sexta-feira, 27 de maio de 2011

CAPACITORES!

(obs: antes de fazer perguntas e ou postar comentários, leia aqui: CLIQUE)

 

       Inevitavelmente, quando começamos a entender como funciona uma guitarra, chega um momento em que olhamos para aquela pequena e geralmente colorida "coisinha" ligada no botão de tonalidade, o capacitor, e pensamos: "Bem, ele atua na tonalidade e quanto maior o seu valor, maior a diminuição dos agudos". Isso já bastaria para uma compreensão básica, mas quando vamos adiante e desejamos maior domínio sobre o timbre, somos obrigados a conhecê-lo mais profundamente.
         Em linguagem de guitarrista, obrigatória nesse blog, o capacitor é basicamente um filtro de agudos. Observe que ele recebe o sinal/som do captador de um lado e no outro, ele está ligado ao terra. Assim, ele joga fora/deixa escapar (para o terra) apenas as frequências mais altas do sinal. Quanto maior o valor do capacitor, mais baixo é o seu ponto de corte de frequências, ou seja, maior a amplitude de frequências agudas que ele filtra.

O potenciômetro de tonalidade tem a função de controlar o quanto do sinal vai para o capacitor. No "10", ele não envia nada (teoricamente) e o capacitor não filtra nada (teoricamente), no "0", ele envia 100% do sinal e o capacitor desvia para o terra (joga fora, retira do sinal que vai para o jack de saída) todos os agudos a partir do seu ponto de corte. Mas não deixa o restante das frequências "escoarem" pelo terra. Essas permanecem intactas e seguem seu caminho pelo cabo até o amplificador.
Falei antes "teoricamente" porque alguns guitarristas (me incluo) afirmam que mesmo no "10" o conjunto potenciômetro + capacitor atua sobre o timbre. Há de fato uma diferença, com aumento dos agudos, quando deixamos a guitarra sem os controles de tonalidade.

O potenciômetro de volume tem uma ação parecida, também desviando para o "lixo" (terra) o sinal, na medida que vai sendo diminuído.
Então, antes de tudo, temos que estar cientes que o sistema de aterramento de uma guitarra não serve só para eliminar o ruído inerente das estruturas. Ele também é usado para "desviar/atenuar" o sinal do captador (pot de volume) ou frequências que são filtradas dele (pot de tonalidade + capacitor).

         Em linguagem técnica, capacitor (ou condensador) é uma estrutura que armazena energia num campo elétrico, mas eu sou péssimo em física e o que me interessa de fato é que, acoplado a um pot de tonalidade, ele filtra agudos.

TIPOS DE CAPACITORES PARA GUITARRA
Existem vários tipos de capacitores, de estrutura e materiais distintos, mas todos basicamente com a mesma função.
Para guitarras, os capacitores mais comumente usados são:
Cerâmicos, 
Poliéster (inclui Mylar), 
Polipropileno, 
PIO (paper in oil - à óleo). 

        Os famosos "Orange Drop" 715p são de polipropileno, os 225p são de Poliéster. Já os lendários "Bumble Bees" das Gibson vintage, são PIO (papel em óleo/á óleo). A maioria das guitarras chinesas tem capacitores de Poliéster (geralmente verdes ou azuis) e várias Gibson atuais usam capacitores Cerâmicos. As Fender geralmente têm capacitores de poliéster ou às vezes cerâmicos.
Com exceção de alguns PIO feitos exclusivamente para guitarras ( A Gibson vende uma reedição dos Bumble Bee por 113 dólares o par!!), capacitores são muito baratos, coisa de centavos às vezes.
Bumble Bees originais em bom estado chegam a custar até 500 dólares!

        O tipo de material e o valor (capacitância) é que vão caracterizar um capacitor e a maneira como ele atua sobre o timbre. Os "PIO" são conhecidos por serem suaves e "musicais". Já os de poliéster costumam atuar de forma mais efetiva e rápida sobre os agudos, eles realmente "fecham" o timbre.
Os valores são importantíssimos. A medida de valor usada é "Farad - ou Faraday" e pra nós é geralmente confusa por causa da nomenclatura: micro/nano/pico faraday. O Farad é uma unidade muito alta para aplicações comuns. Usa-se então sub múltiplos. Geralmente a escala é "Microfaraday/ uF" e podemos usar essa regra (ex): 0.022uF =  22nF = 22.000pF (ou 22K, como às vezes aparece)
(Daqui pra frente, só usaremos microFarad/uF).


COMO SABER QUAL CAPACITOR USAR?

         Captadores single coil do tipo Fender por sua natureza mais aguda, geralmente requerem capacitores de .047 uF (Leia: "ponto zero 47 microFarads" ou só "zero 47"), mas ultimamente a própria Fender padronizou em .022uF, provavelmente porque o gosto geral está mais para o agudo, sei lá. Eu prefiro .047 ou no mínimo .033 para strato e pelo menos .047 para Teles. Nos anos 50, o valor comum era bem mais alto: .100
Já os Humbuckers, naturalmente com menos agudos, pedem capacitores de menor valor, portanto, que filtram menos agudos. A Gibson costuma usar .022uF em ambos ou .022 no captador da ponte e .015 no captador do braço, às vezes .010. Cerâmicos na linha comum e PIO nas custom shop.


         Particularmente, prefiro os capacitores à óleo/PIO para Tele, Les Paul/SG e eventualmente, Strato. Na Stratocaster, os Orange Drop costumam soar muito bem. Os capacitores à óleo e cera, muito usados nas décadas de 40 e 50, são raros hoje em dia, pois existem modelos mais eficientes. O problema é o timbre com agudos macios que às vezes só conseguimos com os PIO. Vá à caça. O Brasil já fabricou esses capacitores e ainda existem muitos por aí. Há alguns meses comprei uns 10 que estavam estocados há décadas em uma loja de eletrônica (marca Cherry, nacional). É o famoso "New Old Stock/NOS" ou "Estoque antigo, sem uso" :)
Vai que de repente tu achas um "Bumble Bee" perdido em algum rádio de válvula antigo :)
Bumble Bee
OUVINDO AS DIFERENÇAS
        Aqui, um interessante vídeo onde o cara montou um sistema pra testar as diferenças entre os diversos tipos de material/capacitores (o valor de todos é o mesmo: .022uF). Tem que ouvir com atenção, mas dá pra perceber as diferenças de timbre entre eles, com certeza!



(adendo 05/2013) Outro teste muito legal:


Devo ter esquecido de alguma coisa... Depois eu reviso e acrescento se necessário.

Adendo 1: a voltagem do capacitor (a maioria suporta mais de 50 volts) é sua capacidade de suportar determinada carga elétrica. A maioria dos capacitores de guitarra são feitos geralmente para uso em amplificadores, que normalmente trabalham com altas voltagens.
Como a voltagem gerada pelos captadores é ínfima (coisa de milésimos de volt),  a voltagem do capacitor não influencia em nada nesse caso.

Adendo 2: Por sugestão do Rogério vou colocar um link para uma calculadora de códigos de capacitores (é realmente muito difícil de entender aquela numeração).
É a página da Toni Eletrônica que tem a calculadora. Tentei inserir aqui no blog, mas aparentemente não posso colocar nada em Java. Segue o link (quando solicitado, abra-o em outra página ou aba):
Calculadora de Capacitores

Outra bem legal:
Colorcode

Tabela de Conversão

Adendo 3: No site do luthier Billy Penn há uma útil tabela de referência de valores:
Tabela de Capacitores

Adendo 4: Os capacitores usados em guitarra não têm "polaridades", ou seja, tanto faz o lado que ligamos. Porém, num artigo de 2010 na revista Premier Guitar, o alemão Dirk Wacker jura que há uma diferença de sonoridade dependendo do lado que soldamos, ppte nas stratos e com os Orange Drop. No seu blog, o Oscar Isaka Jr. fez a "contraprova" e postou as demos mostrando que de fato há uma diferença. Siga o link:
http://jrguitarblog.blogspot.com/2011/11/mais-sobre-capacitores-de-tone.html

192 comentários:

  1. Excelente post!!
    É o timbre perfeito se esconde em detalhes mínimos!!!


    Jack já viu esse post do Rafael Gomes??? :
    http://blogdoluthier.blogspot.com/2011/03/patrulha-do-potenciometro.html

    Muito interessante e preocupante também!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Paulo. Tô preparando um sobre potenciômetros agora. Não é um post muito popular mas acho necessário para a finalidade do blog... :)
    Já havia lido o post do Rafael sim. Eu sempre checo o valor de TODOS os pots que tenho, por isso continuo usando os Alpha... hehehe.
    O legal de saber o valor exato dos pots é que podemos usar suas variações para ajudar a timbrar os captadores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe a curiosidade, mas eu estou precisando de capacitores e potênciometros novos e pesquisando sobre o assunto encontrei esses comentários.

      Paulo, vc recomenda a marca Alpha?
      Obrigado! Abraço.

      Excluir
    2. Meu caro, dois problemas: fizeste a pergunta dentro de outra, (onde a resposta já está dada, eu acredito) e foram quase 10 minutos pra localizar. Não fizeste uma pesquisa - os pots alpha são mencionados algumas vezes aqui. São legais, melhores que os chineses comuns, mas não são top, Eu uso numa boa.
      Leia aqui, por favor:
      http://guitarra99.blogspot.com.br/2014/05/faq-003-orientacoes-para-perguntas.html
      Obrigado pela visita!

      Excluir
  3. Buenas Jack, tranquilo?

    Mencionei no forum que comprei um kit pra Strato e um kit pra Les paul, com pots CTS, capacitores orange drops, e mais uns pots de 300k e diversos capacitores fora do kit. Dentre os pots que comprei, peguei um kit TBX da Fender e queria ver contigo se tu conhece ele?

    Quando vi o funcionamento dele, pensei que ele poderia resolver o problema da ligação de Singles e Humbuckers sem a utilizxação de uma chave, pois o potenciommetro é duplo, concêntrico, e quando ele está no 5 (metade do curso) ele é neutro. do 1 ao 2 ele trabalha num pot de 250k, e do 2 ao 10 ele trabalha num pot de 1000k. Se souber algo sobre isso, pra acrescentar no post de potenciometros, agradeço, pois ainda nem instalei ele na minha strato.

    Abração.

    ResponderExcluir
  4. Só pra complementar, digitei errado ali.Quando falo do 1 ao 2, quero dizer do 1 ao 5, e posteriormente do 5 ao 10.

    ResponderExcluir
  5. Oi Jou, não conheço bem o sistema TBX, mas pelo que falastes, é uma opção interessante. O Jr. deve conhecê-lo. De qualquer jeito, o TBX já estava escalado para o post - tem um artigo excelente sobre ele na Premier Guitar. Vamos ver... :)

    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Fantástico e didático! hehehe

    Valeu!
    Abraço

    Rodrigo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amazing! I just got RIOT POINTS for FREE !!!
      >> FreeRiotPoints.me <<

      Excluir
  7. Potenciômetros mesmo no 10, de fato alteram o som. Uma de minhas guitarras tem uma chave que coloca a saida dos captadores em "bypass" direto com o Jack, e ao utilizá-la o som de fato tem ganho em agudos.

    ResponderExcluir
  8. Excelente explicação. Parabéns amigo. Tenho duas dúvidas e gostaria de sua orientação.1)Minha tele possui um capacitor de 0.33 e estava querendo colocar um de 0.47 à óleo. Que diferença eu notaria neste caso?
    2) Aquela voltagem que vem escrito em muitos capacitores interferem de alguma forma (tipo: 200v)? Existe o perigo de queimar algum "captador"?
    Abraços

    ResponderExcluir
  9. A diferença vai depender do capacitor de .033 atual. Na minha telecaster o PIO de .047 suaviza os agudos, deixando-os bem "musicais".
    Em relação à voltagem do capacitor, boa lembrança - já coloquei um adendo no final do post:
    "A voltagem do capacitor (a maioria suporta mais de 50 volts) é sua capacidade de trabalhar com determinada voltagem. A maioria dos capacitores de guitarra são feitos geralmente para uso em amplificadores, que normalmente trabalham com altas voltagens.
    Como a voltagem gerada pelos captadores é ínfima (coisa de milésimos de volt), a voltagem do capacitor não influencia em nada nesse caso."

    ResponderExcluir
  10. Obrigado pela resposta Paulo!

    Não sei se foi coincidência mas no ano passado comprei um captador texas do braço e instalei-o perfeitamente, toquei alguns dias e resolvi trocar o capacitor, logo percebi que o som dele ficou mais baixo e cada vez diminuindo mais até que sumiu por completo. Minha dúvida é: Pode ter sido o capacitor? ou foi coincidência? Comprei outro captador e coloquei o capacitor original e esta perfeito. tenho medo de trocar o capacitor e queimar este novamente.

    abs

    ResponderExcluir
  11. É impossível ser o capacitor. Não há como ele "queimar" um captador.
    Tens um multímetro em casa? Dê uma olhada no meu post (ano passado) sobre o uso de multímetros para avaliar captadores.
    É bem provável que esse captador seja fácil de consertar.

    ResponderExcluir
  12. Olá Paulo! Obrigado mais uma vez. Bom, foi justamente no ano passado através de seu post que comprei o multímetro para testar o captador e fiz todos os testes com ele e não apresentou sinal nenhum, ou seja, morreu. Testei com o novo captador e estava tudo ok com ele. Esse terei que enviar para reparos mesmo.Com isso, concluo que foi má sorte mesmo ao adquirir este capatador. Fico aliviado em saber que não foi o capacitor que o fez queimar. Obrigado!

    ResponderExcluir
  13. Cara, achei uns Cherry aqui numa loja também! Um carinha que vende capacitores no mercado livre dizem que eles são ruins, não são precisos na medição, saca? comprei 3 deles e coloquei só 1 de .027 no meu baixo e gostei do som. Vou comprar mais deles.

    ResponderExcluir
  14. São ruins nada, Ivan! O que está na minha Tele é muito bom! E daí que não são precisos - a maioria dos Bumble Bee da década de 50 também não era e hoje um par vale mais de 500 dólares... :)
    Compre todos que encontrares. Quando acabarem os meus, já sei onde procurar... :)
    Abraço!

    ResponderExcluir
  15. Olá Paulo. Bom, coloquei um PIO russia 0.47uf (igual da primeira foto do seu post) na tele e ficou como eu imaginava, excelente.
    Queria saber se eles são "duráveis" por ser a óleo, em relação aos sprague orange drop 715p.
    abraço

    ResponderExcluir
  16. Qual a diferença real entre um capacitor de poliéster e polipropileno? Ou seja, que características relevante poderemos notar? Em guitarras fender telecaster, o que um perde ou ganha em relação ao outro (com o mesmo valor ex: 022uf) Obrigado

    ResponderExcluir
  17. Olha, no caso desses dois, a diferença seria mínima, quase imperceptível. Eu pelo menos nunca notei. O determinante aí seria o valor do capacitor mesmo.
    Já com os PIO a gente percebe uma suavização muito agradável dos agudos estridentes.
    Hoje em dia ficamos babando pelo timbre das Fender dos anos 50 mas esquecendo que só se usava capacitor de .1uf na época.
    Acabei de trocar, na minha strato Fender, um polipropileno de .022uf por um PIO .047. Tá nitidamente mais suave nos agudos. E strato é uma guitarra de natureza aguda (geralmente demais!).

    ResponderExcluir
  18. Não sei se vc poderia confirmar mas, é verdade que na number 1 de Stevie ray vaughan o capacitor era PIO 0.22uf?

    ResponderExcluir
  19. Aparentemente sim, o valor era .022uF. Só não sei se era PIO ou PIW (paper in wax/papel em cera + alumínio). Os PIW foram muito usados no início da década de 50 pela Fender. Mas acho que em 1963 (ano da ONE) não eram mais utilizados.
    O valor mínimo da época era .047uF - geralmente .100uF na década de 50. Ele modificou para .022 e deve ter optado por um PIW.

    ResponderExcluir
  20. Paulo, estou sou fã do seu blog e estou há alguns dias relendo este textop sobre capacitores. Abri minha SX-SST62 para ver qual capacitor eu tinha ali e me deparei com um 2A473T (J?) no pot de tone. Fui à uma loja de eletrônica perto de casa e o vendedor me deixou tão confuso que tive que estudar o assunto para voltar lá e comprar o capacitor correto. Descobri que os dois primeiros algarismo são de fato o valor do capacitor, o terceiro o multiplicador (ou a qtdade de zeros) e a letra a tolerância (J=5%, K=10% e M=20%). Gostaria de sugerir que incluisse estas informações no seu artigo. abs Rogério-Sp

    ResponderExcluir
  21. Obrigado, Rogério. Excelente informação. Poderias por favor fazer um pequeno texto explicativo e postar aqui nas mensagens? Eu o acrescento ao texto do blog em seguida.
    Valeu!

    ResponderExcluir
  22. Paulo, eu não me arriscaria a explicar a decifrar o código dos capacitores pq não entendo bulhufas de eletrônica, mas deixo o link de um site que foi útil pra mim: http://www.tonieletronica.xpg.com.br/calccapacitor.htm

    ResponderExcluir
  23. Já coloquei o link no final do post, Rogério.
    Valeu!

    ResponderExcluir
  24. Paulo, deixe eu ver se entendi direito. O capacitor de tone não interfere no som do instrumento se botão de tone estiver na posição 10 (totalmente aberto). É isso mesmo?
    Abraço

    ResponderExcluir
  25. Pelo contrário, interfere. Na prática eu percebi claramente que há capacitância mesmo com o tone no 10.

    ResponderExcluir
  26. Olá! muita gente tem me pergunatdo sobre a denominação "Sprague" de alguns capacitores. O que realmente esta palavra significa em relação aos capacitores?
    Você ja testou um Bumble Bee em stratocasters ou teles? Qual sua opinião a respeito?
    obrigado!

    ResponderExcluir
  27. Sprague era o nome do fabricante de capacitores na época. Tanto os Bumble Bee quanto os Orange Drop eram "Sprague". A fábrica foi vendida e, pelo que sei, atualmente faz parte de um holding.
    Nunca sequer tive um bumble bee original nas mãos... Caso conseguisse um, iria para a Les Paul.

    ResponderExcluir
  28. Olá Paulo! Queria saber se esse capacitor PIO(primeira foto do blog), tem algo se especial em relação à instalação. Digo, tanto faz o lado que soldamos ele no potenciômetro? existe alguma regra geral ou podemos soldar de qualquer lado qualquer tipo de capacitor?Abraço

    ResponderExcluir
  29. Não. Pode ser instalado em qualquer sentido.

    ResponderExcluir
  30. Olá amigo excelente blog! tenho um Sprague na minha Les Paul mas o fio dele se soltou de um lado, será possível arrumar usando solda? abraços

    ResponderExcluir
  31. Se sobrou pelo menos uma parte externa que possibilite soldar, acredito que sim.

    ResponderExcluir
  32. Não sobrou parte externa, somente um potinho no lado de fora do capacitor, acredito q já tenha se soltado anteriormente e já tenha sido soldado depois, pois não houve atrito...ficou assim -( ) somente um fio de um lado... vc acha perigoso tentar soldar somente no pontinho q restou? muito obrigado abraço

    ResponderExcluir
  33. Acho que o potinho é pra vedar o óleo. Tem que haver uma continuidade condutiva/elétrica entre os dois pólos do capacitor. Não há perigo em soldar, mas não vejo como soldar algo aí... Meu conhecimento da estrutura dos capacitores é pequeno, então prefiro nem conjecturar muito :)

    ResponderExcluir
  34. Muito bom!
    Eu tambémn achei uns Cherry aqui na minha cidade, porém são de .002uF. Vou procurar em mais duas lojas hoje. Mas, se interessar a alguém, no ML tem um cara que vende Bumble Bees por 20 reais cada.
    Aí vai o link http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-215633589-capacitor-papel-e-oleo-tipo-bumble-bee-de-0022-humbuckers-_JM

    ResponderExcluir
  35. EM BREVE ESTAREI INSERINDO EM MEU SITE WWW.MICROFONANDO.COM.BR VÁRIOS CAPACITADORES VINTAGE BUMBLEBEE POR PREÇOS MAIS QUE JUSTOS.
    CONTATOS PARA ENCOMENDA: ivan-marcio@hotmail.com ou microfonando@hotmail.com
    Forte abraço

    Ivan

    ResponderExcluir
  36. Paulo,

    Tenho um capacitor cerâmico aqui de .0102 uF (102K, certo?) que comprei pra fazer o treble bleed mod...

    Se eu o usar naquele meu projeto telecaster de cedro corre o risco de ficar muito agudo? Considerando que vc aconselhou a usar .022 no máximo!

    Abraços

    ResponderExcluir
  37. Acho que pode funcionar. Se não der, trocar capacitor de Tele é moleza... :)

    ResponderExcluir
  38. amigo, estou com um problema na minha guitarra, e intão resolvi pesquisar na internet, primeiro lugar parabens pelo blog,realmente muito explicado, agora vai minha duvida, minha guitarra (uma stratoo configuração HSS)esta com aquele classico zunido no amplificador, o amp eu seu que não é o problema pois esta bem aterrado, intão eu liguei os captadores direto no jack e o zunido continuou, problema de aterramento na guitarra não é, pois esta bem aterrado o o zunido continua, penso que pode ser os capacitores que não estão absorvendo muit bem os agudos, pois quando ela ligada direto sem distorção não ocorre muito o zunido, mas quando ligo meu pedal (boss DS 1) o zunido aumenta, e quanto mais ganho dou no pedal maior fica o zunido, comprei um captador malagoli intruder novo para a ponte, outra coisa são os potenciometros que são de 500k os tres (2 tons e 1 volume) queria saber qual seria a configuração de potenciometros e capacitores mais indicados para o meu caso, sendo que a guitarra ficaracom a seguinte configuração de captadores 1 hambucker da malagoli intruder na ponte e dois single coils de alnico da axl... Desdeja obrigado, Abçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é uma pergunta muito comum mas foge do tópico. Se o aterramento tá ok (e precisas ter certeza disso), deve ser a (ausência de) blindagem.
      Uma pesquisa rápida na internet e nem precisei escrever - transcrevo uma resposta de Edu Silva no fórum Audiolist.org. Segue:

      "Provalvelmente sua guitarra está com a fiação (ligações) e blindagem ruins. Todas as partes metálicas do instrumento (ponte, cordas...) e do circuito interno (corpo dos potenciômetros e chaves) precisam estar em contato elétrico entre si. Geralmente há um fio rígido e sem capa soldado nelas (às vezes, parafusado), verifique. Esse fio é o chamado "fio terra", e para funcionar, precisa ter uma ponta soldada no terra central do circuito - esse ponto é o terminal "terra" do jack de saída. Quando uma conexão (solda ou parafuso) desse fio se solta ou oxida, o aterramento é prejudicado e podem aparecer ruídos. Revise sua guitarra e veja se as conexões estão perfeitas.

      A fiação entre captadores, pots, chaves e jack de saida deve ser feita com fio blindado fino, sendo que a malha (rede de fios bem finos que envolve o condutor central) precisa estar ligada ao terra do circuito - geralmente vai soldada na peça metálica mais próxima, como o corpo do potenciômetro, por exemplo.

      Melhor ainda seria fazer uma boa blindagem: Consiste em um revestimento de material condutor (folha de metal ou tinta condutiva) ligada ao ponto de terra do circuito. Deve também fazer contato com o corpo dos potenciômetros, chaves e captadores de metal, e partes metálicas do instrumento (ponte, etc). Funciona como um "campo de força", protegendo o circuito interno contra interferências vindas de fora. Daí o nome "blindagem".
      http://audiolist.org/forum/kb.php?mode=article&k=178

      Aqui um link útil:
      http://www.fratermusic.com/shielding-eliminar-ruidos-da-guitarra/

      Excluir
    2. Além disso, quando existe ruído e aumentas o ganho (captador forte, pedal ou amp) o ruído aumenta junto. Qto mais ganho, maior o ruído.

      Excluir
  39. Muito obrigado pela resposta amigo, mas outra pegunta (espero que não se importe) quanto aos potenciometros, o que voce me indicaria usar, penso em fazer a seguinte configuração pra guitarra, pot de volume de 250, pot do tone 1 de 500 para os dois captadores hambucker e 1 pont de 250 para os singles, e agora o capacitor eu fico na duvida realmente os que seria melhor para essa configuração. Espero não ter incomodado com as perguntas, Grato amigo. Att

    ResponderExcluir
  40. A resposta tá nesse post, amigo. No item "COMO SABER QUAL CAPACITOR USAR?"

    ResponderExcluir
  41. Paulo, tudo jóia?

    Primeiro obrigado pelos seus posts educativos ; ) A sua pesquisa antes de falar de qualquer assunto é o mais importante, ainda mais na internet que é cheia de palpites e achismos.

    Seguinte: Eu tenho uma SG que reformei a pintura, e agora estou aguardando um HB da GFS chegar para fazer a instalação elétrica.

    Nunca usei o potênciometro de tom no modo mais grave, não é algo pertinente ao meu som atual. No meu setup novo vou inclusive deixar somente o captador da ponte (e usar a chave para sliptar o HB).

    A minha pergunta: o potênciometro de tom somente corta frequências graves, certo? Se eu não utilizar ele, o som ficará o mais próximo da regulagem mais aguda com ele? Possivelmente ganho alguma alteração de timbre também?

    E você sabe se existe algum capacitor que corte os graves? Sei que existem alguns projetos treble boost que precisam de alimentação, mas nunca vi passivamente.

    Considero fazer esta ligação mais simples e controlar agudos e graves em outras partes da minha cadeia.

    Obrigado,
    Fabricio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fabrício, o pot de tonalidade, associado ao capacitor, corta os agudos apenas. Mesmo no "10" o conjunto pot+capacitor ainda filtra alguma coisa. Podes deixar a fiação sem esse controle de tonalidade - isso deixa passar mais agudos do captador.

      Existem sistemas para boost de médios e agudos, mas não sou familiarizado com eles.

      Excluir
  42. paulo comprei um pio de 022uf de 600V ! sabe me dizer se ele serve em uma les paul ? na loja onde comprei este tem bastante dele parado la !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, .022uf é o ideal para Les Paul/humbuckers. A voltagem não é relevante nas guitarras.

      Excluir
  43. Olá Paulo....sabe me informar aonde encontro os Bumble Bee aqui no Brasil?

    Grato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucas, só se achares Bumble Bees velhos, de aparelhos antigos (importados, na época). Não são mais fabricados, exceto por uma "cópia" feita especialmente para a Gibson. Um parzinho de Bumble Bees clonados pela Gibson custa 134 dólares:
      http://store.gibson.com/historic-spec-bumble-bee-capacitors-two-pack/

      Nesse link, o autor mostra que eles não são de fato idênticos aos originais, ao contrário do que argumenta a Gibson:
      http://classicamplification.net/guitar/reissuebumblebees.htm

      Excluir
  44. Caro Paulo,
    Parabéns pelo seu blog, venho acompanhando suas matérias e lendo seus artigos antigos, e este referente aos capacitores me interessou bastante,
    tenho um duvida para compartilhar contigo, hehe. Minha Strato esta com 3 captadores single daqueles Tex-Mex da Fender, que coloquei buscando um timbre mais bluseiro possível, agora estou louco para experimentar um destes capacitores á óleo, gostaria que me ajudasse a escolher um valor para que eu tenha um timbre mais característico de blues, sei que timbre é questão de gosto, mas como sou iniciante gastaria de sua opinião, qual valor usar?
    Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Etelvino.
      Olha, a diferença sonora entre os tipos de capacitor é algo sutil, menor ainda do que as diferenças entre os valores de um mesmo tipo.
      Os PIO são famosos por soarem "macios", ou seja, eles não cortam tão abrupta e intensamente os agudos.
      Eu gosto deles nas teles, mas não noto tanta diferença nas stratos.
      Aí acho que fica a teu critério - se a tua guitarra tá soando com agudos meio ásperos, vale tentar um PIO de .047 ou até .033
      Timbre de Blues clássico pode até ser magro mas definitivamente não é agudo, pelo contrário. Eu iria de .047.

      Porém, em se tratando de guitarras e timbres, só testando mesmo...

      Excluir
  45. Ola Paulo, gostei muito do seu blog, vou salvá-lo em meus favoritos para ler mais. A respeito de capacitores, tenho uma gianinni les paul diamond da decada de 70 (captadores P90) e estou refazendo a parte eletrica dela e ela estava com um capacitor stiroflex siemens de 0,022uf em um tom e um ceramico 0,033uf em outro, então achei aqui um capacitor PIO de 0,5uf (Matsuo Eletric Co Ltd, Osaka Japan)posso usá-lo, certo? mas terei um som mais grave é isso? estava pensando em por ele em um captador (ponte ou braço?) e um dos outros capacitores no outro (ou o ceramico ou o stiroflex, qual?). O que voce me diz?
    Desde ja agradeço, e desculpe-me o texto extenso... hehe
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Crizy.
      Olha, eu testaria esse PIO no tone do captador da ponte. Entretanto, se ele não soa muito agudo talvez seja melhor manter o .022.
      Capacitor é foda - só colocando e ouvindo mesmo. Eu gosto muito dos PIO e acho que vale a penas testar. Mas não se esqueça que alguns PIO muito antigos podem estar secos (vazamentos, etc.).

      Excluir
    2. ok. Outra coisa, associando em paralelo, por exemplo, um capacitor ceramico ou stiroflex de 0.022 com um PIO de 0.003 daria alguma diferença comparado a colocar somente o ceramico ou o stiroflex? ou seria minima q nem valeria a pena?
      Abraço.

      Excluir
    3. Nunca vi ninguém fazer isso e nem consigo imaginar a razão, Crizy. Mas não quer dizer que não deva ser feito... :)

      Excluir
    4. Tecnicamente funciona, pois em paralelo, ao contrário dos resistores, as capacitancias se somam. Mas quanto ao som não acredito em diferença perceptível.

      Excluir
  46. Mais um adendo, Paulo: Farad e Faraday NÃO são a mesma coisa. Acho até que vale a pena mencionar isto.

    ResponderExcluir
  47. ... melhorando o texto: acho até que vale a pena mencionar que não se deve fazer confusão entre os termos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sávio, da Wikipedia:
      "The farad (symbol: F) is the SI derived unit of capacitance. The unit is named after the English physicist Michael Faraday."

      "Faraday" é usado em alguma outra coisa? Se puderes postar um pequeno texto explicativo, agradeço.
      Obrigado pelo toque.:)

      Excluir
  48. Neste site tem varios capacitores a oleo

    http://www.reidosom.com.br/capacitores.htm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo link. Eles tem capacitores Cherry por cerca de 5 reais cada.
      Tem gente que fala mal deles, mas eu tenho um capacitor à óleo Cherry de .047uf na minha telecaster 68 que não trocaria nem por um Bumblebee :)

      Excluir
  49. Olá Paulo, o que você me diria sobre o circuito "Greasebucket" (aquele que associa capacitores e resistores)? Já chegou a usar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, Pedro, nunca usei e não tenho interesse porque ele descaracteriza um pouco o captador (a frequência de ressonância) quando acionado.
      Na verdade, o Greasebucket acrescenta um filtro high-pass ao tradicional low-pass do circuito de tonalidade.
      Praticamente não mexo em volume ou tonalidade quando toco - tudo no 10 e faço a tunagem do timbre pra soar legal nessa situação.

      Portanto, é gosto pessoal. Esse circuito pode acrescentar versatilidade e - por que não - até melhorar o timbre de alguns captadores.

      Excluir
    2. Hummm... fui comprar outra chave pra strato e vi esse esquema à venda, seminovo, retirado de uma highway, fiquei com vontade de testar (se bem que, da mesma forma que você, não gosto de mexer nos controles de tonalidade enquanto toco). De qualquer modo, vou aguardar a chegada dos pots e ouvir o resultado :)

      Excluir
  50. Paulo, só neste fim de semana tive tempo de fazer a troca do capacitor de minha strato, ela tinha um destes de poliester verde China, troque um a oleo idêntico ao da primeira foto deste post de 0,0047uF, cheguei a estranhar o timbre pois deu uma diferença bem grande no som, mas enfim ficou bemmm melhor mesmo. Obrigado novamente pela dica!

    ResponderExcluir
  51. Jack,

    Mais sobre capacitores
    Capacitor a oleo:
    Sua grande desavantagem é que o papel se deteriora e passa a apresentar fugas,levando à necessidade de substituição frequente deste componente.

    Eles são formados por uma folha impregnada de um oleo com características dielétricas.Como estes são enrolados as armaduras se comportam como uma bobina,o que gera uma certa indutancia,por isso eles não são recomendados para circuitos de alta frequencia.

    Os capacitores planos tem baixa indutancia,estes sim são indicados para alta frequencia,por exemplo os capacitores de mica e os metal filme.
    A mica é um material muito estavel portnanto pode ser recomendado para alta frequencia.

    Mais sobre os silver mica
    http://en.wikipedia.org/wiki/Silver_mica_capacitor

    Os capacitores que mais uso são :Orange drop , silver mica e xicon

    Abçs

    Ditão "Balalaika"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais um site que conte informações bacanas sobre capacitores:
      http://www.premierguitar.com/Magazine/Issue/2010/May/Tone_Capacitors_for_Stratocasters_Part_2.aspx

      e um site que vende os orange drop 715
      http://loja.multcomercial.com.br/ecommerce_site/produto_15840_4689_Capacitores-Orange-Drops-Series-715

      Abçs

      Ditão "Balalaika"

      Excluir
    2. Valeu Ditão. Obrigado pelas dicas! :)

      Excluir
  52. Ola! Tenho uma epiphone les paul standard com captador EMG HZ.Eu adquiri a guitarra recentemente com esses captadores, só que o som dela está muito médio,abri e olhei os circuitos e os capacitores são de .022nf.
    Será que é por isso ou é característico dela?ington
    Grato. Washington Paiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o valor padrão para humbuckers passivos, mas independente disso, o capacitor pouco ou nada influencia os médios. Provavelmente é uma característica dessa guitarra em especial ou do captador EMG HZ. Tente baixar um pouco o captador em relação às cordas ou posicioná-lo ao contrário (rodando 180º).

      Excluir
  53. numa strato HH qual o melhor pra usar? Orange drop ou PIO?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não existe melhor ou pior - é uma questão de gosto e as diferenças são muito sutis, mas geralmente os humbuckers soam melhores com PIO.

      Excluir
  54. Olá Paulo conheci seu blog hoje e já li coisa pra caramba..

    Me tira uma dúvida, o que você acha de um par de paper in oil 0,47 na minha Sg da Shelter ? Cap da ponte um Malagoli intruder (Parecido com o Dimmebucker) e do braço um hububker pró som gordo e harmônicos brilhantes, tbm da Malagoli?

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Arthur, o Intruder não está nem aí para o tipo de capacitor que colocas. Sua brutalidade torna as nuances do capacitor sem importância.
      Já no HB do braço podes notar alguma coisa.

      Excluir
    2. Rsrsrsr saquei, e para o braço,você recomendaria uma 0,47 ou um 0,22 ?

      Excluir
    3. A regra pra humbucker, como explicado no post, é .022 ou menos.

      Excluir
  55. Paulo, como vai?
    Tu sabe o valor de mercado destes componentes aqui no Brasil?
    Por exemplo Orange Drop, o Bumble Bee e companhia?
    Abraço.
    Os posts sempre muito bons e completos. Está de parabéns, brother!

    ResponderExcluir
  56. Obrigado, Luciano.
    Os bumblebees originais deixaram de ser fabricados na década de 60. Hoje existem cópias e falsificações. Um par de Luxe Repros custa, lá fora, 45 dólares. Leia mais:
    http://www.guitarplayer.com.br/forum/index.php?/topic/1933-les-pauls/page__view__findpost__p__33668

    Orange Drop são mais baratos e eventualmente encontras à venda no Brasil: http://loja.multcomercial.com.br/ecommerce_site/produto_15840_4689_Capacitores-Orange-Drops-Series-715
    Não tenho certeza da conversão de pico para micro faraday, mas acredito que para stratos seja o de 4.7kpf (0.047uF?) de 600v - cheque com o vendedor.

    ResponderExcluir
  57. Tenho uns pios de 0.039 1000vposso colocar na minha tele ou tem muita diferença prp 0.047?

    ResponderExcluir
  58. Olá a questão dos capacitores sempre me deixou na dúvida. Estou montando uma Tele com corpo Fender Baja e Captadores Seymour Mini-Humbucker braço e single ponte. Peguei um conj. de Elétrica da fender no ebay e ja vem com aquele Capacitor vermelhinho da fender de 022. Mas me falaram que se colocar o capacitor de 047 na Tele perde o stalado caracteristo dela. É verdade? Pois quero tanto o agudo quando o grave da Tele e dos caps Seymour. Qual vc me aconselha?

    ResponderExcluir
  59. Só uso .047 nas minhas Teles... Pode ficar um pouco ruim para o humbucker, mas é o ideal para o single da ponte.
    Acho que vais ter que esperar a tele ficar pronta e ouvir como ela soa. Se achares que falta estalo/agudos, diminuir o valor do capacitor é uma das manobras pra compensar. Aumentar o valor dos pots também.
    Como diria aquele cara: "tudo depende"... :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então no diagrama da Seymour Duncan para Humbucker no Braço em teles, eles colocam o capacitor no valor de 0.47 e quase todos os diagramas da Fender são com 0.22 para teles. Eis a questão. Eu tinha uma tele com Caps GFS da mesma configuração Com Mini no braço e Single na ponte e usava capacitor PIO de 0.33, mas ainda assim achava muiiito agudo no da Ponte. Acho que vou testar primeiro o de 0.47.

      Excluir
    2. Depois nos diga como ficou :)

      Excluir
  60. oi paulo pesquisando aqui vi algumas opiniões interessantes:

    - I got 500k pots with 0.047 cap in my CV50s, and it's the best sounding Tele I got!

    - outros dizem que com potenciômetro de 250k o cap de 0.22 é recomendado.


    você já chegou a testar essas coisas e perceber as diferenças? como você os usa em telecasters?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu só uso pots de 500k e capacitores de .047 nas minhas Teles, Luizzz. Faça uma pesquisa aqui no blog. Encontrarás várias citações sobre isso.

      Excluir
    2. se colocar pot de 500k na minha tele kotzen ela vai rachar vidros e quebrar copos...

      swamp ash, escala de mapple e ponte moderna desmagnetizada, e pra somar, SEM pot de tone.

      o kotzen é um excelente músico, mas pessoalmente acho que exagerou no brilho no seu set, isso sem comentar o captador da ponte cerâmico que chega a DOER meus ouvidos de tão duro.

      vou de alnico II pra ver se consigo suavizá-la.

      já minha tele vintage, que inclusive comprei por indicação de uma postagem sua aqui no blog, alder e rosewood, ponte magnetizada e alnico V, coloquei um treble bleed e tá com um timbre matador!


      que mundo, quem diria que uma guitarra vintage iria me agradar mais que uma fender signature richie kotzen..

      Excluir
    3. Cerâmico soa duro mesmo. Enjôa...

      Excluir
  61. Paulo, eu aqui novamente,

    Seguinte, amigo, estou indo viajar para os EUA e planejo voltar como uma tele deluxe 72, e estou com esses dois modelos em mente:

    http://www.santoguitarusa.com/316gs.html

    - 1 piece swamp ash

    http://www.fender.com/series/artist/chris-shiflett-telecaster-deluxe-rosewood-fingerboard-arctic-white

    - alder (não sei quantos pedaços) e mexicana


    o que está me encucando é que estou na dúvida se vou de swamp ash ou de alder, sendo que será uma guitarra para timbres de rock. vou equipá-las com caps de alnico II (sim, heresia total humbucker e alnico II numa tele), mas ainda assim estou na dúvida em relação ao equilíbrio tonal geral do instrumento...

    em relação ao braço, vou de rosewood (não sei porque gosto tanto de rosewood, ele me soa menos 'estridente', mais confortável, enfim, não sei explicar)

    o amigo pode me dar alguma direção no sentido entre decidir pelas madeiras? o fato da guitarra santo ser 1 piece é meramente estético ou há algo significativo relacionado ao timbre?

    mais uma vez, obrigado pelas sempre excelentes dicas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luiz,
      Eu sou suspeito pra opinar sobre teles... :)
      Sua sonoridade clássica é tão singular que considero uma blasfêmia a modificação para H-H. Até hoje, a única exceção que eu gostei foi a Cabronita (já tenho 3 dessas), mas por causa dos Filtertrons/Powertrons, que soam muito bem e com identidade própria na estrutura da telecaster.

      Outra coisa que não consigo olhar é tele com headstock de strato, parece uma mistura de gato com cachorro :)

      Tenho uma Tele 74 com um humbucker wide range original no braço e isso é o máximo de modificação que meu instinto aceita! KKKK

      Te sugeriria uma Cabronita Mexicana (bom alder, 2-3 peças) com um powertron na ponte - terias que comprar o powertron lá (cheque o site do TV Jones)
      Tenho uma Cabronita aqui que pode soar como a guitarra do Malcom Young e também tem estalo suficiente para manter a identidade "Tele". Muito legal...

      Excluir
  62. uma outra coisa, é possível encomendar com o Rosar o Vintage Hot T "custom wound paulo may"? hehe

    quero comprar o fullerton de strat também e dar um up monstruoso na minha tele vintage..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A diferença é só no escalonamento dos pinos, Luiz. As outras especificações são do próprio Vintage Hot T.
      Envie um e-mail para o Sérgio - ele normalmente não vende direto, mas nesse caso é uma exceção. Me parece que ele recebeu recentemente pinos diferenciados, então é possível fazer esse captador agora - nos últimos dois eu que forneci os pinos.

      Excluir
    2. escrevi pra ele aqui,

      mas eu to numa dúvida aqui em relação ao fullerton. pro braço dessa mesma tele, a ideia é ter aquele som de braço clássico "rasgado", mas que não soe muito "arisco" com drives.. complicado definir, mas digamos que seja um som bem percussivo para acordes, principalmente

      nesse caso não deveria ir de CBS 64?

      posição do braço, pra tele. eu aqui fazendo as mods bizarras novamente..

      Excluir
    3. Rapaz, vou me intrometer aqui !:-)
      Vc diz que quer um som rasgado mas sem ser arisco?? rs

      Definindo legal, o CBS é um som mais polido sem perder definição e ataque. Pense no som de Gravity do John Mayer. O Fullerton já mais arisco e cortante. Pense no som de Strato do Eric Clapton por exemplo. Ambos são excelentes nos seus próprios méritos, mas varia de gosto :-)

      Nenhum deles tem a ver com o som classic de captador de braço de tele.. rsrsrs!! Mas é uma mod válida no meu ponto de vista !

      Abraço

      Excluir
    4. Luiz,
      Tem um vídeo aqui no blog com o Fullerton no braço de uma tele de alder. Dê uma ouvida...

      Excluir
    5. Grande Oscar, fique à vontade, você só vem a somar - e muito!

      Realmente minha descrição de timbre ficou um pouco "ampla demais", pra não dizer outra coisa. Mas enfim, aqui com meus cálculos e ideias pra montar as teles e me virar com o que tenho nelas, vou de:

      - dimarzio area (alnico II) na richie kotzen (em ambas posições, porque essa guitarra é MUITO arisca! swamp ash, braço 'baseball bat' de mapple [spec do kotzen, eu não gosto desse braço, já até pensei em modificá-lo e deixá-lo mais confortável], somada a uma ponte moderna (não magnética), e sem potenciometro de tone - pensa num instrumento excessivamente brilhante? é essa tele...)

      - aposento o cerâmico da richie kotzen (já não era hora) e jogo o twang king dela no braço da tele vintage. Na ponte dessa tele vintage vou de vintage hot T do rosar.

      É um grande labirinto decidir essas coisas apenas pesquisando, pois no final das contas, só testando mesmo pra ouvir, mas acredito que dessa maneira consigo equilibrá-las bem, tendo um instrumento de 'corpo e alma' vintage (a própria vintage), e outro mais moderno (a RKotzen), mas ainda assim com uma certa maciez no timbre, e claro, com som de telecaster!

      Incrível como há um ano atrás eu não me incomodava tanto com esse cerâmico, mesmo que NUNCA tenha tocado com ele em modo humbucker (sempre splitado), porque isso simplesmente MATA o timbre do instrumento.

      Pra vocÊs terem ideia, estou gostando MUITO MAIS do timbre de ponte da vintage, que é um wilkinson (de alnico V), do que o dimarzio chopper T da Kotzen, que como o Paulo comentou, me enjôou de um jeito que não dá mais pra ouvir. No e-bay o wilkinson custa a metade do preço do dimarzio, em geral, senão menos...

      Bom, acho que era isso! Muito obrigado pelas dicas, senhores!
      Ah, e é claro que depois que fizer essas mods nas teles eu venho aqui pra dar o feedback!

      Pelo pouco que pesquisei aqui no blog, o Paulo só tem teles de Alnico V. Quando a minha ficar pronta, empresto a de Alnico II pra ele fazer um review... aliás, o Paulo tem alguma guitarra com Alnico II?

      Anos 50, 60, 70, a fender alguma vez usou alnico II nos seus caps? Fiquei com dúvidas até em relação aos wide ranges da tele deluxe 72...

      Excluir
    6. Alnico II e III - tenho sim, mas costumam ser trocados pelos de alnico V, que tem mais ataque e força.

      Excluir
    7. Independente de single clássico ou humbucker Luiz, o importante é você estar gostando!

      Excluir
  63. e agora mudando da água pro vinho, queria "passar o serrote" nesse headstock da vintage e deixá-lo no padrão Fender. conhecem alguém em floripa que faça o serviço bem feito e cobre preço justo? não tenho as habilidades - nem o arsenal de ferramentas - do Paulo pra eu mesmo fazer a modificação aqui :/

    ResponderExcluir
  64. uma outra dúvida, essa pode soar meio boba..

    o "hum cancelling" de um captador single noiseless parte do mesmo princípio de cancelamento de ruído de um humbucker? Desculpem se parecer boba a pergunta, mas fiquei realmente na dúvida se ambos cancelam os mesmos ruídos (60 cycle hum?) ou se existem diferenças, principalmente no que diz respeito ao uso de distorção de amp valvulado (que replica bem mais harmônicos do que um pedal, no caso)...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente o mesmo princípio. O que muda é a característica e disposição física das bobinas.

      Excluir
  65. Fala Paulo! Bom, sei que disse que aquela seria minha última dúvida, mas preciso esclarecer essas antes de terminar as compras da minha strato custom by myself haha... comprei os CBS 64 do Sergio, o timbre que to buscando é exatamente parecido com o do John Mayer (gravity, slow dancing). Você acha que um capacitor a óleo Orange Drop 0,047u cumpre bem esse papel? Achei no mercado livre por 35 reais, posso confiar nesse preço, ou vc acha que estão abusando, parece que vc escreveu que um capacitor pode custar centavos... valeu abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. capacitor a óleo Orange Drop <---


      ou é um orange drop, ou um capacitor à óleo, vc se confundiu um pouco aqui, victor ;)

      Excluir
  66. Oi Victor, vou me intrometer nessa! :-)
    Sim, o capacitor de .047 resolve seu caso. Não precisa ser EXATAMENTE um Orange Drop, até pq R$35,00 reais é um absurdo. Um capacitor de Poly no mesmo valor em qqer loja de electronica funciona do mesmo jeito, mas se vc qusier os Orange Drop MESMO (que falam de um jeito meio deles) vc pode procurer no Ebay ou no ML mesmo que são bem mais em conta. Eles sào caros por aqui mesmo, mas R$35,00 é meio salgado !:-D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa Oscar! Obrigado pela resposta! Na verdade o que sei até agora li nesse blog, que me incentivou a montar minha strato :)
      Vou pra cidade agora e procuro um capacitor, não precisa ser os Orange, é que foram os primeiros que apareceram na minha busca pelo ML, vou ver se na cidade aqui encontro! Obrigado!

      Excluir
  67. Paulo, como você fez pra customizar water slide com a sua assinatura?

    estou pensando em fazer um mod destes pro meu projeto de tele assim que 'ceifar' o headstock

    abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falas de uma Tele que está por aqui no blog com minha assinatura no headstock?
      A assinatura foi à mão mesmo, com caneta de retroprojetor.

      Excluir
    2. e os logos de fender que você coloca nos headstocks, onde você os adquire?

      digo, você já cortou uns headstocks por aí e refez a logo, não?

      Excluir
    3. Eu mesmo os fiz, utilizando um papel decalque especial para impressora jato de tinta. Não fica perfeito pq a Fender utiliza tinta metálica, mas dá pro gasto.

      Excluir
  68. Ola! Bom dia! Cara.. seu Blog é MUITO LEGAL! Está de Parabéns e ando lendo acompanhando SEMPRE!

    Tenho uma dúvida e ficaria muito grato se me ajudasse. Estou tunando minha SX SG SSG, comprei circuito gibson, captadores seymour, etc etc, to querendo trocar os capacitores cerâmicos que vem no circuito gibson .022uF e colocar o PIO - Paper In Oil .022uF, porém... encontrei um PIO .018uF 1300V e pergunto.. por ser .018uF o corte de agudos será ainda menor? Dando uma sonoridade diferente para o timbre? Ou é melhor eu esquecer essa baboseira e adquirir um .022 mesmo? Esse capacitor é da marca CHERRY. Alguma sugestão? Grande abraço e ah.. o preço desse capacitor tá Dezão. hehe, abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para guitarras tipo SG e Les Paul, é .022 ou menos, Alien, então um PIO Cherry de .018 (a voltagem não é relevante) seria uma boa.
      Qto menor o valor do capacitor menor o corte de agudos, sim.

      Excluir
    2. Mas quanto a marca, tenho a opçao desse Cherry de .018 e Capacitor K40-P2 A Óleo Nos Russo De 0.022uf 400v. Sabe algo a respeito dos dois? Vantagem e Desvantagem?

      Bom pelo que vi e pude conferir a voltagem (em geral) influencia no tamanho do capacitor, quanto maior a voltagem maior o tamanho, porém não influencia mesmo no timbre. Mas e quanto aos dois capacitores, alguma sugestão?

      Excluir
    3. Quando falamos de capacitores, estamos falando de detalhes que muitos guitarristas nem se dão ao trabalho de perceber. Ainda mais se tentarmos comparar dois modelos de PIO. Tenho um Cherry brasileiro na minha tele e ele soa maravilhoso. Conheço esse russo (é verde?).
      Acho que não acharás muita diferença entre eles, mas na dúvida, fique com o Cherry de .018

      Excluir
  69. O CHerry de .018 é verde, o Russo é Marronzinho. Pode postar link do ML? se pode é esse: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-499525199-capacitor-a-oleo-nos-russo-de-0022uf-400v-para-les-paul-_JM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E Claro.. MUITO Obrigado. Parabéns pelo conteúdo. Ótimo blog.

      Excluir
  70. Cara adorei seu blog!
    Estou com um projeto de tunagem da minha stratocaster e aqui achei o que queria, muito obrigado!

    ResponderExcluir
  71. ola, recentemente troquei os pots da minha Jackson Jdr94 Japonesa de 250k para 500k, ficou vazando agudos a ponto de deixar a guitarra piando em altas frequências, os capis são os originais, acho q produzidos pela Saymour Duncan não sei, poderiam me indicar uma maneira de tirar o ruido e os excessos de agudos? obrigado.

    ResponderExcluir
  72. Alguém ai já usou aqueles capacitores eletrolíticos na guitarra? Comprei um destes de 0.22uf vou coloca-los na minha explorer,vamos ver no que vai dar =].

    ResponderExcluir
  73. Paulo comprei um trio do Rosar CBS 64 e estou querendo antes de instalar trocar a parte elétrica: ponteciometro e chave e etc. O que você me recomenda. A guitarra é uma Squier Japonesa braço em maple e provavelmente o corpo em basswood. Obrigado!!!1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se vc achar os GOTOH sào a melhor opção custo/benefício aqui no Brasil Wagner. A Castelli aqui em Curitiba tem e são os que eu mais uso nas minhas guitarras. Se você quiser investir um pouco mais, pode ir com tranquilidade naqueles pots da Seymour Duncan. São mais caro, mas sào feitos pela CTS especialmente pra Seymour. Qualidade garantida tbem. A chave de 5 posições eu não posso recomendar nenhuma além daquela própria da Fender. É cara mas simplesmente é colocar e esquecer. Não estraga nunca!

      O capacitor vc pode colocar um de .022mf (ou 22 nf) para os CBS64 e experimentar qual gosta mais. De polyester ou ceramico são fáceis de achar e baratos em lojas de electronica. Os orange drops tem preços abusivos aqui no Brasil, não acho que valha a pena.

      Excluir
    2. Muito obrigado pela atenção. Mais uma pergunta. Você acha que a madeira do corpo sendo mesmo de basswood vai interferir tanto no timbre mesmo depois de toda essa modificação com a troca dos captadores e dos pots e capacitor?

      Excluir
    3. Sim Wagner, especilamente pq vc vai usar singles reais. Isso não quer dizer que vá ficar ruim, é questão de preferencia, mas o Basswood vai te dar um som mais "flat" que o Alder, que tem um brilho e médios bem característicos. O Alder é o DNA da Strato assim como o ASH é da Tele. Qualquer coisa for a disso altera a resposta de uma maneira ou de outra. Vc pode ou não gostar do resultado! :-)

      Excluir
    4. Obrigado pela dica. Fui comprar os capacitores e o vendedor me perguntou sobra a voltagem e não sei informar. Você pode me esclarecer? Consultei o site da Castelli e encontrei os pots da Seymour Duncam de 250K na valor de R$ 32,00, vou encomendar. desde já muito obrigado.

      Excluir
    5. A voltagem tanto faz nesse caso Wagner, mas vc pode pedir pelos de 100V ou 200V que vão ser num bom tamanho para vc trabalhar.

      Excluir
  74. Amigo, Bom Dia!
    Estou trocando os capitadores da minha Telecaster Standard pelos Fender vintage 52.
    Na planta enviada com os caps a Fender manda utilizar 02 capacitores de 47k... Porque?
    Comprei apenas um Russian a óleo...



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Fender utilizava esse esquema nas primeiras Telecasters onde o capacitor ligado ao captador do braço fazia o mesmo ter um som mais grave para atuar como o "baixo" nas músicas. Ninguem mais usa isso hoje em dia, removem esse capacitor e fazem a ligação tradicional com 1 único capacitor "master" no tone ! :-)

      http://cdn.seymourduncan.com/images/support/schematics/standard_tele.jpg

      Excluir
  75. Olá Paulo, fiz o que vc comentou fui a caça! Kk E foi produtiva. Consegui 2 Bumble Bees autênticos em excelente estado e pelas cores 0.22!!! Achei que tinha tirado a sorte grande, até mesmo por que essa aquisição foi de graça! Porém medindo em um teste os dois capacitores coincidentemente estavam marcando 0.82. O que pode ter acontecido? Será que a Sprague se enganou na hora de pintar as cores? Ou o rádio causou esse up no capacitor? Instalei na minha Gibson Studio com Captador Burstbucker 1 e 2 e até gostei. Mas fica aquela pergunta no ar. O que pode ter acontecido com esses capacitores? Vale a pena querer tunar uma Gibson com os Bumble Bees mas com 0.82? Obrigado Paulo e Oscar por esse excelente blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gilberto, 0.082 vc quer dizer certo? O valor "correto" seria 0.022mf ou seja, 22nf. Mesmo que seja 0.082 eu acho que já seria muito alto pra humbuckers e corre o risco de ficar muito abafado na sua lesPaul, mas como vc disse instalou e gostou então está tudo em casa !! :-)

      Capacitores antigos, especialmente os a oleo, podem sofrer muita alteração no seu valor com o tempo por diversos fatores. É difícil determinar exatamente o por que da alteração, mas no seu caso como ambos mediram iguais, acho que pode ter havido alguma alteração/erro nas cores. Da uma olhada na codificação : http://www.pickguardian.com/pickguardian/Images/Sprague%20Bumblebee%20Chart.pdf

      Boa sorte! :-)

      Excluir
  76. olá Paulo comprei um capacitor á óleo russo 0.047 mk igual ao da foto lá do começo da materia gostaria de saber se é tudo a mesma coisa 0.047 uf e 0.047 mk ? e gostaria de saber tambem se á necessidade de trocar os potenciometros tambem os meus sao os chineses que vem na sx strato american alder ? obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Provavelmente é a mesma coisa... O Oscar entende mais disso do que eu.

      Pots chineses, como falei em vários posts, duram menos e são menos confiáveis. Alguns tem curso muito irregular e nem dá pra classificar como linear ou logarítmico. Se utilizas muito os controles de volume e tonalidade, o ideal seria pots melhores: CTS, Gotoh, Noble e até os Alpha. Eu só toco com tudo travado no 10, então não me importo muito.

      Excluir
  77. Olá, pesquisando os capacitores da Jensen, vi que existem de papel, alumínio e cobre. Qual dos 3 seria os mais indicados para uma les paul ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://www.partsconnexion.com/capacitor_film_jensen_copper.html

      Esse é o site com os tipos de capacitores que achei

      Excluir
    2. Papel e cerâmico são mais vintages. Os Bumblebees eram cerâmicos. O alumínio é mais durável. Mas todo processo ocorre dentro e é isso que atua sobre o timbre. O revestimento é mais relevante na questão da durabilidade e eficiência. Eu optaria pelo cerâmico, just in case.

      Excluir
    3. Renato, desculpe a demora.
      Sorrigindo o que o Paulo comentou, a Sprague fabricou dois tipos de BumbleBees, sendo um deles o PIO (Paper in Oil) famoso por equipar a maioria das LesPaul e PAFs da época, mas tbem tinha os Film (Aluminio) no mesmo formato. Para uma LesPaul eu procuraria um "Paper In Oil" ou seja, papel e óleo.
      Um bom exemplo é esse:
      http://www.tundratone.com/shop/tone-capacitors/russian-k42y-2-0-022uf-pio-cap/prod_4.html

      Eu mesmo já usei desses caps e são ótimos!

      Excluir
  78. Parabéns pela postagem.
    Me tira uma dúvida.
    Lendo seu blog vejo que para guitarras les paul você indica capacitores de 0,022uf.
    Estou em contato com um luthier que disse que o melhor para Seymour é utilizar 0,047uf.
    Estou querendo comprar aqueles PIO Russo a Óleo.
    Minha guitarra é uma Tanglewood Les Paul http://www.tanglewoodguitars.co.uk/products/elec_bass/tsb58/TSB58TSB.html (modelo antigo, mas continua a mesma especificação) e estou usando Seymour Duncan JB na ponte e o 59 no braço, ambos de 4 condutores. E dois potenciômetros com push pull Gotoh.
    No momento minha guitarra esta com 4 capacitores de poliéster de 0,022uf (achei estranho).

    Teria alguma dica?
    Se eu colocar 0,047uf vai soar mais agudo?
    Os 0,022uf ainda são a melhor escolha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lucas,
      Não existe melhor ou pior em termos de capacitores. No máximo mais utilizado e ainda assim varia bastante! :-) Você chegou a perguntar pra ele o pq ele diz que .047 é melhor? Seu guitar-tech deve estar se baseando no Diagrama da Seymour que indica capacitores de .047mf. Eu prefiro (e o Paulo também) capacitores de .022mf pra humbuckers e .047 pra singles de maneira geral, mas tudo depende de como a guitarra vai responder e os captadores. Como vc vai usar JB+59 não acho que vc vá sentir muito diferença nos caps a oleo, pode colocar os .022 de film mesmo que já estão na sua guitarra que aacredito que vc ficará feliz. Gosto dos a oleo somente e captadores tipo PAF com baixa saída.

      Excluir
    2. OK, e é comum 4 de 022? eu apenas 2 estão de bom tamanho?

      Excluir
    3. Nunca vi esquemas com 4 Lucas, só se vc estiver falando de Trebble Bleeds, mas isso é outra história. Circuito normal de LesPaul tem 2 capacitores somente. 1 pra cada tone.

      Excluir
    4. Deve ser isso, li agora pouco sobre.
      Valeu!

      Excluir
  79. Olá! Paulo, minha strato SSS veio com 2 capacitores nos 2 potenciômetros de tonalidades. Eu já tinha visto o mesmo esquema no site do Edmar Luigi. No entanto, a maioria quase absoluta dos esquemas SSS utilizam apenas 1 capacitor interligando os 2 potenciômetros de tonalidades. Você tem alguma experiência quanto a essa variação ao ponto de recomendar um ou outro esquema? Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como eu utilizo stratos com apenas um pot de tonalidade, não tenho nenhuma experiência com qualquer outro esquema, Jr Ferreira, mas acredito que o resultado sonoro seja igual em ambos.

      Excluir
    2. Esse esquema cois dois capacitore sé legal se você quiser usar valores diferentes para Ponte e Meio/braço por exemplo. Mas senão é o mesmo que usar 1 só! :-)

      Excluir
  80. Olá, Paulo e Oscar.

    Digamos, que um capacitor derreta essa rezina´´ ou plástico, não sei o certo, ficando somente as anteninhas ou fios expostos. É possível refazer essa capa? posso usar um material similar?

    Trata-se de um componente( parece um capacitor) dentro de um captador saymour D.
    Fiz a cagada de carregar uma chave L junto a bateria de 9v, aí saiu uma fumaça, esquentou o captador, chegando em casa abri o cap e tudo que percebi foi essa peça meio derretida. Retirei os resíduos e fechei-o. Isso aconteceu há mais ou menos 5 anos. Tudo funcionando normal. Agora por peso na consciência e outros fatores que me forçam a mexer no baixo, queria por tudo em ordem.

    Qualquer informação é de grande valia.
    Abraço

    Edes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Edes,
      Eu diria pra vc usar algo como um silicone, super bonder ou algo do genero. Se está tudo realmente funcionando normalmente, você teve sorte do capacitor ter esquentado e derretido somente o isolante deixando os dieletros intactos, então seria só cobrí-lo novamente e pronto. No entanto, pode ser que esse capacitor tenha sofrido algum dano também e nesse caso é só trocando mesmo.

      Excluir
  81. Boa tarde !
    Minha fender Tele Custom Shop Deluxe tem Tone com sistema Greasebucket (capacitores ic203m e ic104m além do resistor) e tem o mod Treble Bleed.
    Gostaria de saber se melhoraria caso mudasse para esse kit: http://www.emersoncustom.com/product/3-way-vintage-tele-prewired-assembly-t3v

    Quais vantagens, desvantagens ???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernando, o GreaseBucket é um controle de TONE mais poderoso. A Fender desenvolveu o Greasebucket pra ser uma combinação de filtros passa-alta e passa-baixa pra que você possa diminuir o tone sem que vc tenha aquele som abafado do controle de tone normal. É uma resposta diferente do Tone normal, que é somente um filtro passa-baixa, ou seja, quando vc diminuir o tone ele corta os agudos deixando somente os graves passarem. Melhorar ou não é uma questão pessoal, o kit que vc postou aí é para tone tradicional. O que eu posso sugerir é que vc experimente e então decida qual vc se adapta melhor. Eu sempre tenhos os diagramas de tone tradicionais, mas raramente uso o botão de tone pra nada. Também nunca usei o GreaseBucket pra valer, só testei em guitarras de lojas e/ou amigos.

      Excluir
    2. Oscar Jr. Muito obrigado pela resposta!
      Eu normalmente nunca uso o Tone, mas sempre queremos melhorar! Esquecendo o sistema Greasebucket, fazendo uma comparação entre 2 sistemas normais. Esse Emerson seria talvez o que temos de melhor em qualidade das peças?
      Outro detalhe. No tópico eu vi que as Fenders saem com .022 mas que em single usa-se 0.47. Essa diferença (que seria de um tom mais escuro) seria ao manipular o tone ou já ha diferença com ele todo aberto ?

      Excluir
    3. Fernando, eu nunca usei pots e etc da Emerson. Sempre uso CTS ou Switchcraft nas minhas, mas os Emerson parecem ser bons também.
      Os caps de tone já atuam como filtros mesmo com o Tone todo aberto. Tem gente que diz que não percebe também, mas na minha opinião/experiência há diferença sim. O valor depende do tipo de captador que vc usa e som que deseja, mas historicamente a Fender sempre usou .047mf ou .01mf dependendo da época. A regra geral é .047mf pra Singles e .022mf pra humbuckers. :-)

      Excluir
    4. Oscar Jr., o kit da Emerson é composto dos seguintes itens:

      - (2) Emerson PRO CTS 250k Solid Shaft w/.375" (3/8') Shaft Potentiometers
      - (1) Oak Grigsby 3-Way Switch
      - (1) Switchcraft 1/4" Mono Input Jack
      - (1) 0.047uf Emerson Paper in Oil Capacitor
      - (1) Volume Mod

      A minha veio com os capacitores ic203m(0.02) e ic104m(0.1) compondo o Greasebucket. Teoricamente usando um capacitor de forma tradicional de 0.047 deixaria o timbre mais fechado?

      Excluir
    5. OK, as partes são todas de ótima qualidade Fernando. Como eu disse, nunca instalei o Greasebucket pra ter um parametro de como ele se comporta, mas os valores desse kit da Emerson são os tradicionais para Tele.

      Excluir
    6. Oscar Jr., pesquisando mais sobre o kit da Emerson para tele acabei conhecendo o Paulo Grua e o mesmo acabou de instalar o mesmo e fez um review! De uma olhada na opinião dele sobre as mudanças que ele sentiu!

      http://paulogrua.wordpress.com/2014/11/11/trocando-a-eletrica-da-tele-kit-emerson-custom/

      Excluir
  82. Parabéns pela postagem agora consegui entender um pouco, me ajudou muito.

    ResponderExcluir
  83. Olá Tenho uma Tele Ash montada inspirada na Hot Rod 52 com Mini-Hum no braço. Usei pots de 250k e cap de 0.047 mas recentemente descobri que a Fender usa nessa guita pots de 375 e cap de 0.022...percebo que o Mini fica bem fechado o som...será que vale a pena colocar como na original. Vi também que na Fender hot Rod 50 com Humbucker normal no braço usam pots 500k com cap de 0.022 e um resistor de 270k?? Pra que serviria esse resistor?? Gostaria da opinião de vcs!! Abç

    ResponderExcluir
  84. Pesquise aqui: "HSS".
    Humbucker com pot de 250k fecha demais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendi...Agora eis a questão...colocar os Pots de 375k ou os de 500k com o resistor.

      Excluir
    2. Vai ser dificil vc achar de 375k Rodrigo. Pode ir no de 500K e resistor que funciona. Já tive uma Tele HSS assim.

      Excluir
    3. Sim os pots de 500k esta mais facil pra mim...eu achei os pots de 373k que a Fender usa...tem no Ebay...Nao são da CTS são da Alpha...

      http://www.ebay.com/itm/Brand-New-GENUINE-Fender-Potentiometer-Pot-375k-for-Hot-Rod-Telecaster-Tele-/201254527891?pt=Guitar_Accessories&hash=item2edbb46393

      Excluir
  85. Oi amigo, tenho uma Tagima 737 custom e vou mexer na parte elétrica dela. Gostaria de saber se pra manter a sonoridade estalada destas guitarras, que vem de fábrica com caps Seymour SSL-1 eu deveria colocar pots de 250 ou 500k e qual seria o melhor capacitor: a óleo ou o Orange Drop?

    PS: gosto de sons mais gordos Rock, blues-rock, jazz, black music (John Mayer, Eric Clapton, Cacau Santos)


    Outra dúvida, em minha cidade o luthier está vendendo o orange drop por 45 e o capacitor a óleo a 90 reais. Estou sendo lesado, não?! Dei uma olhada no ML e está 20, 30 reais. Absurdo. Há capacitores russos a óleo mais caros que outros?

    Muito obrigado pela ajuda e pelos esclarecimentos aqui disponíveis. Estou perguntando porque não encontrei nada sobre a combinação tagima 737 e os capacitores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Wallace, o blog não foi feito para resolver dúvidas paralelas. Não é falta de vontade, mas sim tempo.
      Leia:
      http://guitarra99.blogspot.com.br/2014/05/faq-003-orientacoes-para-perguntas.html

      Pra não te deixar na mão vou ser direto:
      1 - pra não alterar a sonoridade da tua Tagima é óbvio que deves manter os valores dos pots originais dela.
      2 - capacitor é muito pessoal e ambos são bons.O Orange Drop talvez ajude mais nesse "estalo"
      3 - Teu luthier está muito caro, pelo menos 50% mais caro que o que encontras no ML. Os capacitores russos PIO são extremamente baratos lá fora. Não sei porque o pessoal aqui avacalha com os preços.
      Boa sorte.
      Excluir

      Excluir
  86. Comprei da marca cherry. Nele veio escrito .22 uFD 600V +-10%. A duvida é: .22 é igual a 0.022 e 0.22? Achei o capacitor meio grande também. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá no texto:
      "Geralmente a escala é "Microfaraday/ uF" e podemos usar essa regra (ex): 0.022uF = 22nF = 22.000pF"
      Se tá uFD, é .22 e não serve pra guitarra. Teria que ser .022

      Excluir
    2. Certo, no momento não estou utilizando o capacitor, esta direto no potenciômetro.
      Em um fórum de cifras, um dos integrantes mais respeitados disse "A voltagem não importa muito (16, 25v, etc), só não pode é ser muito alta (200v.), alta demais, ele não atuaría..."

      Pois é, não acha em lugar algum, capacitores pio russos ou similares a óleo com menos de 600v. No ML 0.022 tem de 1600v, abaixo disso não tem.
      Estou procurando os PIO, pois voltei ao captador padrão da minha les paul, que são em alnico ii.

      A voltagem, realmente faz alguma diferença, alta baixa? Mesmo passando pouca carga pelo jack?
      Abraço!

      Excluir
    3. Até onde eu sei e li, a voltagem do capacitor não é relevante em elétrica de guitarra.

      Excluir
    4. Esse comentário que vc leu não faz sentido Lucas, a voltagem do capacitor não tem nada a ver com sua capacitância. Um capacitor de 22mf de 15v ou de 600v ainda tem 22mf de capacitância e não deixa de ter isso se usado em circuitos com baixa tensão. Os famosos PIO das LesPaul dos anos 50 são todos de alta voltagem (400v-600v) e os Cerâmicos Pancake da Fender dos anos 50 também sÃo todos de alta voltagem. Inclusive os Orange Drops que a Gibson instala de fábrica em alguns de seus modelos são de 600V.

      Excluir
    5. Obrigado, tinha visto 2 tipos de capacitores no ML,2 de 600v por R$70,00 e 2 de 1600v por R$40,00, bom vou comprar os de 1600v mesmo, obrigado!

      Excluir
  87. Paulo, parabéns pelo seu blog!
    Saberia dizer se o capacitor 1MFD 150V da Fender, abre mais os agudos do que o 0,47 PIO?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Cristiano.
      Quanto menor o valor do capacitor, menos agudos ele filtra, portanto, mais agudo fica o timbre.

      Excluir
    2. Paulo acabei colocando esse capacitor de 1MFD Fender Pure vintage, e oque aconteceu foi que ele só atua de 1 a 4, o resto do percurso é irrelevante. Agora te pergunto, isso é normal devido ao valor?

      Excluir
  88. Olá pessoal...sou leigo mas na minha stratocaster (single coil e potenciometro de volume 250k) eu uso só um cap cerâmico de 0.001mF. Até aí tudo ok...funciona muito bem como Treble Bleed Circuit. A minha pergunta é: Para que muitos usam juntamente com o capacitor um RESISTOR ou em série ou em paralelo, se o próprio potenciômetro já É um resistor Variável ? Agradeço a quem puder me orientar. meu e-mail é vinnie_blues@live.com grato a todos...abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vinnie, eu não conheço todos os pormenores dos circuitos de trebble bleed, e aparentemente cada um tem uma preferência quanto aos valores do capacitor e resistor que usam, mas ele basicamente é um filtro que deixa agudos passarem. Os valores do resistor/capacitor variam de acordo com a resposta da quantidade de agudos etc que se busca baixando o volume da guitarra, mas confesso que nunca testei isso a fundo pra poder dar uma resposta com propriedade sobre isso.

      Excluir
  89. e ai amigo blz? como ja falei em outro poste seu sobre uma possível compra de captador tex special usado,entao acabei comprando. comprei um para o braço da guitarra sx57 esperando um puta timbre um ganho a mas e nada disso aconteceu teve uma pequena mudança que foi deixa um pouco mas com clareza as notas, quase imperceptível, perceptível so pra nos q como diz por aq louco por guitarra.haa conseguia um timbre melhor e mas agradavel com o captador original q vem nessa guitarra

    oque vc acha que poder ser
    capacitores potenciometros interferindo no desempenhos desse captador

    fiz o teste antes colocar no lugar e tex special braço deu 6.3k e o original da guitarra deu aproximadamente 5.6k e mesmo assim quase nao percebi nem uma diferença

    mim der uma luz ai amigo

    brigado!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafael, primeiro eu verificaria se os potenciômetros são de 250k, pois as vezes as SX vem com 500K de fabrica. O capacitor tem um pape bem mais sutil na equação embora audível, os potenciometros fazem bem mais diferença nesse caso. Pots de 500 deixam singles bem agudos e muito mais parecidos do que com 250 que filtram melhos os agudos e deixam os medios e graves aparecerem um pouco mais.

      Excluir
    2. acabei de olhar aqui o do volume é B 250 o do tone do meio é A 254 e e o outro tone é A 254

      e ai oque voce ta tudo no padrão correto ?

      Excluir
    3. então nao tenho o que fazer mas né amigo ?

      Excluir
    4. Pode tentar os outros upgrades de strato como a ponte e etc. essas partes sempre ajudam capradores de melhor qualidade a deixarem mais claras as suas nuances e etc. So nao espere mudança radicais, o som base dele eh esse mesmo!

      Excluir
    5. como voce disse com os potenciômetros esta tudo normais, e ainda fiz uma ligaçao direta no jack sem usar o volume nem tones na esperança de ser algum componente que nao tava deixando o captador fazer seu trabalho e mesmo assim nem um sucesso
      fiquei surpreso e decepcionado com esse captador tex special braço, voce paga 300 reais de uma captador usado metade do valor da guitarra nova e nao tem nem uma mudança significativa so tem uma possibilidade dele ser um captador falsificado porque ate entao comprei ele usado no mercado livre

      ainda irei fazer esses teste nao sei quando mas vou e posta aqui o resultado!

      muito obrigado pelas dicas e por todo o conteúdo do blog!!! parabens!!!

      Excluir
  90. eae cara?! então, é que eu já analisei esses "diagramas" das ligações elétricas nas guitarras POR HORAS!!! mas não consigo entende-los (embora eu ate entenda um pouco de elétrica)... basicamente: sei que a corrente sai do(s) captadores, passa pela chave seletora e vai ate uma entrada do potenciômetro de tone, e na outra entrada vai um capacitor que é soldado na carcaça do pot (aterramento). mas desse jeito COMO A CORRENTE QUE VAI PRO POT DE TONE VOLTA PARA SEU CAMINHO (ate o pot de volume ou seila)??? vlw cara!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Captador - seletor - volume - output. O pot de tonalidade está em paralelo com o de volume.

      Excluir
    2. Então nesse caso o aterramento acaba se tornando um condutor certo?

      Excluir
    3. Claro. Todo aterramento tem justamente essa função de condutor

      Excluir
    4. Entendo. É que eu faço um curso de elétrica industrial/residencial, e nos circuitos que aprendi BASICAMENTE existem "2 condutores" por onde passa a corrente (fase e neutro, ou fase e fase). E nesses casos o aterramento tem a função de ser apenas uma "fuga de corrente", podendo os equipamentos funcionar normalmente sem ele (na maioria das vezes).

      Mas eu não entendo muito de eletrônica e fiquei badtante confuso em relação a isso (pois só a um "+" e um terra [se eu entendi direito]). Mas se você falou; beleza.

      Excluir

Antes de perguntar, faça uma pesquisa no campo "Pesquisar nesse blog".