terça-feira, 3 de dezembro de 2013

FENDER American : A missão!





          Depois de um meticuloso planejamento, conseguimos infiltrar um agente do blog na fábrica da Fender em Corona, na Califórnia. Sua missão era descobrir se as guitarras que eles fazem lá são realmente o que dizem por aí ou se existe alguma mutreta escondida!  :)
Depois do post sobre as Fender MIM, nada mais providencial do que um sobre as MIA.

O Rodrigo Rassele, grande amigo meu e do Oscar, que já participou de outros posts do blog (vide a saga das Les Paul), esteve na fábrica da Fender e vai levá-los agora numa tour especial, recheada de fotos e comentários.

Rodrigo Rassele

         Em setembro deste ano de 2013, quando estava viajando pelo litoral da Califórnia, USA, hospedado por uns dias na pequena (e muito legal) cidade de Huntington Beach, decidi visitar a fábrica da Fender na cidade de Corona, ao leste de Huntington.
A fábrica da Fender em Corona é a principal e maior fábrica da marca, onde se localiza também a divisão da Fender Custom Shop.
Lá a Fender possui o "Visitor Center", local onde você compra o ticket para participar da "Factory Tour". O tour custa 10 dólares e tem número limitado de pessoas, no máximo 25. São dois horários, 10hs e 11:30hs da manhã, com duração de 1 hora. Detalhe IMPORTANTE: não abre na quarta-feira, sábado e domingo.
(Nosso agente já disfarçado e pronto para a missão! :)

Minha visita foi às 10 horas de uma segunda feira, por sorte minha com o manager Dave Brown, num grupo de 15 pessoas (7 americanos, 2 australianos, 4 alemães e claro, 2 brasileiros). Interessante que ele começou dizendo que essa é a estatística de visita, 50% em média são pessoas de outros países, sendo isso o maior orgulho da fábrica.
Depois cheguei à conclusão óbvia que quanto menos pessoas na visita melhor. Na das 11:30 só tinha uma (!!) pessoa...




Tudo começa no "Centro de Visitantes" que é também uma loja onde podemos comprar quase tudo que tem o nome Fender. Mas voltaremos aqui depois. Agora, direto para dentro da fábrica...

         A visita é bem completa e detalhada, passando por todas etapas de fabricação de uma guitarra. Começa mostrando como são feitas as pontes, tarraxas, todo processo dos captadores, blocos de madeira, tipos de madeiras, corpos, braços, modelos de guitarras, pintura, acabamento, montagem, regulagens, terminando na divisão "Custom Shop" da fabrica.
Toda visita é feita com as pessoas trabalhando e as máquinas funcionando. Para um louco por guitarra é simplesmente fantástico! Imperdível!


Seção de processamento das madeiras

Porém uma coisa tem que ser dita: apesar da visita ser super organizada e com pessoas educadas e civilizadas, é muita informação e você se perde querendo ver tudo, tirar foto, ouvir as explicações, fazer perguntas e ouvir as perguntas dos outros.
Nosso "guia", o Dave Brown, sabe MUITO sobre TUDO e tudo que ele falava era muito interessante - soltava muita informação preciosa e aí ficava mais complicado ainda. Alem disso, sua sinceridade era absurda.

Dave Brown em ação :)

Peças clássicas da Fender


Aqui estão os "Neck Profiles" - padrões de braços clássicos e utilizados por artistas, como Mark Knopfler, Dave Murray e Jim Root


Grande parte do hardware é produzido na própria fábrica (aqui, os blocos de ponte de strato).


Os captadores também são feitos na própria fábrica...


Dave Brown mostrou a madeira furada (foto acima) e disse que atitudes como essa, infelizmente, estão se tornando cada vez mais comuns fora e dentro dos USA para tentar driblar a qualidade ruim de certas madeiras (alguém gritou "Gibson" aí? :) ). Disse que no passado a Fender já usou de artifícios para alivio de peso, porém hoje (mostrando em seguida a peça de ash) ela se esforça ao máximo para selecionar sua madeira e não fazer isso. 
Saiba mais sobre alívio de peso aqui (clique) 

Em seguida, com um belo blank de ash nas mãos...


         São muitos detalhes... Se eu fosse colocar tudo aqui esse post ficaria gigante. Isso daria uma conversa de bar por horas. A explicação de Dave para as diferenças entre as Custom Shop Regular, Signature, Limited Series e Masterbuilt foi muito interessante mas vamos deixar pra outra ocasião... :)

Quero manter o foco e ressaltar algumas coisas importantes que observei e escutei:

1) - Nesse tour você sai com a certeza que NADA ocorre ao acaso na fabricação de uma guitarra Fender. Absolutamente tudo é pensado.  Eles sabem exatamente todos os pontos fortes e os pontos fracos em cada guitarra produzida, com certeza absoluta.

Blocos de maple para os braços

 Aqui já cortados (por uma CNC) e sendo lixados


2) -  Não vi nenhum bloco de madeira ou corpo em 7 peças. Aquilo deve ser coisa das mexicanas mesmo.

Aqui, vários blanks de corpos com blocos colados. A maioria com 3 peças, mas se olharmos bem, há alguns de duas e até de peça única...

Corpos exclusivamente de peça única - vão para a Custom Shop, provavelmente...



3) - 90% dos funcionários devem ser de origem mexicana/latina, pois o Dave sempre falava espanhol com eles.
 Funcionários lixando os corpos para a pintura posterior.

Após a pintura, centenas de guitarras ficam (literalmente) penduradas no teto enquanto secam. A imagem é impressionante...


Montagem da parte elétrica de uma stratocaster.


4) -  Quando perguntado, "Qual a parte mais importante da guitarra?", Mr Dave respondeu com grande sinceridade:  "Prefiro responder qual a parte mais importante da fábrica: o controle de qualidade do produto final. Ele depende de recursos humanos e vários fatores podem alterar o humor de um ser humano...."

Sim, um ambiente de trabalho com controle de stress deve ser essencial... :)

 Seção de montagem, regulagem e check-up final


Série de fotos mostrando a seção de montagem, regulagem e check-up final das guitarras. Daí, elas seguem para o empacotamento e estoque (foto abaixo):



5) - Outra resposta muito interessante a uma pergunta de um alemão. "Por que algumas Custom Shop são tão ruins?" . Pra minha surpresa ele responde: "Essa é uma pergunta muito comum. São vários fatores, mas se tiver que dizer apenas um, citaria a madeira. Nunca se sabe o que esperar de um bloco de madeira. Hoje em dia a Fender trabalha duro para evitar isso, no passado já foi pior...."



Uma boa guitarra SEMPRE começa com boas madeiras...

6) - Eu tinha uma impressão pior em relação às Custom Shop. Achava que não passavam de guitarras com material de qualidade superior, porém hoje em dia feitas em série, sem maiores cuidados. Estava enganado.
As Custom Shop ainda têm um cuidado bem individualizado na sua fabricação, recebendo muita atenção e preocupação pelos luthiers.
Na sequência abaixo, fotos da Fender Custom Shop:



Fender Custom Shop

Porém, o "filé mignon" hoje são os modelos Custom Shop Masterbuilt (clique aqui para um post relacionado). São feitas de matéria prima escolhida a dedo por somente um luthier master, que monta e faz o acabamento individualizado de cada guitarra, que recebe um numeral diferenciado. São únicas e exclusivas, feitas por quem conhece todos os segredos de cada modelo de guitarra Fender e de cada material usado.
Considero hoje, uma guitarra Fender CS Masterbuilt mais selecionada e exclusiva do que até uma Gibson LP Collector's Choice.

 Master luthier da Fender mostrando uma Jazzmaster Custom Shop desenvolvida por ele naquele mês.

Dave Brown segurando uma réplica da famosa "Blackie" de Eric Clapton, uma das Custom Shop mais vendidas em todos os tempos.

Terminando a visita à fabrica, vale a pena perder pelo menos uma hora na "Fender Visitor Center". Tem várias guitarras expostas, hall of fame, produtos à venda, lembrancinhas, etc.


Guitarras únicas e exclusivas feitas pelos master luthiers. Pura arte! :)

"Lenny" (Steve Ray Vaughan)


Tem uma sala (com corpos e braços de guitarra, captadores, escudos etc) onde você pode escolher, comprar e um luthier monta pra você na hora. Vejam:



Podemos escolher entre os inúmeros corpos e braços disponíveis na sala:
 Braços...

E corpos para todos os gostos...


Essa linda Stratocaster abaixo tinha sido recém montada pelo luthier:

No detalhe: a folha com o pedido do cliente, que especificou a cor (Aged Pearl), o perfil do braço (Eric Johnson), hardware dourado e case de "Tweed". Dá até pra ver o preço estimado: US$ 1.599.


Tem ainda uma outra sala, com TODOS amplificadores da linha Fender, e TODOS modelos standard de guitarra onde você pode testá-los à vontade e em volume muito alto se quiser:


Sala de testes do Visitor Center. Fique à vontade! :)


         Então fica a dica para os guitarristas que forem viajar para Califórnia e passarem pela região de Los Angeles: 40 minutos de carro e você chega facilmente em Corona, na fábrica da Fender.
O passeio é muito legal para guitarristas e até pra quem não toca guitarra, minha esposa foi junto e gostou muito.
Rodrigo Rassele

*************************************************************

O Rodrigo é um cara muito esperto, prático e bastante pragmático. Já o convidamos outras vezes para postar aqui porém ele quase nunca tem tempo... :)
Mas quando ele mencionou pra gente que iria visitar a fábrica da Fender em Corona, imediatamente exigimos um post com fotos e, principalmente sua impressão pessoal da visita. Se tivesse qualquer coisa estranha ou suspeita por lá, ele era o cara ideal pra descobrir! :)

74 comentários:

  1. Rodrigo, como conseguiste vencer a tentação de montar uma guitarra lá, podendo escolher todos os componentes? :) Eu sucumbiria já na entrada da loja KKK!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkk! O motivo foi o tempo. Não estava com tempo, o serviço iria demorar e também eu não queria fazer nada com pressa. Me pegou de surpresa e eu tinha que seguir viagem. Realmente não foi fácil. Fiquei muito muito muito arrependido até hoje.

      Excluir
  2. Post de alto padrão! Muito legal!

    ResponderExcluir
  3. Quer dizer que você pode montar uma guitarra escolhendo o corpo, acabamento, braço, tudo devidamente feito por luthier sob o padrão de qualidade da Fender por aproximadamente US$ 1.600? Realmente o mercado brasileiro é uma piada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O preço varia por aí mesmo. Vc pode escolher todas peças, desde tipo de ponte, tarraxas, captadores, corpo, braço etc... Por um preço menor que uma standard em loja aqui no Brasil....

      Excluir
  4. Respostas
    1. Com muitos detalhes o post não teria fim kkkk!

      Excluir
  5. Excelente post! Visitei a fábrica no ano passado em Setembro e fui guiado também pelo Mr. Brown. Tive duas passagens com um pouco mais de sorte. 1. Haviam dois americanos e eu na visita, e 2. A Sra. Abgail estava na fábrica. Comecei a escrever o post por duas vezes sobre o assunto, mas não consegui. Ainda bem que alguém com olhar e ótimo senso para escrever o fez muito melhor do que eu faria.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Putz Tanaka, vc deve ter aproveitado muito mais. Então viu a Abgail? Muito legal, ela é uma lenda pra eles. Agora já esta aposentada.

      Excluir
    2. Pois é, Tanaka, fiquei esperando aquele post. A opinião de um luthier seria lida com MUITA atenção... :)

      Excluir
    3. Não desisti ainda. Vou reunir as energias e os rascunhos e tentar fazer um texto decente para não haver desapontamentos hehehe.

      Excluir
    4. Quando fizer não esqueça de nos avisar Tanaka! Colocamos um link aqui nesse post !:-)

      Excluir
    5. Eu já acho que a gente poderia ir mais longe e pedir publicamente agora ao Tanaka, pra publicar aqui também,hehehe :)

      Excluir
  6. PQP, que post fantástico!!
    Muito bem redigido, as fotos da fábrica são maravilhosas.

    E essa strato aged pearl heim?? Lindíssima. O preço com case tweed também está ótimo.
    Infelizmente irei para os EUA só em 2015 mas acho que já tenho um destino e local onde comprar minha sonhada Fender. É só guardar a grana agora kkk

    Abraços e parabéns ao Rodrigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Marçal. Obrigado. Teve o dedo do Paulo na edição também, o cara é fera!
      Olha, se vc viajar pela California próximo a região de Los Angeles e estiver nos planos a compra de uma Fender, acho que monta-la na Fender seria perfeito! Recomendo muito. Conselho: tire o dia inteiro pra isso. Abs

      Excluir
    2. Com certeza seria fantástico visitar a fábrica e sair de lá com um instrumento legal.
      Pelo que entendi a duração de 1 hora é só para o Factory Tour mas no Visitor Center, poderia ficar o quanto fosse necessário, é isso mesmo?

      Excluir
    3. Sim, o Visitor Center é gratuito, e vc fica lá quando tempo quiser,inclusive usando a sala de testes com todos amplificadores e guitarras da linha Fender a tua disposição!

      Excluir
  7. Eu que ficava meio assim de ir conhecer a costa oeste... Agora vou ter que ir...rs. Ótimo post para pessoas com problemas de fenderomania... Será que vale à pena passar em Ensenada, Mexico, também? Obrigado ao espião!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fenderomaníaco... Essa é boa! :)

      Excluir
    2. Até hoje não descobriram a cura, só um tratamento à base de captadores de boutique. nitrocelulose e madeiras escolhidas...rs.

      Excluir
    3. Paliativo, diga-se de passagem. Depois de alguns dias começa tudo de novo! KKK!

      Excluir
  8. O paraíso deve ser mais ou menos parecido com isso aí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho... Com o detalhe que no paraíso é grátis! :)

      Excluir
  9. - òtimo o post, não tem quem leia e não fique a fim de montar uma excluvíssima. Mudando de assunto, aproveito para comentar sobre a Fender do guitarrista da Glass Menagerie do Billy cobham, acho que em 1981, me foge o nome dele, mas o importante é a guitarra: uma stratocaster, provavelmente do modelo do Hendrix. O detalhe: o sujeito substituiu os sadles de strato por três duplos de telecaster. eu nunca tinha visto, alguém já viu algo assim?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, não é comum, mas exiostem algumas opções. Agora até a SuperVee tem uma ponte com vibrato com os famosos três saddles de latão, já está na lista de desejos...rs.
      Se o interesse da pessoa for aproximar-se do timbre "twangado" também existe a opção de usar um captador na ponte com características dos de Tele, como um exemplo o Seymour Duncan "Twang Banger".
      Lembro que o Sonny Landreth tem uma Strat com uma ponte inteira (fixa, normal) de Telecaster.

      Excluir
  10. Aliás, o guitarrista dessa banda não era o Mike Stern?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mike Stern, com uma strato branca ou creme...
      De qualquer maneira, pra mim que tenho horror a teles de 3 saddles, trocar 6 por 3 numa strato é andar pra trás :)

      Excluir
    2. Paulo, olha, se você tocar nas minhasTeles, acho que mudará de idéia! Com os saddles de latão compensados, afinação não é problema. O timbre é outro!

      Excluir
    3. Então, Alex.. Já fiz um "Mea Culpa" naquele post há algumas semanas... :) E a minha Telecaster "Black Jack" tá com uma ponte Wilkinson compensada. A finação tá ok, mas não perfeita. Ainda tem uma discrepância entre a 5ª e 6ª cordas.
      Além disso, faço muito "palm mute" e acho a ponte com 6 saddles bem mais amigável pra isso. É costume mesmo :)

      Excluir
    4. Tá bom assim! :)

      Alex, aproveitando podes dar uma mão lá no post sobre HSS? O "vicguitarblog" fez uma pergunta daquelas cansativas (4 perguntas num comentário)?
      http://guitarra99.blogspot.com.br/2012/10/o-grande-problema-de-guitarras-com.html

      Excluir
  11. Cara que post legal. Quer dizer que você entra na sala escolhe tudo e sai com uma guita embaixo do braço... quanto tempo leva pra isso? Canhoto terá problemas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não reparei se tinha algo pra canhoto, mas com certeza se não tiver ali eles conseguem. O tempo exato não sei dizer, mas deve levar algumas horas e dependerá da demanda do dia. O que sei é que eles fazem no mesmo dia, obviamente dependendo do horário que vc chegar! Rsrsrs

      Excluir
  12. Sensacional..., sensacional..., sensacional..., sensacional..., putz...., sensacional!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Rommel!
      Dessa vez o mérito é todo do Rodrigo :)

      Excluir
  13. Excelente Post!.... Me desculpem a pergunta meio fora de contexto.... Mais gostaria de uma ajudinha (vou tentar ser bem sucinto): Tenho um Strato e uma Tele Standard Americanas da qual gosto muito, mas como todo guitarrista acredito que sempre buscamos algo a mais ou melhor, seja por hobby ou trabalho. Ultimamente venho buscando algo mais selecionado e com nível de acabamento melhor e é ai que vem minha pergunta aos amigo experientes... Vale apena investir nas Fender da série Deluxe ou dar um salto maior e ir direto para as Custom Shop?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As Fender "De Luxe" são standards com itens diferenciados: braço de raio composto, caps noiseless, etc., mas ainda têm acabamento de PU e as madeiras devem ser as mesmas das standard
      As Custom Shop certamente são melhores :)

      Excluir
    2. Se vc tem o dinheiro de uma Custom Shop, sem duvida vale muito mais a pena, é outro nível. Mas tem que testar! Nada de comprar custom shop pela internet!!

      Excluir
    3. Pois é... sabendo disso, a minha intenção é fazer um tour pelos EUA e trazer uma Custom!

      Excluir
  14. Pessoal, que belo post!! Parabéns!!!

    Eu peguei uma fender american deluxe Ash/maple cor transparent green e tudo indica que a peça de ash é one piece, olhei de forma meticulosa e não consegui achar um indício de colagem. Todos os veios são contínuos (isso analisando todos lados da guitarra), sendo eles curvos ou não.

    Por sinal, essa strato me agradou!! Mesmo com os vintage noiseless ela tem MUITO mais timbre que a minha finada Jeff Beck.



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já ouvi falar nessa tua guitarra, Ivan :)
      Olha, por razões que desconheço - provavelmente pelo modo como as madeireiras dos EUA processam - o ash geralmente é fornecido em blocos maiores. É bem menos comum vermos guitarras de ash com mais de duas emendas.

      Excluir
    2. Não sei se é coincidência, ou por já serem compradas com a finalidade de se usar em pinturas transparentes, o que parece lógico, a minha Strat Sm Std de Ash apresenta duas peças apenas. A pintura é SiennaBurst, braço maple one piece. Como ela já vem com os FAT 50's, um dos poucos pups atuais da Fender que gosto bastante, dá pra comprar, dar uma ajustada geral e levar pra gig!

      Excluir
    3. Provavelmente, Alex.
      A Fender historicamente sempre utilizou ash quando as pinturas eram transparentes ou semi transparentes. Além disso, o Ash é bem mais figurado que o alder, dificultando esteticamente o pareamento dos blocos.

      Excluir
  15. Só pude comentar agora, mas o post está realmente muito bom! É de ficaf babando mesmo, fora a organização e o atendimento exemplar.Só falta algum de vocês irem na fábrica das Custom Shop da Gibson.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Podes ter certeza que o Jr. um dia vai lá, Velhinho. É só questão de tempo :)

      Excluir
    2. Valeu Velhinho, obrigado. Cara, o problema de visitar a Gibson é que as fabricas ficam um pouco na contra-mão dos roteiros turísticos mais desejados. Eu já pensei nisso 2x, mas quando a viagem vem chegando acabo deletando pela "mao de obra". Mas eu ainda vou sim...

      Excluir
  16. Muito bacana, vocês estão de parabéns pela matéria. Instrutiva.

    ResponderExcluir
  17. Olá Paulo, a mais de 2, 3 anos venho seguindo seu blog. Vcs estão de parabéns! Acredito que assim como eu, muitos guitarristas seguem seus conselhos. As últimas guitarras que comprei, foram baseadas nos seus posts. Comprei guitas pensando na madeira, preferindo as sunburst ou na cor natural, pq assim poderia ver juntas ou até mesmo a madeira utilizada. Até virou um hobbie, comprar guitas de valor acessível e tuna-las!! minhas ultimas guitas foram uma tele condor sunburst, sx strato sunburst ( que logo comprarei o bloco manara), uma epiphone casino natural. todas já tenho capacitores, capitadores e ferragens de minha preferência. Td isso graças aos seus posts. Mto obrigado!! E com certeza assim como eu, vcs infectaram outros com o vírus do tunning de guitas baratas! PORÉM, estou num impasse mto grande! Minha irmã está indo p/ eua, pedi pra ela me trazer uma guita, mas achei o mesmo modelo aqui no brasil. Já mandei o link pro meu luthier de confiança! Mas na verdade confio mesmo no seu veredicto!! Como vcs não disponibilizam e-mail e eu sei q assim como eu, outros loucos por guita vão ler meu post e podem até comprar a guita na minha frente!! Como faço p/ mandar o link e vc dar o veredicto sobre a madeira? Seria de extrema ajuda!! Fica aqui meu agradecimento pela ajuda indireta que vcs me deram todos esses anos! E PARABÉNS PELO BLOG!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fi, obrigado pelos elogios - a gente fica muito feliz em saber que o blog é útil :)
      Olha pra ninguém roubar a tua dica, é só postares a pergunta como comentário num post mais antigo, de mais de 3 meses - quase ninguém lê os comentários desses. Nós recebemos aqui todas as perguntas de todos os posts, portanto saberemos onde estará, ok?
      Abraço!

      Excluir
  18. Paulo eu TENHO que te mostrar esse blog genial.O nome dele e Guitarz e tem guitarras muito diferentes!Não sei você mas eu perdo horas vendo essas guitarras,algumas lindas e outras bizarissimas.Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O GuitarZ já é link permanente aqui do blog - é só olhares com atenção na coluna de links, Victor

      Excluir
  19. http://guitarz.blogspot.com.br/
    tá aí o link hehe

    ResponderExcluir
  20. Maravilha de loja, parabéns pelo post e pelo blog que me ajudou muito em conhecer mais da guitarra. Agora só faltam fazer um sobre regulagem de telecaster kkkk Eu estou sofrendo aqui.

    ResponderExcluir
  21. Ótimo material - parabéns !
    valeu LPG !

    ps achei um livro interessante
    http://avaxhome.cc/ebooks/0760344841.html

    boas festas aí, galera !!

    ResponderExcluir
  22. Caramba, estou indo pra LA esta semana e nem sabia da existência dessa fábrica aí em Corona. QUanto custaria uma guitarra standard comprada na loja da fábrica? Será que dá pra trazer para o BR sem pagar o imposto na alfândega? Vale a pena? Obrigado e parabéns pelo post.

    ResponderExcluir
  23. Olá Rodrigo, Paulo e Oscar.
    Em Agosto vou para a California e depois de ler esse post (3 vezes já) decidi adicionar ao meu roteiro a Fabrica da Fender.
    Sou um iniciante que toca a 22 anos, e agora com meus 35 anos esse blog tem me ajudado a me aprofundar nos quesitos técnicos sobre guitarra.
    Antes de Los Angeles (últimos dias de viagem), vou passar por Manhattan e San Francisco, e nesse trajeto vou passar por várias Guitar Center até Corona. Se não for inconveniente, podem me ajudar com algumas dúvidas:

    1. Estou em dúvida entre a American Standard Stratocaster ou a Artist Series John Mayer Stratocaster (sempre gostei desse timbre e um post aqui no blog me ajudou a decidir testar). É possível encontrar essas duas guitas na loja da Fender para eu testar e comprar? (sei que é meio obvio, mas vai que não é possível...)

    2. Sei que os preços podem variar da Guitar Center para a Fabrica da Fender. O que vocês sugerem? Vale a pena (financeiramente) comprar uma guita na Fabrica?

    3. Gostei muito da ideia de poder montar um guitarra, mas penso que: vai que depois de montada, ela não tem o som que eu esperava? Corro esse risco mesmo? Como o Rodrigo escreveu, a Medeira de algumas Custom Shop podem não ser boa e ser uma guitarra linda com som ruim. O que vocês acham e sugerem?

    4. (Acho que essa é a pergunta mais complicada e não precisam responde se quiser) Como sou um "amador" em montagens de guitarra e não quero errar, qual a sua sugestão de montagem? por onde começar? O que é essencial? Gosto de blues (Hendrix, BBKing, Eric Clapton), porém quero uma guita mais próxima da palavra "versátil" para eu poder tocar de tudo um pouco.

    Muito obrigado desde já.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Embora o Rodrigo deva saber mais detalhes, acho que no visitor center há somente a disponibilidade de peças "american standard". Todos corremos o risco de não gostar do som de uma guitarra depois de pronta, por isso, acho mais seguro experimentares o máximo possível de guitarras nas lojas - é a melhor maneira de separar o joio do trigo.
      O atual presidente da Fender já foi presidente da GC e o grupo que controla a Fender, Weston Presidio, já foi um dos donos da GC. Não acredito que haja grande diferença de preços...
      Aproveite e teste outros tipos de guitarras nas lojas - quanto mais testares, maiores as chances de conseguires uma guitarra boa e adequada pra ti.

      Excluir
    2. Obrigado pelas respostas Paulo. Vou seguir seu conselho e testar várias para chegar a uma conclusão. Muito obrigado pela resposta.

      Vamos ver se o Rodrigo aparece por aqui.

      Rodrigo, o que você acha?

      Abraços pessoal e Parabéns pelo trabalho aqui no blog.

      Abraços.

      Excluir
    3. Fala Carlos! Cara, vou responder pela numeração das suas perguntas. 1. Esses dois modelos tem preços diferentes, entre uma Standard e uma John Mayer, eu iria na John Mayer sem pensar, com certeza. No Visitor Center tem guitarras a venda sim, porem todas no padrão standard e feitas em série, coisa que vc encontra facilmente em qualquer loja nos USA. Especificamente a Strato John Mayer não lembro de ter visto, mas deveria ter sim, lembro de ter visto uma SRV e uma Eric Johnson. Porem guitarras no padrão standard eu nunca compraria no Visitor Center, pois elas são mais caras (10-20%) e não tem o estoque de uma Guitar Center da vida. A intenção do Visitor Center não é concorrer com nenhuma loja, a intenção é somente ter guitarras a venda caso vc queira comprar alguma durante a sua visita.

      Excluir
    4. 2. já respondi na primeira pergunta
      3. Carlos, as guitarras montadas no Visitor Center da Fender são no padrão standard. Não tem nenhuma peça, ou corpo, ou braço de Fender Custom Shop lá. Eles montam uma guitarra customizada pra vc, porem NAO UMA CUSTOM SHOP. Seria como se tivessem varias guitarras standard (stratos, teles, etc...) todas desmontadas em uma sala e vc pudesse escolher o que quer entre elas e um luthier montar pra vc na hora. É isso. Porem se vc não conhece A FUNDO cada combinação de corpos/braços/ferragens/captadores etc... pode o resultado acabar não te agradando. Claro que o luthier vai te ajudar e dar uns toques e tal... Mas sinceramente acho que vc poderia aproveitar muito mais se tiver um bom conhecimento. Pra mim esse esquema de montar guitarra na fabrica serve para os extremos: ou para o cara que não entende absolutamente nada e só quer dizer aos outros que a guitarra foi montada na Fender, ou para aquele cara que tem um conhecimento absurdo e aliado a uma boa conversa com o Luthier durante a montagem vai aprender muito, pegando vários "macetes" durante a montagem. Se vc entende muito, fala inglês fluente e for com MUITO tempo na fabrica, aí sim, monte a sua guitarra. OBS: hoje a divisão Custom Shop da Fender está aceitando encomendas de guitarras exclusivas a pessoa física. Levam meses para ficarem prontas e saem a partir de 10.000 doletas.

      Excluir
    5. Carlos, se vc pensa em comprar uma guitarra no padrão standard, acho que a melhor opção são as grandes lojas tipo Guitar Center e Sam Ash. O estoque deles pra esse tipo de guitarra sempre é muito bom. Variedade de cores, modelos, bom atendimento, deixam vc fazer o que quer dentro da loja, pode testar sua guitarra em amp Fender, Marshall, Vox, Orange, boutique, o que quiser. Vc vai passar por duas cidades que tem boas lojas pra isso. Em NY vá na GuitarCenter em Manhatan, ela é imperdível. Disneylandia para guitarristas. Lá vc já testa alguma coisa e faz uma prévia do que quer. A Sam Ash de NY também é bem legal. Em L.A., vc TEM que ir na Guitar Center na Sunset, ela é maior ainda que a de NY e é destino obrigatório pra guitarrista na california. Como é seu destino final, compre lá. Se não tiver ali, é atravessar a rua que a Sam Ash fica do outro lado e terá com certeza. Alem disso em LA tem muitas lojas bacanas de guitarra. E caso interesse tem outra GC perto de Santa Monica e varias guitar center por todo litoral próximo de LA e em toda califa. Mas vai com tempo, eu já passei um dia inteiro dentro de uma guitar center, sério! Kkkkkk!!! Boa sorte.

      Excluir
  24. Para os amantes de Fender estas imagens só fazem aumentar a G.A.S... Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço pela gente e também pelo Rodrigo, autor desse post :)

      Excluir
  25. Galera, parabéns pelo Blog e pelo post, deu muita vontade de fazer o passeio na fábrica da Fender, quem sabe no futuro? Novamente, parabéns e obrigado pelas informações do blog. Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente que agradece a visita, Adilson! :)

      Excluir
  26. Paulo, to querendo montar uma fender, estava na dúvida entre comprar a Vintage (marca Vintage) telecaster V52, uma fender American Traditional e montar a fender a partir de corpo e braço mighty mite. Achei no Ebay ash body unfishined por $110 e Maple Neck $105. importando seria jogo?disponho de R$2000.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabriel, aí depende do teu ímpeto para aventuras e riscos :)
      A V52 é boa e barata, a American Trad é excelente mas cara e a opção de montagem com corpo e braço da MM "pode" funcionar em vários níveis: de insatisfatório a excelente.
      O ash é uma madeira que varia muito em termos de peso e qualidade, portanto, mesmo com um modelo Fender há o risco de pegares um ash ruim. Eu tive sorte com um corpo de ash MM e outro feito à partir de um blank, ambos de hard ash. Não são excepcionais, mas são muito bons, bem acima de algumas madeiras nacionais.
      Ultimamente só compro corpos da www.kneguitars.com. É uma pequena luthieria da California que faz corpos excelentes (e braços também). O pedido é feito via Paypal com ordem de pgto (para o e-mail que eles fornecem). Um corpo de alder está por volta de 110 dólares e ash um pouco mais. Shipping, normalmente 60-70 dólares, mas o mais legal é que podes solicitar ao Mitch (vendedor e dono) que declare tudo com valor menor que 50 dólares - ele sabe do arroxo da nossa alfândega :)

      Excluir
  27. Visita e matéria incrível, parabéns!
    Não quero dar uma de pentelho, estou entrando nesse mundo a poucos meses, mas a fender que esta numa foto do post, copiada no link abaixo, não seria uma jazzmaster(ao invés de uma jaguar)?
    http://1.bp.blogspot.com/-UDcJAc9e69M/Up4LJDPy7LI/AAAAAAAACS0/cqL999IK6FM/s640/DSC02128-luthier+do+projeto+jaguarCS.JPG

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Correto Guaderio. São semelhantes porém não iguais! :-) Corrigido.

      Excluir

Antes de perguntar, faça uma pesquisa no campo "Pesquisar nesse blog".