quarta-feira, 14 de julho de 2010

Strato SX SST 57 Modificada




A idéia de comprar guitarras com madeiras boas e trocar as partes ruins por outras melhores sempre me interessou. "Tunar" uma guitarra é de certa forma divertido e a gente acaba aprendendo um bocado. De cada 3 que tentei, uma ficou muito boa, outra razoável e a terceira ruim.
Geralmente o fator determinante é a madeira, porque nada garante que a peça usada na guitarra seja boa de fato (ou, como descobri numa Tagima supostamente de Alder, após retirar a pintura, podemos acabar levando gato por lebre).
Essa SX SST 57 Stratocaster veio assim (o acabamento do corpo é conhecido como "Antique Sunburst"):

O excesso de brilho me incomodava um pouco. Lixei suavemente o corpo com uma lixa 1.200 (dá prá fazer com Bom-Bril). Na verdade, dessa guitarra original, ficou apenas o corpo. O resto foi trocado.

A madeira é realmente alder (obs: em 2011 cheguei à conclusão que é Alder sim, mas chinês :) ), e tive muita sorte porque tem apenas 2 (talvez 3) peças. Ela originalmente vem com captadores ruins cerâmicos, tarraxas "vintage" razoáveis e braço de maple, gordo, fora do padrão Fender, mas não é de todo ruim. O headstock tem um desenho que lembra o Fender mas é feio também.
Tinha um bom braço strato de marfim com escala de jacarandá de uma strato de cedro (Cedro: arghhh!!!) e resolvi colocar nessa.
Como já possuia uma excelente strato Fender com 3 singles (postada anteriormente), optei por um Rosar dual blade na ponte. Um Rosar Fullerton (muito semelhante ao Fender 54) foi para a posição do braço . No meio, um Rosar True Vintage.
Resultado: guitarra excelente e muito versátil. Com o dualblade Screamin' Distortion, dá prá tocar até Heavy Metal, mas é no Hard Rock que ele é mortal ... O Fullerton do braço é excelente para solos de Blues e o True Vintage do meio resolve as bases de single.

O Screamin' Distortion adapta-se bem aos pots de 250k, ao contrário dos Seymour Duncan HotRails, que são mais "abafados".
Mesmo assim, em 2011 coloquei um pot de volume 500k estéreo (difícil de encontrar, mas custa 7 reais :))  - num dos terminais coloquei um resistor em paralelo para transformá-lo em 250K. Usei uma mini chave para selecionar o terminal de 250k para os singles e 500k para o Screamin'. Resolvi não splitá-lo. A posição "2" ficou  interessante com o dual blade "full".
 
Especificações
Corpo: Alder Chinês, 3 peças, 2-color "Antique Sunburst"
Braço: Marfim
Escala: 251/2", Jacarandá brasileiro, Raio: 9,5"
Tarraxas: Planet Waves Auto Trim Lock.
Captador Ponte: Sérgio Rosar Screamin' Distortion - 14K/7.80H
Captador Meio: Sérgio Rosar True Vintage - 5,9K/2,38H
Captador Braço: Sérgio Rosar Fullerton - 5.25K/2.1H
Pots e capacitor: Volume: estéreo 250/500k (com mini-chave de seleção) Tone: Alpha, 250K, 0.047uf
Ponte: Wilkinson WVPC (com bloco pesado)


Vídeo 1: Base com o Screamin' Distortion (amps: em estéreo, Tiny Terror real e Fender Blues Jr. simulado no Amplitube):



Vídeo 2: Solo com o Fullerton neck (amps: Tiny Terror real e Fender Blues Jr. simulado no Amplitube):



PS: Uma dica: sempre que for comprar guitarra barata que supostamente tem madeira boa, opte por uma com pintura transparente, que dê prá visualizar a madeira (mesmo assim, eles ainda podem te enganar - depois eu conto a minha estória com a Tagima). As transparentes (Naturais ou Sunburst) geralmente recebem as melhores peças do lote e/ou têm menos emendas.

A segunda SX SST57 que adquiri, toda pintada de creme não tem o mesmo timbre dessa. Quando tiver tempo, vou retirar a tinta só prá matar a curiosidade...hehehe
Update 12/2011: ÔPS! Retirei a tinta da SX creme! Surpresa! Veja aqui (clique)


168 comentários:

  1. Respostas
    1. Paulo May,
      Me chamo Raphael Passaroto e estou arrasado com esse post!
      Na verdade, não com post, mas sim com a guitarra! rsrs
      Eu tenho Uma Sx sst57 e comprei exatamente pelo fato do fabricante dizer que é ALDER... agora estou decepcionado...rs
      Enfim, o que você me diz da TAGIMA T635 BRASIL?
      Eu tive uma em 2001 e sempre me falaram que era a melhor nacional. E as 635 de agora? O que você sabe sobre esse tal de MARUPÁ?
      Obrigado, Paulo!

      Excluir
    2. Raphael, eu gosto bastante do som da minha. A madeira não é ruim não :)
      Tive uma experiência bem desagradável com a Tagima (tá postada no blog) e prefiro nem falar dessas guitarras.

      O Marupá é uma madeira leve, barata, de baixa densidade, excelente para "trabalhar" o corpo de guitarra, por isso é muito usada no Brasil.
      Acho-a um pouco tímida nos agudos, com sonoridade semelhante ao basswood.
      Pode ou não ficar legal numa strato, depende do gosto :)

      Excluir
  2. Muito legal!
    Vc tem alguma dica pra ver essas emendas?

    ResponderExcluir
  3. As dicas básicas estão no post da Epiphone 56 (agosto). Dá prá ter uma boa idéia do que e onde procurar...
    Abraço

    ResponderExcluir
  4. ôps! Corrigindo - esse post é de 27/07/2010

    ResponderExcluir
  5. Apenas uma correção, nao sei se é por causa da camera, mas dá pra ver claramente 3 emendas no corpo dessa guitarra


    A minha SX SST62 que eu também modifiquei, veio com 3 emendas, uma madeira de qualidade impressionante (um alder muito bem seco, e um maple muito bem selecionado), muito superior às outras guitarras dessa faixa de preço. Basicamente eu só troquei os captadores (coloquei um trio de Fender Hot Noiseless), as tarrachas (Gotoh) e a ponte (wilkinson), além dos potenciometros, e de fazer a blindagem.
    Fiquei impressionado com o resultado

    ResponderExcluir
  6. Eaí Paulo. Diz aí para nós quanto custou ela com as modificações? Estou louco por uma strato novamente. :-) Abraço, Juliano!

    ResponderExcluir
  7. Juliano,
    A guitarra, 450 reais. Coloque aí um jogo de tarraxas Planet Waves (220), ponte Wilkinson (150), cap Golden Age (StewMac: 120 com impostos), cap Rosar Dual Blade (160) e como o Fender CS 54 foi tirado de um jogo que paguei 700 reais (233).
    Acho que a conta dá 1333 reais.

    Mas veja bem, não teria muita diferença de som sem as tarraxas e a ponte e aí seria 963 reais. Um Rosar true vintage ou vintage hot substiuiria o Fender 54 e dá para tirar mais 100 reais, só que eu colocaria esses 100 "sobrantes" num jogo de tarraxas Grover. Ela ficaria muito boa por cerca de 950 reais. Está ótima por 1300.
    Estás tentando uma há tempos, né? :) Cara, eu acho que essas SX também tem muito de sorte. Já te falei que a creme não ressoa como essa. E dia desses vi numa loja uma SX62 com uma escala horrorosa e mal acabada.

    Uma pergunta para o anônimo acima da tua: para colocar a ponte Wilkinson, tivesses que mexer na cavidade do tremolo? Na minha tive que alargar uns 3 milímetros.
    Rapaz, ao vivo eu não vejo 3 emendas, não. Se bem que duas apenas seria muita sorte - vou dar mais uma olhada... :)

    ResponderExcluir
  8. Muito bacana a guita Paulo ! Tenho uma SST57, troquei os 3 caps por 3 Fender American Standard, e troquei as tarraxas por um jogo Fender que consegui no Ebay muito barato. Preciso trocar o nut.. Só estou com uma dúvida, será que troco a parte elétrica ? E a ponte ? Gosto de usar o tremolo, mas esse que veio é muito duro, não sei se é questão de ajuste.. Achei umas wilkinson com preço legal no site Guitar Fetish, mas tem vários modelos. Poderia me indicar um ? http://www.guitarfetish.com/search.asp?keyword=wilkinson&search=GO
    Muito legal seu blog !
    abraço

    ResponderExcluir
  9. Tonho, eu coloquei uma Wilkinson WVPC. os furos de fixação superior estão levemente desalinhados com os originais, então terás que fechá-los e furar novamente. Tenho duas SST57, na primeira, a ponte coube perfeitamente, mas na segunda, tive que alargar em alguns milímetros a cavidade onde fica o bloco de metal (o bloco da Wilkinson é mais largo e pesado). Consegui fazer o trabalho sozinho, mas se não tens nenhum experiência, recomendo um luthier.
    Comprei essas Wilkinson aqui mesmo, na Mensageiro Musical. A Condor é a representante/distribuidora da Wilkinson - podes encomendá-la em qualquer loja que trabalhe com a Condor - sai mais barato que importar da Guitar Fetish.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  10. Diz ai Paulo.
    Cara tava querendo comprar essa guita:
    http://img513.imageshack.us/img513/3810/36654138.jpg
    O corpo parece ser inteiriço, apesar de não saber se é alder.
    Só uma coisa me encucou: a ponte que o SRV usava era canhota. Se um dia eu quiser trocar posso usar uma destra, ou vou ter que mexer no corpo?
    Te pergunto pq estou sem uma strato pra olhar. Tenho uma les paul e estou querendo uma mais maneira.
    Obg.

    ResponderExcluir
  11. Marcos, teoricamente aquela cavidade é padrão e acho que poderás inverter a ponte tranquilamente, mas em se tratando de uma SX, pode haver pequenas variações de tamanho. Para colocar uma ponte Wilkinson na minha, tive que "raspar" uns 2mm de madeira da borda inferior dessa cavidade. Nada muito complicado...

    ResponderExcluir
  12. Tive que alargar a cavidade do tremolo sim... Inclusive lá tinha um defeito de fabricação, 3 furos falsos de parafuso (provavelmente o cara furou errado) O.o.

    Na época não tinha SST 57 no Brasil, eu gostaria de uma por causa da escala de maple, mas não abro mão da minha 62 por nada, já é guitarra de estimação

    ResponderExcluir
  13. A tua 62 é de quando? O headstock é igual ao Fender? Essas antigas são ainda melhores que as atuais...

    ResponderExcluir
  14. 2005... Já era de depois do processo da Fender. Tinha uma FST62 (a do head fender) mas vendi na época e comprei uma Telecaster Fender Japonesa, agora usando a SST 62 como strato principal.

    ResponderExcluir
  15. Ps.: Ela era toda preta, removi toda a pintura e substituí por um preto fosco.

    Esse braço que você colocou me parece de uma Fender Southern Cross certo?

    Toquei em uma dessas e gostei bastante, timbre mais encorpado e menos estalado que as outras stratos, provavelmente pelo cedro, uma boa guitarra para tocar Jazz... Vi que você não gosta muito de cedro, rsrsr

    ResponderExcluir
  16. Estás correto quanto à conjectura - as Southern Cross tinham braços de marfim, mas esse braço é da minha finada strato de luthier (de cedro - aquela que nunca deu certo)... :)
    Abraço!

    ResponderExcluir
  17. Hm,é uma pena =P

    Estive testando a SX SST LTD 2 de um amigo meu (uma edição limitada, feita em ash e com ferragens douradas), e é uma guitarrinha bem honesta, memso sendo de ash

    ResponderExcluir
  18. Dr.Paulo , parabens pela strat ! Tenho uma parecida ,ainda não fiz um up nela por falta de tempo e ainda estou na duvida quanto aos captdores que colocarei , gostei muito do som da sua!
    Tambem gostaria de saber o que fez com o braço original da sua ? se estiver com ele e quiser podemos negociar...rsrs
    abçs teh+

    ResponderExcluir
  19. Dr. Paulo? Me conheces? :)Cara coloque os que eu coloquei na minha que não tem erro. Muito boa!
    O braço original foi para uma infeliz strato de luthier com corpo de cedro... :)
    Abraço!

    ResponderExcluir
  20. Salve Dr. , não o conheço pessoalmente mas acompanho seu blog...
    Obrigado pela dica , Já comprei o meu Sergio Rosar.
    Obrigado mesmo.

    Recentemente toquei numa guitarra sx sst 62 com captadores Fender Tex Mex , não são tops mas o som me surpreendeu bastante ! Gostaria de saber sua opinião sobre os mesmos.
    Obrigado pela atenção abçs .

    ResponderExcluir
  21. Obrigado!
    Os Fender Mex são captadores singles mais fortes e teoricamente mais agudos. Não sou muito fã deles, mas podem ser excelentes para uma saturação de leve a média e para determinados estilos, ppte do SRV. A SX (a maioria) é um pouco mais contida de agudos que as Fender originais. Talvez por isso os Tex Mex tenham soado bem nela.
    O que importa é que ficaram legais, do seu gosto...
    Abraço!

    ResponderExcluir
  22. paulo may ,parabens pelo seu trabalho...
    preciso de sua ajuda cara...tenho uma guitarra ibanez mas sou apaixonado pelo som da strato...gostaria de instalar um captador tex mex nela,até ja comprei mas não instalei pq me disseram que precisa de um capacitor especifico e ninguém sabe me dizer oq devo usar....abraço

    Evandro, Foz do iguaçu/Pr

    ResponderExcluir
  23. ah...Dr Paulo como disse o colega,o certo seria mestre neh...hehe
    Eu tenho uma guita Fender strato southern cross,considero um achado pq comprei de um camarada que a comprou em 1995 e nunca tocou nela,
    eu não pensei 2 vezes e comprei do cara mais de 13 anos guardada acredita ele usava de vez em quando pra tocar na igreja...ta zerada...gianinni a parte ela não tem nda a ver com uma stratosonic que eu conheço bem...som legal e acabamento bom oq me diz sobre essas guitarras?

    Evandro, Foz do Iguaçu/Pr

    ResponderExcluir
  24. Evandro, tudo que precisas saber sobre a Southern Cross tá aqui, nas palavras do próprio Carlos Assale:
    http://brazilianguitars.blogspot.com/2010/01/fender-southern-cross-parte-1.html
    Particularmente não é uma guitarra que tenho interesse por causa do corpo de cedro, mas é muito bem feita.

    Quanto ao Tex Mex na Ibanez, a questão aí é não é tanto o capacitor, mas os potenciômetros, que com certeza devem ser de 500K. O texmex pode gerar agudos um pouco ásperos, ppte com pots de 500k. Como essa guitarra é uma Ibanez e o corpo de basswood - com menos agudos que ash e alder, acho que deverias instalá-lo sem mudar nada. Se soar muito agudo, terás que decidir. Essa questão de singles/humbuckers e pots eu coloquei nesse post do blog:
    http://guitarra99.blogspot.com/2010/12/o-grande-problema-da-guitarra-com.html
    Abraço!

    ResponderExcluir
  25. Olá Paulo May, qual o nome da "pedra" usada na marcação do braço? Eu sempre quis um violão/guitarra com essas marcações mais "vivas"...

    Abs.

    ResponderExcluir
  26. Referes-te às marcações da escala? O material usado geralmente é abalone/madrepérola, plástico que imita o mesmo ou plástico duro simples.

    ResponderExcluir
  27. Ah sim, muito obrigado cara.
    Estava me referindo ao Abalone. As marcações em abalone dão bem mais destaque as partes "imperceptiveis" na guitarra.

    ResponderExcluir
  28. Olá, achei muito legal seu blog e tambem dessa "tunada" na guitarra. Possuo uma strato eagle de estimação hehe, tava pensando em dar um upgrade nela, mas nada estratosférico ($). Que dica vc me da para troca de taraxa, ponte, pickups... para um som de hard rock. Valeu!
    matheusfisica@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  29. Mateus, é de estimação mesmo? Porque o basswood não é a madeira ideal para um som clássico de strato. Não é necessariamente ruim, apenas diferente.
    Em relação ao upgrade, o próprio post já é sobre isso. A ponte Wilkinson tem um excelente preço, considerando sua qualidade. As tarraxas, se a grana tá curta, podem ser Grover. Se não puderes comprar os captadores Rosar, os Malagoli e Cabrera são ótimas opções.
    Para hard rock, a configuração que eu usei é perfeita, com um dualblade Rosar Screamin' Distortion na posição da ponte.
    Se só trocares esse captador, ela já se transforma totalmente...

    ResponderExcluir
  30. Não sabia esse esquema do basswood, o que seria nesse caso "diferente" para a strato? Eu vi em um site (não sei se posso colocar o link aqui) conjunto de tarraxas wilkinson WJ07EZ por R$55,00, achei um bom preço, sao boas? E a ponte, terei que refazer os furos ou é só trocar? Valeu!

    ResponderExcluir
  31. Matheus, poste essa tunagem que pretendes fazer lá no fórum da Guitar Player:
    http://www.guitarplayer.com.br/forum/index.php?/forum/6-equipamentos/
    Tenho certeza que muita gente vai ajudar. eu não conheço pessoalmente essa Eagle então não sei se a ponte vai caber ou não. As tarraxas Wilkinson nunca usei, mas o André do fórum conhece bem.
    No fórum também tem um tópico chamado "Madeiras". Tudo que precisas saber sobre o basswood tá lá.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  32. Duvida lixar com bom bril não vai deixar marcas no corpo da da guitarra? Vc já ouviu a 737 Custom da Tagima?Abraço.

    ResponderExcluir
  33. Eventualmente, sim. Tem que ser o Bom Bril mais fino e depende muito da pressão - que deve ser suave. A opção ideal é começar com uma lixa d'água de 1200 ou mais. A idéia é só tirar o brilho. Se achar que foi demais, um cera automotiva grand prix e polimento de mão ajudam a recuperar o brilho.

    Tagima 737 - por várias razões não gosto de cedro, principalmente em stratocaster, mas é meu gosto pessoal - nada contra. :)

    ResponderExcluir
  34. Paulo estou com uma 737, diferente de você o timbre me agrada, inclusive por ser uma peça de madeira única, embora isso tambem aumente o peso da guitarra. Mas aconteceu uma coisa estranha com ela, reparei pelo acabamento do verniz. No final do corpo aparece dois veios como se o verniz tivesse sido absorvido mais pela madeira, incrivel parece q pode ser duas trincas no corpo, vc já ouviu falar sobre isso??Procurei na Internet mas não achei nada, eh TAGIMÃO!!!Abraço
    Aldo

    ResponderExcluir
  35. Provavelmente eram duas reentrâncias não fechadas (e talvez não percebidas antes da pintura) que absorveram parte do verniz. Talvez o cara do verniz tenha achado que até o final, com as camadas seguintes, iria nivelar. Não nivelou... :)
    Sem querer julgar, apenas conjecturando: faltou controle de qualidade.

    ResponderExcluir
  36. Paulo, apenas a título de curiosidade: esses escudos como Dolphin, Condor, Guitar Parts e até os Fender dão certo nessas stratos da SX sem ter que fazer adaptações (tipo cortar o escudo no encaixe do braço ou no encaixe da ponte)? Valeu!

    ResponderExcluir
  37. Guilherme, escudo de Strato varia bastante. A SX tem escudo padrão Fender. A maioria deve caber, mas seria legal levares a guitarra na hora da compra.

    ResponderExcluir
  38. Bom dia.

    Conheci seu blog ontem. Sou aficcionado por guitarras e um montador obsessivo de pedais. Sensacional, esta é a palavra correta. Estou suprindo várias dúvidas que tinha.
    Parabéns.
    Quero ver se voce pode me ajudar.
    Tenho uma Tagima (eu sei que você tem as suas ressalvas quanto a esta marca). É uma daquelas tagimas que no mercado dizem ter mojo. O ano dela deve ser algo entre 1999/2000, strato, com head no estilo fender, na nota diz que é uma 630, mas ago que é uma 635.

    Enfim, estou com um tex mex duplo na ponte, e um malagoli cópia do texas special no braço.

    Enfim, até gosto do timbre dela, principalmente no braço, depois de aterrada está com muito pouco ruido, ótima. Mas o braço dela é muito ruim, alem de prender demais a ação das cordas é muito alta, não consigo regular de jeito nenhum.

    Assim, estou afim de trocar essa guita, até porque o valor de revenda dela é alto.

    Nesse sentido, peço sua opinião. Faço o investimento em uma fender mexicana (que gosto muito do braço e da ação das cordas), ou tento essa SX com upgrades, ou, ainda, fico com minha Tagima e tento aprender a tocar pra deixar de dar desculpas, heheeh

    Parabéns novamente cara.

    PS: você é daqui de Porto Alegre?

    Abração

    Laerte

    ResponderExcluir
  39. Laerte, é uma decisão difícil... Recentemente vi fotos da fábrica mexicana da Fender que me deixaram horrorizado - corpos de strato com mais de 5 emendas disfarçados com folha de alder.
    As SX são uma loteria. 50 % de chances de se dar bem, mas podes dançar com 500 reais...
    A Tagima do tempo do sr. Seizi Tagima são muito boas e, embora eu não seja muito fã do Marupá, essa madeira tem mais som de strato que o cedro. O braço de marfim também é bom. Acho que só precisa de uma boa regulagem e (talvez) outros captadores pra soar legal. O Texas Special usa fio enamel e acredito que o malaloli seja com fio polysol.
    Bem, talvez a Tagima seja uma opção mais econômica e eficiente - pelo menos por enquanto.
    Abraço!
    PS: sou de Florianópolis :)

    ResponderExcluir
  40. Paulo, preciso de uma dica sua.
    Quero fazer este mod na minha SX mas não faço nem idéia de como irei faze-lo ou quais ferramentas usar.
    Pretendo fazer eu mesmo.

    http://img706.imageshack.us/img706/596/headstockmod.jpg

    um abraço,
    Derek

    ResponderExcluir
  41. A foto só mostra um pequeno entalhe na ponta do headstock. É isso?
    Trabalhar com madeira é uma arte. As ferramentas necessárias para entalhe em madeira podem ser encontradas em lojas especializadas ou de ferramentas, mas deves procurar alguns vídeos na internet e testar antes em um pedaço qualquer de madeira. Se tiveres uma Dremel, é possível também.
    Como eu falei: isso é uma arte. Boa sorte! :)

    ResponderExcluir
  42. Paulo, minha intenção é arredondar aquele "biquinho de papagaio" na cabeça do heastock. Obrigado pela dica do Dremel, vou estudar com calma é só por a mão na massa quando estiver convicto. Comprei a SX justamente com a intenção de modificar ela, já troquei caps, escudo, elétrica, desmontei e desbastei o verniz brilhante do braço, aprendi a fazer as regulagens, tudo no melhor estilo "sem luthier" e seu blog tem sido uma referência para mim. Valeu pelas dicas que vc posta aqui. abs..

    DEREK

    ResponderExcluir
  43. Paulo may; td bem cara? essa semana vi uma dessas sx sst57 na cor sunburst,me inpressionei com o acabamento e com a pegada do braço,mas como toco heavy metal pensei em turbinar ela com 2 seymour duncan hot rails,sabe me dizer q potenciometro devo utilizar na hora q eu for refazer a parte eletrica???minha intenção é deixar essa guitarra parecida com a fender de dave murray do iron maiden......^^

    ResponderExcluir
  44. Tenho 90% de certeza que a SX já vem com pots de 500k, então é só trocar os captadores mesmo. Para confirmares, tens que retirar um deles e ler o valor, que geralmente está especificado na parte que fica virada para a madeira.
    Não há necessidade de refazer a parte elétrica, a não ser que queiras colocar componentes top de linha.

    ResponderExcluir
  45. Paulo (Jack),

    passando por aqui para agradecer mais uma vez pelas suas excelentes dicas.

    Adquiri um Screaming Distortion e, como havia mandado a Condor GX40A pra regular pedi para o Luthier instalá-lo na ponte. Não poderia estar mais satisfeito. Os caps Fender Original 57/62 são excelentes, mas faltava algo mesmo no da ponte... esse dual blade foi um tiro certo, nem ficou "seco" demais, nem exageradamente "magro". Ficou um pouco mais grave, mas não abafado. Tá dando pra tocar umas paradas meio Van Halen até...rs

    Também instalei essas tarraxas da Planet Waves. Muito boas!

    Só não ficou um clone dessa sua SX porque os meus Fender não são Custom Shop (rs) e eu coloquei uma chave para ligar o cap do braço, igual a black Strat do David Gilmour, aumentando as possibilidades de combinação de captadores (braço + ponte ficou lindo!). Não vi a necessidade de fazer um split nele tbm.

    Dá pra levar só essa pra tocar com os amigos, agora.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  46. Obrigado, Vicenzo. :)
    Essas tarraxas Planet Waves são fantásticas. Basta usá-las uma vez que fica difícil encarar as outras, hehehe...
    O Screamin' é um caso à parte - realmente deixa a strato muito versátil e com poder de fogo na ponte!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  47. Ola, primeiramente parabéns pela maravilhosa guitarra, mas gostaria saber de você a respeito da Sx SST ASH R, estou pensando em comprar ela mais pela madeira mesmo, e por ela ser emadeirada gostei muito do visual dela e pretendo trocar(tarrachas,ponte,captadores,nut e até potenciômetros e até a entrada para p10)isso tudo conforme o tempo, gostaria de saber se ela é realmente em Swamp ash, sei q por ela ser emadeirada da para saber se ela tem realmente 3 peças em Swamp ash, mas não entendo disso, pode me ajudar?

    ResponderExcluir
  48. Olha, temos discutido muito sobre Ash no fórum da GP. Vou transcrever o meu último post sobre isso:
    ............

    ASH (Fraxinus):

    Família: Oleaceae
    Género: Fraxinus
    Espécie: Aí é que pega. Existem mais de 50 (CINQUENTA) espécies de ASH. O Ash que conhecemos, usado nos instrumentos americanos (ppte Fender) é da espécie "FRAXINUS AMERICANA". O Ash chinês é o "FRAXINUS CHINENSES", que tem diferentes características acústicas.
    Assim, temos:

    1) - Toda guitarra chinesa especificada apenas como "ASH", muito provavelmente é de "ASH CHINÊS".

    2) - Toda guitarra americana especificada apenas como "ASH", muito provavelmente é de "ASH AMERICANO" (o bom :) )

    Portanto, até prova em contrário, guitarra de ash de origem chinesa provavelmente não tem a sonoridade clássica das Fender americanas.

    A relação das espécies de ASH pode ser encontrada aqui: http://en.wikipedia.org/wiki/Fraxinus

    ResponderExcluir
  49. "Anônimo disse...
    Ola, primeiramente parabéns pela maravilhosa guitarra, mas gostaria saber de você a respeito da Sx SST ASH R, estou pensando em comprar ela mais pela madeira mesmo, e por ela ser emadeirada gostei muito do visual dela e pretendo trocar(tarrachas,ponte,captadores,nut e até potenciômetros e até a entrada para p10)isso tudo conforme o tempo, gostaria de saber se ela é realmente em Swamp ash, sei q por ela ser emadeirada da para saber se ela tem realmente 3 peças em Swamp ash, mas não entendo disso, pode me ajudar?"
    Esse anonimo sou eu.

    Muito obrigado por responder, você falo algo que realmente eu não sabia, mas mesmo assim não respondeu muito bem a minha pergunta, tenho medo de comprar ela e ser realmente só uma camadinha fina em ash como aconteceu com o alder da sua tagima, sei que não vai chegar em um timbre de fender mas ela vai ser mais um quebra galho até chegar na fender,e vai acabar sendo tambem uma cobaia mas para frente.

    No site da Sx esta falando que ela é em
    American White Swamp Ash

    Mas como posso ter certeza, ja tocou em uma?, é isso mesmo ou posso estar sendo enganado, Acha que vale a pena comprar mesmo se ela não for no ash americano da fender ou eu opto por uma sx sst 57?

    Poderia estar falando da 57 ou da 62 aki, mas gostei mesmo dela(Sx SST ASH R), sera que vale a pena envestir nela ou pegar uma squier,sei que a squier é muito bem regulada(mais cara) mas não estarei pagando muito pela marca?(Squier California)Mas ainda sim gosto mais da Sx Sst Ash R a mesma pergunta que fiz com a squier faço com ela estou pagando muito?


    Em resumo o centro da pergunta é

    Da para se confiar em Sx?, pelo seu blog aki, ja vi que não da pra confiar em tagima( pelo menos não nas exportadas )

    ResponderExcluir
  50. Leandro, se a empresa especificou "American White Swamp Ash", é bem provável que seja.
    Eu tenho duas stratos SX, supostamente de Alder. As duas soam diferentes. Já comprei uma Telecaster Groovin' de ASH que definitivamente não era Ash.
    Só pegando a guitarra na mão, analisando e principalmente tocando com ela.
    Mas eu não acho que a SX aplicou nessa daí aquele truque da Tagima Special. :)

    ResponderExcluir
  51. ola paulo sinto estar te interrompendo tanto mais me pintou outra duvida sobre as Sx ja que não comprei minha guitarra ainda, gostaria de saber se vale a pena a mais pelo American White Swamp Ash e pelo emadeiramento se por menos pego uma Sx Sst Alder Na, que também é emadeirada???

    http://www.imsinstrumentos.com.br/produto/3603857/SX-Strato-SST-American-Alder-NA


    faço essa pergunta por que eu vi isso ja.(comparação swamp ash e alder)

    http://www.petelacis.com/2010/07/08/alder-vs-swamp-ash-maple-vs-rosewood-and-a-neck-swap-the-definitive-comparison-with-audio-clips/

    e não vi muita diferença, ou seja, não vou perceber muita diferença por não ser um grande conhecedor ainda.

    Obrigado Paulo, Sinto estar te enchendo tanto o saco, mas é que vou comprar pela net e isso da uma certa desconfiança.(vejo fotos que parece que a sx sst ash r é muito sem cor, assim como a propria da playtech e outras que parece ser linda)

    http://www.sxguitarspain.com/images/sxASHd
    isc05PICT0013-(14).jpg

    ja com a sx sst alder na, da para ver que ela é envernizadinha mas vi fotos também que ela me pareceu muito artificial o emadeiramento.

    ResponderExcluir
  52. Leandro, acabei de comprar uma SX de "American Swamp Ash" (supostamente). Vou avaliá-la/tuná-la e postar tudo no blog.
    Vide:
    http://guitarra99.blogspot.com/2011/10/guia-para-tunar-guitarras-baratas.html

    ResponderExcluir
  53. gostaria de saber a respeito do corpo dela, ela tem expessura padrão(40mm x 45mm)?
    pois vi que você falou que a Sx SST ASH R era mais fina em expessura, como eu sei se a strato foi feita com os padrões certos mesmo, no site da sx habro vi que o peso liquido da sua guitarra aproximadamente 3.2kg e o bruto é aproximadamente 3.9kg, por estes pesos da para se saber se ta conforme os padrões?

    as perguntas é por que estou atras de uma strato que tem os mesmos peso que dessa sua(segundo o site)só tem mais peso bruto 4,3 e ela é em alder também, Dimensões (LxPxA): 42x103x8cm

    ela esta conforme os padrões(STRATO)?

    ResponderExcluir
  54. vi essa guitarra e gostei muito dela, da para se saber se ela tem os perímetros padrão de strato?

    http://www.imsinstrumentos.com.br/produto/3603857/SX-Strato-SST-American-Alder-NA

    ResponderExcluir
  55. Sim, as dimensões são semelhantes à uma strato padrão. Ela geralmente também é mais leve, provavelmente em função do hardware, que é de qualidade inferior ao Fender.

    ResponderExcluir
  56. ei não entendi uma coisa, pois você disse que essas dimensões 42x103x8cm é semelhante a strato padrão no caso a sx sst alder na, ae é que ta, não entendi por que segundo o site da sx a sx sst ash r que você comprou tem essas dimensões iguais a dessa sx sst alder, a expessura padrão muda conforme a madeira? ou você viu que tava no padrão pelo peso?

    Obrigado por estar ajudando na decisão da minha guitarra!

    ResponderExcluir
  57. As SX SST 57 e 62 que estão no mercado têm as medidas - inclusive espessura - da Fender. As novas SX de American Ash são 5mm mais finas.

    Convém lembrar que a SX só agora é que está especificando "American" tanto para as de ASH com ALDER, nessas guitarras mais recentes.
    Não há garantias que as SX SST de 400-500 reais, como essa do post, sejam realmente de alder americano.
    Se fores no site da empresa, verás que a linha SST é de "Alder" ou "Ash", mas existem as linhas "American Alder Series" e "Swamp Ash Series" - nessas a madeira é especificada como americana.
    Vide aqui:
    http://www.teamintlco.com/SX/products.asp?ProductType_ID=2&ProductSubType_ID=83

    e aqui:
    http://www.teamintlco.com/SX/products.asp?ProductType_ID=2&ProductSubType_ID=81

    Existem espécies de Alder e Ash chinesas, que são geralmente inferiores às americanas em relação ao timbre.

    ResponderExcluir
  58. Bom você mais ou menos respondeu a pergunta

    Você disse
    "As novas SX de American Ash são 5mm mais finas."

    Certo

    e as novas Sx American Alder
    http://www.habro.com.br/sx/prod_det.asp?id=941
    Também?

    te passei as dimensões dela(LxPxA): 42x103x8cm

    e você disse
    "Sim, as dimensões são semelhantes à uma strato padrão"(Fender néh?)

    mas ae que esta o seguinte porem a sx sst ash r (você falou que tem 5mm a menos de espessura) e no site diz que ela tem as mesmas dimensões que a de alder (LxPxA): 42x103x8cm, se essas medidas são de stratos normais mesmo por que você diz que ela tem 5mm a menos

    confira no site
    http://www.habro.com.br/sx/prod_det.asp?id=575

    http://www.habro.com.br/sx/prod_det.asp?id=941

    Espero que consiga responder o que esta acontecendo, mas se não conseguir o que me consola é a sx sst alder na ser strato padrão(sem nada a mais e nada a menos) tipo Fender.

    Sinto estar incomodando, mas comprar pela internet vai ser um risco que vou correr e gostaria de estar informado o máximo possível.

    ResponderExcluir
  59. A espessura oficial de uma stratocaster Fender é 4.445 centímetros (1.75 polegadas)
    Medi com um paquímetro:
    Fender:4.445 cm
    SX SST57: 4.40 cm
    SX American ASH: 4.0 cm. Medi depois de lixá-la, mas retirei pouquíssimo verniz. Ela tem, no máximo, 4.1 cm de espessura.

    Pessoalmente, entre uma SX com 4,5 cm de Alder chinês e uma SX com 4,1cm de Alder americano, ficaria com a segunda.

    ResponderExcluir
  60. então as dimensões do site são enganosas néh, ok

    sx american ash 4.1 (LxPxA): 42x103x8cm
    sx american alder tb?4.1 (LxPxA): 42x103x8cm

    nenhuma da duas dimensões fender exatas então, nem a sx sst 57 é então, isso não faz diferença sonora nãoo néh?

    ResponderExcluir
  61. nossa me desculpe

    "então as dimensões do site são enganosas néh, ok

    sx american ash 4.1 (LxPxA): 42x103x8cm
    sx american alder tb?4.1 (LxPxA): 42x103x8cm

    nenhuma da duas dimensões fender exatas então, nem a sx sst 57 é então, isso não faz diferença sonora nãoo néh?"

    olhei isso no site
    http://www.habro.com.br/sx/prod_det.asp?id=941
    (não é que esta enganosa a informação) essas dimensões que te passei é da embalagem

    a do produto é 33,5x100x6cm tanto ela quanto a sx sst ash r, realmente se 42x103x8cm for a dimensão certa, falta uns 2,5cm mas a ultima pergunta ainda faço, isso faz muita diferença sonora?

    ResponderExcluir
  62. Muita, não, desde que a madeira seja boa. Entre 40 e 45mm, com boas madeiras, conseguimos ótimos sons de strato.
    Assim como nas próprias Les Paul Custom Shop de mais de 7 mil dólares, onde duas LPs iguais, feitas no mesmo lote, podem soar diferentes justamente por causa da madeira, imagine numa guitarra chinesa...
    É uma loteria, principalmente se não pudermos avaliá-las pessoalmente antes da compra.

    ResponderExcluir
  63. Amigo Paulo,
    Saudações strateiras!

    Queria saber sua opinião sobre minha dúvida maior: Vale mais a pena investir na sst62 ou na sst ash? Vi que vc tunou as duas (uma 57 e a ash), e sua opinião sobre ambas as tunagens (até ficou surpreendido pelo resultado na de ash). Aqui no Rio de Janeiro, achei ambas por um valor muito próximo (diferença é 30 reais)!

    Ia esquecendo de parabenizá-lo pelo blog! Estou aprendendo muito com vc! Tanto que mais pra frente vou usar seus ensinamentos pra envelhecimento dos escudos e capinhas dos caps.

    Obrigado pela atenção!

    Thiago Almeida

    ResponderExcluir
  64. Thiago, apenas as SX mais recentes, com o selo "American Swamp Ash" (embora com espessura de 40mm) são mais "confiáveis. O modelo SST Ash mais antigo (aquele com bolinhas da escala na parte de cima), provavelmente não é Ash americano. O braço das SX antigas também e meio gordo demais...

    ResponderExcluir
  65. salve amigo!!!finalmente comprei minha sst 62,na cor sunburst(tirei essa referencia do seu blog por causa das emendas da madeira)intaum....a minha tem realmente 3 emendas,cara fikei impressionado com a "guitarrinha"...paguei mto barato e agora instalei um par de seymour duncan JB.jr(ponte) little '59(braço)tirei o excesso de vernis do braço e estou com a intençao de pintar ela de preta e da uma zuada na pintura (sou apaixonado pela fender strat de janick gers do iron maiden com akela pintura zuada)nao mais estou mto satisfeito com a guitarra.....valew por todas as dicas q peguei aki com vc amigoooo....abrax!!!!.........Fabio Rodrigues

    ResponderExcluir
  66. Pelo preço, realmente é uma guitarra que vale a pena tunar, Fábio. Que bom que funcionou! :)

    ResponderExcluir
  67. Paulo,
    Valeu pela resposta! Acabei pegando uma aria stg003 das antigas em alder. Vou lixar o corpo pra ver qnts pedaços de madeira ela é feita, e assim, aproveito sua dica de pintura automotiva, se ela valer a pena, para pintá-la de preto ou apenas passar um verniz (gosto de ver a madeira!).
    abraços e parabéns pela tele de alder!

    ResponderExcluir
  68. Aria geralmente é uma guitarra boa Thiago. Manda bala nessa e depois me diga como ela é sem a tinta :)

    ResponderExcluir
  69. Paulo, uma dica por favor:

    tenho uma SX SRV (SKY na verdade, hehehe) das antigonas, a mão igual ao desenho da Fender (essa sua a mão já é diferente, não?), e após vários rolos, estou com três Fender Custom Shop aqui em casa: ponte e meio Fat 50 e ponte 54.

    Considerando as especificações

    Fat 50 ponte: 6.2K, e Indutância 2.8 Henries
    Fat 50 meio: 6.3K, e Indutância 2.75 Henries
    54 ponte: 6.5K, e Indutância 2.75 Henries

    Será que teria como combiná-los?

    Pensei em passar o Fat 50 da ponte para o braço, por ter a saída (6.2K) menor que o 54 (6.5K), sempre ouvi dizer que o cap do braço deve ter saída (potência) menor que o da ponte.

    Mas antes de experimentar esta configuração, há duas coisas que me deixam em dúvida:

    - "Quanto maior a indutancia, maior também a potencia e o nivel de graves do captador." Informação colhida em fórum gringo, não lembro qual. Veja bem, "potência".
    - Comparando as especificações dos caps Custom Shop Fat 50, 54 e Texas Special, notei que a indutância do captador da ponte é sempre maior do que meio e braço, e comparando todos estes (9 caps) a indutância do Fat 50 ponte só não é maior do que o TS ponte (TS é uma paulada!).

    Porquê da indutância maior nos caps de ponte?

    Afinal, o que ela determina?

    Será que, considerando as especificações dos caps dá pra ter uma margem de previsão do resultado da configuração que estou propondo?

    E o 54 ponte, se fosse pro braço?

    Desculpe por qualquer incômodo, e se meus questionamentos parecerem bobos, mas não tenho muita experiência, e também não tenho muitas condições de descolar outros caps, por hora vou tentar me virar com esses...

    Desde já grato por qualquer ajuda e atenção

    Abção!!!

    p.s: lá em cima você afirma "os 3 caps 54 são iguais", mas dê uma olhada no site da Fender, em "specs"
    http://www.fender.com/en-BR/products/search.php/?partno=0992112000
    o da ponte é diferente...
    E num material de divulgação em português:
    "O captador de ponte é especialmente calibrado para uma maior saída balanceada."

    ResponderExcluir
  70. Ricardo, pedistes uma dica, mas foram 4 perguntas... :)
    Gosto muito do assunto e gostaria de ter mais tempo pra discuti-lo, mas vamos lá:
    Não tenho tanto conhecimento quanto imaginas, mas te garanto que nem sempre as specs técnicas traduzem-se na prática. A Resistência nem sempre reflete de fato a potência/volume do captador. A indutância acho que é mais relevante.
    Tentando resumir, eu acho que deverias tentar o 54 (mesmo sendo configurado p/ ponte) no braço, porque ele tem menos graves que o Fat. Já usei-o (e estou usando-o agora no braço da Tele de alder) no braço da minha strato Apple Red e soou muito bem. Os Fat nunca usei, mas a julgar pelos valores de indutância, o de maior deveria ir para a ponte, já que teoricamente soaria mais grave e essa posição é famosa por ser "anêmica" de graves.
    A diferença sonora entre os 3 caps CS54 é muito, muito pequena. O da ponte tem um pentelho a mais de corpo, mas é sutil.
    São 3 captadores excelentes, com specs semelhantes/próximas. Acho que deverias EXPERIMENTAR. Não me lembro da última vez que acertei um setup de prima. Sempre fico trocando captadores e posições até chegar num acordo com o meu ouvido e gosto pessoal.
    Paciência e boa sorte e depois me diga qual combinação soou melhor! :)

    ResponderExcluir
  71. Valeu amigão!!!

    Desculpe pelo post quilométrico...

    As minhas indagações se basearam na teoria, mas agora o lance mesmo é experimentar e ouvir!

    Quando instalá-los posto aqui os comentários!

    Só mais uma coisa:

    a impedância é os "K", né?

    e a indutância, os "Henries", não?

    A resistência é o mesmo que impedância?

    Novamente grato pelo auxílio e por manter um blog muito bem feito e que tanto auxílo presta aos interessados no assunto!!!

    Abção!!!

    ResponderExcluir
  72. Resistência (K) e impedância (Z) têm definições semelhantes mas aplicadas de formas distintas em relação aos captadores/equipamentos musicais em geral. A indutância é medida em Henries, tá correto.
    Novamente, lembro a todos que só sei o básico de elétrica e acústica :) Tive que aprender na marra pra entender melhor captadores e guitarras :)

    ResponderExcluir
  73. salve dr. Paulo!!! novamente estou aqui para tirar umas duvidas se possivel... vamos lá!!!

    comprei uma ponte wilkinson modelo WVP com bloco de aço e 2 pivos,foi uma surpresa a ponte ter vindo com o tal " raro bloco de aço" acho que nem o cara que me vendeu sabia disso...agora vem a pergunta...

    que diferença faz esse tal bloco de aço???

    a ponte depois de instalada ficou muito boa,uma incrivel macies e uma açao espetacular...porem ficou aparecendo os 3 ultimos furos que acomodavam a ponte original,,como devo tampalos ???minha sx é sunburstpensei em colocar algum adesivo lah ,tem problema???


    por enquanto é só ...valew amigo e boas festas!!!

    ResponderExcluir
  74. Oi Fábio,
    As Wilkinson com bloco de aço têm sufixo "SB" (WVP SB). A diferença do aço para o zinco é que o primeiro tem um som ainda mais brilhante, mas o mais importante aí é o peso/massa dos blocos (ambos são pesados), que gera maior sustain e corpo ao timbre de uma strato.
    Podes tapar os furos com o que achares melhor. Uma fina fita metálica talvez ficasse legal.

    ResponderExcluir
  75. Salve amigo!!! queria tirar uma duvida com vc !!!,tenho uma sx sst 62 com captadores seymour duncan,parte eletrica toda refeita com componentes top ,tarrachas planet waves,ponte wilkinson,enfim.... queria substituir o braço (que nao segue o padrao fender) por um feito por um luthier aqui da minha cidade,mas fikei em duvida sobre qual madeira usar....

    poderia me dar uma dica sobre a madeira??

    marfim imperial escala pau ferro(custo beneficio)

    ou algum q seja licenciado da fender como a ALL PARTS

    OU fale pra mim uma madeira de seu conhecimento q seja boa!!!

    valew abraço!!!

    ResponderExcluir
  76. Fábio, o braço dessa SX postada é de marfim com escala de jacarandá, feito por luthier. Gosto bastante dele, embora o marfim na minha opinião soe um pouco menos estalado/agudo que o hard maple.
    Escala de pau ferro é excelente e usada no mundo inteiro, não só aqui.
    Me parece que o "neck pocket/tróculo" da SX é um pouco mais largo que o padrão Fender (tenho as medids em algum lugar) - um braço importado no padrão pode sobrar aí, mas dá pra adequar.
    Acho que a decisão é tua mesmo...:)
    Mas se o luthier for bom, mande bala com marfim/pau ferro! :)

    ResponderExcluir
  77. Cara mto obrigado pela dica,vou mandar fazer o braço de marfim e escala em pau ferro intaum...
    o luthier aki da minha cidade é bem conhecido só achei que ia fikar meio caro pois elevai me cobrar 800$ pra fazer do jeito que eu pedi...mais eu acho q vale a pena....Obrigado Paulo....

    ResponderExcluir
  78. Fábio, sinceramente?
    800 reais?
    Dá uma olhada aqui:
    http://www.guitarcenter.com/Guitar-Bodies---Necks-Guitar-Pickups---Parts,New-Gear.gc

    ResponderExcluir
  79. E ai Paulo!!! cara vi esse site que vc passou ,mew!!!!pirei aqui!!! como faço pra comprar ??? vc ja comprou algo lá??? da uma dica ai como eu faço a compra!!! valew.......

    ResponderExcluir
  80. seu blog tem me ajudado muito cara !!!!parabens pela dedicaçao!!!

    ResponderExcluir
  81. Cara!!! vi um braço no guitarcenter de maple bird's eye lindooooo.....cara fica 600 pra trazer ele!!! fala pra mim c é confiavel comprar lá???

    ResponderExcluir
  82. Comprei lá e recebi o corpo dessa telecaster aqui em casa:
    http://guitarra99.blogspot.com/2011/03/quanto-custa-uma-boa-telecaster.html

    Dê uma lida também nesse tópico do fórum GP (ppte os últimos posts):
    http://www.guitarplayer.com.br/forum/index.php?/topic/373-guitar-center-eua-agora-entregando-no-brasil/

    ResponderExcluir
  83. Fábio,
    Esse post do Yanko é bem esclarecedor:
    http://www.guitarplayer.com.br/forum/index.php?/topic/373-guitar-center-eua-agora-entregando-no-brasil/page__view__findpost__p__23082

    ResponderExcluir
  84. Paulo!!!! valew msmo acho que nao tem erro comprar intaum,segundo as informaçoes que tinha no forum,é só comprar e esperar chegar,mais diz ai demorou pra chegar o corpo que vc comprou??

    abraço

    ResponderExcluir
  85. Pra mim funcionou e me lembro que foi relativamente rápido, Fábio. Acho que entre 10-15 dias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. blz....valew amigo!!!!

      Excluir
  86. E ai amigo Paulo!!! cara ,fiz uma experiencia aki com minha sx!!!eu estava muito incomodado com o braço(gordo)da minha guitar!!!ai pensei em comprar um braço ou mandar fazer outro!! porem....o preço de um braço novo esta meio fora do meu orçamento no momento(estou construindo minha casa!!!)intaum....um dia eu tava aki modificando o headstock tirando o vernis do braço e tals!!! derepente!!!deu um 5 minuto em mim e resolvi mudar o shape gordo do braço!!!liguei pra um luthier aqui da minha cidade(que vive tentando furar meu zóio aqui mew q raiva)e perguntei pra ele c ele fazia esse trampo,!!!ele disse que fazia sim e que nao tinha problema e disse tambem que o trampo ficaria em $300....!!!!$#$#$%%$¨....

    Dai resolvi fazer,usei apenas uma régua, lixas e um toquinho de caibro!!!kkk.......

    comecei fazendo movimentos circulares em cima da faixa do tensor, depois fui dando o shape com lixa...fui experimentando sabe,pegando no braço,vendo como estava ficando, depois dei o acabamento!!!

    Paulo.....ficou muito bom cara.....tenho uma jackson jdr 94,nao ficou igual,mais bem proximo do braço da minha jackson..um dia queria entregar essa guita na sua mao pra vc dar a sua opiniao...

    Sabe cara ...sou apenas mais um "guitarreiro",mais sou apaixonado por esse instrumento maravilhoso!!! estou sempre buscando uma condiçao melhor,uma pegada mais suave,um timbre matador e seu blog ta me ajudando muito...

    valew amigo!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  87. Parabéns Fábio!
    Por favor, dê uma olhada no post mais recente do blog... :)

    ResponderExcluir
  88. Boa noite, gostaria que alguem me dessa uma dica:
    Eu comprei uma Guitarra Ibanez PGM 3, ela veio com a ponte da Ibanez EDGE III, gostaria de troca-la por uma Gotoh. A dúvida é, tem uma numeração no tamanho de uma pela outra? Gostaria de trocar, mas sem danificar o corpo (a madeira).

    ResponderExcluir
  89. Ola Paulo ! Adoro seu blog e sempre venho aqui para tirar minhas dúvidas.. To querendo comprar uma guita de Alder ou Mogno ! Vi a Yamaha pacifica 112 vmx e gostei ! Diz ter o corpo em Alder.. Em Mogno que o bicho pega.. Pois como sou canhoto só vejo guitarras inferiores ao que quero ou caras demais !!! Seria melhor mandar fazer? curto mto as SG !! Vi ate uma Stagg em Mogno SG mais nem sei viu.. Me ajuda ae.. Me fala uma guita massa com preço bem acessivel que valha a pena investir !!! Vlwww

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luiz, as Yamaha Pacifica geralmente são boas, especialmente esse modelo - é versão pra canhoto?
      As SGs tbém são modelos interessantes, mas pra ter o som verdadeiro de uma SG, só mogno mesmo, sorry :)
      Se a tua praia for strato e/ou superstrato, a Yamaha tá legal

      Excluir
  90. Paulo, qual é sua opinião sobre as fender strato mexico? Compensa, ou melhor tunar uma sx ou condor? Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As Fender Stratocaster Standard (especificamente esse modelo) Mexicanas são feitas com várias (geralmente 5 ou mais) partes de alder, hardware simples e por incrível que pareça, captadores cerâmicos! Não valem de maneira alguma o preço que é cobrado aqui. Tens que trocar no mínimo os captadores - uns 330 reais, por baixo. Chega quase a 2.000 reais "semi tunada".

      A minha Tele SX custou 550 reais, tem duas peças de alder (talvez uma terceira, mas é na extremidade do corpo) braço inteiro de maple (escala e braço em uma única peça). Gastei menos de 500 reais na tunagem e ficou melhor que qualquer Tele Standard Mexicana.

      O que eu não sei é se a SX vai lançar (ou já lançou) stratos de "american alder" (tem que ter esse selo). A de Ash (postada aqui) é muito legal mas o corpo é 4mm mais fino.
      Fique de olho nas lojas.

      A Condor foi pega pela receita federal e está tecnicamente "fechada".

      Excluir
  91. Blz! Paulo,
    Comprei uma SX SST57 branca vintage com aparentemente o mesmo madeiramento das fenders. Estou querendo fazer umas modificações para melhorar: Trocar as tarraxas que são ruins, pelas vintage da fender e também os caps para os fender noiseless aged white, depois vou para os cosméticos: Escudo fender Mint Green, knobs aged White e por ai vai... Você acha que fica bom?
    Abç,
    José Luís

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É de alder chinês, José. Como falo no post, qualquer upgrade é bem vindo nessas SX. As tarraxas vintage Fender têm largura de tarraxas modernas, portanto se usares essas, terás que alargar os furos de qualquer jeito.
      Qto aos itens estéticos, é uma questão de gosto pessoal, mas são uma boa pedida :)

      Excluir
    2. Me refiro às tarraxas vintage 70's - chequei pessoalmente com o SAC da Fender.

      Excluir
    3. Valeu Paulo!
      Mais uma pergunta. Qual a outra opção para tarraxa que caiba nos furos da sx? E qual dica de ponte, custo beneficio que caiba nela?
      O que você acha desse pickguard já montado:

      http://www.ebay.com/itm/Fender-Jeff-Beck-Hot-Noiseless-Loaded-Pickguard-Tortoise-Aged-White-/130686081714?pt=Guitar_Accessories&hash=item1e6d7f5ab2#ht_1689wt_1263

      Abç.

      Excluir
    4. Mais uma? São 3, DoZe:)
      Nesses furos da SX SST só cabem tarraxas modelo antigo com haste mais fina. A maioria não é boa e as boas são mais caras que as boas modernas. Um luthier aumenta esses furos em 15 minutos.
      Ou podes tentar fazer o que eu fiz - uma solução caseira:
      http://guitarra99.blogspot.com.br/2010/11/para-os-sem-luthier.html

      A dica da ponte tá aqui:
      http://guitarra99.blogspot.com.br/2011/09/selo-de-qualidade-louco-por-guitarra.html

      O escudo com os noiseless é muito legal pra quem gosta de singles noiseless - não é o meu caso :)

      Excluir
  92. É eram 3 rsrsrs, mas valeu mesmo Paulo! Vou tomar uma decisão e dar uma tunada na SX, um camarada meu vai para NY e eu quero comprar as peças certas. Quando ficar pronta eu posto as fotos e o parecer.
    Abração

    ResponderExcluir
  93. paulo, to querendo colocar pots de 500k, e um kit Treble Bleed na minha strato. vc tem dicas de marcas de um capacitor a oleo e um resistor custo benefício? como é feita a ligação desse kit? grande abraço, parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para o treble bleed o ideal é um pequeno capacitor cerâmico (.002uF), Renato. Qualquer resistor de 100k serve.
      O esquema de ligação tá aqui:
      http://www.seymourduncan.com/support/wiring-diagrams/schematics.php?schematic=treble_bleed

      Excluir
    2. Boa noite Paulo, tudo bem? Comprei componentes elétricos pra finalizar minha strato (não sei lembra, vc me ajudou com a hitória do braço Mighty mite que tava 2mm mais alto...) A questão é que pensei em utilizar um circuito para evitar perda de agudos ao baixar o volume. Estou na dúvida entre o esquema 50's wiring e o treble bleed... Você tem experiencias com essas duas opções? Qual a sua opinião a respeito? na net tenho visto comentários defendendo ora a 50's wiring ora o treble bleed... to meio na dúvida... Abração!

      Excluir
    3. Julio, já instalei o treble bleed duas vezes e retirei as duas vezes! :)
      Funciona legal até o volume 7 ou 6 - à partir daí, os agudos ficam desequilibrados e o timbre muito ruim. Na minha opinião, com esse circuito, ao usarmos o pot de volume, ocorre alteração do pico de ressonância (basicamente, timbre) do captador e não só a resposta de agudos.
      O 50s wiring é bem melhor, mas pessoalmente, acho que modifica um pouco o timbre do captador - pra melhor ou pior, não sei:)

      Excluir
    4. Po, brigado pela análise Paulo, pelo que eu li, realmente estava pesando mais para o lado do 50's wiring, essa questão do volume baixo desequilibrar os agudos quebra todo o esquema... agora vou testar com e sem a 50's wiring pra ver qual prefiro! Mais uma vez, brigadão.

      Excluir
  94. Paulo, essa é melhor do que a sst62, eu prefiria a sst62 por ser rosewood,..
    Qual é o grande problema dessa sx, inicialmente iria trocar as tarraxas...

    ResponderExcluir
  95. Paulo,
    Tenho uma sx na qual instalei os pots de 500k,uso 3 singles de alnico malagoli ,cara simplesmente não consigo "abir" o som dela é muito abafado,atualmente toquei em uma guitarra giannini ggx s-1 ,e ela mesmo sendo em basswood tinha um timbre mais aberto e com agudos detalhados,achei no minimo curioso...
    O som acustico da sx tambem é mais grave e escuro, o que será que posso fazer ? é uma sunburst com braço em maple e escala em rosewwod com 2 emendas apenas
    Ahh! voce já testou essas gianninis baratas?vi uma sunburst que me pareceu ter o famoso venneer mas achei o som bem aberto ,tem o corpo com 44mm etc
    obrigado e abçs
    J.J -Santos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. JJ,
      Essas SX são foda... Tenho uma creme (agora preta, postada no blog) que era pra soar igual a essa sunburst do post mas soa bem mais abafada... Guitarras baratas chinesas... Não há controle do padrão de madeiras.
      Pelos sufocos que já passei tentando "abrir" (e até fechar) timbres de guitarras, posso te adiantar que é uma briga complicada. Nunca fiquei 100% satisfeito.
      As manobras mais comuns seriam mudar o valor dos pots para 500k (já fizeste), baixar o valor do capacitor e até desligar o circuito de tonalidade. Captadores de baixo ganho geralmente têm mais agudos, mas acho que esses Malagoli já são assim.
      Giannini e 95% das marcas atuais importam guitarras chinesas. Continuamos na mesma...

      Excluir
    2. E por falar nesses Malagoli Alnico 50, se deres uma lida nesse comentário:
      http://guitarra99.blogspot.com.br/2012/10/o-grande-problema-de-guitarras-com.html?showComment=1352533635952
      Ele tem os mesmos captadores numa G260 e sua queixa e que são muito agudos. Cada um tem o seu inferno :)

      Excluir
    3. Entendo,bom vou continuar tentando ,vou ver se arrumo uns singles beeem ardidos rsrsrs
      No braço é meu maior problema,tentei até um captador de 4,5k !!
      Voce acha que algum imã bizarro tipo neodmio ou samarium cobalto poderia me dar mais agudo?
      Tentei desligar o tone,mas realmente mudou muiiiito pouco,acho que o problema esta na madeira,será que se mudar o braço por um maple/maple melhora?
      obrigado
      J.J -Santos

      Excluir
    4. Geralmente, quanto mais forte o imã, mais clareza e agudos, mas chega um ponto que começa a desequilibrar o timbre, ataque, etc.

      Também acho que as madeiras são as responsáveis e, ao contrário do que se pensa, o braço é mais importante até que o corpo na sonoridade final. Veja o post sobre "timbre de guitarra", onde eu comparo a frequência de ressonância da vários braços. Por coincidência, o de maple/maple é o mais grave... :)

      Excluir
  96. Paulo, tudo bem?
    Acompanho seu blog a algum tempo e não resisti em lhe fazer esta pergunta: Tenho uma SX SST62 (paguei R$360,00) com um cara que trabalha dentro da Habro. Estou na dúvida se dou uma tunada (ponte, tarraxas e captadores) ou se pego direto uma Vintage V6M (900,00) que já vem com hardware e captadores Wilkinson. Sou muito curioso mas não tenho habilidade pra fazer as substituições sozinho, então precisaria de pagar um luthier. Dê-me sua opinião por gentileza? Abraços e parabéns pelo blog. Rodrigo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem nenhuma dúvida venda a SX e pegue a Vintage V6M. Já vem tunada e pronta e tem madeiras clássicas - excelente custo-benefício... :)

      Excluir
    2. Valew pela opinião Paulo. E parabéns pelo blog mais uma vez.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Paulo,

      Acabei seguindo sua dica e vendi minha SX para pegar uma Vintage V6M SSB. O problema é que não tenho conseguido falar com o cara que me vendeu a SX (que trabalha dentro da Habro) e não estou conseguindo encontrar a guitarra para comprar em lojas. Vi que você adquiriu recentemente uma Les Paul (Vintage). Onde você conseguiu encontrar? Sabe onde encontro a Vintage V6M SSB?
      Rodrigo

      Excluir
    5. Rodrigo, por alguma razão essas Vintage de vez em quando somem das lojas...Se o representante diz que o fornecimento tá ok, é questão de continuar procurando. A minha Vintage foi comprada na rede lojas Multisom (.com.br), mas o site deles é uma porcaria. Acho melhor ligar pra lá e perguntar.
      Boa sorte!

      Excluir
    6. Obrigado pela resposta Paulo. Boas festas!

      Excluir
  97. Aqui é o Dionatan
    Eu quero saber se vc quer vender, se vc se interessar aqui esta o meu e-mail dioninha_dias@hotmail.com
    entre en contato para conversamos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dionatan, no momento, não tenho interesse em vender nenhuma das minhas guitarras.

      Excluir
  98. Paulo, o que acha dos captadores lace ?
    Gosta de algum?já testou o gold ou holy grail? o que achou??
    obrigado


    Arthur-PE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nos últimos 20 anos, não gostei de nenhum captador single com redução de ruído, independente do processo usado.
      Mas isso porque minha preferência é o som vintage, clássico de strato. Se essa sonoridade não é essencial pra ti, os Lace Sensor são ótimos, principalmente para usar ao vivo e em distorções.

      Excluir
  99. Dr,
    Existe alguma diferença entre os potenciometros de tambor grande e os pequenos?Por que tenho encontrado os potenciometros Alpha nesse dois tamanhos(mine e fullsize) os mini são um pouco mais baratos e me parecem ter a mesma qualidade dos grandes,o que me diz?Qual voce prefere usar?
    abçs
    J.J-Santos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os pequenos têm curso menor, ou seja, o giro é mais sensível e qualquer movimento já modifica bastante o timbre. Foram criados porque em algumas guitarras há pouco espaço na caixa de controle. Prefiro os grandes, principalmente para volume.

      Os Alpha são muito bons, considerando o preço. O que tenho observado não é tanto a diferença de qualidade, mas sim de durabilidade. Nenhum CTS deu ruído até agora (e tenho alguns com mais de 30 anos). Os Alpha duram menos e a maioria dos chineses genéricos eu tenho que trocar a cada 2 anos...

      Excluir
  100. Boa tarde Paulo,

    Não achei outro tópico em que minha pergunta caberia, então vai nesse aqui mesmo...rsrs. Você já testou alguma SX Standard? Se sim, tem diferença das vintages?

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha Celso, as SX SST já não são grande coisa e precisam de muita tunagem, e as "comuns" são um pouco piores, ppte em relação a madeira do corpo...

      Excluir
  101. Obrigado pela ajuda cara..

    Recentemente adquiri uma Sx 57 sunburst, e ao contrario de muitas que eu ja vi, a minha nao apresenta nenhuma emenda (pelo menos nao na regiao onde a pintura é vermelha translucida e se pode ver os veios da madeira).
    Sera que ela possui aquela "chapa" pra cobrir as emendas? Ou realmente tenho um "achado" em maos?? (fica a duvida)
    Ja tive duas Tagimas (uma 735 da epoca do Seizi e uma 635 das mais recentes) e a Sx deixou as duas no chinelo, me surpreendi demais com ela (e olha que ja tive quase 20 guitarras nos ultimos 3 anos)... Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, beleza amigo!

      Cara comprei uma sst 57 Sunburst como a sua.. tive uma descepção com relação à madeira.. ela tem akela "lâmina" sobre a *madeira escondendo as emendas...
      tirando o escudo e a tampa traseira da pra ver bem a lâmina..

      mas cara tirando isso é uma guitarra legal.. pelo preço que paguei nova.. R$358,00 em 12/2012 gostei muito.. me arrependo de não ter pego uma Bege ou uma sst 62 porque o braço da 57 não é mt bonito e o escudo é feião. mas vale de experiencia.
      Coloquei um escudo preto Sandwitch e cordas 0.11 regulei o tensor e altura das cordas. ficou mt legal. sinto falta de um cap. melhor na ponte, quando uso uma distorção mais pesada.

      Excluir
    2. Ederson, realmente os captadores originais são ruins, cerâmicos. Um dual blade na ponte fica legal pra coisas mais pesadas.
      E a cor "amarelo mijo" do braço... :)

      Excluir
  102. Guitarra ficou muito show cara!!!Paulo,uma pergunta quanto aos captadores Sérgio Rosar,eu moro em Porto Alegre,onde eu posso comprar?? Já procurei em umonte de lojas e não achei,to precisando muito desses caps. Obrigado desde já!

    ResponderExcluir
  103. Paulo, vale a pena pegar uma sx sst 62 usada antiga (mas de depois do processo fender) por 450?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o preço de uma nova...
      Só valeria a pena se ela estivesse muito bem regulada e com os trastes nivelados e em bom estado. Os trastes (irregulares) são o maior problema dessas SX.

      Excluir
  104. Cara eu comprei uma sx sst 57 e eu ja tinha uas antigas, mas essa nova é de Basswood e os potenciometros vieram 1 de 1M e dois de 500K. As antigas são alder mas as novas tem que testar um container para saber qual é alder ou não. Abs

    ResponderExcluir
  105. Opa Amigo, Parabéns pelo seu trabalho!
    Também estou modificando a minha SX SST57, igual a sua. Porém, estou tendo dificuldades para encontrar o escudo dela.
    Poderia me informar qual marca de escudo você comprou?

    Muito obrigado pela força!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  106. Ola Paulo
    venho aqui compartilhar com voce a customização da minha Sx 57:

    http://sphotos-e.ak.fbcdn.net/hphotos-ak-ash4/482377_136834349831577_87641486_n.jpg

    http://sphotos-g.ak.fbcdn.net/hphotos-ak-frc1/733867_136834413164904_502734246_n.jpg

    http://sphotos-a.ak.fbcdn.net/hphotos-ak-snc7/580391_136834419831570_1294471861_n.jpg

    Meu sogro foi quem fez, trabalha com customização de instrumentos
    (reformas, pinturas personalizadas, aerografia, etc) ..se te interessar passo o contato dele pra voce.

    Abraços e tudo de bom!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito legal, Von Farah. Dê os parabéns para o teu sogro! :)

      Se ele permitir, podes postar os links/contatos aqui nos comentários. Esse é um dos posts mais lidos do blog.

      Excluir
    2. Que bom que gostou Paulo
      e obrigado por ceder o espaço pra divulgação.

      Abraços!!

      Cuztomizações e reformas de isntrumentos, fabricação e personalização de escudos:

      http://www.facebook.com/GaddiniCustomShop?ref=ts&fref=ts

      email: vonfarah@hotmail.com

      Excluir
  107. Olá!
    O que são essas "capas" metalicas nos captadores do meio e braço?

    http://2.bp.blogspot.com/_EhllPl-8U-I/TD1iEBI2SkI/AAAAAAAAAFQ/Bi0Q8Kr31eM/s320/StratSXred_06small.jpg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São capas comuns de plástico cromadas. O visual é o mesmo do metal. Encontras no ML

      Excluir
  108. Cara, se puder por favor faça um review das guitarras Les Paul TLP da tagima

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só fazemos reviews de guitarras que possuímos e/ou testamos bastante, Guga. Dado o meu passado com a Tagima, acho difícil eu ter interesse em qualquer produto dessa marca.

      Excluir
  109. Boa noite Paulo,

    tenho uma SX SST 57 e a unica mudanca ate entao foi a calibragem da corda de 9 para 10 (com ajuste de tensor feito por luthier).

    Acabei de comprar uma Fender Squier 20th anniversary (usada). Tipo essa do link abaixo, porem preta.
    http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-478081546-fender-squier-20-aniversario-_JM

    Dai surgiram duvidas. A primeira é com qual das duas ficar?

    Outras duvidas:

    Vale a pena pegar o que há de bom em ambas e fazer uma guita melhorzinha?

    Braco - SX maple/maple gordo e trastes altos - Squier Maple/rosewood C-shape e trastes baixo.

    corpo SX Alder (chines) - Squier - Basswood

    Captadores - SX ceramicos - squier (se nao me engano nessa edicao sao de alnico).

    No momento nao tenho mto como investir, por isso da ideia de usar oq tenho em maos.

    Abs e mto Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pela foto, parece (parece) que os captadores da Squier são de alnico (é fácil de checar - veja aqui: http://guitarra99.blogspot.com.br/2010/05/como-modificar-um-captador-single-coil.html).
      O basswood às vezes soa bem, portanto depende da densidade específica desse corpo aí. Se os captadores forem de alnico, acho que deverias manter a squier e apenas acrescentar um bloco de aço pesado (vide posts recentes sobre isso). Seria interessante colocar o corpo da SX nessa Squier tbém, mas aí tem a questão do ajuste (o encaixe corpo/braço deve ser perfeito), fechar e abrir novos furos, etc.

      Excluir
    2. Meu Caro, mto grato pelo seu retorno.

      Em relação ao captador da squier, os pinos parecem msm ser de alnico mas não vi barra cerâmica ou de alnico, pois quando tiro a placa metálica o que eu vejo é algo como um pedaço de granito envolto por uma cola/silicone. Ja viu algo parecido?

      Em relação colocar o corpo da SX na Squier eu to louco pra fazer isso mas tenho duvidas em relação ao braco: A furacão parece ser a mesma, mas reparei que a parte onde vão os parafusos do braco da SX é um pouco mais grossa em relação ao da Squier (o próprio corpo da SX tbm é mais grosso).

      Braco SX - 2,54 cm (1 polegada)
      Braco Squier - se não me engano a diferença é menos de 1/8 (em polegada)

      Essa diferença interfere em algo? O que você fez quando mudou o braco dessa guita aqui do post?

      Abso e mto obrigado

      Excluir
    3. Não consegui vizualizar a tua descrição, Ronald, mas se não tem a barra embaixo, deve ser alnico - cheque as fotos no link que te passei.
      Trocar braço é meio complicado. Os braços chineses costumam ser uns 2mm mais largos. Tente ver se o braço da Squier encaixa bem (sem sobras) no corpo da SX. Se sobrar, acho melhor manteres a combinação corpo/braço squier.

      Na troca de braço geralmente temos que fechar os furos dos parafusos no braço e refazer de acordo com os furos do novo corpo. Se não tens muita experiência, recomendo um luthier.

      Excluir
    4. Mais uma vez muito grato pelo retorno, desculpe o numero de perguntas..hehehe mas a diferença entre os bracos de ambas guitarras que eu mencionei acima é referente a altura.

      Tipo o braco da Squier no corpo da SX a superfície do braco vai ficar mais rente ao corpo, você vê algum problema quanto a essa diferença...cordas, captadores, ponte?

      Abs e obrigado

      Excluir
    5. Ronald, isso exige um post específico. A largura e também a altura do braço tem que bater com o corpo. Se não fecha, precisas ajustar - geralmente o braço.
      Se o braço fica muito alto, podes tentar compensar levantando os carrinhos da ponte, mas, como falei, às vezes tem que mexer mesmo.

      Excluir
  110. vale a pena??

    http://www.megasom.com.br/loja/produto-148522-6257-guitarra_sx_sst_alder_vintage__natural

    ResponderExcluir
  111. Sim, se a SX não está dando um grande calote em nós todos (e parece que não),
    Essa strato é realmente de alder americano e não chinês
    siga o link:
    http://www.teamintlco.com/SX/products.asp?ProductType_ID=2&ProductSubType_ID=81

    ResponderExcluir
  112. Grande Paulo! Legal o som dessa guita hein! Tenho uma shelter aqui, não sei se é muito antiga (só tem o logo shelter no headstock, que não é igual da fender), e hoje mesmo tirei aquela ponte com bloco chinês de 10g haha e coloquei uma ponte com bloco grande de aço de uma stratosonic que ganhei, cara o som deu um salto, o timbre encorpou. Comparando com a fender que montei, o som ficou bem bacana até, um pouco mais abafado, provavelmente o corpo é feito de basswood! To pensando em homenagear ela com uns caps novos e talvez umas tarraxas também. Já que ela foi a guitarra que aprendi a tocar.

    dá uma olhada ai https://fbcdn-sphotos-b-a.akamaihd.net/hphotos-ak-ash4/1149048_637119292973648_1852771793_n.jpg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é uma shelter de basswood (ou similar chinês - nunca se sabe), Víctor.
      Se gostas dela, vá fundo. A diferença do timbre com bloco leve e pesado é foda, não?

      Excluir
    2. Nossa demais, vou até trocar o bloco de zinco da fender por um de aço do Manara em breve, até os carrinhos to querendo colocar de aço. De começo tinha colocado um capacitor de 0.33 depois mudei para 0.22 pra tentar abrir um pouco mais o timbre da shelter, acho que vou tentar esse tradicional texas da malagoli pra tentar tirar o máximo que posso dela.

      Excluir
  113. A guita ficou linda! Parabéns!
    Tenho essa SX Sunburst e fiz algumas modificações, como a troca dos captadores por um conjunto Noiseless da Fender, tarraxas, ponte e potenciometros Fender e chave seletora All Parts.
    Ficou ótimo o som! Mas gostaria saber se é possível fazer algo mais para otimazar a ainda mais o instrumento.
    A troca do braço(deixei o original em Maple msm) seria necessária?
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que já foi o bastante, José. :) Lembre-se que esse alder é chinês, com uma sonoridade um pouco inferior ao americano.

      Excluir
    2. Obrigado Paulo, suas dicas são sempre ótimas!
      E concordo com vcs, as vezes acho o braço com muito verniz, mas o som está muito bom.

      Excluir
    3. Como diz o velho ditado: "Não se mexe em time que tá ganhando" :)

      Excluir
  114. Parabéns pelo blog!
    Estou vendo que há algumas stratos SX boas e as Les Paul SX também são boas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São boas também. Não ótimas, mas boas. Atualmente, as Les Paul da marca "Vintage" estão na mesma faixa de preço e geralmente são melhores que as SX. Vide:

      http://guitarra99.blogspot.com.br/2012/10/uma-les-paul-boa-e-barata.html

      Excluir
    2. Eu já tinha visto este post que vc me passou e tava pesquisando sobre as guitarras Vintage e Cort modelos Les Paul que vc citou no post, e observei que a diferença de preço dos modelos com tampo sólido para os sem tampo não é muito grande. Vale a pena pagar um pouco mais por uma com tampo sólido? E quanto ao timbre, há muita diferença?

      Valeu pela ajuda.

      Excluir
    3. Queres dizer com top de maple real? Sim, uma Les Paul Standard clássica deve ter um top de maple para soar como tal e vale a pena pagar um pouco mais. Tem que ter certeza que é top de maple real, grosso, e não uma folha fina de maple bonitinho.

      Excluir
  115. Paulo, conheci a pouco seu blog e achei realmente muito bom. São contribuições valiosas para quem gosta de guitarra. Tenho duas guitarras relacionadas a esse post uma shelter fst62 e uma sx sst57 gostaria de trocar os braços entre elas, será que as medidas e furações são compativeis? Gostaria também de trocar a captação de uma delas, porem não tenho muito dinheiro para investir, o que acha dos captadores Alnico que vendem nesses sites chineses? já testou ou ouviu o captador Eric Custom E6A? gosto do som vintage de stratos, gostaria se possível de uma sugestão de captação de baixo custo. Parabens novamente, Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Rene.
      A Shelter e SX teoricamente são feitas nas mesmas fábricas. Por isso, também teoricamente, as furações e medidas devem bater. Só tentando pra saber mesmo.
      Captadores chineses são complicados. Já ouvi singles de alnico bons e ruins, mas alnico sempre será melhor que cerâmico pra singles da baixo ganho...
      Os captadores Malagoli têm um excelente custo benefício (captadores.com.br).
      Boa sorte!

      Obs:
      http://guitarra99.blogspot.com.br/2014/05/faq-003-orientacoes-para-perguntas.html

      Excluir
  116. Grande Paulo ! Meu nome é Luiz Henrique Praia e estou iniciando agora no mundo maravilhoso das guitarras. Já toco violão a bastante tempo porém, guitarra é outra viagem. Tuas informações, experiências e dicas tem sido de grande valia para os "de primeira viagem" como eu. Se eu puder te incomodar um pouco, gostaria de saber que ponte mais adequada eu deveria colocar na traca pela original que venho em minha SX SST-57, que , gostaria de ressaltar veio com um acabamento maravilhoso e componentes com a qualidade que um iniciante como eu necessita. Achas que trocar as tarraxas por um jogo de Gotoh ( . . . que estão custando em torno de R$ 300,00) vale a pena? Obrigado por sua generosidade em compartilhar suas experiências conosco e por suas orientações. Grande Abraço !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que tudo que precisas está aqui Luiz:
      http://guitarra99.blogspot.com.br/2013/08/tunando-uma-guitarra-sx-guia-definitivo.html

      Excluir
  117. Boa Tarde Paulo, li muito teu blog antes de comprar uma strato e então optei pela SX, ela chegou ha menos de uma semana. Esperei ela chegar para começar os ups. Bueno, primeiramente gostaria de saber qual marca de escudo devo optar para que encaixe perfeitamente, já fiz medidas com alguns que encontrei pela internet, mas ainda sim fico receoso antes de comprar e depois não dar certo. Comprei a opção Sunburst da versão de strato em alder americano(pelo que a marca diz, né kkk)e gostaria de colocar um escudo preto, semelhante ao up que tu fizeste na tua. Depois me decido quanto aos caps, mas tenho em mente os malagoli, visto que são baratos e fáceis de encontrar.
    Parabens pelo post, é muito esclarecedor e encoraja muito os guitarristas que tem dúvidas quanto às marcas mais baratas, como a SX. No más, fico no aguardo do amigo, forte abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniel, se não me engano, esses escudos das SX têm a localização dos parafusos diferente do padrão Fender. Se os furos não baterem, tem que furar de novo (essa madeira não é dura - basta marcar o ponto do furo com uma ponta metálica, passar um pouco de sabão úmido na ponta do parafuso e forçar com a chave). Como os furos ficam embaixo do escudo, são invisíveis.
      No mercado livre, a maioria dos vendedores coloca as medidas dos escudos.

      Excluir

Antes de perguntar, faça uma pesquisa no campo "Pesquisar nesse blog".