sábado, 24 de dezembro de 2011

Corda Velha? Uma lixa às vezes ajuda.




Nessa brincadeira de aprender a mexer em guitarra, acabei com muitas aqui em casa. Na última contagem, 28!!
Grande parte delas orfãs de fundo loja que foram devidamente tunadas e hoje são plenamente tocáveis, algumas com timbres maravilhosos.
Não sei me desfazer de "coisas". Não sei negociar, então elas ficam por aqui mesmo.
Um dos grandes problemas entretanto, além das regulagens periódicas, são as cordas. É muita corda! KKK! :)
Às vezes termino de tunar uma, coloco um jogo novo e só vou tocá-la novamente dali a seis meses ou mais. Mesmo limpando antes de guardar, depois de um certo tempo, sempre há oxidação. A maioria das metais usados em cordas só precisa de oxigênio para oxidar/enferrujar.

Tempos atrás, depois de jogar muitas cordas pouco tocadas fora, me ocorreu de tentar retirar aquela fina camada de oxidação, com pontos mais escuros, com lixa de papel.
Gente! E não é que funcionou? Depois de alguns testes, passei a usar a lixa de grão 1200 para as primeiras 3 cordas - as desencapadas. As outras 3, limpo com pano e álcool e/ou baby wipes. :)
A lixa retira toda aquela fina crosta oxidada e a corda às vezes chega a brilhar novamente.

A posição da foto é a ideal - os dedos indicador e polegar fazem a pressão (leve a moderada) em dois lados. Repito pelo menos 5 vezes, puxando a corda pela bolinha e girando sempre.



Não é perfeito, mas BEM melhor do que os métodos anteriores que eu usava. Lembrando sempre que só é útil para aquelas cordas com pouca oxidação superficial. Cordas velhas mesmo, muito usadas (como as da primeira foto), já apresentam deterioração mais profunda do metal. Daí, só comprando novas mesmo... :)


30 comentários:

  1. Esse problema eu resolvi usando Elixir... cordas normais não duram mais que 1 semana comigo, pois tenho hiperidrose.

    ResponderExcluir
  2. Sim, são excepcionais. Eu também uso Elixir nas minhas principais guitarras, mas imagine colocá-las em todas as 28! :)

    ResponderExcluir
  3. Ja ouvi falar de ferver as cordas, pessoal que toca baixo que gosta disso, pois cordas de baixo não tem preço baixo hehe.

    ResponderExcluir
  4. Matheus, já tentei ferver cordas de baixo. Só me serviu para gastar gás e sujar uma panela, kkk.
    -
    Jack, ia falar justamente de cordas de "alta durabilidade", como as Elixir, EXP, e EB coated.
    Se comprar no ebay, um "pacotão", pode valer. Não duvido que as cordas durem 1 ano tranquilamente com pouco uso. E estas cordas lá, custam o preço de Giannini por aqui...

    ResponderExcluir
  5. Ferver cordas de contrabaixo funcionam com um baixista amigo meu. Ficam sensivelmente melhores. Sobre lixar as cordas de guitarra, eu realmente não tinha pensado nisso. Como só tenho uma guitarra, quando as cordas estão ruins e eu compro outro acordoamento, mas se eu tivesse 28 (!!!) como o Jack... realmente, comprar (e trocar!) 28 acordoamentos Elixir fica "salgadinho", mesmo que de 6 em 6 meses, que é o tempo mínimo que estas cordas duram.

    ResponderExcluir
  6. Mesma coisa aqui, Renato,
    Um experiente baixista português amigo meu uma vez me falou que eventualmente também fervia as cordas e que isso dava uma sobrevida extra, mas por pouco tempo.
    Não sei, conjecturando, acho que a fervura retira parte da gordura e sujeira acumuladas.

    Mas interessante é que só ouvi isso em relação às cordas de contrabaixo... :)

    ResponderExcluir
  7. A água -invariavelmente- enferruja as cordas quando se ferve. Quando me utilizei da técnica, fervi as cordas em REMOVEDOR, numa panela VELHA e sempre com uma tampa por perto para evitar incêndios por inflamação (quando o removedor pega fogo é só tampar a panela - SEM desespero!). O Removedor tem 2 vantagens inquestionáveis: a) dissolve TODA a sujeira interna ao enrolamento e b)NÃO OXIDA NADA! Aí sim, as cordas ganham uma sobrevida CONSIDERÁVEL.

    ATENÇÃO: Eu não recomendo-DE FORMA ALGUMA- essa técnica a ineptos, sob risco de GRAVÍSSIMOS acidentes.

    MAURO.

    ResponderExcluir
  8. Bom Dia, PAULO!

    Usei removedor comum de limpeza, à venda em supermercados. Querosene também serve. Fiz isso com um encordamento "PODRE" de um baixo que estava há muito tempo encostado e funcionou! O método é o seguinte: Encha com 1 ou 2 dedos de removedor o fundo da panela, e mergulhe as cordas enroladas (como vêm de fábrica). Só o fato de ficarem mergulhadas no removedor já elimina bastante da sujeira, o calor dá uma boa reforçada na limpeza. Ferva por uns 5 minutos ~. Deixe essa 'sopa' esfriar, pendure as cordas esticadas secando o excesso com um pano limpo e deixe-as para secar. O inconveniente é que o cheiro do removedor ficará ainda por uns dias - mas nada que afete o instrumento.

    ATENÇÃO: Continuo NÃO RECOMENDANDO. É arriscado e pode fazer estragos.

    Abraço,

    MAURO.

    PS: EXCELENTE seu Blog, Paulo! Tenho aprendido bastante aqui! Parabéns pela iniciativa!

    ResponderExcluir
  9. Obrigado pela dica e elogio Mauro.
    Já percebi que o negócio é meio arriscado mesmo, mas vou comprar o removedor, por via das dúvidas :)

    ResponderExcluir
  10. Opa!
    Mais uma vez, conselhos bem bacanas no blog!

    Grande Abraço.

    ResponderExcluir
  11. Mauro, quando você falou que a água enferruja mais as cordas, parei para pensar. Corda na água fervida, provavelmente serve só para retirar a camada mais "solta" de sujeira e gordura. Será que com o lado verde de uma esponja e detergente o resultado não é melhor?
    ----
    Alem da água oxidar o metal, o calor deve acelerar a reação, portanto não vejo como colocar na água e ferver pode ser uma boa para cordas.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  12. Bom Dia, Lucas!
    VC está CERTO: Água enferruja as cordas! Fervê-las na água oxidará imediatamente a alma da corda (que é de aço fortemente 'oxidável'). Usar detergente+água também oxida. Usar SÓ detergente+ esponja fará penetrar a meleca entre o enrolamento.
    De qualquer forma LIXAR as cordas -como o tópico sugere- é imprescindível em qualquer situação ANTES de limpeza!
    Ah! O objetivo do calor é 'derreter' a sujeira incrustrada DENTRO do enrolamento (que é o que faz a corda ficar com som 'abafado' e sem brilho).
    O uso do removedor puro para ferver não as enferruja! (Mas eu NÃO recomendo sob risco de gravíssimos acidentes: Incendiar a casa, queimaduras graves e levar uma surra da mamãe -ou da patroa!)
    Abraços!
    MAURO.

    ResponderExcluir
  13. Paulo,
    Você tem e-mail para contato?
    Abs
    Christian

    ResponderExcluir
  14. Tenho sim Christian, mas assuntos relacionados à guitarras e afins, prefiro fazer os contatos por aqui. Como falei, na apresentação do blog, meu tempo para esse "hobby" é infelizmente muito pequeno.
    Podes adiantar a natureza do assunto?

    ResponderExcluir
  15. Por incrível que pareça, até mesmo as cordas Elixir oxidam com o meu suor. Tenho me esforçado em limpá-las sempre que termino de tocar, mas mesmo assim às vezes aparece algum ponto de oxidação. Essa sua sugestão vai ser uma mão na roda :)

    ResponderExcluir
  16. Não tinha pensado nisso, mas acho que o procedimento não é adequado para as cordas "coated" (com revestimento) Vicenzo. Ao usar a lixa, retirarás também toda a proteção.
    A não ser que esteja de fato muito oxidada... :)

    ResponderExcluir
  17. Eita, então é melhor não arriscar... Valeu pela dica Jack!

    ResponderExcluir
  18. Eu tenho passado um pouco daquele lubrificante da lata amarela e azul, o WD-40, sempre nas cordas, com flanela, após tocar... os dedos deslizam melhor e o brilho das cordas duram mais tempo.

    Um abraço Jack!

    Cícero

    ResponderExcluir
  19. Pode ser uma boa idéia - ele tem ação anti-ferrugem também.
    Mas com o tempo, não deixa marcas na escala?

    ResponderExcluir
  20. O braço e a escala são em maple, já estou fazendo isso há mais de 4 meses e até agora, nenhuma marca na escala. Passo o wd-40 na flanela, esfrego nas cordas e depois tiro eventual excesso do produto com outra parte mais seca da flanela... tocabilidade otima e duração das cordas melhor ainda.

    Abração!

    Cícero

    ResponderExcluir
  21. É curioso.
    Possuo um violão aço bagaceira que está com um timbre incrível, justamente por estar com cordas oxidadas. Ruim é acostumar a tocá-las.

    ResponderExcluir
  22. Amigão, mas é complicado tirar todas as cordas e coloca-las novamente pelo seguinte motivo: Quando você corta o excedente de corda após passar pelas tarraxas, fica uma pequena parte que dificulta a sua colocação novamente...Tem alguma técnica para fazer isso? Pois fazer essa limpeza apenas afrouxando as cordas pode cair alguma ferrugem ou pó com essa oxidação nas casas...

    ResponderExcluir
  23. Não é complicado não. Retire normalmente as cordas e use um alicate pequeno para retificar a extremidade enrolada na tarraxa. Apenas as duas primeiras são difíceis de desentortar, mas vale um pouco de paciência :)
    Em último caso, faça o processo com as cordas bem afrouxadas, mas coloque uma folha de jornal ou plástico entre elas e a guitarra.
    Boa sorte!

    ResponderExcluir
  24. Amigo, tambem sou flautista e saxofonista, e um dia resolvi usar o produto que uso nos instrumentos de metal (prata e ouro), um anti-rust como o wd40, embora eu use outra marca, funciona, me disseram que altera o timbre, mas nao achei isso, a alteracao foi de um timbre de cordas enferrujadas pra um timbre perfeito. O que acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Roberto, o WD40 tem 1001 utilidades e essa é uma delas. Eventualmente eu o utilizo depois de lixar.
      Obrigado pelo toque.

      Excluir
  25. valeu pela dica pois vou lixar as cordas das minhas guitarras;;

    ResponderExcluir
  26. eu resolvo meu problema com as cordas de violao e contra baixo da seguinte forma:

    1 = coloco para ferver com detergente
    2= utilizo uma pasta para remocao da sugeira
    3= bombril ate ficar novas
    4 serve para as sol re la mi

    novas de novo 1 ano fazendo esse processo som ainda brilhante

    ResponderExcluir
  27. eu resolvo meu problema com as cordas de violao e contra baixo da seguinte forma:

    1 = coloco para ferver com detergente
    2= utilizo uma pasta para remocao da sugeira
    3= bombril ate ficar novas
    4 serve para as sol re la mi

    novas de novo 1 ano fazendo esse processo som ainda brilhante

    ResponderExcluir
  28. eu resolvo meu problema com as cordas de violao e contra baixo da seguinte forma:

    1 = coloco para ferver com detergente
    2= utilizo uma pasta para remocao da sugeira
    3= bombril ate ficar novas
    4 serve para as sol re la mi

    novas de novo 1 ano fazendo esse processo som ainda brilhante

    ResponderExcluir

Antes de perguntar, faça uma pesquisa no campo "Pesquisar nesse blog".