sexta-feira, 12 de outubro de 2012

O grande problema de guitarras com singles e humbuckers continua - Parte2

Seria interessante ler pelo menos a parte inicial do primeiro post:
http://guitarra99.blogspot.com.br/2010/12/o-grande-problema-da-guitarra-com.html

A solução apresentada nesse post antigo funciona, mas envolve o acréscimo de uma mini chave e um segundo potenciômetro de volume.
Pois bem, meu grande amigo e também viciado em guitarra, Oscar Jr., me chamou a atenção para o esquema usado pelo mestre luthier John Suhr, que resolve esse impasse de forma muito elegante e com mínimas alterações da fiação padrão.

John Suhr aproveitou-se de uma lei da física e colocou resistores em paralelo com o potenciômetro de volume (que em essência é um resistor). Usamos um pot de volume de 500k, mas acoplamos resistores com valor aproximado (utilizei de 460k) nos singles (apenas neles). Da forma como é feita, esses resistores ficam em paralelo com o pot de 500k. Seguindo essa fórmula (clique), vemos que o resultado (no meu caso, com resistores de 460k) é uma resistência final de  239.58k - bem próxima dos ideais 250k para singles. Como os resistores não são acoplados no humbucker, ele continua "vendo" apenas um pot de 500k. PERFEITO! :)

Claro que os esquemas do Suhr são bem mais complexos, permitindo combinações diversas, mas o foco aqui é um só: 250k para os singles e 500k para o humbucker.
Aqui uma foto da atual fiação da minha Cort G260 (lembro-lhes que eu utilizo apenas um pot de tonalidade para poder colocar o pot de volume mais embaixo, fora do alcance da mão direita):


Observem que os resistores são ligados no hot dos singles e no aterramento. Poderia até colocá-los no próprio captador, mas sempre tem o problema de espaço, capinha, etc. Então liguei-os nos respectivos terminais da chave e fiz um ponto de aterramento nela.

Como já falei inúmeras vezes, sou péssimo em física/elétrica/etc., mas à princípio tá correto - até porque estou "ouvindo" isso funcionar. A sibilância dos singles em pots de 500k não existe mais :)
A foto é bem grande - clique nela pra ampliar e ver os detalhes.
Basicamente, é só levantar o escudo de uma strato HSS e acrescentar os resistores naqueles pontos.

É isso. Enquanto não aparece nenhum expert em elétrica por aqui, essa é uma excelente solução para guitarras HSS. Obrigado ao Oscar Jr. e ao John Suhr :)
Qualquer novidade, aviso! :)

19/10/2012: Já que o pessoal tá pedindo, segue o esquema (adaptado de um do Seymour Duncan) para stratos com 2 pots de tonalidade. O pot de volume TEM que ser de 500k, mas os de tonalidade podem ser mantidos em 250k. Basicamente, trocamos o pot de volume e acrescentamos os resistores (R1 e R2 - cerca de 500k) como no esquema. Uma das pontas dos resistores vai para o terra. Achei melhor criar um ponto de aterramento na própria chave e dali partir para a carcaça do pot de tonalidade (ou direto para o de volume) com um fio. Segue:

06/09/13: O circuito que estamos discutindo (esse da imagem acima) tem um "pequeno" problema, percebido pelo nosso amigo Ramsay lá do fórum da GP e também pelo Alex Frias, do fórum handmades.com.br. O problema é na posição "4" do seletor (captadores do meio e braço juntos). Nessa posição, os dois resistores estarão atuando e teremos uma resistência final por volta de apenas 160k, o que, além de baixar ainda mais o volume (os captadores juntos ficam em paralelo e o volume diminui naturalmente), pode filtrar demais os agudos. Putz! Tava bom demais pra ser verdade!

Bem, eu raramente utilizo a posição 4, então vou manter os esquemas que já fiz assim, mas o Alex Frias sugeriu uma excelente opção e teve a gentileza de nos permitir a reprodução do esquema dele, que utiliza apenas um resistor, engenhosamente posicionado. Segue:



Segundo o Alex: "O resistor só não entra em ação na posição 1, deixando o valor do potenciômetro em 500k. Já em todas as outras posições ele entra em paralelo com o potenciômetro resultando algo próximo a 250k. O esquema usando dois resistores cria uma resistência ainda mais baixa na posição 4. "

Mais uma opção, então. Se alguém tiver alguma outra ideia testada, o espaço tá aberto! :)

105 comentários:

  1. Poderia usa um resistor de 510K q é um valor comercial assim, ficaria ainda mais proximo de 250k.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro, até mais do que isso - depende de como queremos timbrar os singles. Nessa G260, que tem poucos médios e muitos agudos, a minha ideia era realmente ficar abaixo de 250.
      Com os resistores em paralelo, podemos usar valores inéditos, como 400k por exemplo, para Humbuckers muito brilhantes.

      Excluir
  2. então quer dizer que a unica vantagem é não ter de alterar tanto a fiação ?
    Cara se eu usar o esquema anterior eu vou poder usar todos os capitadores ao mesmo tempo apesar da chave seletora de 6 terminais?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No esquema anterior, era necessário acionar a mini chave para desviar o circuito para o pot de 250k ou 500k.
      Esse método atual tem várias vantagens - modificação mínima e só usamos a chave seletora original - quando está nos singles, os resistores entram em ação e o pot automaticamente fica com 250k (no esquema anterior tinha que acionar uma mini chave, além do seletor). Definitivamente o melhor método para HSS.

      Excluir
  3. Mas com o método anterior da pra usar todos os caps ao mesmo tempo, tipo como se tivesse com a chave seletora de original em neutro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não. A chave seletora não é alterada. Apenas os valores dos pots.

      Excluir
  4. Eu fiz esse esquema antigo na guitarra de um amigo pq ele já tinha meio que começado a fazer mas mesmo diminuindo os dois pot ate o minimo a guitarra ainda manda som pro caixa. Era pra ficar assim mesmo??

    Desculpa ai a quantidade de perguntas rsrsrrss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que não. Como falei, isso só muda o valor do pot e a quantidade de agudos do timbre - o resto é idêntico à fiação normal.
      Cheque detalhadamente as ligações. 95% das vezes é ligação errada. Se não, troque o pot de volume.

      Excluir
  5. As soldas estão bem feinhas heim! hehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KKK! Muito! São dois pots reutilizados, mas mesmo assim, soldas feinhas de doer! :)

      Excluir
  6. Muito bom cara... mas a strato vem com dois pot de tonalidade. Na primeira parte do seu post você comentou que não há necessidade. Se eu quiser deixar os dois pot de tonalidade visto que o escudo tem 3 orifícios, como fica a ligaçao elétrica e o que muda na tonalidade?

    ResponderExcluir
  7. Olá Paulo, reforço o pedido do Renato. Teria como fazer o grande favor de divulgar um esquema com os dois pots de tone? Pelo que estou vendo, será necessário substituir todos os pots da strato (250k) por outros de 500k, não é? Qual valor de capacitor você utilizou na sua guitarra?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou apenas aguardando a chegada dos resistores e do pot CTS 500k pra botar em prática o esquema acima. Depois posto as impressões sobre as diferenças entre esse wiring e o original da HSS. Mais uma vez, obrigado pela ajuda!

      Excluir
  8. Blz paulo, gostaria de fazer esse esquema, tenho um captador dimarzio dp189,me disseram existe opção de "splitar" as bobinas, ou seja, cancelar uma delas e ficar com um som próximo ao de um single coil. daria para fazer com esse esquema acima???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, antes de postar sobre isso, fiquei com receio que o pessoal começasse a perguntar sobre outros problemas de fiação. Wiring não é o meu forte e nem o objetivo principal aqui. Eu detesto splitar humbuckers, por isso quase nada sei sobre o assunto, mas qualquer humbucker com quatro fios pode ser splitado com chave push/pull ou mini chave. Há centenas de esquemas na internet e provavelmente no site da DiMarzio essa questão esteja explicada.
      Boa sorte :)

      Excluir
  9. Olá Paulo, encomendei os componentes do esquema do Suhr. Enquanto aguardo a longa espera da remessa, encontrei um pot de 500k antigo, de um baixo, e vasculhei atrás de dois resistores. Fiz a ligação experimental, :)
    http://imageshack.us/a/img824/9642/dsc07057dd.jpg
    Entretanto, achei o som um pouco abafado; não sei se em função do capacitor que usei (0.047); também aguardo a chegada de um PIO .022, pra ver se dá diferença. Outra coisa: chequei a soldagem várias vezes mas, mesmo assim, o captador do meio fica mandando som, mesmo com o pot de tone totalmente fechado. Só desmontando de novo, :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedro, os resistores são de 500k ou próximos disso? Não acho que o capacitor seja o responsável - seu efeito é muito sutil.
      E essa chave seletora é a original, curvada, né? Tem que saber certinho o que é cada contato. Até agora, só fiz essa mod em chaves chinesas, retas. Essa ligação é idêntica ao esquema HSS da Fender?

      Excluir
  10. Paulo, retirei os resistores de uma placa antiga. Não são iguais: um é de 560k (coloquei no middle) e o outro é, salvo engano, 460k (ou 470).
    Essa chave é a original que veio na S-S-S. Segui o esquema da American Highway HSS (dois fios do humbucker ficam isolados). Está tudo certinho; a não ser que alguma das soldas não esteja dando o contato adequado. Vou refazê-las com ainda mais atenção. A única coisa diferente desse esquema é o capacitor; aqui eles usam .1 uf:
    http://support.fender.com/service_diagrams/stratocaster/011-1700Aupg1_SISD.pdf
    Mesmo antes de tentar o esquema do Suhr, havia notado que a posição (2) da chave fica com metade do volume das outras. Talvez seja um desgaste da própria chave. Mas vejo o pessoal negociando (e caro) umas "vintage" que estão "só a capa da gaita", e parecem funcionar bem :)
    Apliquei até um spray descarbonizante, pra melhorar o contato, mas não adiantou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os resistores estão com valores ok. Me parece que o seletor tá bichado :) Sei que esse redondinho da Fender é mais charmoso que os retos comuns, mas sempre tive problemas com esses redondos. E depois, seletor não influencia nada no timbre. Mais vale um chinês funcionando do que um Fender meia boca.
      Aquela primeira foto tá muito pequena - a haste do resistor que é ligada no mesmo ponto do hot dos singles não pode encostar em mais nada. Se encostar em alguma parte metálica, fudeu.

      Eu fiz esse esquema em duas stratos e funcionou perfeitamente, Pedro.

      Excluir
  11. Só tem um remédio: vou desmontar tudo e refazer. Aliás, meu propósito foi montar uma guitarra comprando todas as peças separadas e juntando o quebra-cabeça, a partir do meu próprio trabalho. As orientações, consegui em sites como este (que tem sido de grande valia). Apenas uma regra - queria todas as peças genuínas da Fender. Mas me surpreendi com uma exceção à regra, um captador de middle: é de um tal de Reilander Custom, canadense, hand made - feito pra peitar o Texas Special, com as mesmas especificações. Comprei pra testar, mas gostei tanto do som que deixei no lugar do anterior (como se sabe, gosto não se discute:))
    Vou comprar outra chave (zero bala, dessa vez) :)

    ResponderExcluir
  12. Refiz tudo. Pela falta de espaço na chave, transferi os resistores para o pot:
    http://img802.imageshack.us/img802/5961/dsc07062s.jpg
    Entretanto, acho que a chave, só outra mesmo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal a solução de levar o resistor até o pot, Pedro. E as tuas soldas são melhores que as minhas! :)

      Excluir
    2. Kkkkkk! Derreti VÁRIOS metros de solda tentando aprimorar... As primeiras que fiz, num baixo, ficaram opacas, se batesse nelas, arrancavam... Levei pra um técnico em eletrônica fazer e fiquei olhando. É simples: o aparelho de solda detecta que o cabra não sabe soldar e emperra :)
      As minhas agora já estão um pouco melhores; pelo menos não desgrudam mais:)
      Abração

      Excluir
    3. Pedro, por favor, ignore o cara lá do outro post... Simplesmente não vale a pena discutir com ele.
      Let it be, my friend! :)

      Excluir
    4. Maldita liberdade de expressão, kkkk! Compro briga com qualquer um que disser que minha Fender não é "Fender" só porque fui eu, e não a fábrica, quem apertou os parafusos :)
      Abraço, e rumo ao próximo projeto!!

      Excluir
  13. Não entendo nada de eletrônica mas esse esquema é bem simples de se fazer. Minha única dúvida de leigo. O resistor tem lado certo de ser instalado ou não faz diferença?

    ResponderExcluir
  14. tenho uma Cort G260,e estou usando o esquema do resistor para o pot de volume ,ela é com escala em maple e estou com difculdades de timbrar os singles ainda,troquei os originais por Malagoli Custom alnico 50,mas ficarão muito brilhantes para essa guitarra ;que singles está usando na sua? Estou pensando no SD SSl-1 no braço e um alnico pro em midle.

    ResponderExcluir
  15. Dario, alguém acabou de postar aqui:
    http://guitarra99.blogspot.com.br/2010/07/strato-sx-modificada.html?showComment=1353111256808#c6403421604560806476
    dizendo que seus caps Malagoli de alnico soam muito fechados numa SX.
    A verdade é que 85% ou mais do timbre vem da guitarra. Tentar consertar com captadores ou componentes é uma luta meio inglória.
    Mas vamos lá:
    1 - Podes diminuir o valor do resistor (300-400k). Quanto menor a resistência final, menos agudos.
    2 - Podes também aumentar o valor do capacitor, mas a influência aí é pequena.
    3 - Podes usar singles com alnico II - têm menos agudos (e graves) que o alnico V.
    4 - Se não usas o tremolo, podes colocar um pedaço de madeira (bem justo) e travar a ponte. Às vezes, diminuindo a ressonância da ponte, diminuimos os agudos.

    Se nada disso der certo, estás enfrentando a famosa "maldição da guitarra emburrada" KKK!

    ...Ou trocamos de G260 - a minha soa um pouco mais fechada do que eu gostaria! :)

    ResponderExcluir
  16. A minha soa muito brilhante e com sobra de agudos com esses singles vou ver algo com o resistor e depois senão surtir efeito mudo os pickups por a2 ou ainda singles com menos saída que os Alnico 50(são bem fortes na minha opinião);como os Fender 54 ou 57/62
    Paulo muito obrigado pelos toques.
    abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os Rosar Fullerton são uma mistura de Fender 54 com 57/62 e até agora, ninguém os achou com sobra de agudos. São excelentes e bem equilibrados.
      Eu só uso Rosar Fullerton e Fender CS54 mas minhas guitarras, mas tenho uma muito aguda que ficou legal com o Rosar Rock Surf 43 - por ser um captador com fio AWG43 e não 42, ele tem naturalmente menos agudos (também tem resistência maior, mas que equivale a um single de baixa/média saída).
      Gosto muito desse captador na ponte de strato, onde agudo em excesso é quase sempre um problema, mas no teu caso, ele pode ser a solução no meio e braço.
      O mais chato disso tudo é que só dá pra saber MESMO depois de comprar, instalar e testar.

      Excluir
  17. Sim só testando mesmo,prefiro singles mais "abafados" em neck;para usar o Malagoli Alnico 50 tenho fechado um pouco o tone.

    ResponderExcluir
  18. Qual seria a especificação completa desses resistores?
    510K - 1/4W - 5% de tolerância?
    estou querendo fazer esse esquema aqui na minha sx sst57.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No mundo das guitarras, a tolerância de 10% já tá ótimo.
      Não há necessidade de muita exatidão. Siga a fórmula para resistores em paralelo - o valor final ideal vai depender de quanto queres diminuir os agudos. Para singles, entre 220 e 300k.

      Excluir
  19. Paulo, algum problema em usar resistores de 470k 1w 5% ?? abraçao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nenhum. Supondo que o potenciômetro tenha exatos 500k, pela fórmula, com um resistor de 470k em paralelo, ficarias com uma resistência final de 243,27k, bem próxima da "oficial" de 250k.
      Mas é bom checares o valor real do pot - já vi pots de supostos 500k com com variações entre 450 e 550k.

      Excluir
  20. Tens razao paulo, medi o pot alpha de 500k que comprei e seu valor deu 575k... devo trocar os resistores de 470k por outros de valores diferentes?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vic, use a fórmula que postei - vai dar 258k - ok. Para singles, valores entre 220 e 300k são ok.
      Se ficar muito agudo ou abafado, ajuste o valor do resistor. O post é justamente pra ensinar isso.
      Se não captasses o princípio da coisa, falhei na minha intenção.

      Excluir
  21. Longe disso !! Seu post foi de grande ajuda, nao so pra mim como varias outras pessoas, bem esclarecedor! A verdade é que nao entendi bem a formula(nao sou bom em fisica)...ai ja viu ne rsrsr se pudesse explicar como usa-la seria de grande ajuda! obrigado paulo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coloque os valores do potenciômetro e do resistor nos campos em branco - tem dez, mas no nosso caso só usaremos dois - e clique em "calculate" - pronto: o valor dos dois em paralelo estará ali.

      Excluir
  22. paulo(chará)como luthier ,para mim foi de grande valia saber mais um macete,só me restou uma dúvida,posso utilizar um pot de500k no timbre?daria certo?desde já hle agradeço.abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço a visita, Paulo.
      Pode sim, para o controle de tonalidade, o valor do pot não é tão determinante quanto do volume.
      Mesmo no "10", o pot de tonalidade filtra um pouco os agudos - o pot de 500 teoricamente atenua/filtra menos que o de 250.

      Excluir
  23. Caro Paulo. Segui seu esquema ligando os resistores saindo da entrada do cabo + do cap na chave seletora para o negativo. O som ficou fechado parecendo em curto. A ligação realmente é essa. Minha chave de 5 pos. é uma fender.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estranho, Oscar. Já fiz em 4 stratos e sempre funcionou...
      As extensões (fios) dos resistores podem estar em contato com algum outro componente? O valor do resistor está correto mesmo?

      http://www.diyaudioandvideo.com/Electronics/Color/E24ResistorColorCodes.gif

      Excluir
  24. Boa noite! Se eu quiser minha strato sem pots de tonalidade, posso adicionar apenas os resistores que o resultado será o mesmo? Uso só volume. Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, lembrando que a retirada do pot de tonalidade + capacitor do circuito acrescentará um pouco de agudos.

      Excluir
  25. Paulo. Fiz a ligação partindo da entrada da chave para o terra no potenciômetro e deu certo. A minha chave de posição é marca fender de 5 posições.Estou postando esse comentário pois como solução do acontecido comigo. Grato

    ResponderExcluir
  26. Se ligarmos dois resistores de 1M (um mega) cada um em paralelo, teremos exatos 500K.

    ResponderExcluir
  27. Olá Paulo!! Olhando essa postagem me deu uma vontade de fazer um esquema de push-pull em uma guitarra que eu tenho feita em alder e braço parafusado (Stagg das antigas), porém com 2 humbuckers. O problema é que eu precisava trocar toda a fiação dela que é bem velha e ruim, mas não estou encontrando em lugar nenhum a fiação com Push-Pull para 1 Tone e 1 Volume. Só encontro para Les Paul com 2T e 2V, mesmo que eu compre esse ficarei com dois sobrando. Pensei em uma da PRS que eu encontrei mas não sei se terei que fazer alguma adaptação. Você pode me ajudar? Obrigado desde já!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gilberto, se eu entendi direito o esquema da PRS com Push-Pull vai sim funcionar com a sua guitarra.

      Eu sempre busco esquemas no site da Seymour Duncan ( http://www.seymourduncan.com/support/wiring-diagrams/ )onde tem varios. Só preste atenção as cores dos fios e mãos a obra ! :-)

      Excluir
    2. Opa blz Oscar!! Muito obrigado pelo esquema, tem bem certinho como fazer!! Quanto a fiação? onde eu consigo os fios e Pots Push-Pull 1 Volume 1 Tone já vasculhei em tudo Ebay, ML e só vende 2T2V, vocês teriam o contato de alguém que venda? Que tenha já montada a fiação? Muito obrigado!!

      Excluir
    3. Se vc quer tudo já soldado vc pode procurer na RS Guitar Works com components de primeira mas sai caro. Aqui no BR eu nunca vi isso vendendo já montado. Eu sempre compro os pots na DiCastellis (www.dicastellis.com.br) e monto eu mesmo. Eles montam lá tbem, mas acho que só na guitarra direto e não pra venda assim.

      Excluir
    4. Consegui encontrar um modelo para PRS mas custa $70 é meio salgado mas acho que vou acabar levando esse modelo mesmo, mas muito obrigado pelo esquema de fiação!! Valew

      Excluir
  28. Muito bom! Deu certo, usei resistores de 470k, o que me resultou em 242.27k para os Singles, porém encontrei um grande problema, quando mistura o Humbucker da Ponte com o Single do meio o Potenciômetro ficará com o valor do Single(242.27k), e o Pior acontecerá quando ligarmos os dois Singles juntos ou seja, braço + Meio, os 2 resistores na chave entram em paralelo e ficarão com a metade de seus valores(121.14k), ou seja esse sistema só funciona se você quiser usar os Captadores sozinhos sem misturá-los, uma pena, estou tentando resolver isso. Fiz vários testes com o Multímetro e estou procurando uma solução para poder misturara os Caps.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, Alcimar. O "problema" ainda continua por causa da resistência baixa na posição "4". O Ramsay, do fórum da GP já me chamou a atenção pra isso, mas ainda não conseguimos sair dessa armadilha :)
      Mantenho esse esquema em duas stratos HSS só porque raramente utilizo a posição 4 (meio e braço).
      Se achares uma solução, passe pra gente, por favor.

      Excluir
  29. Estou para testar um esquema que com o SuperSwitch da Fender. Nele é possível isolar as 5 posições e acho que "resolve" o problema.. Posto depois os resultados!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estava pensando nisso hoje!!! tomara que der certo. rs. a única solução que testei foi colocar uma chave(on/off) no resistor da posição meio, entre ele e a carcaça da chave, que é onde ocorre o contato entre os 2, pois pela chave já estão separados, a solução é essa, isolar o aterramento de um deles quando estiverem nas posições 2 e 4 para desligá-lo. Mais quero fazer isso sem precisar acrescentar nada.

      Excluir
    2. Com o Super Switch, podemos fazer com que o resistor atue somente quando os caps de meio e braço estiverem ligados sozinhos, deixando a posição 4 sem resistores. Isso fara com que nessa posição o valor de 500K seja atribuido a tudo, mas nesse caso tudo bem pois está tudo em paralelo mesmo.

      Excluir
    3. Também estou esperando ter um tempinho pra fazer com um Push-pull no lugar da chave on/off, assim que eu fizer posto aqui como ficou.

      Excluir
    4. Que bom que vocês estão vendo isso... :) Já esgotei a minha cota de paciência! KKK
      Por enquanto, se alguém considerar a posição 4 essencial, sacrificar a 3 (não colocar resistor no cap do meio) seria uma opção simplificada, não?

      Excluir
    5. Teoricamente sim, mas teria uma bagunça de novo na posição 2... mesma história da 4... :-)

      Excluir
    6. É acho que a solução será o Fender Super Switch, ou o Push-Pull mesmo. :)

      Excluir
  30. Funcionou com o Push-Pull, e nem precisa de 2 resistores 1 já basta, pelo menos no esquema que testei, não tive tempo pra explorar todas as opções ainda, mais ficou assim, Push-Pull para baixo resistor ligado no Captador do Braço(beneficiando as posições 1 e 2) e pra cima Ligado no Captador do meio (beneficiando as posições 2, 3 e 4), isso com um único resistor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa opção! Obrigado Alcimar!

      Excluir
    2. De nada Oscar, assim que eu testar as opções de esquemas com calma posto pro pessoal, mais se funcionar com o Fender Super Switch, será a melhor solução.

      Excluir
  31. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  32. Gostaria principalmente de agradecer a iniciativa de vocês com esse blog excelente. Sem ditar verdades, mas certamente auxiliando muitos aficcionados em guitarras e suas entranhas, ao compartilharem suas experiências e opiniões em português. Sucesso na empreitada!
    Eu tenho minha pequena receita, certamente nada original, de lidar com essa questão da Strat HSS. Mesmo usando HB´s de baixa resistência DC, sinto a necessidade de ter controles diferentes para HB's e singles.
    Há um diagrama postado em nosso site:
    http://www.handmades.com.br/forum/index.php?topic=5684.msg129626;topicseen#new
    Abraços,
    Alex Frias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo toque Alex. Tens certeza que esse setup deixa os singles com 250k? Eu sou ruinzinho em elétrica :)
      Como ficam os valores nas posições intermediárias 2 e 4?

      Excluir
  33. O resistor só não entra em ação na posição 1, deixando o valor do potenciômetro em 500k. Já em todas as outras posições ele entra em paralelo com o potenciômetro resultando algo próximo a 250k. O esquema usando dois resistores cria uma resistência ainda mais baixa na posição 4.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Alex.
      Posso acrescentar o teu esquema ao post?

      Excluir
    2. Alex, eu tenho 2 pots de tone de 250K, e queria ter como o teu esquema, isto é mantenho a resistência em um pot ou nos 2 pots de tone?

      Excluir
  34. Já acrescentei ao post, Alex.
    Obrigado mais uma vez!

    ResponderExcluir
  35. Oscar A., no esquema postado os dois controles de Tone estão funcionando. Um para o captador HB da ponte e o outro para os dois para os singles do meio e do braço. Não entendi sua pergunta...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alex, acabei de fazer esse teu esquema numa strato HSS - ficou excelente. Obrigado!

      Excluir
    2. É um prazer! Eu curti bastante e fico satisfeito de que você também tenha curtido!

      Excluir
    3. Não só curti como já o "oficializei" aqui em casa - é o melhor que já vi! :)
      Abraço e obrigado pela ajuda no post e nas respostas, Alex.

      Excluir
    4. No que eu puder ajudar, conte comigo, é um prazer!

      Excluir
  36. tenho só uma duvida, os potenciômetros não seria logarítmicos para volume e linear para tone?

    ResponderExcluir
  37. A regra não é obrigatória, mas o padrão mais usado é Linear (B) para volume e Log (A) para tonalidade. Podes inverter, dependendo de teu gosto e estilo de uso desses controles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gosto muito de usar o controle de volume da guitarra para swells e coisas do gênero. Estou sempre mexendo nele. Também costumo usar um capacitor de TrebleBleed para não perder muito brilho quando diminuo o volume numa Strat.
      Com o tempo percebi que na Strat um pot linear associado ao cap de TrebleBleede fica mais fácil obter uma gama maior de ajustes. Mas cada um tem um gosto e um jeito de usar os controles da guitarra. De fábrica vem tudo Log na Strat por exemplo...

      Excluir
  38. Agora ta explicado kkkk...no começo do ano utilizei o esquema de ligaçoes com os resistores na chave, e realmente a posição 4 (meio+braço) ficou estranha, sem o timbre que tinha e com o volume baixissimo...Paulo, esse ultimo esquema com apenas um resistor resolve esse problema? Eu tambem tava afim de adicionar uma mini chave on/off para splitar o humbucker(mas sem ser pelo sistema pushpull), como ficaria?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vic, acho que no seu caso, como vc relatou timbre estranho(magro) e perda de volume, deve ter uma ligação "fora de fase". Experimente inverter a ligação dos fios do captador do braço ligando o que está no terra hj na chave e o que estava na chave no terra.

      A chave para splitar o humbucker vc pode comprar uma DPDT 2 posições em qqer loja de eletrônica e instalar. O esquema é igual ao de Push-Pull, com a diferença que a chave vai estar separada do POT e não no mesmo dispositivo.

      O esquema do resistor que abordamos aqui é para remediar o "problema" de se usar pots de 500 com single coils tradicionais, o que os deixa muito agudos. O resistor faz com que os singles "enxerguem" o pot como de 250K ajustando assim essa "falha".

      Excluir
    2. entendi...obrigado por responder! Bom, eu tenho outras duvidas...nesse esquema do Alex Frias, tem 3 capacitores um em cada potenciometro...pelo que eu entendi, o de volume é 220pF...é isso? os tones são 0.22 e 0.47 uF...é isso tambem? minha duvida é quanto ao capacitor de 220pF...para uF, quanto ficaria? esses capacitores, posso usar de tantalo ou os de poliester que sao o mais indicados mesmo? e quanto a voltagem de cada capacitor, há uma voltagem indicada?

      Excluir
    3. Por partes, ok? Entre parênteses vai o valor em uF!
      Capacitores de TONE são 22nF e 47nF (0.022uF e 0.047uF), o material quem decide é você e o seu bolso, mas bons capacitores de poliéster resolvem.
      O do pot de VOLUME é um "Treble Bleeder" de 220pF (0.00022uF) pode ser Disco Cerâmico ou Silver Mica.
      Qualquer voltagem acima de 16 volts.
      Nunca uso Tântalo nas linhas de sinal, se eu tiver opção.

      Excluir
  39. Não sei se ainda posso comentar, mas o esquema com dual blade é o mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Maycon, um Dual Blade é um Humbucker então a regra é válida da mesma forma :-)

      Excluir
  40. Oscar, instalei um captador Dimarzio Evolution DP 159 na minha guitarra e pedi para o luthier fazer aquela ligação que splita o captador. Ele fez com o potenciômetro de "tone' e não do volume. Tem problema nisso?? Belíssimo o seu trabalho, amigo! Abraços!

    ResponderExcluir
  41. Funciona com uma telecaster?! (sou leigo no assunto)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Funciona sim Leonardo. O principio seria o mesmo, ligar o resistor em paralelo com o single da ponte e usar pots de 500k, muito embora muita gente use pots de 500K em tele diretamente com ótimos resultados.

      Excluir
  42. Vivendo e aprendendo.
    Aquele problema de baixa resistência nas posições 2 e 4 são resolvidos com esse esquema?
    Se sim, é uma grande sacada Alex, farei esse maravilhoso esquema em minha ssh.
    VLW!

    ResponderExcluir
  43. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  44. No caso da minha guitarra que possui apenas 1 tone e 1 volume e de configuração HSH,como faço?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HSH não vale à pena nem se preocupar com isso. 95% dos guitarristas com essa configuração usam muito pouco o captador do meio e geralmente esse é mais forte, acima de 7k, fazendo com que funcione bem com pots de 500k. Minha recomendação é que deixes como está. Se usas mais o do meio que os humbuckers, seria o caso de mudares para uma HSS ou SSS.
      Em todo caso, podes utilizar como referência o penúltimo esquema - vai funcionar também.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  45. Oi escrevo da Venezuela, Saludos, mihna guitarra é hss, 1 tone e 1 volume, cuales potenciomtros eu preciso usar? obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ¿Desea saber cuál es el valor o cuál es el modelo/marca? El valor es de 500k, que puede ser lineal (B) o logarítmico (A). Yo prefiero lineal para ambos, pero lo más común es lineal para volumen y logarítmico para tono
      Las marcas varían en gran medida. CTS y Gotoh por ejemplo se encuentran entre las mejores. Alpha es más barata pero con calidade razonable.

      Excluir
    2. ¡Qué bueno que hablas español! mi guitarra es una LTD St-213 fr, la compré por Amazon pero el potenciometro de tono vino dañado y la guitarra suena bastante sucio, logro atenuar un poco la suciedad con el pote del tono a tope, planeo cambiar las pastillas de fábrica por unas Seymour Duncan, las singles por unas Classic Stack plus stk 4 y la humbucker por un JB tb4, los dos potes deben ser de 500K, ¿no afectará eso el sonido de las singles?

      Excluir
    3. No hablo español. He utilizado un traductor en internet :)
      Si desea utilizar el Classic Stack plus stk 4 y el JB, puede mantener los pots de 500K. Debe funcionar bien.

      Excluir

Antes de perguntar, faça uma pesquisa no campo "Pesquisar nesse blog".