
      O preço até que tá ok para o Brasil, mas cheque o raio com o vendedor.

      Excluir
    2. Resolvi comprar um da allparts do Vítor mesmo, agora so falta a parte elétrica aí te mando como ficou minha strato, abraço e obrigado de novo pelas dicas!

      Excluir
    3. Tu pagas um pouco mais pelo braço com acabamento profissional do João Vítor mas tens bem menos incomodação, Víctor. Ele já vem prontinho pra briga. :)
      Comprei dois braços com ele e estão entre os melhores que tenho.

      Excluir
  32. Olá Paulo, gostaria de saber a diferença entre o alder americano, o alder canadense e o alder chines. Tenho um corpo aqui em alder canadense e queria saber seconsigo montar um projeto padrão fender com esse corpo !!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faça uma pesquisa aqui, André - tem um post só sobre isso.
      O alder canadense provavelmente é da mesma espécie do americano. Li várias vezes sobre o "excelente alder da região de Michigan"... É do lado do Canadá :)

      Excluir
    2. Olá Paulo, tentei localizar o post sem sucesso, poderia postar aqui ?!

      Excluir
    3. http://guitarra99.blogspot.com.br/2011/12/sx-de-alder-alder-qual-dos-23-tipos.html

      Excluir
  33. Boa Tarde Paulo, tó pra pegar um corpo que, segundo o vendedor, era de uma fender mexicana, mas tó com a pulga atrás da orelha por causa da furação do corpo. Tó te mandando o link e dá uma sacada pra me ajudar sobre a veracidade desse corpo.

    http://www.relicguitar.50webs.com/pecas/stbodyfmdtopfender.jpg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou me intrometer Andre, mas não lembro de nenhuma Fender Mexicana com Flame Top. Japonesa talvez ( as Photo-Flame dos anos 80) mas Mexicana mesmo nunca. pode ser que eu esteja enganado claro, mas eu perguntaria mais detalhes como ano e modelo pra ter mais certeza.

      Excluir
    2. Valeu Oscar, eu perguntei, ele também não sabe...só disse que era de uma mexicana com corpo em alder e tem esse flamed aí..a espessura do corpo é de 45mm...queria saber se seria interessante pegar esse corpo !!!

      Excluir
    3. Também não lembro, mas não é nem esse o caso. Precisas de provas que é realmente de uma Fender MIM.
      Pelas fotos, tem 4 ou 5 pedaços da alder, cavidade grande/piscinão...
      Se for realmente uma Fender MIM e com preço legal (+/- 250-350 reais)...

      Excluir
  34. Senhores, vale a pena adquirir corpos e braços da guitar fetish ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São chineses. Talvez seja ainda mais barato comprar dos próprios vendedores chineses no e-bay.

      Excluir
  35. Grande Paulo: que blog bacana!
    Me tire uma dúvida, por favor: os captadores 54 são mais "gordos" que os de 60? Pergunto isso porque tenho uma Fender Custom Shop Time Machine 60 com single coil do ano. Achei o timbre meio estridente e gostaria de encorpá-lo mais (estilo John Mayer, por mais clichê que seja :).
    Valeu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fabio, vou me intrometer aqui e responder seu comentário. Os Fender Custom Shop 54 não são mais gordos, mas eu diria que tem um médio mais contundente (quase agressivo) com mais conteudo de agudos. É uma das características da sonoridade 50 e o Paulo adora eles justamente por isso.

      A sonoridade 60 em geral tende a soar mais aberta, sem tantos médios e bem mais percussive num geral. Noromalmente eles tem o Grave mais solto e um conteudo de médio agudos que pode soar estridente mesmo (especialmente na ponte). Dependem bastante do amp pra soarem como deveriam. Que amp vc usa?

      O Timbre do Mayer é uma composição de muitas variáveis. Pesquisei esse som durante mais de 1 ano pra conseguir entender o que acontece, e o por que daquele som tão peculiar. Vou fazer um post contando tudo, mas o som dele vem muito mais do amp (e adendos) do que propriamente da guitarra dele. Pode perceber no DVD Where The Light Is que ele troca de guitarra umas 20 vezes e o timbre não muda muito!

      Excluir
    2. Muito obrigado, Oscar!
      Uso um Serrano e estou bem satisfeito com ele: o timbre vintage que o nosso amigo Andy consegue é incrível. Só queria "engordar" um pouco o timbre da guitarra.
      Aguardo ansiosamente teu post! E parabéns pelo trabalho feito por aqui.
      Abraço...

      Excluir
    3. Já toquei num 5E3 da Serrano que é muito legal. Qual o modelo do seu?
      O John Mayer usa um Marshall BluesBreaker pra engordar o som dele... os caps da BlackOne são extremamente fracos e aquele som gordo vem dos TwoRock (Dumble) e do pedal.. Foda.. ele tem um bom gusto absurdo! rsrsr!

      Excluir
  36. O meu é um Victory, 45W. Esse aqui: http://serranoamps.blogspot.com.br/2013/03/fabio-victorino-testemunho.html.
    Vou dar uma estudada nas tuas dicas. Valeu!

    ResponderExcluir
  37. Paulo ou Oscar, estou precisando de uma informação. Estou querendo tirar os lace sensor gold da minha strat plus. Esses CS 54' cancelam ruído nas posições 2 e 4? Abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não. Os CS54, como os originais, possuem a mesma polaridade nos tres captadores e não cancelam ruídos nas posições intermediarias. Os modelos Vintage da Fender CS54 e CS69 são assim. Os Texas Specials, Fat 50s, Tex Mex e etc são todos com o cap do meio reverse para concelamento de ruído.

      Excluir
    2. O 57/62 também não cancela ruído! :-)

      Excluir
    3. Valeu pela atenção, Oscar! Agora vou ter que estudar a possibilidade de mudar pra CS texas special ou Fat 50'. Apesar se querer o clean do CS 54'. Abração.

      Excluir
  38. Paulo e Oscar! Vim aqui agradecer por terem esse blog, principalmente esse post. Hoje finalizei minha fender strato "custom by myself"... queria agradecer pelas dicas e tudo mais! Continuem com esse ótimo trabalho! Segue a foto da minha mais nova criança :) https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-ash3/946651_623648060987438_1560537706_n.jpg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Linda guitarra Vitor! Deu até inveja pq nunca tive uma strato branca :)
      O braço é do João Vítor? Pela qualidade aparente, parece mesmo... :)

      Excluir
    2. Opa! Obrigado man! Posso dizer que a foto não faz jus a beleza dela cara haha, meu pai fez o acabamento, ele tem uma marcenaria... ai finalizamos juntos aqui! E sim o braço (qualidade e conforto sem comparação) e tarraxas comprei do João Vítor, que alias me ajudou muito com a montagem e tudo mais, muito gente boa ele! Captadores Sergio Rosar CBS 64, ela está com um timbre muito bonito! Quando terminar de regular tudo direitinho, gravo alguma coisa pra vc conferir! :D

      Excluir
  39. Fala Paulo..
    To afim de montar minha fender e tava afim de uma opinião sua..

    To querendo comprar esse braco

    produto.mercadolivre.com.br/MLB-502461448-braco-mightymite-lic-fender-stratocaster-1piece-maple-_JM


    E um corpo em ASH do mesmo vendedor.

    Eh uma boa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma ótima. O vendedor é o João Vítor, de Fortaleza. O braço dessa guitarra aí de cima comprei com ele (e depois mais dois). 100% garantido. Podes conseguir contato direto com o Vitor pegando o e-mail aqui no blog:
      http://guitarra99.blogspot.com.br/2013/04/links-uteis-luthier.html

      Excluir
    2. Paulo os furos no corpo juntando com o braco tu que fizestes?? Se sim, como?

      Excluir
    3. Geralmente o corpo já vem com os furos. Os braços novos não. Posicione o braço corretamente no corpo, utilize um metal com ponta e faça as marcações no braço. Para fazer os furos no braço, utilize uma furadeira de bancada (se for de mão, atenção para furar reto) com uma marca para não passar de 2/3 da profundidade do braço. O diâmetro da broca deve ser um pentelho menor que o dos parafusos.
      Procure vídeos na internet - é bem mais fácil pra aprender.

      Excluir
  40. Parte elétrica e de escudos posso escolher isso ou recomendas algo melhor??

    www.captadores.com.br/loja/produto-34302-1781-solderless_escudo_completo_montado_solderless_p_strato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse sistema é bom, funciona bem e é o caminho mais fácil e prático - se o teu objetivo é só o de montar uma guitarra que será um instrumento importante pra ti, Calebe.

      Excluir
  41. Comprei uma "réplica barata" de uma stratocaster ( bem barata mesmo ) apenas para brincar em casa, haja visto que parei de tocar em 1986 ( tinha uma fabricada no Brasil marca Finch em formato de raio, muito boa ) enfim, percebi que o braço parece um pouco torto em relação as cordas ( coisa de 3mm )gostaria de saber qual seria a medida em cm correta desde o capotraste e a ponte, para talvez poder mover, criando novos furos para parafusar a ponte, e corrigir esta divergência.
    Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minghe, não é tão simples assim. Por favor, leia esse post:
      http://guitarra99.blogspot.com.br/2011/12/angulacao-do-braco-correcao-com-calcos.html

      Excluir
    2. Obrigado Paulo, pela indicação da matéria e, primeiramente parabéns pela ótima qualidade e quantidade de informações. Vou desmontar minha guitarra e analisar qual seria a melhor opção pra corrigir esta divergencia, acredito que a única opção mesmo seria refazer os furos da ponte para poder alinhar as cordas pelo braço. Existe alguma cola que tampe os furos, caso os novos tenham que ser feitos bem próximos?
      Abraços e obrigado

      Excluir
    3. Os furos são tapados com palitos molhados em cola. Qualquer cola serve, mas eu utilizo uma tipo Super Bonder pela rapidez pra secar. O difícil é achar o palito no diâmetro correto. Os de "churrasquinho" às vezes são muito grossos. Geralmente utilizo aqueles palitos de madeira para manicure. Depois de secar, é necessário cortar e retirar todo o excesso para que a superfície fique plana. Eu utilizo alicates, formões e lixas.

      Excluir
  42. Paulo preciso de sua ajuda..
    Comprei o braco do Vítor e o corpo do Adriano rsrs que final de frase engraçado.

    Entao o braco encaixou bacana no corpo sem folgas mas estou na duvida, da altura do troculo, (talvez nao esteja me expressando bem) mas vou lhe mandar o link com as fotos e gostaria de saber se essa sobra tem alguma medida padrão.

    https://www.dropbox.com/s/9hnte5e0ra5ximc/2013-09-10%2022.23.21.jpg

    https://www.dropbox.com/s/9vfn0mi1t0zxqn5/2013-09-10%2022.23.45.jpg

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Calebe, a profundidade padrão do tróculo é de 16mm. A altura do braço, medindo no centro, fica por volta de 25mm, dependendo da curvatura da escala. Portanto, pode sobrar cerca de 1cm da altura braço p/ fora do tróculo. O escudo tem cerca de 2mm de espessura
      Esse é o padrão Fender. Outras guitarras tipo strato podem ter um tróculo mais raso.
      Podes compensar levantando um pouco os saddles, sem nenhum comprometimento importante na tocabilidade.
      Se o tróculo estiver muito raso, será necessário aumentá-lo e isso só pode ser feito com uma tupia ou furadeira de bancada, pois a superfície tem que ficar absolutamente plana. Se for esse o caso, entre em contato com o Adriano. Um marceneiro experiente arrumaria isso em menos de 5 minutos - é só especificares pra ele quanto queres tirar do tróculo.

      Excluir
  43. Olá Paulo, li todo seu post sobre os CBS 64. Será que eles responderiam bem numa strato 57 sendo q escala é maple, diferente das 60.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Serzimmer. Vai acentuar um pouco o ataque dele, mas como ele já é mais macio por natureza vai ficar ótimo!

      Excluir
  44. Paulo,

    "Posso" comprar esse corpo aqui sem erro: http://www.bhefner.com/index.php?l=product_detail&p=5 ???

    Eles enviam para o Brasil, certo?

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedro, me passe teu e-mail. Se achares muito público por aqui, cadastre-se no fórum da GP/Equipamentos e me envie uma MP

      Excluir
  45. Paulo, Tenho uma conta no fórum Guitar Player e estou assustado com a quantidade tópicos malucos de azitromicina que apareceu por lá!

    O sistema ficou doidão?

    De qualquer forma, vou tentar mandar uma mensagem por lá. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estamos sendo invadidos por spammers robôs. A maioria chinês.
      Como a GP agora só se interessa pelo Facebook, o fórum foi meio que abandonado por eles. :)

      Excluir
  46. O melhor é vc ir numa loja de instrumentos, tocar em uma fender american standard de +R$ 5000,00 e sentir que o timbre da sua é superior :D

    ResponderExcluir
  47. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  48. Olá, Paulo.
    Encontrei seu blog pelo acaso, procurando informações sobre uma "squier telecaster". mas essa postagem sobre a sua "Custom Fender" me deixou animado para fazer uma telecaster pra mim, da mesma forma como você produziu essa Strato.

    Eu entrei no Gutar Center pesquisando os Braços da Mighty Mite, e vi que eles também tem Corpos (você tinha colocado no seu texto também).
    minha dúvida é a seguinte:

    Vale a pena adquirir o corpo, também da Mighty Mite? vai soar como uma boa "Fender Telecaster"? Pretendo adquirir a captação, ponte, e acessórios todos da Fender, também.
    O que eu encontrei no site é de Ash. Tenho um Amigo nos Eua e vou pedir para ele me trazer ambas as partes.

    Parabéns pelo Blog. desde que encontrei, tenho lido as publicações ao menos 1 hora por dia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Gui.:)
      Olha, atualmente só compro corpos aqui:
      http://kneguitars.com/vint_bod.php
      São top de linha (melhor que o Mighty Mite), o pessoal é gente boa e declara apenas o custo da madeira: 30-40 dólares, mas se o teu amigo vai trazer, melhor ainda!.

      Excluir
  49. Paulo, bom dia.

    Vi que você indicou a kneguitars para comprar corpos, estou quase comprando um de uma tele em ash ou alder.

    O acabamento deles é bom?
    Você foi taxado em algum desses corpos que adquiriu com eles?
    Ouvi dizer que a pintura das fender's originais deixam a madeira respirar e devido a isso elas envelhecem melhorando o timbre, isso é verdade?
    Esses corpos da kneguitars são superiores aos produzidos pela B. Hefner? Gostei muito da possibilidade da BH de ter o corpo em uma peça e poder personalizar.

    Seu blog está muito foda, eu sempre tive curiosidade em montar uma guitarra do zero, seu blog me deu informação e coragem para isso.

    Tenho visto corpos Fender no ebay, retirados de American Standards, mas são bem caros... 500$+.

    Parabéns, abraço!

    Leonardo Navarro

    PS: Não consegui postar sem ser anônimo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leonardo, que eu saiba eles não fazem o acabamento/pintura de corpos. O corpo chega cru mas quase pronto, precisando eventualmente de uma lixa 400 em algum ponto antes da pintura.
      Vi no site que eles também vendem guitarras prontas, mas daí não tem graça! :)
      Os corpos da BHefner são corpos da Fender com algum defeito estético - ponta de estoque. Os da KNE são perfeitos.
      O acabamento dos anos 50 e início dos 60 era com um tipo de verniz/tinta chamada de "nitrocelulose", que bloquieia bem menos as vibrações naturais das madeiras. Hoje em dia utiliza-se vernizes acrílicos ultra duros e resistentes, que deixam a guitarra linda, mas podem prejudicar a sonoridade.
      Pintar com nitrocelulose é um processo lento e cansativo, por isso mais caro.

      Excluir
    2. Paulo, primeiramente obrigado pelo retorno. Sua informações são sempre precisas e nos ajudam demais.

      A guitarra que estou montando é um tele, vi as Squiers em Alder, acha que compensa pegar uma dessas para utilizar somente o corpo? O acabamento é muito bonito, pensei em pegar e furar para passar as cordas, igual voc6e fez na sua, mas ao invés de uma SX usar um Squier Affinity. O que acha? Ouvi falar muito mal dessa guitarra, mas a standard é em Agathis. Absss!

      Excluir
    3. Niguém garante que esse alder seja americano, Leonardo. Além disso, por alguma razão estranha, a linha Squier Affinity tem o corpo mais fino que o padrão. Não recomendo a madeira agathis pra ninguém :)

      Excluir
    4. Ixii, ai complica rsrs.

      Vou comprar um corpo da KNE mesmo ;D
      Preciso encontrar um profissional que faça esse pintura Cherry Sunburst:
      http://www.ebay.com/itm/2013-American-Fender-DELUXE-Tele-BODY-USA-Telecaster-Guitar-Aged-Cherry-Sunburst-/190899839407?pt=Guitar_Accessories&hash=item2c728461af

      Alguma indicação?

      Mais uma vez obrigado pelo seu retorno. Abraço!

      Excluir
    5. Essa faixa branca não é pintura correto?

      Excluir
    6. A faixa branca é um friso de plástico colado. Pintura sunburst, só com luthier que tenha experiência mesmo e tudo depende de onde tu moras. Tente localizar algum luthier da região.

      Excluir
  50. onde acho esses corpos pra comprar aqui do brasil?? me parece que os links que vc passou nao da pra pedir aqui do brasil.. grato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, da sim. Falei com eles a uma semana mais ou menos e eles concordaram em declarar um valor menor inclusive.

      Mas não tem mais aquelas peças com "problemas" da Fender, só tem as peças que eles produzem.

      Para ser sincero, eu ficaria com a outra dica do Paulo May, compre na KNE Guitars (http://kneguitars.com/vint_bod.php) os caras foram muito gente boa, inclusive eu pedi para fazer um corte TUMMY no corpo de uma tele e eles nem cobraram a mais por isso.

      Abs!

      Leonardo Navarro

      Excluir
    2. Ah, e na KNE eles declaram $30. Só pedir. Abs! Leonardo Navarro

      Excluir
    3. É isso aí... A qualidade é a mesma de uma fender top.o preço muito barato e, como é medeira apenas cortada, nada mais justo do que eles declararem 30 dólares :)
      A gente só não pode espalhar muito essa dica... Um fiscal da receita uma vez já taxou um corpo de madeira sem acabamento, chinês, em 150 dólares - decerto tava num dia mal humorado! :)

      Excluir
  51. Como vai, Paulo? Já perguntei bastante em seu blog durante o ano passado, enquanto montava minha strato. Veja aí o resultado: https://www.youtube.com/watch?v=6mr-QDGC1aI , com a ajuda de meu irmão caçula, que é mais rápido do que eu na palheta :)
    Por conta da tua opinião foi que escolhi o captador do braço, um Fender '54, magnífico.
    Gostei muito da experiência dessa montagem peça a peça (cada parafuso veio de um lugar diferente :)), e encontrei neste blog muito subsídio. Já tenho planos pra uma tele, agora :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A guitarra ficou linda e teu irmão tá mandando ver :)
      Compraste o 54 avulso?

      Excluir
    2. Paulo, comprei o '54 avulso no e-bay, como todas as demais peças da guitarra. Aventurei-me também na reforma de uma strato antiga (mas bem construída) para meu irmão. Ele é adepto da microafinação, e achei que precisava de uma strato também. Troquei os trastes (vi como se faz no site da Pauleira); já havia treinado nas soldas pra trocar a elétrica; dicas gerais aqui do teu blog. Veja como ficou (o áudio não está muito bom, pois a câmera não é própria pra isso :)) https://www.youtube.com/watch?v=bdd7MMV4IR0

      Excluir
    3. Tens que arranjar uma Ibanez super power com floyd para o teu irmão, Pedro! :)
      Parabéns pelos trabalhos - trocar traste é uma aventura que nunca tive coragem de encarar :)

      Excluir
  52. Ele tem uma Jackson japonesa com floyd - é a guitarra com o braço mais fino que já vi, é muito confortável. A strato tem bem mais madeira :) O trabalho agora é para melhorar os captadores da Jackson - o da ponte já foi, falta trocar o meio e braço (é uma H-S-H).

    ResponderExcluir
  53. Olá! venho acompanhando seu blog há um tempo e tenho lido bastante coisa, pois pretendo começar esse mês a montar minha strato. Sendo direto, a questão é que quero montar com a melhor qualidade possível, e não com melhor "custo x benefício" (mesmo que fique bem mais cara para isso). Sendo assim, gostaria saber se tem algumas partes que você considera "TOP". Por exemplo, vi que você adorou as planet waves auto trim lock. Essa seria uma peça que você considera top ou também entra gosto, etc? no caso da parte elétrica, teria algo que seria perto do "top" também? (botando como referencia um som estilo John Mayer por exemplo. Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há uma "zona cinza" entre as de bom custo x benefício e as que são realmente top. Podes gastar muito na montagem de uma strato - e dependendo dos impostos até mais do que uma original - e não chegar onde tu queres. Acredito que a Warmoth seja uma das melhores para uma guitarra DIY de qualidade, Hardware Fender original ou de Gotoh, ponte de aço Callaham, pots CTS, captadores... bem sobre captadores há inúmeros posts aqui :)
      Não recomendaria as Planet Waves se queres deixar tua strato com aspecto Vintage. Tarraxas Fender, Schaller, Gotoh, etc.

      Excluir
    2. Você acha que se eu comprasse esse kit aqui por exemplo: http://www.ebay.com/itm/USA-FENDER-Stratocaster-GOLD-2-3-16-Body-HARDWARE-SET-for-Strat-Guitar-NEW-/251484743664?pt=Guitar_Accessories&hash=item3a8da8a7f0
      Compensaria se comprar um bloco da callaham e trocar só o bloco? (gostei da cor e da idéia de ser ponte original fender). O braço eu mandei e-mail pra aquele luthier que você fala em uns tópicos, do Ceará, mas ele não me respondeu :( Será que ele ainda está fazendo os braços originais fender e finalizados?

      Excluir
    3. Me intrometendo na conversa, ponte Fender re-edição vintage como essa nem precisa de upgrade de bloco. O bloco delas já é de aço e a diferença pro Callaham seria minima SE tiver. O Vitor não fabrica braços, mas sim faz o acabamento final como nivelamento de trastes e aplicação do Decal no headstock, e revende modelos licensiados Fender como All-Parts, Mighty Mite e outras marcas. Sempre com ótima qualidade :-)

      Excluir
    4. Então vou pegar esse kit do ebay mesmo, Oscar Jr. Eu achei um pouco fino na foto, mas deve ser uma perspectiva. Desculpe o erro. Quando disse "fazendo" quis dizer colocando os trastes, etc. É exatamente isso que eu queria, mas ele não me responde no e-mail e no ML não tem nenhum braço a venda. Sabe alguma outra forma de entrar em contato ou pedir pra ele entrar em contato comigo? (lelex1018@hotmail.com). Obrigado

      Excluir
    5. Nosso único contato com ele é pelo e-mail e ML também. Eu tentaria deixar uma pergunta num dos produtos do ML perguntando sobre braço e etc. Normalmente ele tem algum em processo final de acabamento ou algo assim que ainda não está anunciado.

      Excluir
    6. Entrei em contato com ele pelo ML, estou aguardando o retorno dele.
      Então, eu concluí o seguinte:

      Strato
      Corpo: Alder
      Braço: maple/rosewood
      Nut: ta aí um ponto que gostaria de saber a opinião. Tem algum nut que considere muito bom ou será que o melhor é ser feito mesmo pelo luthier de osso, grafite, etc?
      Ferragens: Fender
      Ponte: Fender
      Tarrachas: Schaller mini locking tuners
      Escudo: fender (no caso, vi esse aqui a venda: http://www.ebay.com/itm/Fender-Strat-Guitar-Pickguard-Strat-4-Ply-Pearl-White-/131147117446?pt=Guitar_Accessories&hash=item1e88fa3386 que é bem mais caro que os outros.. Sabem me dizer a diferença dele, ou só o nome da marca mesmo?
      Captadores: LennyTone by Malagoli. (simplesmente apaixonei nesses captadores e foi a primeira parte da guitarra que eu deixei certo que é a que vou comprar.. hahaha)
      PS: eu queria na verdade os BigDipps, mas simplesmente não achei a venda :(
      E por ultimo, os pots. Eu vi no ebay que os pots da fender são mais caros que os CTS.
      Só que tem varios tipos de pots diferentes, e uns com capacitor e outros não. eu gostei desse aqui pela ideia do "click" no volume 10. http://www.ebay.com/itm/Fender-Strat-Guitar-250k-No-Load-Pot-Potentiometer-/141236881303
      Mas depois teria que comprar todos os outros componentes e eu não sei escolher essa parte. Será que esse kit aqui é bom? http://www.ebay.com/itm/Fender-Stratocaster-Upgrade-Kit-Pots-Switch-Jack-Solder-Lug-Cap-Wire-Brand-New-/330884963902?pt=Guitar_Accessories&hash=item4d0a47de3e ou é melhor eu comprar peça por peça mesmo (esse kit acima é feito no mexico, não sei se tem a ver)?

      Excluir
    7. Direto ao ponto:
      - Eu só uso nut de osso feito pelo luthier. Melhor durabilidade e confiabilidade e praticamente nunca vai gastar :-) Coloca um pouco de grafite em pó e fechou.
      - Escudo perolado é mais caro mesmo. Pura estética
      - Pots da marca Fender não são CTS, e são feitos sob encomenda para a Fender em Taiwan mas são ótimos. Se vc quiser CTS Americanos mesmo, precisa comprar os próprios. 250KAudio Taper. Esse pot no-load é o que a Fender usa nas American Std modernas para Tone, pois o click faz um "Bypass" no pot como se ele não estivesse lá. Como resultado, vc tira o capacitor no circuito tbem. Eu não gusto muito, prefiro com o capacitor no circuito o tempo todo (um pouco menos de agudos), mas é gosto. Vc pode testar numa Am Std e tirar suas conclusões se vc curte isso ou não.

      - Esse kit é perfeito. Foi um parecido que usei numa das minhas "PartsCasters" e ficou perfeito! :-)

      Excluir
    8. Entendi. E sobre os nuts earvana, buzz feiten, etc. já testou? me lembro de ter visto no site da earvana que o unico nut que chegava em 99% de afinação eram os dele, e que os nuts normais só podiam chegar acho que em 70%, algo do tipo (no sentido de estar afinada e regulada e mesmo assim quando tocar uma nota x, ela sair mesmo que muito pouco do que deveria)..

      Excluir
    9. Nunca testei esses Lelex1018, uso nut tradicional mesmo.

      Excluir
  54. Antes de tudo,parabéns pelo blog fantástico que tens.Tem ajudado muito mesmo.Venho acompanhando a algum tempo já,e assim como o Lelex1018,também quero montar uma strato.é um projeto de médio a longo prazo.Quero ir comprando as coisas aos poucos,pesquisando preços e tal,e sei muito pouco sobre as madeiras,montagem,peças etc.Vou levar para algum luthier montar,fazer tudo que precisa,recomenda algum em POA e região?no que vc puder ajudar,ficarei muito grato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Bob.
      Em POA devem existir ótimos luthiers, mas o único que tenho contato e posso garantir a qualidade é o Solon Fishbone (www.guitargarage.com). Ele é músico e não luthier, mas sabe tudo de acabamento, montagem e regulagem de guitarras tipo Fender.

      Excluir
    2. Vlw mesmo,Paulo.Ja marquei o site do Solon Fishbone;a guitarra que pretendo montar,eu toco rock clássico,(principalmente beatles)é uma strato,mas quais captadores devo colocar para tirar um som bem anos 60?


      grato

      Excluir
    3. Os próprios captadores (Three Tone) do Solon, que são excelentes, o Rosar CBS 64, que é muito similar ao Big Dipper do Mayer e o Fender CS 57/62..
      O CBS 64 soa imbatível numa strato com escala de rosewood.
      http://www.sergiorosar.com/CBS-64.html
      http://www.fender.com/guitar-bass-parts/pickups-and-preamps/fender-original-5762-strat-pickups-set-of-3/
      http://www.guitargarage.com.br/novo/portal/php/pickups.php

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  55. Paulo.Assim que der vou comprar o corpo e começar.já favoritei os links que vc passou.logo eu volto aqui para consultar vc sobre esse projeto.haha muito obrigado abç

    ResponderExcluir
  56. Tem algum site que ultimamente você tem recomendado para comprar corpo de alder 2 peças desses licenciados da fender?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PS: pergunto isso porque eu to lendo "todo" seu blog e quase em toda postagem tem um: "ultimamente tenho comprado só aqui". Não sei se muda pelos produtos em falta e tal, ou se por qualidade. Por isso gostaria de saber um atual que você recomenda.. Obrigado ^^

      Excluir
    2. :)
      "ultimamente tenho comprado só aqui" já deixa implícito que costumo trocar de fornecedor.
      Os melhores corpos que já comprei foram da KNE guitars - www.kneguitaras.com. São feitos na California, pertinho de Fullerton e madeiras de lá. Medidas exatas Fender embora não "autorizada". O pgto é via Paypal e solicite (gentilmente) ao Mitch (podes citar o meu nome) para declarar menos de 50 dólares. Um corpo de strato de alder, duas peças, colagem "off center" (ideal), custa cerca se 115 dólares e o shipping cerca de 50-60 dólares. Até agora todos chegaram aqui em casa sem impostos, mas não há garantias :).

      Excluir
    3. http://www.kneguitars.com/vint_bod.php

      Excluir
    4. Show de bola, Paulo. Vou pela sua dica então. Abraço e obrigado

      Excluir
  57. A unica coisa que falta pra montar a minha é decidir a cor, e para isso to procurando peças douradas das ferragens, mas as tarrachas eu não consegui achar.. Na verdade, eu achei essas aqui: http://www.ebay.com/itm/NEW-Schaller-Locking-GOLD-TUNERS-6-In-Line-16-1-Strat-Fender-Stratocaster-Guitar-/360869941607
    que foi o kit mais caro que achei de douradas 6 in line. Aí achei esse outro kit aqui (mas é 3L-3R): http://www.ebay.com/itm/New-Schaller-Guitar-peg-M6-Mini-507-Gold-hand-polish-3L-3R-set-F-S-From-Japan/281293655059?_trksid=p2047675.c100010.m2109&_trkparms=aid%3D555012%26algo%3DPW.MBE%26ao%3D1%26asc%3D20887%26meid%3D5920543535258987261%26pid%3D100010%26prg%3D9311%26rk%3D7%26rkt%3D24%26sd%3D281293697595

    A questão é, ele é 3 vezes mais caro que o primeiro kit, mas tem tanta diferença assim?

    ResponderExcluir
  58. Lelex, não leve a mal, mas a última coisa que queríamos desse blog é que ele virasse uma assessoria privada ou uma central de perguntas. Não dá (e decididamente não temos tempo pra isso) pra ficar navegando pelos links e opinando em cada item - até porque não somos experts no assunto. A ideia é que as pessoas tirem suas próprias conclusões e sejam capazes de decidir por si mesmas através dos posts. Há posts sobre tarraxas, montagem de guitarras, captadores, pontes - material suficiente para uma boa base.
    Sabemos que vocês querem minimizar as chances de erro, mas elas são naturais e fazem parte do aprendizado/experiência.
    Quando comprei o corpo da B.Hefner, não tinha certeza se seria bom. Idem quando comprei o meu primeiro set de tarraxas Planet Waves.
    Na dúvida, opte por marcas reconhecidas no mercado ( a Schaller é uma delas).
    Qto aos preços dos vendedores, variam bastante e dependem de vários fatores. Aí é uma questão de economia e não de guitarra: a Schaller é alemã, portanto foi importada para o japão e deve ser top de linha, por isso é mais cara.

    ResponderExcluir
  59. Sem problemas, Paulo. Você está certo e não levei a mal de forma alguma. Essa vontade de não errar em nada me deixa doido, mas tá certo que faz parte do aprendizado e não pode ser pulada mesmo que custe algum dinheiro a mais. Semana que vem já compro o corpo e algumas peças e vou montando aos poucos ao mesmo tempo em que vou me aprofundando nos estudos. E quando terminar vou ver se gravo algo pra vocês verem se tiverem curiosidade e postarem se acharem algo que possa ajudar a incentivar as outras pessoas. Valeu man.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela compreensão, Lelex :)
      Se ficar legal, não deixe de postar aqui nos comentários os links (youtube, facebook, etc.) da tua guitarra, ok?

      Excluir
  60. Oi Paulo, estava lendo este post e vi que você escreveu: "A única coisa "Fender" que me arrependo de ter colocado foi o pot de tonalidade "No Load" - uma bobagem inútil que havia comprado há uns 2 anos e coloquei só por causa da brincadeira..."

    Gostaria de saber o porque?
    Este pot "no load" seria para "desligar" o pot do sistema correto?

    Grande abraço e parabéns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até o "9,5" ele está ativado, depois sai do circuito. Não dá pra perceber direito porque não há um click. É muito sutil e como eu não uso o controle de tonalidade pra nada, exceto fixo no 10 como um filtro, tinha que deixar sempre no 9,5 e de vez em quando checar pra ver se não o tinha movido inadvertidamente com as palhetadas... Enfim, inútil para minhas necessidades :)

      Excluir

Antes de perguntar, faça uma pesquisa no campo "Pesquisar nesse blog".