quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Tunando uma Guitarra SX: Guia Definitivo

          Paulo May & Oscar Isaka Jr.



(obs: antes de fazer perguntas e ou postar comentários, leia aqui: CLIQUE)


          Pois bem, achamos que esse era o post que faltava pra complementar a anterior e inúmeros outros posts aqui do blog.

Eu e o Oscar faremos aqui um "exercício" de tunagem de uma SX. Colocaremos em questão os pontos essenciais (e outros opcionais) para um upgrade de qualidade numa stratocaster SX.

Já especificamos no post anterior os modelos disponíveis. A diferença de preço entre a linha "Vintage SST", de alder chinês e a linha "American Alder" e "American Ash" não é tão grande, então, o primeiro passo é conseguir uma SX de alder ou ash americano.
Agora vamos fazer uma análise da guitarra como vem de fábrica. Nos círculos, os detalhes que devemos focar - em vermelho, essenciais. Em amarelo, opcionais, mas recomendados:

 1) Braço e Trastes: Nunca tocamos numa SX que estivesse com todos os trastes bem acabados e/ou nivelados. Eventualmente há necessidade de ajuste no tensor (nesses modelos o ajuste é por trás - temos que retirar o braço para isso), por causa das mudanças de temperatura, viagem, etc. Até aí tudo bem. Já nos trastes o negócio pega - trastes desnivelados são o horror de qualquer guitarrista: trastejamentos, notas mortas... Já sofremos tanto com trastes chineses (mesmo Fender e Gibson podem ter problemas também - não é raro) que acabamos aprendendo a fazer pequenas correções, mas o que já gastamos de dinheiro em luthier com isso... Bem, vamos deixar essa questão dos trastes num hiato por enquanto, pois estamos planejando um post especial só sobre isso. Por enquanto aconselhamos que levem no seu Luthier de confiança já que mexer nos trastes de maneira equivocada pode comprometer os mesmos e aí o custo de uma troca fica bem mais salgado! (Oscar Jr: Acreditem, já fiz isso 2 vezes...)
Como referência, via de regra (acho que mais de 80%) os braços chineses e a cavidade do/tróculo nos corpos são 2 a 3 mm mais largos que o padrão Fender. Assim, geralmente um braço padrão Fender vai ficar meio solto num corpo chinês e um braço chinês não entrará num tróculo padrão Fender.

2) Ponte: Há um farto material sobre pontes de strato aqui no blog. Se ainda não leu, recomendamos que o faça antes de continuar a ler esse post. Na sequência (clique nos números) (1)  (2)  (3)  (4).
Bem, o truque que faríamos aqui seria a troca - ESSENCIAL - do bloco da ponte. Sem sombra de dúvida, a opção com o melhor custo/benefício é o bloco MANARA, que tem a qualidade de um Callaham (considerado por muitos o melhor do mundo), é feito no Brasil e o Carlos Manara tem um modelo específico para essa ponte da SX. Mão na roda total.
Os carrinhos/saddles não são tão essenciais quanto o bloco, mas se a grana pra tunagem tá legal, recomendamos os saddles de aço da Guitar Fetish. 13 dólares o jogo com 6. (Paulo May: Eu compro dois jogos de cada vez pra não pagar impostos. Acho que já comprei uns 10 desses... :) Os saddles de Zinco que vem nas SX absorvem a vibração transmitindo menos para o corpo e deixam o som mais mole. Escolha entre Bent-Steel ou Block (desde que de aço) de acordo com a sua preferência.
Os famosos String-Saver da GraphTech dividem opiniões pela maior durabilidade e resistência a corrosão, mas o graphite é um material mais "mole" que o aço e tende a amaciar o som. Eu só recomendaria se você tem problemas com seu suor oxidando seu instrumento demais e/ou no caso de guitarras muito brilhantes. Fora isso, prefiro os de aço sejam Bent-Steel ou block! :-)
Existe também a possibilidade de trocar a ponte inteira (Wilkinson, Gotoh, etc.). O que pode ocorrer aí é o não alinhamento dos furos dos parafusos de fixação da ponte. Nesse caso, temos que tapar os furos existentes e fazer novos - não é complicado, mas é chato :)


3) Captadores: Os originais chineses são muito ruins. Imãs cerâmicos, excesso de parafina, etc. A troca por captadores melhores é o segundo upgrade essencial nessas guitarras. O problema aí é que existem dezenas, talvez centenas de captadores bons e ótimos pra escolhermos. Vai depender do gosto pessoal e da disponibilidade de dinheiro pra isso. Existem opções de configurações clássicas, intermediárias e modernas:

a) Clássica/Vintage: 3 single coils de alnico (SSS)

b) Vintage Modern: 2 singles e 1 Humbucker / Dual Blade (HSS)

c) Moderna: 3 Dual Blade ou 2 Dual blade e 1 Humbucker (HHH)

Não vamos abordar aqui modelos de captadores específicos pois a variedade é imensa, assim como os gostos dos guitarristas. Vocês já sabem das nossas preferências de captadores pelas inúmeras vezes que abordamos esse tema aqui no blog. É importante ressaltar a adequação dos valores de potenciômetros e capacitores de acordo com o tipo de captador utilizado. Como regra geral, pots de 250K e capacitor de .047mf para singles e pots de 500k com capacitor de .022mf para humbuckers/dual blades.

4) Tarraxas As tarraxas não são de todo ruins e podem ser mantidas dependendo da disponibilidade de dinheiro. Não são confiáveis para shows ao vivo, entretanto. Uma boa e barata opção de upgrade é a linha Wilkinson "EZ Lock". Talvez até melhores que as Grover Mini Rotomatics.

5) Elétrica:  Normalmente as SX vêm com a elétrica feita de maneira bem relaxada usando componentes baratos que podem comprometer o funcionamento geral da coisa. Pode-se utilizar os pots e chave por um tempo sem problemas, mas já encontrei potenciômetros extremamente duros e outros extremamente "soltos", assim como chaves falhando com mal contato, sobras de fios e etc. O jack também não demora muito a começar a causar problemas com os contatos. Aqui a dica é "use até dar problema", uma vez que tenha que trocar algo, aproveite o embalo e coloque potenciômetros (Alpha e Gotoh são suficientes e com ótimo custo benefício, além de muitas vezes serem melhores que os CTS americanos tão famosos) e chaves de qualidade (nesse caso a chave Fender SwitchCraft é a melhor. Não estraga nunca! :-)

         Obs.1: FIOS: os fios utilizados na parte elétrica de guitarras podem variar bastante, mas recomenda-se a utilização de fios comuns de cobre trançado (para maleabilidade) envolto em plástico ou tecido. O diâmetro ideal do fio é de AWG (American Wire Gauge) 22 (cerca de 0,65 mm). Aqui o link para uma tabela de conversão de AWG para MM. Qto maior o valor AWG, menor o diâmetro - os captadores utilizam fios de cobre de AWG 42/43. Raramente 44 ou 41. Tecnicamente, não há diferença entre um fio com capa de plástico e outro com tecido - acho até que o plástico isola mais. A Gibson utiliza um fio especial onde uma malha metálica (destinada para o terra) recobre um fio de plástico AWG 22, que é o "hot"/sinal.
          Obs.2: Na hora de fazer a fiação sempre deixe os fios cortados no tamanho "certo" para as conexões, ou seja o mais curto possível evitando excessos. Muito fio acumulado pode gerar micro capacitâncias que denigrem o som. Eu sempre deixava os fios dos Single do tamanho que vinham de fábrica, ous eja mais compridos e amarrava tudo com uma braçadeira e pronto. Quando re-fiz uma fiação e resolvi cortar tudo no tamanho certinho pra deixa "bonito" (esse foi o pretexto que usei rsrs), notei um som mais claro do que antes. Fui ler a respeito e achei um artigo do Dirk Wacker da Premier Guitar falando sobre isso. Fios sempre do tamanho certo! :-)

        Basicamente, os upgrades técnicos são esses. O headstock "bico de papagaio" é meio feio e pode ser adaptado para um visual mais "Fender", porém é uma alteração que exige certo domínio do trabalho com madeiras. Na dúvida, leve para um luthier experiente. A questão da tocabilidade é fortemente dependente da qualidade de posicionamento e finalização dos trastes. Talvez esse seja o único detalhe onde a intervenção de um bom luthier seja necessária.
       
         É importante ressaltar que muitas vezes uma modificação pequena pode ser exatamente aquilo que seu ouvido sente falta no som. Experimentar é a única maneira de achar todos os detalhes que fazem (ou não) diferença pra você.

118 comentários:

  1. Jack, bem interessante esse post porque é um resumo do que tem sido falado aqui no blog e no GP Fórum.
    É uma mão na roda para quem vai iniciar nessa viagem...hehehe...
    Vai ser bem interessante esse sobre trastes, ainda ontem estava vendo que a minha "PRS" precisa de um tratamento desses...hehe...

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Velhinho, a ideia, além de ser um post de referência, também era minimizar a quantidade de perguntas... Mesmo dividindo o blog com o Júnior, isso tá tomando muito do meu tempo.
      Quase tudo que eu faço ultimamente é pra antecipar e evitar as perguntas! KKK!

      Excluir
  2. Bom dia Paulo, Gostaria de saber se existe algum tipo de fio especial, ou se posso usar o genérico para refazer a ligação elétrica da guitarra...
    Outra pergunta sobre fios, Vejo que em captadores ditos vintage´s, feitos por empresas como Lollar, Lindy Fralin, Algumas linhas da seymour duncan,fender e etc. Usam fios com capa trançada. Captadores mais baratos ou com qualidade inferior possuem fios com capa de plástico. Isso influência no som?? Isso é padrão de qualidade ou apenas um detalhe?
    Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei pertinente acrescentar essa resposta ao post, Cirne - procure no item "5) - Elétrica".

      Excluir
    2. excelente resposta e acréscimo !!! obrigado!

      Excluir
    3. No meu caso, usei fios do interior dos cabos de guitarra. São muito flexíveis, bem encapados e conduzem muito bem.

      Excluir
  3. Muito bom o post Paulo e Oscar, principalmente porque é um dos assuntos onde se escreve mais barbaridades nos fóruns, creio inclusive que 90% dos upgrades que a turminha nada mais é do que jogar dinheiro fora ! Concordo com tudo que vcs disseram, faço apenas 2 observações: a ponte, com a substituição do bloco e dos saddles vai sem dúvida melhorar o timbre final do instrumento mas vai continuar sendo difícil conseguir um bom ajuste nesse tremolo, em função da chapa de apoio ser fina e e o chanfro mal desenhado, talvez em termos de custo/benefícios o melhor seja mesmo travar a ponte com um bloco de madeira e não usá-la. A outra coisa é que as SX mais antigas vinham com uns caps cerâmicos de qualidade um pouco melhor do que esses xinglings genéricos que vê em guitarras baratas. Esses caps tinham uma construção diferente, tinha uma capa de metal na parte de baixo:

    http://4.bp.blogspot.com/-tzyCliLDtJA/UJ0cM6NunsI/AAAAAAAAAJM/hwHOkIEokFA/s400/Captadores_Originais_SX_SST62.jpg

    Nesse caso, creio que só vale a pena trocá-los se o dono tiver um ótimo amp (valvulado ?), porque estes cerâmicos entregam um som de strat bem aceitável.

    abç !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As duas SST alder chinês que comprei vieram com esses caps aí da foto.

      Particularmente, não gosto de nenhum captador cerâmico por causa do tipo de resposta que esse imã fornece, mais linear e sem aquela compressão natural do ataque das notas que observamos nos alnicos.
      Mas é só questão de gosto - e para vários estilos o cerâmico pode ser o captador ideal.

      Excluir
  4. Quanto ao Headstock, também pode ser redesenhado para "Suhr" já fiz um teste via desenho em software e bateu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Klaus, acredito que sim, e é até mais fácil redesenhar para "Suhr".
      O único problema é que o headstock do Suhr também não é bonito.
      Sei lá, talvez eu esteja "travado" no arquétipo Fender, mas simplesmente não vejo lógica estética em uma cópia de strato idêntica exceto pelo headstock...

      Excluir
  5. Não seria bem um upgrade, mas acho que incluir um comentário sobre blindagens cairia muito bem no post(apesar de muitas vezes repetido no blog).

    Concordo com o "MadGuitarMan" sobre a troca da ponte por uma de melhor qualidade, mesmo a original tendo recebido novo blocos e saddles acho que ainda fica a desejar se pretende usar a alavanca, alias aproveitando a onda gostaria de sugerir um retentor do tipo "roller string" é um upgrade relativamente barato e efetivo, principalmente pra quem usa alavanca.

    P.S.: Paulo, percebo que vc gosta mesmo dessas Stratos SX falo isso só pela quantidade de posts sobre elas e a quantidade de Stratos dessa marca que vc tem (ou teve) e modificou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não gosto das SX não, Fernando :)
      Aliás, gosto, mas nenhuma me impressionou até agora. As duas stratos de alder chinês já foram desativadas. Mantenho a de swamp ash e a tele de alder - em ambas praticamente só utilizei o corpo - o resto foi embora.

      Posto bastante sobre elas porque um dos fundamentos do blog é o da tunagem de guitarras, ppte essas baratas.
      Esse ano encerro definitivamente minhas experiências (e meu aprendizado) com esse tipo de coisa. Enquanto aprendia, postava :)

      Quanto ao plate, realmente o Mad pode estar certo - eu nunca uso o tremolo, portanto não posso julgar e concluir.

      Excluir
  6. Olá, como vai?

    Sou leitor assíduo do blog.

    Uma dúvida: em termos de dimensões, o quão fiel a Shelter é em comparação ao uma Fender? Além do headstock, quais são as diferenças?

    Esta minha primeira pergunta se volta para minha segunda pergunta: uma Shelter tunada soa tão bem quanto uma Fender Americana? Considerando que elas tem as mesmas madeiras?


    Como sugestão de post, gostaria de indicar um post para captadores, focando na questão custo/benefício.

    Muito obrigado pelos excelentes textos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1 - As Shelter e SX não são a mesma coisa, Leonardo. Mas os corpos de ambas, com exceção das SX de ash que são mais finas, têm praticamente as mesmas proporções da Fender. Convém lembrar que a própria Fender cometeu desvios do padrão ao longo de sua história.

      2 - Depende da Fender em questão. Uma SX boa e bem tunada pode aproximar-se e até passar de uma Fender mexicana. Mas dificilmente soará tão boa qto uma americana.

      Boa sugestão - já tá anotada :)

      Excluir
    2. Outro desvio comum das cópias chinesas é o raio da escala - via de regra as chinesas têm raios de 14" ou mais. Fender geralmente fica entre 7.25 e 10

      Excluir
  7. Paulo e Jr: Mais um post ótimo! Acho q as SX são imbatíveis no custo x benefício para iniciantes - e não só pra eles. Dá pra adquirir a guitarra e ir tunando aos poucos, garantindo um resultado honesto para o valor investido.

    Outra coisa: Se o Louco por Guitarra já era o melhor blog do gênero (em língua portuguesa), a entrada do Jr prova q se mexe em time q tá ganhando - e o resultado é goleada!

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Sid! :)
      Dividir o blog com o Jr. foi um golpe de mestre! KKKK!
      Por falar nele, tá em Houston de novo... Acabou de me dizer que tocou numa Strato original de 1956 e é a melhor que ele já viu. Só não sei se vai comprar porque ela tá custando a bagatela de 40 mil dólares! :))

      Excluir
  8. Bom dia!

    Tenho uma grande dúvida e acho que vocês, queridos autores, podem rapidamente me ajudar.

    Minha guitarra: Tagima "antiga" com headstock grande vintage

    Captação: original

    Saberiam dizer se estes captadores são Alnico ou Cerâmicos? Como posso identificar?

    Acabo de comprar um Fast Track 1 para ponte, que é cerâmico. Já li que não podemos misturar captadores Alnico com Cerâmicos, pois desmagnetiza. Esta informação procede?

    Desde já agradeço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renato, Normlmanete os singles de strato cerâmicos tem os polos de ferro e o magneto (uma barra cinza escuro cor graphite) fica colada na parte debaixo do mesmo gerando o fluxo magnético, diferente dos Alnico tradicionais onde os polos são feitos de Alnico e geram o campo, dispensando a barra de ferrite (magneto cerâmico). As tagimas nacionais vem com captadores de Alnico e acredito que a sua Tagima não deva ser diferente.

      Esse lance de misturar alnico com cerâmico é uma lenda urbana que se espalhou de alguma forma. Dizem que o magneto cerâmico "desmagnetiza" o alnico e etc, o que é uma tremenda bobagem (desculpe o termo forte, mas é o que isso realmente é :-) ). Fique tranquilo e pode instalar o Fast track na sua guitarra sem nenhum problema.

      Excluir
    2. Você me tranquilizou muito!

      Não precisarei trocar os outros 2 caps da minha guitarra!

      A propósito, tenho um Texas Special novo para ponte. Na sua opinião de expert. Rolaria colocar esse cap no meio ou no braço?

      Mais uma vez, sou fã do blog!

      Muitíssimo obrigado!!

      Excluir
    3. Obrigado pelo Expert Renato, mas estamos longe disso !:-)

      Eu colocaria esse texas no meio, já que ele é mais forte e escolheria algo um pouco mais fraco pro braço. O texas de ponte pode soar um pouco abafado no braço

      Excluir
  9. Paulo, tu mencionastes que na compra de dois jogos de saddles na Guitar Fetish não há a incidência de impostos. Creio que tu poderias dar algumas dicas (contar a sua experiência) para quem deseja se aventurar na tunagem de guitarras a respeito da questão de compra de peças em lojas no exterior (principalmente na Guitar Fetish que tem muita coisa legal). Muita gente tem vontade de comprar, mas fica com receio por causa do valor do frete e as regras tributárias. Parabéns novamente pelo seu blog, sou fã incondicional dele. Como o Sidney disse acima, "é o melhor" do gênero e fonte de inspiração para muita gente. Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Coelho :)
      Não me estendi nesse assunto porque temos um post programado sobre isso. Só estou esperando uma entrega da loja Dodô Audrin - que deveria ser em 5 dias úteis e já se passaram 96, acredite ou não - pra postarmos.
      Mas posso adiantar que, na minha experiência pessoal, tenho um índice de problemas nas compras no Brasil de mais de 50%, enquanto lá fora, China incluída, não chega a 5%...

      A Receita Federal aparentemente é mais rígida nas compras nos EUA, por isso tento comprar o mínimo possível lá. A regra de taxar tudo que passa de 50 dólares é imperativa se a procedência é americana e pra complicar, a maioria dos lojistas dos EUA não aceita declarar um valor "diferenciado". Só encontrei saddles de aço com preço bom na Guitar Fetish, então vou comprando de dois em dois :)

      Os chineses têm sido uma grata surpresa pra mim. Não sei se eu tinha uma ideia errada deles ou se pela força das regras do e-bay e paypal, mas até agora recebi TUDO que comprei lá. Eles sabem da delicada questão dos impostos brasileiros.

      Excluir
  10. Post muito bacana!!!

    Recentemente fui presenteado pela minha esposa com uma SX SST 57 e pretendo começar a me aventurar pelo universo de tunagens e regulagens em geral... Ela será minha cobaia (a SX, não a minha esposa!!!)!

    Em breve pretendo começar os ups nela e este tópico será meu guia, sem dúvidas! Somente os trastes que não vou me arriscar por enquanto... vou levar a um luthier pra fazer a primeira regulagem dela...depois ela vai se ver comigo...rsrsrs!

    Abraço e parabéns pelo excelente blog. Sem dúvidas, o melhor do gênero no Brasil, quiçá do mundo!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Vinícius!
      E boa sorte na tunagem! :)

      Excluir
  11. E corroboro com a opinião de um colega aí de cima...poderia fazer um adendo ao post sobre blindagem, pois assim já reuniria todas as informações necessárias em um único post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, seria legal. Tentamos não estender muito o tópico pra não ficar entediante, mas voltaremos a esse assunto em breve :)

      Excluir
  12. Muito interessante, parabéns.

    Eu gostaria de saber a opinião de vocês com relação a dar um Up em uma Giannini GGX-1H. Seria legal?
    Eu gosto muito dela e não gostaria de me desfazer da minha guita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Abdias, você já deu a principal razão pra ir em frente e fazer qualquer coisa. Gostar muito da sua guitarra! :-) Ela foge um pouco da configuração clássica com seu corpo de Basswood que tende a conter os agudos um pouco mais que o Alder e o ASH, mas isso dependendo do que se deseja pode ser bom.

      Excluir
    2. Então seria uma boa?
      Eu não curto sons pesados e etc e estava pensando mesmo em dar um up nela pra deixá-la mais "forte" entende?

      O gosto musical interfere na hora de escolher as peças da guita?
      Eu gostaria de algo meio Eric Clapton.

      Excluir
    3. Abdias, de novo "uma boa" ou não depende do que vc deseja e se gosta do instrumento e etc. A escolha das peças (principalmente captadores) está diretamente ligada ao que você quer tocar com ela. Se você me disser que quer tocar Eric Clapton, eu recomendaria você ir atrás de uma Strato com configuração clássica de madeiras e captadores. Se você me dissesse Iron maiden, eu só diria novos captadores e etc. Entende a sutileza? :-)

      Aqui mesmo nol blog o Paulo já publicou vários posts sobre strato de Basswood e inúmeras configuraçòes de captadores e tunagens possíveis e como refletem no som. Sugiro vc dar uma boa olhada geral até pra te ajudar a definer o que exatamente você quer Ok?

      Excluir
    4. Ok. Você me ajudou muito.

      Eu descri o blog faz poucos dias e ele já me ajudou muito.
      Parabéns pra vocês, o trabalho é ótimo.

      Obrigado pela atenção.

      Excluir
  13. Olha eu aqui de novo! rsrsrs
    Eu estava vasculhando meu "depósito" e achei uma guitarra que eu ganhei quando era bem novo: uma Jennifer Magnos toda machucada (parecia que tinham feito relic nela) e com os captadores (2 humbuckers) soltos. Eu gostava dela porque era pesada e confortável no corpo, mas o braço era muito gordo. Porém eu não tinha amplificador e não sabia tocar, mas para mim ela era o máximo. Depois de um tempo eu arrumei um apli e fui testar ... um dos captadores ainda funcionava e fazia o maior barulho (no sentido de notas e não ruído, aliás não tinha). Sério dava para tirar um som ... com muito esforço.
    Dai eu pensei em arrumar ela, mas eu dei uma pesquisada e não achei nada sobre essa marca ou guitarra, a não ser uns anúncios no Mercado Livre que não fala nem de qual madeira é feita.

    Vocês conhecem essa guitarra?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Abdias, as guitarras brasileiras Jennifer e Tonante são verdadeiras lendas. Só não sei se pelo aspecto positivo ou negativo, pois embora algumas tivessem madeiras nacionais bem razoáveis (às vezes até mogno), a construção quase sempre deixava a desejar. O hardware com certeza era bem ruim.
      Já toquei, há muito tempo, em duas Tonantes e uma Jennifer que tinham sérios problemas na escala (afinação). Erros estruturais grosseiros até.

      Sinceramente, eu ficaria longe de qualquer guitarra dessas marcas.

      Excluir
  14. Depois de ler os ótimos textos sobre upgrades em guitarras baratas que já foram publicados aqui resolvi experimentar, mas simplifiquei o processo. Tenho uma Condor RX-20S e pensando em melhorar não só os captadores bem como alterar o seu setup de SSS para HSS, trocar potenciômetros, etc. acabei encomendando um escudo montado da GuitarFetish (https://guitarfetish.3dcartstores.com/Humbucker-Equipped-HSS-Guard-Slick-White-on-White-single-ply-Assembly_p_1921.html) juntamente com o bloco da ponte pesado em aço específico para guitarras chinesas que eles estão vendendo agora (https://guitarfetish.3dcartstores.com/Solid-Steel-Tremolo-Block-Fits-Most-IMPORT-Tremolos_p_688.html)

    Ainda estou aguardando mas achei interessante essa opção, afinal de contas simplifica bastante o processo. Quando chegar e estiver pronto eu dou um retorno aqui sobre o resultado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcelo, é uma opção prática, mas os captadores são cerâmicos. Provavelmente não são melhores que os da própria RX20. Vais notar uma diferença - talvez para melhor - no som da ponte por causa do humbucker.

      Excluir
  15. Então Paulo, se os captadores não vão dar muita diferença então pelo menos aproveito que estou com a mão na massa e já faço a blindagem, ou aproveito para trocar os magnetos dos singles cerâmicos por Alnico. Com a informação que tem aqui dá pra passar um bom tempo fazendo experiências e "hackeando" a guitarra. ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :)
      E no humbucker podes trocar a barra cerâmica pela de alnico :)
      Bom saber que o blog é útil!

      Excluir
  16. Paulo e Oscar, primeiramente, muito obrigado pelo blog! venho aprendendo DEMAIS sobre guitarra por aqui, além de me divertir um bocado lendo os posts. Depois que passei numa loja daqui de São Paulo e testei com calma uma SX dessas com Alder Americano, achei uma idéia muito massa dar um upgrade em uma. Acabou ficando como um plano para o fim do ano :) e pensando nisso, tava olhando uns captadores e vi essa parada aqui: http://www.captadores.com.br/loja/produto-34302-1781-solderless_escudo_completo_montado_solderless_p_strato

    Será que vale a pena comprar um desses? Parece ser algo realmente prático, mas resta saber se funciona e se é bom :)

    Abraço e parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É legal se não sabes/pretendes soldar e costumas trocar/testar captadores, Matheus. Funciona como uma fiação normal.

      Excluir
  17. Olá galera do blog!
    Estou montando uma strato com corpo peça única em alder americano e caps Fender Custom Shop '69.
    Quero tirar o máximo de proveito da timbrera e minha dúvida seria:
    Já tenho uma ponte pivotada chinesa, aproveito ela trocando apenas o bloco por um Manara ou compro já uma Fender de 6 parafusos, por exemplo?
    Desde já agradeço pelas dicas!
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diego, vc pode aproveitar a ponte xing ling e trocar o bloco mas ainda terá os Saddles como ponto fraco. Ou vc pode comprar uma Fender 6 parafusos já e trocar também o bloco. Nesse ultimo caso, já teria os Saddles e plate de muito melhor qualidade que na chinesa e ainda o bloco correto do Manara! Eu iria com a segunda opção! :-)

      Excluir
    2. Os saddles são do tipo block e parecem ser de alumínio até...tava querendo economizar, mas pelo jeito não compensa...rs
      O big block da Fender já seria de boa qualidade também, certo?

      PS: obrigado e com mais dúvidas vou sim perguntar e espero lhes mostrar quando estiver pronta.

      Excluir
    3. Diego, 99% de chance dos blocos serem de zinco, um material ruim pra timbrar strato. O bloco Manara é de fato melhor que o Fender. Podes trocar só o bloco - que é de fato o elemento mais importante e mais tarde os saddles. Ou abrir o outro bolso e fazer o que o Jr sugeriu :)
      A questão dos saddles/carrinhos é relevante e eu gosto bastante dos saddles de bloco em aço. O jr. já prefere os vintage (bent steel) de aço. Podes tentar comprar os blocos de aço na www.guitarfetish.com.
      Outra opção que gera uma ponte excelente é comprares uma ponte Wilkinson WVPC (no ML já vi por 130-150 reais) que tem uma placa boa e saddles de aço e trocar o bloco de zinco por um Manara. No total fica mais barato que comprar uma Fender original aqui.

      Excluir
    4. Sim, vlw ae!
      Tava pesquisando exatamente agora essa ponte aqui também (canhota!):
      http://www.guitarfetish.com/LEFTY-Vintage-USA-Strat-Steel-Saddle-Trem_p_6407.html
      É marca deles? Oq achas?

      Excluir
    5. Só precisaria trocar o bloco! :-)

      Excluir
    6. Se tu és canhoto, é uma excelente e barata opção :)

      Excluir
    7. Olás. Continuando a saga, amigos. Comprei e estou aguardando essa ponte da GFS com umas tarraxa vintage... :)
      Agora tô pra fazer o corpo com o Adriano da RDC Guitars e minha dúvida é:
      apesar de montar a strato estilo 70, não sei se faço aquele corpo "gordo" da época ou o famoso 62...oq acham?

      Obrigado desde já.

      Excluir
    8. Estás falando do headstock (braço)? É gosto pessoal - eu prefiro o antigo.
      Qto ao corpo, nos anos 70 houve algumas variações nas medidas, mas o correto é o corpo padrão que ficou até cerca de 1969

      Excluir
  18. Olá, parabéns pelo blog e pela matéria, muito bons! Queria pedir uma referencia de alguma loja que venda as guitarras SX de American Alder ou de American Swamp Ash pela internet com preços parecidos ao das vintage séries como você menciona no review, porque não encontro, as poucas que encontro custam o dobro do preço.

    ResponderExcluir
  19. LOJA CALIMARO, menu por marcas
    http://www.calimaro.com.br

    ResponderExcluir
  20. Olá, parabéns pelo artigo.
    Possuo uma SX SST 57, que comprei considerando as informações encontradas neste blog.
    Estou pensando em tuná-la, mas não sei se vale a pena.
    Além de ter um traste em desalinho (de praxe rrsrsrsrs), nas primeiras casas, noto que as notas soam levemente desafinadas (conferi com afinador). Gostaria de sua opinião sobre o que pode causar isso (braço, escala, nut...), e se, diante desse defeito, compensa investir para melhorar essa guitarra.
    Abraço, sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado!
      Provavelmente é a afinação de oitavas, Tércio. S
      Mas se ela afina aberta e nas oitavas e mesmo assim algumas notas/acordes soam desafinados, o braço pode estar torcido...A única coisa que realmente é complicado de arrumar no braço é a torção - se for isso, é melhor não investires nada.

      Excluir
    2. Conferi mais uma vez, ajustando as oitavas, mas o problema continua. Acho que vou vender essa guitarra.
      Que guitarra me sugere abaixo de 1000 reais?

      Excluir
    3. Os preços aumentaram em 2013... abaixo de 1000 reais tem muita coisa ruim... Tente achar uma strato da marca Vintage, modelo V6, mesmo usada - já vem pronta e nem precisa de upgrades. Deve estar por volta de 900-1200, mas vale a pena.

      Excluir
  21. parabéns pela matéria e pelo blog!! gostaria de pedir uma opinião de voces, tenho uma guitarra strinberg special line, ano 2000, e ela anda desafinando bastante, bastar dar um bend e se foi a afinação daquela corda. então, vale mais a pena tunar ela, colocando uma ponte e tarraxas melhores? e futuramente trocar os captadores? ou vale mais a pena juntar mais um pouco de grana e comprar uma outra guitarra? obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe a demora, Luciano - esse comentário passou batido:)
      Olha, as Strinberg estão na faixa mais baixa de qualidade chinesa. Dificilmente vais conseguir uma com madeiras decentes. É uma strato? Com o que gastarias em tunagem, considerando tarraxas, bloco e captadores, vale mais a pena tentares encontrar uma Vintage V6 usada ou em promoção - já vem praticamente tunada :)...

      Excluir
  22. Caras, gostei muito do conteúdo do Blog principalmente porque falam muito das minhas guitarras: uma Condor RX20 e uma SX SST 57 novíssima.

    Com relação à parte elétrica da SX, quais são os valores dos potenciômetros dela? Não consigo visualizar. Só sei que capacitores são de 47n. Pretendo reformar com pots melhores agora para depois executar uma dica que peguei aqui no Blog sobre os blocos.

    Parabéns mesmo pelo conteúdo do Blog.

    Abraço e sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jr. todas que tive até agora tinham pots de 500k. O padrão das stratos é de 250k e quase sempre soa melhor com essa configuração..
      Mas, dependendo dos captadores, um ou outro pot pode funcionar - só testando mesmo..

      Excluir
    2. Olá! Obrigado pela resposta.

      Só mais uma coisa: Você vê alguma diferença importante no timbre quanto ao tipo de capacitor(cerâmico, poliéster, etc) de mesma capacitância?

      Excluir
    3. Importante? Geralmente não mas depende da guitarra. Qto melhor ela for, mais conseguimos perceber a diferença dos capacitores.
      Tenho algumas preferências, como capacitores PIO para Tele, por exemplo.
      Dê uma lida nesse post:
      http://guitarra99.blogspot.com.br/2011/05/capacitores.html

      Excluir
  23. Boa noite, posso usar uma ponte fender big block numaa sx dessas? Depois posso colocar um bloco manara? Comprei umas tarraxas fender vintage também, ficam boas? Não uso alavanca .
    Pra usar singles, potenciômetros de 250k mesmo né? To comprando com um camarada meu na gringa, queria pegar tudo de uma vez.
    Valeuu, parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Geralmente não - só se modificares alguns furos.
      O Manara faz blocs específicos para a placa da SX e são bem melhores que os Fender

      Excluir
    2. Sim, os pots clássicos são de 250ki

      Excluir
  24. Cara praticamente já disseram tudo no comentários porem gostaria de perguntar se você tentou usar alguma menphys mg32 da tagima para upgrade?
    Pergunto porque comprei uma alguns dias e gostei do braço e do acabamento, gostaria de saber sua opinião sobre o assunto já que estamos falando de gastar pouco e obter um bom resultado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca tive e/ou toquei com uma Tagima/Menphis. E considerando minha experiência com a Tagima, nem pretendo, Warnner. :)

      Excluir
    2. Paulo, gostaria então de saber sobre a sua experiencia que teve com a tagima, sei que muitos elogiam e muitos criticam, só que poucos falam qual é o problema ou o que tem de errado com os instrumentos. Pergunto isso a você porque não tenho um ouvido tão apurado como os seus e que gostaria de verificar o porque falam tão mal de instrumento que eu particularmente gostei. Claro que se tivesse grana compraria uma fender americana ou uma gibson. Só estou curioso e tb querendo aprender e ater um criterio para avaliar um instrumento. Desculpe minha insistência mas você tem muitos assuntos interessante que achei que seria uma boa perguntar a vocês que são muito bem informado.

      Excluir
    3. Warner, use a busca do Blog no canto superior esquerdo e entenderás a "alergia" do Paulo às Tagima. Só escreva TAGIMA e clique na lupa. :-)

      Excluir
    4. Paulo, gostaria então de saber sobre a sua experiencia que teve com a tagima, sei que muitos elogiam e muitos criticam, só que poucos falam qual é o problema ou o que tem de errado com os instrumentos. Pergunto isso a você porque não tenho um ouvido tão apurado como os seus e que gostaria de verificar o porque falam tão mal de instrumento que eu particularmente gostei. Claro que se tivesse grana compraria uma fender americana ou uma gibson. Só estou curioso e tb querendo aprender e ater um criterio para avaliar um instrumento. Desculpe minha insistência mas você tem muitos assuntos interessante que achei que seria uma boa perguntar a vocês que são muito bem informado.

      Excluir
  25. Paulo mais uma coisa, estou em SP caso tenha o interesse em testar essa guita eu vou até você e a levo para você avaliar. Grato,

    ResponderExcluir
  26. Oscar Jr. Obrigado pela ajuda, nem acabei de ler tudo, mas deu pra ver que esse assunto esta encerrado por aqui. Não quero ser chato e nem impertinente, apenas buscava informação sobre o tema. Paulo agradeço do mesmo jeito, continue com o seu blog pois já sou leitor das suas publicações. abs.

    ResponderExcluir
  27. Fantástico post! como sempre! Desde que li este post tive vontade de fazer uma "reforma"...

    Comecei há alguns dias uma Rocky Condor que tenho em casa velhaaaa pra diabo. Não tinha me desfeito dela pois gosto muito do braço. é extermamente confortável.
    Fui abrir para trocar as cordas e imagina... tudo oxidado, feio... (não teria coragem de gastar $$ com um luthier numa guita que não vale 200 reais). Decidi neste dia trocar tudo.
    Comprei um kit de Fender TexMex pre-wired, com chave fender e pots novos.
    Comprei uma ponte de aço fender também e tarraxas fender.
    Lixei tudo, acertei com massa de madeira algumas imperfeções, passei a seladora etc.

    Agora estou esperando chegar para poder acertar tudo.. Saiba que o blog de vocês tem sido muito importante no meu crescimento e conhecimento sobre guitarras.

    Valeu!

    Abraços, Daniel G

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Daniel. Comentários como os teus são gratificantes e mostram que o objetivo fundamental desse blog está sendo alcançado :)
      Boa sorte e parabéns pela iniciativa! :)

      Excluir
  28. Olá, todos!

    Os Singles Coils em alnico da Guitar Fetish dão um UP relevante em consideração aos singles cerâmicos originais das SST's?

    Abraços e parabéns pelo Blog referência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, principalmente a linha "Pro", com fio de formvar.

      Excluir
  29. Paulo, me diz uma coisa, qual a diferença das SX Vintage Series para as Traditional Series? E outra coisa, o braço fender mighty mite encaixa no corpo das SX?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que eu saiba não existe uma série "Traditional" das SX, Gabriel. Vintage Series (alder e ash chineses), American Alder Series e Swamp Ash Series - essas duas últimas com madeiras da América do Norte.
      vide:
      http://www.teamintlco.com/SX/products.asp?ProductType_ID=2&ProductSubType_ID=83
      E no blog:
      http://guitarra99.blogspot.com.br/2013/08/guitarras-sx-identificando-as-madeiras.html

      Excluir
    2. Qto à pergunta do braço "fender", está respondida no próprio post. Faltou um pouco de atenção e pesquisa, se me permites o toque.

      Excluir
  30. ola paulo, cara tou afim de uma sx strato sst57...que vc axa em comparação ás outras na mesma faixa de preço. é superior?abraço

    ResponderExcluir
  31. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  32. Olá, teria como explicar direitinho o motivo da preferência pelas Wilkinson ao invés da Grover?
    Tive duas guitarras com Wilkinsons (daqueles que parecem Grovers), e ambos deram problema em uma das tarrraxas do jogo, ela ficava dura ("pesada"), parecendo tarraxa de violão velho.

    Já em uma Wasburn N2 minha, consta um jogo de Grovers mini (parecem originais), ela é de 1996 se não me engano... são 18 anos e a tarraxa tá perfeita!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficar "dura" não é problema - é só afrouxar o parafuso de ajuste de torque do eixo. Poucas pessoas se tocam disso. As Grovers antigas eram muito boas, mas as feitas na china - especificamente as mini rotomatics - são um pouco inferiores às Wilkinson.

      Excluir
    2. Paulo, já tinha tentado frouxar esse parafuso, frouxei-o tanto que chegou a ficar ressaltado e nem fez diferença... tem alguma "manha" que eu não tentei, ou é só frouxar mesmo? puxar com a mão, dar umas pancadinhas, deixar um frango com cachaça no trevo...

      Fico tentando compreender o motivo de isso acontecer... atrito das engrenagens no interior da tarraxa? ou é a pressão da "cabeça" dela contra o "corpo" (espanando aquela arruelinha plástica)?

      ABÇs

      Excluir
    3. Nem posso conjecturar, Bruno - isso nunca aconteceu comigo...

      Excluir
  33. Paulo, as tarraxas que vc diz são essas : http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-578759870-tarrachas-wilkinson-ezlock-wj-07-cromada-6x6-em-linha--_JM

    sobre os Saddles do Guitar Fetich já melhora o som ou trocando a ponte fica melhor?

    abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, mas essas estão meio caras...
      Trocar somente os saddles muda pouco o timbre, mas muda. O bloco é a parte mais importante para "melhorar" a resposta da guitarra.

      Excluir
    2. Onde eu encontro as tarraxas num preço melhor?

      abraço

      Excluir
    3. No próprio ML, de vez em quando aparecem por volta de 130-140 reais. Tem que procurar.

      Excluir
  34. tenho uma sx sst alder(americano) e estou pensando em trocar os caps para uns fender cs54, quais os potenciometros recomendados 250k néh?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vi em um post falando sobre uns potenciometros que recomenda, só me lembro do gotoh, mas eram 2, dolphin é bom, ou é melhor ajuntar um pouco mais e ir nos gotoh?

      e o que acha da idéia destes cs54 para essa sx sst alder(americano)?

      Excluir
    2. Fica a teu critério. Se puderes usar os CTS ou Gotoh, melhor. Dos mais simples, os Alpha são bem legais.
      Qto aos captadores, sim, os CS 54 são muito bons.

      Excluir
  35. Prezados

    Recentemente comprei um SX SST (American Alder), conforme recomendado nos posts desse site comprei uma ponte da wilkinson no ebay e troquei, realmente existe diferença nos materiais, sobre tudo no material e na espessura do bloco.

    ResponderExcluir
  36. Ainda uma dúvida, vale a pela trocar o ferrite pelo alnico V no captador. O upgrade vale a pena?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Do texto: "Os originais chineses são muito ruins. Imãs cerâmicos, excesso de parafina, etc. A troca por captadores melhores é o segundo upgrade essencial nessas guitarras. "

      Excluir
  37. Prezado Paulo,

    Este post foi de grande valia para mim e acabei comprando uma SX antiga (com headstock tipo fender) para customização.

    Instalei 2 Texas Special e um Hot Rails, para deixá-la flexível o suficiente para shows.

    A guitarra tem um som espetacular. Muito acima do que eu esperava. Bem scooped.

    No entanto, o braço me incomoda. Os trastes são baixos e não consigo um ajuste ideal do tensor.

    O que você me recomendaria para este caso? Saberia dizer se esta SX antiga tem os mesmos encaixes da Fender? Estou pensando em mandar fazer um braço ou comprar um já pronto. E então também gostaria de sua indicação (custo/benefício) para isso.

    Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O próprio texto responde quase todas as perguntas, Renato. Releia com atenção.
      Braço excelentel, customizado e barato podes fazer com o Adriano Ramos:
      https://www.facebook.com/RdcGuitars

      Excluir
  38. Grande, excelente texto, muito esclarecedor
    Somente uma duvida, vc comenta ali que um braço Fender nao entraria no neck pocket de um corpo chinês
    Porem no corpo da american alder um braço licenciado (Warmoth, Mighty Mite, etc...) entraria?

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, eu disse que um braço Fender provavelmente ficaria "solto" num pocket chinês.
      Obviamente, um braço licenciado tem as medidas Fender e deve encaixar perfeitamente.

      Excluir
  39. Paulo, você nao teria por um acaso a esquematização de eletrônica de uma SX SST57? Ou sabe alguem que poderia me ajudar? Não achei isso em nenhum lugar, mesmo!
    Espero que possa me ajudar
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pesquisa, meu caro.
      É igual ao de qualquer strato chinesa. Pots de 500k, mas as ligações são praticamente as mesmas:
      http://1.bp.blogspot.com/-rolrh_BHnUo/Tx6xPfx7DTI/AAAAAAAAAvU/BH3Socv6vtE/s1600/01242037.jpg

      Excluir
    2. Hahaha não achava por nada! E eu nao pensei por esse lado de que todas as chinesas são iguais.. Muito obrigado!

      Excluir
    3. Seu blog é demais! Estou no aguardo para mais posts!!

      Excluir
  40. Olá! Blog muito bom, sempre acompanho. Uma sugestão de assunto bem interessante seria sobre Notas Mortas ou Dead Spots no braço das guitarras, causas, soluções...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  41. Paulo, eu comprei uma strato em ash, pus um set de captadores "Fishman Fluence Single-Width Strat" e agora estou mechendo na ponte, no nut e nas tarraxas.
    Pensei em por saddles da graphtec "string saver" (eles tem 10.41 mm), bloco do manara em latão e uma base de ponte preta ou cosmo black para "combinar" com os saddles rsrs. Ou seja, estou precisando basicamente precisando da base da ponte, porém todas as que encontro são com espaçamento de 10.5 ou 10.8. Eu posso utilizar saddles de 10.41mm em ponte com espaçamento de 10.5? E sobre a fixação da base recomenda com 6 parafusos ou 2 pinos?
    O nut eu pensei em por o black tusq da graphtec para dar mais sustain também.
    Quanto as tarraxas eu vi umas tarraxas da Santo Angelo que me interessaram, sabes se são boas?
    Estou achando o braço dela meio desconfortável e vou pedir para o luthier que levo dar uma 'afinada' nele.
    Obrigado desde já por sua atenção.
    Abs.

    ResponderExcluir
  42. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  43. Boa noite Sr. Paulo,
    meu nome é Fred, sou de Brasília e fã do blog.
    comprei uma SX modelo "American Alder" e fiz tunning,
    troquei a ponte por uma gotoh wilkinson VS100N,
    troquei os capitadores por 1 dimarzio super distortion S (bridge), 1 dimarzio pro track (middle) e um seymour duncan hot rails (neck), todos os 3 do tipo "little humbucker", com sistema push-pull em split dos 3 captadores.
    Troquei os potenciômetros do volume (500k A) e um dos tones pra 500k B.
    O meu luthier tb recomendou eu trocar o nut por graphtech e os "string tree".
    Gostaria de saber se o senhor sabe o tamanho do furo e a altura, ou seja, as especificações para eu comprar uma tarraxa que eu não tenha q fazer gambiarra pra ela caber perfeitamente nos furos da cabeça da guitarra.
    o senhor recomenda algum string tree?
    poderia me ajudar nas espeficações dos furos da tarraxa pra eu não comprar as tarraxas erradas?
    muito obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho estranho o teu luthier não ter te orientado nessa... A maioria das SX têm furação de tarraxa vintage, com 8,76 mm de diâmetro. A moderna seria com 9,7 mm. É só retirar uma tarraxa e medir.
      Nesse post: http://guitarra99.blogspot.com.br/2010/11/para-os-sem-luthier.html
      Tem uma imagem com as medidas. 99% das furações no mundo seguem uma dessas duas medidas. Não recomendo aumentares o furo com uma tesoura. O luthier faz isso facilmente se quiseres colocar tarraxas modernas de 10 mm

      Excluir
  44. Boa noite Paulo. Adquiri uma Sx strato american alder e comprei para ela um bloco de aço do manara jah. Mas quero trocar tbm os carrinhos dela medi a largura dos originais e deu 10,3mm e os da guitar fetish tem 10,5 isso pode dar alguma incompatibilidade? ou recomenda outros de aço tbm. E se tiver algum kit sobrando consideraria vender? Hahaha
    Abração cara!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não gosto da largura dos carrinhos vintage porque as cordas das pontas tendem a ficar muito perto das bordas do braço, Carlos. Prefiro sempre que possível, os mais estreitos. Mas é gosto pessoal.
      Os saddles de 10.5mm já são mais estreitos - eles dão uma largura/espaçamento/string spacing de 52.5mm (2-1/16"). A vintage é mais larga, com 55.35mm. Podes ir tranquilo nesse bloco da GFS.

      Excluir
  45. Boa tarde, estou com algumas dúvidas e acho que podes me esclarecer, eu comprei uma Squier Bullet chinesa de cor creme, eu desejo trocar toda a ferragem dela pra uma ferragem dourada, além de trocar o bloco, onde posso encontrar tremolo (Dourado) compatível com o bloco?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falas em trocar toda a ponte por uma dourada com um bom bloco...
      Os furos de fixação dessa ponte squier seguem o padrão chinês, então tens que comprar uma ponte desse padrão se não quiseres refazer os furos...
      Mercado Livre, se tiveres sorte. Ebay, com vendedores chineses...
      Uma excelente opção é aqui, apenas 42 dólares, mas infelizmente tem custo de envio, taxas, etc:

      http://store.guitarfetish.com/Made-in-Mexico-Import-UPGRADE-Trem-GOLD-complete-Kit_p_491.html

      Excluir
  46. Ae cara, eu vou instalar um mini humbucker Malagoli na minha SX SST 57, e tenho 2 opções: deixar o pot de 250k que já veio nela ou colocar um pot Dolphin de 500k. O que acha? Vlw :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As duas SX que tive vieram com pots de 500k.
      Talvez seja melhor com 500k. Se ficar muito aguda - acho difícil, troque para 250k
      Leia aqui:
      http://guitarra99.blogspot.com.br/2012/10/o-grande-problema-de-guitarras-com.html

      Excluir
  47. Falae Paulo !

    Então, você anda comprando de fora recentemente ? Porque eu queria comprar algumas coisas no Guitar Fetish mas nao sei como esta esse negoço de tributação e impostos hoje em dia, será que tá valendo apena?

    Outra coisa - juro que não encoitrei voce falando sobre nut: eles influenciam no timbre da guitarra ou só na afinação mesmo? Vlw!

    ResponderExcluir

Antes de perguntar, faça uma pesquisa no campo "Pesquisar nesse blog".